Reavivados por Sua Palavra


SALMO 135 by jquimelli
15 de março de 2017, 1:00
Filed under: Sem categoria

Comentário devocional:

Analisando os contrastes óbvios neste salmo entre Deus e os ídolos, é fácil balançar a cabeça e perguntar como os israelitas podiam adorar pedaços inúteis de ouro em vez de se comprometer com Deus e Seus propósitos. Mas será que somos diferentes? Ou será que apenas trocamos os deuses de prata e ouro pelo dinheiro de hoje?

Embora tenhamos crescido com o velho ditado de que “o dinheiro não compra a felicidade”, nossas ações parecem determinadas a mostrar o contrário. Nós armazenamos riqueza como se ela pudesse nos proteger em momentos de dificuldade e tragédia e nos esquecemos de que a tragédia pode nos tirar o dinheiro e tornar qualquer riqueza inútil. Por outro lado, nos esquecemos do verdadeiro valor das bênçãos de Deus.

Do mesmo modo que os filhos de Israel podiam escolher usar a sua prata e ouro para construir um ídolo ou um templo, podemos fazer a mesma escolha com o nosso dinheiro. Será que iremos idolatrar e acumular este tesouro, ou vamos usá-lo para edificar a igreja de Deus e compartilhar com os necessitados?

Lori Futcher
Escritora e Editora
Cleveland, Tennessee, Estados Unidos

Texto original: http://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/psa/135 e http://revivedbyhisword.org/en/bible/Psa/135/
Texto anterior expandido: https://reavivadosporsuapalavra.org/2013/12/20/
Tradução: Pr Jobson Santos/Jeferson Quimelli
Texto bíblico: Salmo 135 NVI
Comentário em áudio Pr Valdeci
Leituras da semana do programa Crede em Seus Profetas: https://credeemseusprofetas.org/



SALMO 135 – COMENTÁRIO PR EVANDRO FÁVERO – PRIMEIRO DEUS by jquimelli
15 de março de 2017, 0:55
Filed under: Sem categoria



SALMO 135 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by jquimelli
15 de março de 2017, 0:50
Filed under: Sem categoria

SALMO 135 – Sempre gostei muito de ler. Quando criança, no verão, sentava sob as folhas de uma planta de chuchu com um livro na mão, para refrescar o corpo e alimentar a mente.

No Ensino Médio, no IASP (Instituto Adventista de São Paulo), frequentava a biblioteca para ler biografias de grandes nomes da história: Galileu Galilei, Alexander Graham Bell, Isaac Newton, entre outros. Quando fiz um teste vocacional, o resultado foi surpreendente: Revelou-me uma inclinação para o campo de exatas – sendo que sempre fui muito mais da área de humanas.

Conclusão, somos o que contemplamos. Refletimos aquilo que mais dedicamos nosso tempo. Por isso, quanto mais passarmos tempo com Deus, mais parecido com Ele nos tornaremos.

Então, permita que este Salmo te leve para mais perto dEle hoje. Medite profundamente:

1. Deus merece louvores das grandes personalidades do mundo, e também das pessoas mais simples, porque Ele é bom e adorar-Lhe é agradável ao coração humano (vs. 1-3).

2. Apesar de que o pecado nos separa de Deus, Cristo rompeu com essa barreira para formou um povo de pecadores regenerados para ser Seu representante no mundo: A igreja (v. 4).

3. Deus é eterno, infinito e todo-poderoso, Ele é Rei de reis e Senhor dos senhores. Ele é superior a todos os deuses e ídolos existentes (v. 5);

4. Deus é Criador, Seus feitos são incomparáveis, sobrenaturais:
a) Na natureza, Deus revela Sua soberania em todo lugar e época (vs. 6-7);
b) Na história humana, Deus interfere com maestria revelando sua superioridade incomparável (vs. 8-12);

5. O nome de Deus nunca desaparecerá da mente da humanidade, Seu amor e cuidado sempre serão lembrados por alguém no mundo e na história (vs. 13-14).

6. Deus repreende deuses insignificantes e adoradores de divindades falsas: “Os deuses das nações pagãs são meras bugigangas, artigos em liquidação nos mercados […]. Os que os fabricam e confiam neles, como eles se tornam” (vs. 15-18):
a) Bocas esculpidas que não podem falar;
b) Olhos pintados que não podem ver;
c) Ouvidos entalhados que não podem ouvir – madeira morta, frio metal!

7. Pessoas de todos os níveis culturais e sociais precisam ser convocadas a testemunhar profusamente do terno e paterno caráter do Deus vivo e verdadeiro (vs. 19-21).

Vamos testemunhar mais? – Heber Toth Armí.



SALMO 135 #RPSP COMENTÁRIO ROSANA BARROS by Ivan Barros
15 de março de 2017, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Pois o SENHOR julga ao Seu povo, e Se compadece dos Seus servos” (v. 14).

Já parou para pensar qual tem sido o sentido do seu louvor a Deus? O convite do salmista traz uma série de razões para louvarmos o nome do SENHOR: Porque Ele é bom e porque é agradável (v. 3); Pois Ele nos escolheu para a salvação (v. 4); Ele controla a natureza (v. 7); Ele nos liberta do julgo dos inimigos (v. 8-11); Ele nos sustenta (v. 12); Ele é eterno (v. 13); Ele é justo (v. 14); E não há outro Deus além do SENHOR (v. 15-18). Por tudo isso e muito mais somos convidados a bendizer o nome do SENHOR (v. 20).

Mas eu creio que há uma razão peculiar que move o coração de cada adorador: a experiência pessoal. Cada pessoa que é alcançada pelo amor de Deus tem um testemunho ímpar, particular, que não se pode igualar com a história de mais ninguém. Deus tem uma maneira especial para achegar-se a cada coração e jamais a forma como Ele me alcançou vai ser igual à sua. Pode até parecer, mas não é igual. O principal motivo que deve nos levar a louvar a Deus, não deve ser pelo fato de que o SENHOR é bom, de forma genérica, mas como a Sua bondade tem sido real em nossa vida.

Os fariseus enchiam o templo com seus louvores e orações públicas, mas Cristo os repreendeu severamente, dizendo: “Este povo honra-Me com os lábios, mas o seu coração está longe de Mim. E EM VÃO ME ADORAM” (Mateus 15:8). O que lhes saía dos lábios não estava em acordo com o que lhes saía do coração. Com a boca cantavam louvores a Deus. Com o coração, blasfemavam contra Ele. Cantavam da bondade de Deus, mas não viviam esta bondade. Cantavam do amor divinal, mas não viviam este amor. O louvor é muito além de um conjunto de notas musicais com belas letras. O louvor é adoração. É o reconhecimento de que o que eu estou cantando é real em minha vida. Eu louvo porque eu creio. E se eu creio, eu procuro viver o que louvo. Simples assim.

Temos lindos exemplos de pessoas que louvaram o nome do SENHOR pela real atuação dEle em Suas vidas. Você pode ler o cântico de Moisés (Êxodo 15), o cântico de Ana (I Samuel 2), o cântico de Zacarias (Lucas 1:67-80), o cântico de Maria (Lucas 1:46-55), dentre outros, que não somente cantaram, mas que foram verdadeiras manifestações de louvor ao SENHOR de suas vidas. Cada dia nós temos motivos reais para louvar ao nome dAquele que, além de nos conceder a vida, deseja conduzi-la por um caminho reto e para um lar eterno. Portanto, “vós que temeis ao SENHOR, bendizei ao SENHOR” (v. 20).

Bom dia, coral de adoradores do Deus Único!

Desafio do dia: Tenha sempre um cântico no coração. Compartilhe conosco o seu hino favorito. O meu, é o hino “Nos passos de Jesus” (HA, n° 481). https://www.youtube.com/watch?v=tHeu9DS2_uA

Rosana Garcia Barros                 
#PrimeiroDeus #Salmo135




%d blogueiros gostam disto: