Reavivados por Sua Palavra


I CRÔNICAS 27 by jquimelli
10 de julho de 2016, 1:00
Filed under: Sem categoria

Comentário devocional:

O capítulo 27 de Crônicas descreve de forma sucinta a administração militar e civil de Israel. Embora os levitas levassem sobre seus ombros grande parte da responsabilidade pelo bem-estar da nação, algumas outras lideranças também eram necessárias para apoiar a monarquia.

A cada mês do ano uma divisão militar com 24 mil homens ficava a disposição para servir como guarda nacional. Este rodízio das tropas possibilitava o treinamento de mais pessoas. Assim, no caso de alguma ameaça, podia-se contar com um enorme exército treinado. E como o tempo de serviço era de apenas um mês, os soldados podiam levar uma vida normal no restante do ano.

A fim de ajudar o rei na administração da nação príncipes foram escolhidos para liderar cada uma das tribos. A administração de pessoas é sempre complexa. Estes príncipes ajudavam o rei a perceber as principais necessidades dos seus respectivos grupos populacionais e geográficos e a providenciar uma solução por parte do estado.

Após 40 anos de governo, Davi havia reunido uma considerável riqueza. Doze administradores foram selecionados para tomar conta das terras, dos trabalhadores, dos animais, da produção agrícola e dos depósitos do rei.

O capítulo termina mencionando alguns dos conselheiros pessoais de Davi. Jônatas, o escrivão, é apresentado como um homem sábio e instruído. Jeiel, ficou encarregado da educação dos filhos do rei. Joabe era o comandante geral do exército e Aitofel, Husai, Abiatar e Joiada eram conselheiros do rei. Grande parte dos acertos de Davi, foi devido a dedicação e fidelidade desses homens.

Assim como Davi cercou-se de especialistas em diversas áreas civis e militares do reino, cada um de nós fará bem em cercar-se de bons amigos e conselheiros a fim de alcançar a excelência.

Santo Deus, obrigado pelos Seus elevados planos para mim. Ajude-me a cooperar contigo para que esses planos possam cumprir-se.

Pastor Jobson Santos
UNASP

 

Também disponível em: http://www.revivalandreformation.org/bhp/pt/biblia/1ch/27 e https://www.facebook.com/ReavivadosPorSuaPalavra/
Texto original: http://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/1ch/27
Publicação anterior: https://reavivadosporsuapalavra.org/2013/04/09/
Versão em português gentilmente cedida pelo autor
Texto bíblico: I Crônicas 27
Comentário em áudio Pr Valdeci
Leituras da semana programa Crede em Seus Profetas:
http://www.revivalandreformation.org/bhp/pt/sop/pp/36-37 e https://credeemseusprofetas.org/



I CRÔNICAS 27 – Comentário Pr Heber by Ivan Barros
10 de julho de 2016, 0:45
Filed under: Sem categoria

Neste mundo corrupto é extremamente importante aprender a tomar cuidado, vigiar, estar atento e proteger o que Deus nos dá, desde o tempo até os bens materiais. O roubo, a guerra e o vandalismo pode acontecer em qualquer lugar, portanto, todo cuidado é pouco. É preciso guardar e proteger o que se tem. Davi colocou pessoas responsáveis pelo cuidado e proteção dos seus tesouros, dos tesouros dos campos, das cidades, das aldeias e das torres; ou seja, todo patrimônio estava assegurado por pessoas de respeito (I Crônicas 27:25-31). Muitas pessoas não têm nada ou sempre perdem o que têm por falta de vigilância. Nunca devemos esquecer que somos mordomos de Deus e tudo o que temos não é nosso; está sob nossa responsabilidade, porém pertence a Deus. Se devemos cuidar bem do que é nosso ou do que é dos outros, que dirá do que é de Deus?! É por isso que Davi investiu na organização e treinamento de um exército a fim de proteger o povo de Deus (vs. 1-22). Tem gente que ganha bem, tem um bom salário, e vive sempre na miséria porque não cuida do que tem. Além disso, tem o aspecto espiritual da vida que também exige cuidado, muito cuidado! Matthew Henry afirma “Nos reinos deste mundo a prontidão para a guerra assegura a paz; em forma semelhante, nada anima tanto os ataques de Satanás como estar descuidado”. Jesus alertou: vigiai e orai; faça isso hoje e viva em paz!

Há uma tensão neste mundo entre as forças do mal e as do bem, entre as pessoas do mal contra as pessoas do bem; por isso, um servo de Deus nunca deve baixar a guarda. Qualquer brechinha é suficiente para que o inimigo encontre espaço e destrua bens materiais, bens espirituais, a família, a paz, a saúde e, até mesmo a fé. Todo o conhecimento que se adquire nesta vida deve ser acompanhado do desejo de saber cada vez mais, pois os desafios neste mundo são infindos e imprevisíveis. Veja com atenção que Davi separou o povo maduro, esperto e hábil para a batalha sem que houvesse sinal de guerra. Ele separou o seu numeroso exército em 12 divisões, cada um com 24.000 homens, e pôs comandantes para cada uma das divisões. Cada divisão era chamada à ativa uma vez ao ano, por trinta dias. Cada divisão era responsável por um mês. Assim, nenhum mês, nenhuma semana e nenhum dia do ano o povo de Israel ficava desprotegido. Nossa vida deve ser de total vigilância, e isso se faz através da oração; porém, infelizmente uma pesquisa na Christianity Today revela que “o pastor médio ora apenas três minutos por dia”. Se um pastor, o líder, ora apenas isso, será que os membros do exército de Deus estão orando mais? … Eu convoco você a convidar mais gente a se unir em oração fervorosa e constante a fim de não abaixarmos a guarda em momento algum até Jesus voltar para buscar o Seu povo!

“Na medida em que estejamos armados com toda a armadura de Deus, no exercício de nossa fé e preparação do coração, certamente estaremos a salvo, e provavelmente desfrutemos de paz interior”, comenta Matthew Henry sobre I Crônicas 27. Se não ficarmos atentos, se não vigiamos como deveria, como podemos ter paz se o inimigo não perde tempo, não dorme, não vacila e nem brinca no trabalho? Paz é o que todos querem, entretanto poucos realmente fazem o que deve ser feito a fim de ter e manter a paz. Para manter a paz é preciso precaver, como diz o ditado, “é melhor prevenir do que remediar”. Charles Cook nos chama a atenção, “Não há algo de que mais precisem a igreja e o mundo do que um forte Espírito de intercessão, para que o poder de Deus seja derramado sobre a terra. Ore para que se derrame do Céu o Espírito de intercessão e haja um grande reavivamento na oração”. Não existe outra forma, outra estratégia ou outro método para se ver livre das cruentas afrontas do mal; ou seja, não há como ter paz a não ser através da vigilância e da oração. Não ore apenas, vigie também! Clame pelo poder de Deus, mas fique atento contra armadilhas do inimigo que deseja te impedir de orar. Evite qualquer coisa que esteja ligado a sessões espíritas, levitação, meditação transcendental, cartas de tarô, horóscopos, etc. É melhor evitar a guerra do que lutar pela paz! Então, leia a Bíblia, ore, vigie e viva em paz!

(Heber Toth Armí)



I CRÔNICAS 27 – #RPSP – Comentário Rosana Barros by Ivan Barros
10 de julho de 2016, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Davi não contou os que eram de vinte anos para baixo, porque o SENHOR tinha dito que multiplicaria a Israel como as estrelas do céu” (v. 23).
Após estudarmos sobre a organização religiosa de Israel, este capítulo traz um esboço da organização militar e civil. Davi divide o seu exército em 12 divisões militares, cada uma, composta por vinte e quatro mil homens, responsável pelo turno de um mês. Israel tornou-se uma nação organizada sob a bênção de Deus e monarquia de Davi. Os chefes das tribos de Israel são citados logo após, com exceção das tribos de Gade e Aser (cujo motivo é desconhecido). Davi também tinha administradores para cuidar dos seus tesouros. Pessoas de confiança que confiava os seus bens. Além dos seus conselheiros que assistiam em sua presença e eram aqueles que lhe eram mais chegados. Ou seja, meus irmãos, Davi estava cercado por uma sebe de pessoas que o ajudavam a manter a ordem e a segurança de Israel. Falamos muito do rei Davi, e esquecemos que o seu reino não seria nada se não fosse a união dessas pessoas, cada uma agindo dentro de sua esfera de responsabilidade zelando, tanto pelo templo, quanto pelo reino em si. Deus é um Deus organizado e que, assim como orientou Israel a viver de modo ordenado, nos diz hoje também: “Tudo, porém, seja feito com decência e ordem” (I Coríntios 14:40). Para todo projeto que vamos realizar, se não há um planejamento, se não há uma disposição para organizar com antecedência, se é feito apenas para dizer que foi feito, nesse empreendimento não há a bênção divina. Além do que, o SENHOR nos convida a trabalharmos juntos. Seu povo deve ser uma cooperativa do evangelho, trabalhando unido no mesmo propósito de cumprir a missão. Não deve ser considerada de pequena dimensão a obra que temos em mãos. Fomos criados para a glória de Deus, e esse deve ser o nosso objetivo de vida. Porque está escrito: “Portanto, quer comais, quer bebais ou façais outra coisa qualquer, fazei TUDO para a glória de Deus” (I Coríntios 10:31). TODA a nossa vida, TODOS os nossos projetos, TUDO que façamos, deve revelar a glória do SENHOR. Israel deveria revelar a glória de Deus entre as nações pagãs. O mundo todo deveria olhar para aquele povo e enxergar não a glória e a majestade de Davi, mas de Deus. Da mesma sorte, Deus chama o Seu povo de hoje, o Seu Israel atual (Vide Gálatas 6:16), a revelar ao mundo a Sua glória. E para isso nos concede capacidade de sermos Seus administradores eficazes. A obra é grande. Na verdade, a obra é imensa. Mas sob o estandarte do SENHOR dos Exércitos e com espírito de união, “em Deus faremos proezas” (Salmo 60:12). E o SENHOR multiplicará o Seu Israel de hoje “como as estrelas do Céu” (v. 23), como fez com os discípulos e o Seu povo após o Pentecoste, que unidos em amor fraternal, trabalhavam de forma organizada e revelando o caráter de Cristo, então “acrescentava-lhes o SENHOR, dia a dia, os que iam sendo salvos” (Atos 2:47). Por isso, em tudo o que formos fazer, a ordem é: ore, ouça a voz de Deus e execute com ordem e de forma decente o que lhe cabe fazer. E, certamente, obterás a aprovação do Alto.
Bom dia, administradores eficazes da obra do SENHOR!
*Leiam #ICrônicas27
Rosana Garcia Barros




%d blogueiros gostam disto: