Reavivados por Sua Palavra


EZEQUIEL 15 – ACESSE AQUI O POST DESEJADO by Jeferson Quimelli
6 de janeiro de 2021, 1:10
Filed under: Sem categoria

TEXTO BÍBLICO EZEQUIEL 15 – Primeiro leia a Bíblia

EZEQUIEL 15 – COMENTÁRIO BLOG MUNDIAL (Associação Geral)

EZEQUIEL 15 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS

COM. TEXTO ROSANA GARCIA BARROS

COM. TEXTO – PR HEBER TOTH ARMÍ

COM. VÍDEO PR ADOLFO SUÁREZ(link externo)

COM. VÍDEO PR EVANDRO FÁVERO (link externo)

COM. VÍDEO PR VALDECI JÚNIOR (link externo)

COM. VÍDEO PR WEVERTON CASTRO E EQUIPE (link externo)

COM. VÍDEO PR RONALDO DE OLIVEIRA (link externo)

COM. VÍDEO PR MICHELSON BORGES (link externo)



EZEQUIEL 15 by Jeferson Quimelli
6 de janeiro de 2021, 0:55
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: https://pesquisa.biblia.com.br/pt-BR/NVI/ez/15

Ezequiel registra a metáfora da videira três vezes no espaço de cinco capítulos (15:1-8; 17:5-10; 19:10-14).

O único propósito de qualquer árvore é dar frutos. Quando ela não dá frutos, é inferior às outras árvores. Portanto, se o povo de Deus perdesse seu propósito específico não produzindo frutos de justiça, serão piores que as pessoas do mundo. Desse ponto de vista, exceto por terem sido plantados por Deus, os judeus eram considerados inferiores às outras nações.

Ezequiel agora vira a metáfora bíblica da videira de cabeça para baixo. A videira geralmente conota uma imagem positiva na Bíblia (cf. João 15). Mas agora o profeta critica a própria natureza da videira: a inutilidade de sua madeira, em comparação com a madeira das árvores. O povo de Jerusalém não tem valor, diz ele, por sua própria natureza!

O homem é capaz de produzir frutos preciosos, vivendo para Deus e para os outros; este é o propósito de sua existência. Mas se ele falhar nisso, não lhe restará outra coisa a não ser ser destruído.
Tenhamos cuidado com uma profissão de vida infrutífera. Vamos a Cristo e procuremos permanecer Nele, e que Suas palavras permaneçam em nós.

Mohanraj Israel
Spicer Adventist University, Pune, Índia

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/?id=1063
Tradução: Pr Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli/Luis Uehara



EZEQUIEL 15 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by Jeferson Quimelli
6 de janeiro de 2021, 0:50
Filed under: Sem categoria

654 palavras

As mensagens dadas para Ezequiel nos capítulos 15-17 proveem evidência adicional que Deus iria destruir Jerusalém. … Tem você também se tornado dormente e infrutífero para Deus?Como pode você começar a atingir o Seu plano para você? Life Application Study Bible Kingsway.

Primeira parábola: a videira, símbolo do povo de Deus (ver Sl 80:8-13; Is 5:1-7; Jo 15:1-17), também simboliza prosperidade, riqueza e crescimento fecundo. Seu único propósito é dar fruto. Se a videira não produz, serve apenas de combustível. Bíblia de Estudo Andrews.

Em toda a história de Israel, a videira tem sido o símbolo deste povo. Transplantada por Deus da terra da escravidão (o Egito) para a terra Prometida (a Palestina), ficara bela e frutífera. Mas, a videira que não se poda e não se aduba, logo torna a ser um cipó inútil, com bagos amargos, cuja madeira é inútil, que nem sequer serve para se fazer estacas. Inútil é a nação ou a pessoa que despreza a assistência de Deus; torna-se duplamente inútil quando cai debaixo do castigo divino, o fogo do julgamento. Assim, também a comunhão com Cristo faz o ser humano belo, útil, frutífero e forte, mas a interrupção desta dependência do divino Mestre torna-o digno de merecida destruição pelo fogo (Jo 15.1-11). A graça de Deus escolhe o objeto mais fraco, para ser transformado de glória em glória, o qual precisa aceitar estes cuidados, em arrependimento e fé. Bíblia Shedd.

1 A palavra do SENHOR. O cap. 15 é um curto poema que poderia ser intitulado “A alegoria da vinha”. CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 4, p. 683.

2 Por que mais é o sarmento de videira … ? No cap. 14, o profeta declara que Deus não pouparia Jerusalém por amor aos poucos justos que estivessem nela. Aqui, ele elimina completamente outro refúgio no qual o povo aparentemente confiava. Sua parábola ensina que Israel não tem superioridade inata sobre outras nações. O povo não deve colocar sua confiança no fato de que fora especialmente escolhido por Deus, pois não era mais uma videira verdadeira, mas apenas madeira, e a mais inútil de todas elas, a que serve apenas como combustível. … Alguns comentaristas acham que a descrição aqui seja a de uma videira brava. CBASD, vol. 4, p. 683.

3 toma-se dele alguma estaca para que se lhe pendure algum objeto? NVI: “Alguém faz suportes com ela para neles pendurar coisas?” [v. Is 22.23-25].

algum objeto. A madeira da videira não servia para fabricar qualquer objeto de valor, nem mesmo uma pequena estaca. Deus lembra os exilados que o fato de ele haver escolhido Israel como seu povo não se deveu a qualquer valor intrínseco deles, mas foi, exclusivamente, uma questão de sua graça (Dt 7.6-8). Biblia de Genebra.

4 Serviria … ? Como madeira, o sarmento [galho novo] da videira é totalmente inútil. Se em seu estado perfeito não poderia servir a qualquer propósito útil, quanto menos estando parcialmente queimada e destruída? CBASD, vol. 4, p. 683.

Condensando a comparação: Israel foi amputado do território da Samaria em 720, e o do de Judá em 597. A própria Jerusalém (a “parte média”) não está mais intacta, pois já sofreu um cerco e uma deportação. Bíblia de Jerusalém.

6 Assim entregarei. Neste versículo, está representada a condição imperante na Judeia. … Os judeus, tendo falhado completamente em cumprir o propósito divino como testemunhas de Yahweh, para o qual haviam sido chamados, deviam ser completamente arruinados como nação. CBASD, vol. 4, p. 684.

7 Ainda que saiam do fogo. A frase diz, literalmente: “Sairão do fogo e o fogo os consumirá.” Isto descreve com exatidão a condição de Israel. A nação já havia sido consumida em ambas as extremidades, o meio havia sido chamuscado e logo seria completamente entregue ao fogo. CBASD, vol. 4, p. 684.

do fogo saíram. Referência ao cerco de Jerusalém em 597 a.C., que resultou no exílio do qual Ezequiel fez parte (v. 1.2; 2Rs 24.10-16). Bíblia de Estudo NVI Vida.

mas o fogo os consumirá. Essa profecia prevê outro cerco, mais devastador – era a mensagem principal de Ezequiel antes de 586 (v. 5.2, 4; 10.2, 7). Bíblia de Estudo NVI Vida.

 



EZEQUIEL 15 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
6 de janeiro de 2021, 0:45
Filed under: Sem categoria

“Filho do homem, porque mais é o sarmento de videira que qualquer outro, o sarmento que está entre as árvores do bosque?” (v.2).

Conforme o dicionário, sarmento é o “rebento anual da vide e de outras plantas”. Em outras palavras, são os ramos da vide. Mas a linguagem profética se refere aos sarmentos ou ramos ladrões que precisam ser podados para o bom crescimento da videira. De acordo com especialistas, quanto mais próximo for o ramo da posição vertical, maior vigor ele terá. Mas os sarmentos inadequados para uma boa produção devem ser cortados ou se tornarão uma ameaça para toda a planta. Diante desta análise, percebemos a situação dramática que envolvia os “habitantes de Jerusalém” (v.6). Deus os comparou a sarmentos que para mais nada serviam, a não ser para serem lançados ao fogo (v.4). Suas “graves transgressões” (v.8) tornaram-lhes ramos infrutíferos que ameaçavam a ruína completa do povo de Deus. A começar de seus líderes, Israel havia se desconectado da Fonte da vida.

No livro de João, também no capítulo quinze, Jesus afirma: “Eu sou a videira verdadeira, e Meu Pai é o agricultor” (Jo.15:1). Se você ler a respeito dos cuidados que se devem ter na viticultura, perceberá que o Senhor não fugiu em nada do que é necessário para se obter uma boa colheita, pois que Ele mesmo estabeleceu as leis naturais. Ramos que não dão bons frutos são peso morto em uma videira e prejudicam aqueles que frutificam. A analogia utilizada pelo profeta e por Jesus é lógica e totalmente compreensível: o homem que dá as costas ao Seu Criador rejeita a vida.

Toda a criação revela o cuidado e a existência de um Deus que através dela Se manifesta: “Porque os atributos invisíveis de Deus, assim o Seu eterno poder, como também a Sua própria divindade, claramente se reconhecem, desde o princípio do mundo, sendo percebidos por meio das coisas que foram criadas” (Rm.1:20). Deus Se utiliza da natureza para expressar em linguagem humana os Seus propósitos a fim de que possamos compreendê-los. A figura de linguagem utilizada por Jesus, portanto, nos habilita a entender o que Ele falou no sermão da montanha, que nem todo o que diz “Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de Meu Pai, que está nos céus” (Mt.7:21).

Israel já não sabia mais discernir o certo do errado. Já não mais fazia diferença entre o santo e o profano. E, como sarmentos secos, tanto os líderes como a maior parte do povo precisavam ser podados. Aquele que afirma ser cristão, mas, como um ramo seco, não produz o fruto do Espírito (Gl.5:22-23), é cortado pelo Agricultor para receber o salário inevitável (Rm.6:23). Tiveram o inigualável privilégio de estar na Videira (Jo.15:2), contudo, recusaram ser limpos por Sua Palavra e nela permanecer (Jo.15:3 e 5). E como podemos permanecer ligados à Videira verdadeira? Jesus mesmo nos ensina: “Se guardardes os Meus mandamentos, permanecereis no Meu amor; assim como também Eu tenho guardado os mandamentos de Meu Pai e no Seu amor permaneço” (Jo.15:10).

Percebem que tudo está baseado no amor? A perfeita expressão do caráter divino é o amor. E é este amor que Ele nos convida a viver. Por isso que Ele virá buscar não um povo legalista, mas um remanescente que compreendeu o perfeito amor de Deus na observância dos Seus mandamentos. O grande Legislador deseja replicar o que um dia escreveu com o próprio dedo em tábuas de pedra (Êx.31:18), nas tábuas de carne do teu coração (2Co.3:3). Você não foi criado para aquecer a fornalha do castigo que foi “preparado para o diabo e seus anjos” (Mt.25:41), mas “para a vida eterna” (Mt.25:46). Portanto, apegue-se à Videira, permita ser limpo por Sua Palavra e permaneça nela dando “muito fruto” (Jo.15:8). Vigiemos e oremos!

Bom dia, ramos frutíferos da Videira verdadeira!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Ezequiel15 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100



EZEQUIEL 15 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by Jeferson Quimelli
6 de janeiro de 2021, 0:40
Filed under: Sem categoria

EZEQUIEL 15 – Orgulho, arrogância, independência de Deus, incredulidade, vaidade são atitudes estúpidas, loucuras hediondas e irracionalidade desenfreada.

Sem Deus, pecadores não são nada nem valem nada. Quando prego isso, muitos sentem o orgulho ferido. Para falar da necessidade de um Salvador precisamos revelar a real situação do pecador.

Os pecadores só querem ouvir o que lhes interessa, que afaga ao ego, e promove prazer no pecado. É por isso que a mensagem verdadeiramente bíblica não agrada, mas sim os programas imorais da TV, filmes, seriados, e vídeos idiotas no Youtube que degradam.

Deus dá o diagnóstico, ainda que não gostamos, com o objetivo de despertar-nos para a necessidade de cura, de solução para nossa situação e da necessidade de um Salvador. Ninguém gosta de um diagnóstico negativo, mas é de extrema importância ser sincero – em Deus podemos confiar!

O povo de Deus é como ramos de videira…
• …até para combustível é inútil (vs. 1-5).
• …sem frutos somos inúteis (vs. 6-8).
• …se improdutíveis, nosso destino é o fogo.

O fogo se refere à Jerusalém quando incendiada e queimada parcialmente pelos babilônios em 597 a.C. Ainda viria um fogo do julgamento em 586 a.C. que a consumiria completamente (v. 7). O combustível para o fogo de Deus é o pecado, portanto, devemos desprezar o pecado para desfrutarmos da presença de Deus que vivifica e nos faz pessoas úteis.

Desta parábola a Israel, oferece-nos preciosas lições que devemos prestar atenção:

1. Como uma videira frondosa sem nutrientes se torna seca e imprestável, todo crente que não absorver de Cristo a seiva espiritual se secará e se tornará inútil.
2. Sendo que somente em Cristo o pecador pode produzir frutos, apenas viver meros rituais, ser legalista ou ser assíduo frequentador de igreja, não passa de práticas inúteis.
3. Imprestável, a única coisa a fazer é colocar fogo à vinha ou unir-se a Cristo.

Idolatria, imoralidade, perversidade ou a prática de qualquer tipo de pecado envenena e mata a verdadeira espiritualidade. Indiferença às coisas espirituais, apego as coisas materiais e acomodação frente aos perigos reais fazem com que até uma nação inteira enfrente a realidade da inutilidade diante do juízo divino.

Deus pode extrair das cinzas um remanescente frutífero: Jesus é a videira verdadeira, apeguemo-nos a Ele!

Vamos reavivar-nos? – Heber Toth Armí.




%d blogueiros gostam disto: