Reavivados por Sua Palavra


I CRÔNICAS 18 – #RPSP – Comentário Rosana Barros by Ivan Barros
1 de julho de 2016, 1:30
Filed under: Sem categoria

“Reinou, pois, Davi sobre todo o Israel; julgava e fazia justiça a todo o seu povo” (v. 14).
O reino de Davi só crescia e o seu nome tornava-se cada vez mais conhecido e temido. O SENHOR o acompanhava e “dava vitórias a Davi, por onde quer que ia” (v. 6 e 13). Não havia guerra perdida para Davi. Todas as suas batalhas eram travadas sob o estandarte do SENHOR dos Exércitos. E todas as riquezas adquiridas eram a Ele consagradas (v. 11). O caminho que Davi percorria era o caminho da confiança. Ele comparou a sua busca incessante de estar mais próximo de Deus como alguém sedento: “Ó Deus, Tu és o meu Deus forte; eu Te busco ansiosamente; a minha alma tem sede de Ti” (Salmo 63:1). Assim como necessitamos de água para sobreviver, precisamos da Água da Vida para ter vida em abundância (João 7:37). Precisamos manter um relacionamento diário com o SENHOR, assim como precisamos de água todos os dias. Sem água, em poucos dias perecemos. Sem Deus, nossos dias se resumem a este mundo. Davi reinou sobre todo o Israel, e fazia as vezes de juiz também, e seus julgamentos eram acompanhados de justiça. Não havia um juízo parcial, mas o cumprimento do que realmente era justo. E ao se deter na sorte dos ímpios, Davi exclamou: “Falais verdadeiramente justiça, ó juízes? Julgais com retidão os filhos dos homens?” (Salmo 58:1). A justiça humana é falha, variável e, muitas vezes, tem face de injustiça. Porém, “há um Deus, com efeito, que julga na terra” (Salmo 58:11). Ou seja, por mais que vejamos os maus perseverando em seus caminhos e projetos iníquos, podemos acreditar, plenamente, que há um justo Juiz que a cada um retribuirá segundo as suas obras (Salmo 62:12). E além de rei e juiz, Davi também era pai. Pode não ter sido o melhor exemplo no quesito paternidade, entretanto, nos deixou uma bela lição neste capítulo. Davi possuía a seu comando, homens que o acompanhavam mais de perto, os seus oficiais. Eram homens de confiança, cada um com funções específicas. “Os filhos de Davi, porém, eram os primeiros ao lado do rei” (v. 17). O lugar designado para oficiais, Davi designou para seus filhos. Não podemos ignorar esse ensinamento ou tratar como assunto de pequena importância. Podemos dizer que Davi levava os seus filhos para a trabalho e lhes ensinava de que forma deveriam trabalhar. Seus filhos não aprenderam apenas lições de guerra, mas também as mais preciosas lições de fidelidade e de amor para com Deus. O fato de nem todos terem seguido por este caminho não quer dizer que o que Davi fez foi em vão, quer dizer que cada ser humano é um ser dotado de vontade própria e a liberdade que Deus concede o habilita a escolher de que lado decide lutar. Amados, o Espírito Santo luta e intercede por nós todos os dias (Romanos 8:26). Deus em breve terá que dar um veredicto final a nosso respeito. E o desejo do coração de Cristo é o de que possamos ser os primeiros a estar do Seu lado quando Ele voltar! Entregue-se nas mãos do Rei dos reis. Permita que o SENHOR dos Exércitos lute por você. Deixe que Cristo o cubra com a Sua justiça. E aguarde o Dia em que serás convocado para estar ao lado do Rei: “Vinde benditos de meu Pai!” (Mateus 25:34).
Bom dia, filhinhos do Pai da eternidade!

*Leiam #1Crônicas18

Rosana Garcia Barros



I CRÔNICAS 18 by Jeferson Quimelli
1 de julho de 2016, 1:00
Filed under: Sem categoria

Comentário devocional:

O relato bíblico nos informa que Davi reinou sobre todo o Israel fazendo o que era reto e justo para todo o seu povo. Como é feliz o povo cujos governantes administram com justiça, não oprimindo os pobres ou favorecendo aos poderosos nos tribunais.

Devido a fidelidade de Davi, Deus lhe concedeu vitória após vitória contra seus inimigos. Ele derrotou os edomitas, os moabitas, os amonitas, os filisteus e os amalequitas. A prata e o ouro destas nações Davi consagrou ao Senhor. Ele reconheceu que a vitória contra estes poderosos inimigos somente somente havia sido possível graças a proteção de Deus sobre os seus soldados.

Um reino próspero e justo não se constrói da noite para o dia. Levou tempo para que Davi conseguisse todas estas vitórias. Os altos oficiais do governo foram importantes para a prosperidade política e espiritual da nação. Com a ajuda deles, Davi estendeu o seu reino até próximo ao rio Eufrates (1Crônicas 18:3). Seus nomes foram registrados como um tributo pelo que realizaram em prol do povo de Deus.

A construção de um caráter nobre também leva tempo. O Espírito Santo utiliza circunstâncias e pessoas para nos ajudar a vencer nossas falhas de caráter. Agradeça aqueles que tem sido uma influência positiva em sua vida. Dê a eles um lugar de honra em suas memórias e em suas orações.

Pai querido, obrigado pelos homens e mulheres que me incentivaram a dar passos na direção dos Teus sonhos para mim.

Pr Jobson Santos
UNASP

 

Também disponível em: http://www.revivalandreformation.org/bhp/pt/biblia/1ch/18 e https://www.facebook.com/ReavivadosPorSuaPalavra/
Texto original: http://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/1ch/18
Publicação anterior: https://reavivadosporsuapalavra.org/2013/04/06/
Versão em português gentilmente cedida pelo autor
Texto bíblico: I Crônicas 18
Comentário em áudio Pr Valdeci
Leituras da semana programa Crede em Seus Profetas:
http://www.revivalandreformation.org/bhp/pt/sop/pp/33 e https://credeemseusprofetas.org/



I CRÔNICAS 18 – COMENTÁRIOS PR HEBER TOTH ARMÍ by Jeferson Quimelli
1 de julho de 2016, 0:45
Filed under: Sem categoria

I CRÔNICAS 18 – O relato das vitórias de Davi deve incentivar-nos a vencer como ele venceu: Dependendo do Deus que nunca perde nenhuma batalha.

O teólogo africano Nupanga Weanzana, comentando este capítulo declara:

“Essa seção está dividida em três partes, cada uma começando com a mesma expressão: Depois disto… (18:1; 19:1; 20:4). A primeira parte (18:1-17) faz menção de diversas guerras, sendo a primeira contra os filisteus, os tradicionais inimigos de Israel. Davi conquistou a cidade de Gate e os territórios que estavam sob a jurisdição dos filisteus (18:1) — na verdade, cidades israelitas que os filisteus ocupavam desde a morte de Saul (10:7). Davi também derrotou os moabitas (18:2), os siros (18:3-10) e os edomitas (18:12-13). Os detalhes dessas batalhas não são relatados porque a intenção é destacar o produto das pilhagens que Davi consagrou a Deus. Por exemplo, em 18:8 lemos que Salomão utilizou o bronze que Davi tomou de Hadadezer para fazer o mar de bronze, as colunas e outros objetos do templo (cf. IRs 7:13-51). Todas as vitórias são atribuídas não à bravura de Davi, mas a Deus. Duas vezes encontramos a sentença o Senhor dava vitórias a Davi, por onde quer que ia (18:6,13)”.

Reflita:

• Deus não é contra que tenhamos recursos para sustentar nossa família. Ele é contra que confiemos mais nesses recursos do que nEle.
• Deus não quer que morramos de fome ao colocarmos Seus princípios em prática, como perder o emprego por causa da guarda do sábado; Ele não quer que confiemos mais no emprego do que nEle.
• Deus não é devidamente adorado quando valorizamos mais nossos míseros salários do que a Ele.

Analise:

• Tudo o que somos e temos devemos a Deus; certamente que, sem Ele nada seríamos.
• Verdadeiro sucesso se obtém fazendo um pacto de fidelidade com Deus.
• Não são as vitórias que fazem alguém ser grande, é Deus Quem engrandece aos humildes.
• Tudo o que somos e temos deve ser consagrado ao Senhor para que Ele faça o que quiser conosco.

Embora seja difícil viver na contramão deste mundo cujos valores estão invertidos e, as pressões sociais nos oprimem, com Deus em primeiro lugar em nossa vida e tendo Sua Palavra como guia, obteremos muitas vitórias sobrenaturais.

Priorize Deus e Sua Palavra; então, vencerás! – Heber Toth Armí.




%d blogueiros gostam disto: