Reavivados por Sua Palavra


II CRÔNICAS 3 by jquimelli
15 de julho de 2016, 1:00
Filed under: Sem categoria

Comentário devocional:

Este capítulo traz informações precisas acerca das dimensões do templo, de suas fundações, do lugar santíssimo, entre outras. Detalha o tamanho das asas dos anjos e a quantidade de revestimento de ouro, que alguns estimam valeria hoje 16 milhões de dólares.

No entanto, o lugar onde o templo foi construído revela muito do seu propósito. Não havia lugar melhor para Salomão construí-lo. Alguns dizem que este local foi escolhido por Davi (2Sm 24: 18,25; 1Cr 21:18,26). Entretanto, na verdade, aquele lugar havia sido escolhido por Deus, pois apontava para um sacrifício muito maior do que o de Davi. O templo deveria ser construído sobre o Monte Moriá, aonde o coração de Abraão fora quebrantado e onde Isaque voluntariamente se entregou à morte (Gn 22.2-13).

Durante séculos, cordeiros seriam sacrificados naquele mesmo lugar. Cada um deles seria uma antecipação do sacrifício definitivo e voluntário de Jesus e do coração partido de Deus.

Quando Jesus aceitou a morte na cruz, estava figurativamente aceitando que nós colocássemos as mãos sobre Ele e nossos pecados fossem transferidos para Ele a fim de que pudéssemos ser reconectados ao nosso Pai misericordioso no Céu.

Está você, hoje, agradecido pelo valioso presente de Deus em seu benefício? Por causa de Jesus, você não precisa morrer. Em vez disso, você pode oferecer o sacrifício de um espírito contrito e de louvor a Deus!

 

Pastor Scott Griswold
Recrutador de Missionários
Apoio a Projetos para o Sudeste da Ásia

 

Também disponível em: http://www.revivalandreformation.org/bhp/pt/biblia/2ch/3 e https://www.facebook.com/ReavivadosPorSuaPalavra/
Texto original: http://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/2ch/3
Publicação anterior: https://reavivadosporsuapalavra.org/2013/04/21/
Tradução JAQ/GASQ/JDS/Cindy Tutsch
Texto bíblico: II Crônicas 3
Comentário em áudio Pr Valdeci
Leituras da semana programa Crede em Seus Profetas:
http://www.revivalandreformation.org/bhp/pt/sop/pp/36-37 e https://credeemseusprofetas.org/



II CRÔNICAS 3 – Comentário Pr Heber by Ivan Barros
15 de julho de 2016, 0:45
Filed under: Sem categoria

“Que ao contemplar a Deus, em Cristo, seu Templo verdadeiro, mais glorioso que o de Salomão, possamos chegar a sermos uma casa espiritual, uma habitação de Deus no Espírito”, escreveu Matthew Henry. Embora os materiais estavam todos preparados, demorou-se cerca de quatro anos para começar a construção do Templo (II Crônicas 3:1-2); quase sempre postergamos as coisas de Deus. Entretanto, as coisas espirituais, as coisa de Deus jamais deveria ser postergada. Por outro lado, também não devemos desejar as coisas em nosso tempo, precisamos nos adequar ao tempo de Deus. O que jamais devemos fazer é deixar de contemplar a Deus, em Cristo. Não devemos nunca postergar tal atitude. Precisamos desde já tomar a decisão urgente de sermos casa espiritual, morada de Deus, templos do Espírito Santo. Deus em Cristo está construindo Sua igreja através daqueles que são libertas do pecado pelo poder do sangue de Cristo… Quero que saibas que, a tua atitude diante das coisas de Deus, depende da noção que você tem de dEle. A visão que você terá de Deus dependerá da soma de tuas experiências. No entanto, para que Ele transforme verdadeiramente a tua vida, você terá de vê-Lo da maneira correta, e, não há outro meio de alcançar esse objetivo a não ser contemplando-O diariamente através de Cristo; não perca tempo, faça isso agora mesmo!
O templo é o lugar da presença de Deus. É onde Deus fala ao ser humano e lhe oferece o plano da salvação. Salomão construiu o templo para Deus no monte Moriá, onde 1100 anos antes Deus falara com Abraão, o pico onde o pai da fé alcançou seu mais alto nível de fé ao quase sacrificar seu filho Isaque, o qual fora substituído por um cordeiro (Gênesis 22). Nesse mesmo lugar, estava a eira de Ornã (I Crônicas 21:18-22:1), onde um anjo apareceu a Davi, o qual comprou o lugar, fez um altar e Deus respondeu sua oração; então Davi propôs em seu coração construir o templo de Deus naquele lugar. A igreja é o ponto de encontro de Deus com o ser humano. É o lugar onde Deus espera falar com cada pecador que O busca. A igreja é a Casa de Deus aqui na terra aonde vão pessoas de fé que constituem o corpo de Cristo aqui neste mundo. Não é por acaso que o Espírito Santo inspirou o autor da carta aos Hebreus a fazer a seguinte declaração: “Não abandonemos, como alguns estão fazendo, o costume de assistir as nossas reuniões (na igreja). Pelo contrário, animemos uns aos outros e ainda mais agora que vocês veem que o dia está chegando” (Hebreus 10:25). Quem se nega ir à igreja está se negando a ter um encontro com Deus. Quem prefere o conforto do Seu lar não prioriza o conforto da presença de Deus em Sua Casa. Sejamos crentes de verdade, não só de palavras. Sejamos servos de Deus, não apenas nominais, mas genuínos. Deus quer te salvar!
Símbolos da presença de Deus não devem ser confundidos com Deus, nem com ídolos ou imagem de adoração. Além dos Querubins, os quais são grandes criaturas angélicas bordadas como figuras nas cortinas do templo, dois Querubins de madeira, folheados em ouro, foram colocados no Lugar Santíssimo. “Cada Querubim tinha duas asas, e cada asa media dois metros e vinte e cinco centímetros de comprimento… Os Querubins estavam de pé, olhando para o Lugar Santo” (I Crônicas 3:11-13 [NTLH]). O Lugar Santo era o lugar de encontro com Deus, as cortinas e as paredes revelavam que o pecador não tinha acesso direto a Deus a não ser por meio do sacrifício dos cordeiros e do serviço dos sacerdotes. Isso deixa claro para nós hoje que pelo fato de ainda sermos pecadores, precisamos de Jesus, nosso Sumo Sacerdote no Lugar Santíssimo do Santuário Celestial, a fim de termos acesso a Deus. É para isso que Jesus morreu na cruz; então, aproxime-se de Deus. Deus é santo, Ele é nosso Criador e nosso Redentor; devemos-Lhe a vida por tê-la criado e nos libertado da morte pela morte de Seu Filho na cruz. Adorar a Deus é colocá-Lo no centro da vida, como referencial absoluto, como prioridade em tudo. Como disse o teólogo Daniel Plenc, “A adoração é a resposta positiva, submissa, obediente e integral do homem rendido à iniciativa de Deus de revelar Seus atributos e ações, sobretudo de criação, redenção e providência”. Ainda que seja permitido símbolos da presença de Deus por meio de figuras e esculturas orientados por Ele, ir à Sua santa e sublime presença deve ser mais que mero simbolismo.

(Heber Toth Armí)



II CRÔNICAS 3 – #RPSP – Comentário Rosana Barros by Ivan Barros
15 de julho de 2016, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Levantou as colunas diante do templo, uma à direita, e outra à esquerda; a da direita, chamou-lhe Jaquim, a da esquerda, Boaz” (v. 17).

É indiscutível o fato de que Salomão tinha tanto amor pela Casa do SENHOR quanto Davi, seu pai. Cada detalhe carregava uma impressão quase palpável de que Deus estava ali. O Dono do ouro (Vide Ageu 2:8) e de toda a riqueza era lembrado em cada milímetro dourado que revestia o interior daquele lugar. No Santo dos Santos (terceiro e último compartimento) foram colocados dois querubins de grandes proporções tanto no tamanho, quanto no significado. Naquele lugar, o Santo dos santos Se manifestaria com a Sua glória. E diante da glória de Deus deve haver adoração. Os anjos e sua posição, representam o culto agradável ao SENHOR. Mediante submissão e entrega, podemos nos apresentar diante de Deus todos os dias. Porque um dia o véu (v. 14) se rasgou (Mateus 27:51), quando o verdadeiro Cordeiro pascal foi morto. Nosso acesso ao Céu não mais depende do sacrifício de animais, mas, mediante Cristo, e somente por intermédio dEle (Vide I Timóteo 2:5) podemos nos achegar ao Pai. As colunas Jaquim (“Ele estabelecerá”) e Boaz (“Nele há força”) (v. 17), foram a forma de dizer que só o SENHOR é Deus; que somente por Ele tudo é estabelecido e só nEle encontramos força. Isto é, DEPENDEMOS DE DEUS. Por mais que insistamos na auto suficiência, por mais que rejeitemos a Deus, por mais que alguns nem acreditem em Sua existência, Deus é Deus, “pois nEle vivemos, e nos movemos, e existimos” (Atos 17:28). Sabemos que a finalidade das colunas é a de sustentar uma estrutura. E a Casa de Deus possui a mesma função. A “igreja do Deus vivo…” deve ser “… coluna e baluarte da verdade” (I Timóteo 3:15). A igreja deve sustentar a Palavra de Deus com amor e motivação como fez Salomão com o templo. Que a nossa vida seja um sustentáculo da verdade, edificada sobre o alicerce perfeito (Vide Mateus 7:25): Jesus Cristo!

Bom dia, coluna e baluarte da verdade!

*Leiam #2Crônicas3

Rosana Garcia Barros




%d blogueiros gostam disto: