Reavivados por Sua Palavra


I CRÔNICAS 28 by jquimelli
11 de julho de 2016, 1:00
Filed under: Sem categoria

Comentário devocional:

No ano quarenta do seu reinado, Davi convocou todos os líderes do reino para uma importante reunião. O rei estava com a saúde comprometida e alguns temiam que ele não pudesse comparecer pessoalmente, mas fortalecido pelo Espírito ele presidiu a reunião e proferiu palavras que se tornaram inesquecíveis.

As principais personalidades da nação compareceram ao evento. Os príncipes das tribos, os chefes militares, os administradores das propriedades reais, os filhos do rei, os chefes dos grupos de famílias e também os funcionários do palácio aguardavam expectantes os acontecimentos do dia.

O idoso rei pede apoio ao seu filho Salomão e conclama a todos para que se unam em prol da construção do templo. Com o coração cheio de emoção, Davi lembrou a todos que há muito tempo ele havia manifestado o desejo de construir um templo para o Senhor, mas Este o impedira. No entanto, alegremente, empreendera extensos preparativos para que a obra pudesse ser realizada por seu sucessor.

Davi sabia por amargas experiências que qualquer desvio do caminho correto é perigoso e conclamou a todos para servir a Deus com um coração não dividido. “Tenham o cuidado de obedecer a todos os mandamentos do Senhor, o seu Deus, para que mantenham a posse dessa boa terra e a deem por herança aos seus descendentes para sempre” (1 Crônicas 28:8, NVI)

Salomão é relembrado que o rei não está acima dos demais seres humanos e somente receberá as bênçãos de Deus se O buscar com fervor. Com palavras diretas e objetivas Davi lhe diz: “O Senhor o escolheu para construir um templo que sirva de santuário. Seja forte e mãos ao trabalho!” (1 Crônicas 28:10, NVI)

O discurso de Davi alcançou os resultados esperados. Rei e liderados se uniram a fim de executar a tarefa a eles confiada. Nos primeiros anos de seu reinado, Salomão dedicou-se integralmente à tarefa de construir o templo do Senhor, apoiado pelos homens influentes da nação.

Feliz é a pessoa e a nação que descobre o propósito elevado para o qual veio a existência. Assim como Salomão tinha a sua missão especial, nós também temos a nossa. Pergunte a Deus o que Ele espera de você e depois dedique-se de coração a cumprir os sonhos de Deus para a sua vida e tenha certeza de que um futuro brilhante o aguardará!

Pai celestial, dê-me alegria e coragem para seguir o plano que Você planejou para a minha vida!

 

Pastor Jobson Santos
UNASP

 

Também disponível em: http://www.revivalandreformation.org/bhp/pt/biblia/1ch/28 e https://www.facebook.com/ReavivadosPorSuaPalavra/
Texto original: http://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/1ch/28
Publicação anterior: https://reavivadosporsuapalavra.org/2013/04/17/
Versão em português gentilmente cedida pelo autor
Texto bíblico: I Crônicas 28
Comentário em áudio Pr Valdeci
Leituras da semana programa Crede em Seus Profetas:
http://www.revivalandreformation.org/bhp/pt/sop/pp/36-37 e https://credeemseusprofetas.org/



I CRÔNICAS 28 – Comentário Pr Heber by Ivan Barros
11 de julho de 2016, 0:45
Filed under: Sem categoria

O templo, hoje conhecido como igreja, é o lugar mais especial que alguém poderia estar ou ir. O culto a Deus deve ser o centro da vida de cada pessoa disposta a honrar o seu Criador. A participação frequente, ativa e comprometida na igreja capacita cada membro do corpo de Cristo a uma vida de serviço constante. As exortações finais de Davi à liderança do povo e a seu filho Salomão resumem a teologia do livro de Crônicas (I Crônicas 28). O rei Davi destaca que Deus o escolheu e o capacitou para liderar toda a nação, e indicou seu filho Salomão para sucedê-lo e construir o templo que ele queria ter feito. Com palavras semelhantes às de Moisés a Josué (Josué 1:1-9), Davi falou convictamente ao filho que mantivesse os mandamentos de Deus, porque abandoná-los implicaria em abandonar a Deus, retirar-se de Sua proteção e perder Sua bênção. Como a tarefa mais importante incumbida a Salomão foi a construção da casa de Deus, seria bom se os pais modernos ajudassem seus filhos a entenderem que é mais importante fazer a obra de Deus do que preparar-se para grandes realizações humanas; participar das coisas espirituais, eternas, da igreja, do que de programas, eventos e projetos seculares, mundanos e insignificantes. Precisamos atentar para as sábias instruções bíblicas mais do que para as sábias instruções desta vida. Precisamos nos empenhar mais nas coisas de Deus do que em nosso trabalho e na faculdade. Deus deve ser o centro, sempre!
O templo é a Casa do Deus do Céu aqui na Terra onde as pessoas são elevadas ao clima do Céu. A igreja é o lugar mais sagrado do Planeta Terra e deve ser assim considerada por todos os que adentram seu recinto. Os projetos do templo em I Crônicas 28 têm informações que mesmo sendo valiosíssimas, quase sempre são ignoradas:
1. Os projetos do Templo devem ser traçados pela orientação do Senhor (v. 19);

2. Os mínimos detalhes sobre a estrutura, a tesouraria, os depósitos e a mobília sagrada devem ser como Deus quer e não como o ser humano pretende (v. 13);

3. Deus deve ser o verdadeiro projetista do Seu templo, ninguém deve decidir individualmente o quê fazer e como fazer (vs. 14-19);

4. Hoje temos a revelação de Deus escrita, ao construir um templo toda atenção deve ser dada ao que está revelado ainda que alguém queira fazer uma doação de algo que revela o seu gosto pessoal (vs. 11, 19);

5. Deus ajuda na construção de Sua casa quando pessoas consagradas, empenhadas e dispostas a seguir Sua vontade trabalham juntas e em harmonia em Seu templo (vs. 20-21). 

Ao ser feito desta forma, ainda que a construção fora chamada de Templo de Salomão, não era dele, nem de Davi seu pai, era a Casa de Deus, lugar consagrado e dedicado à adoração ao Deus que é digno de todo louvor. Precisamos sonhar como Davi e realizar como Salomão, pois Deus merece uma maravilhosa casa de oração! Como proceder para que não haja conflitos, atritos e problemas na hora de construir uma igreja? Harmonia na construção de uma igreja (Templo/Casa de adoração) só será possível seguindo quatro estágios (I Crônicas 28):

1. É preciso de um líder de visão espiritual: Davi liderou o projeto de construção do templo (v. 1);
2. É preciso convocar líderes e num discurso expor o plano: Davi convocou os líderes de todas as áreas e expôs-lhes o plano de construir o templo (vs. 2-10);

3. É preciso elaborar uma planta e entregar a quem vai executar a obra: Davi entregou as plantas do templo a Salomão e explicou cada detalhe de como proceder (vs. 11-19);

4. É preciso aconselhar, incentivar e motivar aos construtores: Davi incentivou a Salomão e mostrou-lhe que todos estavam não só cientes, mas preparados e motivados para começar e terminar o trabalho.

Seja em qualquer igreja que, ao ser construída ou reformada, se não seguir os estágios supracitados enfrentará problemas, confusões e atritos entre líderes e liderados, correndo o risco de abandono da obra. Se até nossas coisas devem ser feitas conforme a orientação bíblica para dar certo, quanto mais as coisas de Deus?! Sejamos sábios e prudentes, sigamos sempre os princípios bíblicos em tudo na vida, principalmente nas coisas sagradas! Os planos de Deus e a forma de realizá-los são maiores e melhores que os nossos. Experimente-os!
(Heber Toth Armí)



I CRÔNICAS 28 – #RPSP – Comentário Rosana Barros by Ivan Barros
11 de julho de 2016, 0:30
Filed under: Sem categoria

“E, de todos os meus filhos, porque muitos filhos me deu o SENHOR, escolheu Ele a Salomão para se assentar no trono do reino do SENHOR, sobre Israel” (v. 5).
A sucessão do trono de Davi foi dada pelo SENHOR a Salomão e seu reinado seria marcado pela construção magnificente do Tabernáculo. O grande desejo de Davi se cumpriria em seu filho e ele precisava aconselhá-lo e também admoestá-lo à obediência e à sinceridade diante do SENHOR. “O SENHOR esquadrinha todos os corações e penetra todos os desígnios do pensamento” (v. 9). Ou seja, o que definiria se ele teria um “coração íntegro e alma voluntária” não seria o que os olhos humanos contemplariam, mas o que Deus conhecia. Porque a embalagem não revela o conteúdo. Davi exortou Salomão a buscar ao SENHOR de todo o coração, pois já tinha provado na pele os resultados de pecados acariciados. Salomão se assentaria “no trono do reino do SENHOR”. Davi deixa claro a seu filho que ele seria um embaixador de Deus e de Seu reino. O reino era do SENHOR, e em reconhecer isso Salomão seria fortalecido e faria a obra que lhe foi designada (v. 10). Praticamente todo o material para a construção do templo lhe foi entregue. Ele tinha a bênção do SENHOR, o reino erigido por seu pai, um exército de pessoas de confiança a seu favor, tesouros que não se podiam contar e “voluntários com sabedoria de toda espécie para cada serviço” (v. 21). Isto é, ele tinha toda a matéria prima e todo material humano necessário para a realização da obra. As palavras de motivação de Davi no verso vinte foram uma verdadeira injeção de ânimo para Salomão. Sua obra não seria fácil e nem tampouco livre de problemas, mas ele teria consigo a Companhia fiel que não o deixaria e nem o desampararia: o SENHOR Deus. Eis o que superou infinitamente os recursos materiais e humanos que possuía. As durezas da vida não são para endurecer o nosso coração, mas para quebrantá-lo e refazê-lo. Assim como Deus estabeleceria o reino de Salomão para sempre, Ele deseja que com Ele estejamos para sempre em Seu Reino. Mas, para isso, existe um “se”. “Se perseverar ele em cumprir os Meus mandamentos e os Meus juízos” (v. 7). Deus deseja reinar no trono de nosso coração. E para que isso aconteça precisamos buscar ao SENHOR (v. 9). “Buscar-me-eis e Me achareis quando Me buscardes de todo o vosso coração” (Jeremias 29:13). O SENHOR conhece você. Ele sabe quem você é. Ele vai muito além do que os outros podem ver. Podemos enganar a muitos e até a nós mesmos, mas a Deus NINGUÉM engana. Salomão deveria ser honesto e sincero em seu caminho, e nós também devemos proceder da mesma forma. A força e a coragem, Deus só concede a quem reconhece que dEle depende completamente. Podemos ter todo o material necessário para a obra do SENHOR, mas se não fizermos conforme o “mandado do SENHOR” (v. 19), deixando-O de lado para fazer a nossa própria vontade, corremos o risco de Sua rejeição eterna (v. 9). 
Portanto, amados, que sirvamos ao SENHOR “de coração íntegro e alma voluntária”, permitindo que Ele se assente no trono de nosso coração, reinando soberano em nossa vida. Então, Deus nos escolherá para filhos, Ele nos será por Pai e com Ele reinaremos para SEMPRE!

Bom dia, filhos do Rei dos reis!

*Leiam #1Crônicas28
Rosana Garcia Barros




%d blogueiros gostam disto: