Reavivados por Sua Palavra


PROVÉRBIOS 19 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by Jeferson Quimelli
20 de julho de 2020, 0:50
Filed under: Sem categoria

437 palavras

2 Sua integridade. A expressão ” É pobre, mas honesto” pode ter derivado deste provérbio. CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 3, p. 1140.

2 Peca. Ou, ” erra o alvo”. Esta interpretação se ajusta bem ao contexto. A ignorância e a pressa são causas comuns de erro e, às vezes, de pecado. CBASD, vol. 3, p. 1140.

5 Impune. Muito embora a falsa testemunha escape da punição nesta vida, não conseguirá fugir da retribuição na vida futura. Seu lugar será do lado de fora da cidade (Ap 21:8). CBASD, vol. 3, p. 1140.

11 Perdoar. A glória de Deus é partilhada por aqueles que se mostram prontos a perdoar sempre que o perdão abre caminho para a restauração do ofensor. CBASD, vol. 3, p. 1140.

17 Empresta. O cuidado com os pobres, em contraste com a negligência praticada sem remorso pelas outras nações, é evidência da revelação divina aos israelitas. É notável o pensamento de que esse cuidado faz de Deus nosso devedor. Esta ideia está de acordo com a afirmação feita por Cristo que considera o auxílio aos pobres um serviço pessoal a Ele (Mt 25:40; cf Pv 11:24; 28:27). CBASD, vol. 3, p. 1141.

20 Dias por vir. Sem o poder transformador do Espírito Santo, os seres humanos tendem a agir na velhice da mesma forma forma que faziam na juventude. O tempo de aprender lições de sabedoria é durante os primeiros anos da vida. CBASD, vol. 3, p. 1141.

21 O desígnio do SENHOR. Pessoas pecaminosas e anjos caídos podem tramar incontáveis intrigas a fim de atrapalhar ao Senhor na realização de Seus propósitos eternos; no entanto, o querer de Deus se realizará e um dia o universo será purificado tanto do pecado quanto dos pecadores. Ele espera que Seus servos sujeitem os próprios planos a Sua providência suprema (Pv 16:9; Is 46:10; Tg 1:17; T7, 298). CBASD, vol. 3, p. 1141.

22 O que torna agradável. O pobre que faz tudo a seu alcance para ajudar, mesmo que seja pouco, é honrado acima daquele que promete muito, mas em cuja palavra não se pode confiar (ver Pv 3:27, 28). CBASD, vol. 3, p. 1141.

24 No prato. A imagem é extraída do antigo costume de todos pegarem o alimento de um prato comum. O preguiçoso enfia a mão na comida, sem dúvida segurando os melhores bocados. Salomão usa o sarcasmo ao sugerir que o preguiçoso nem se dá ao trabalho de levar o alimento à boca (ver Pv 26:15). CBASD, vol. 3, p. 1142.

25 Ferires ao escarnecedor. O escarnecedor é considerado endurecido demais para que o castigo o ajude, mas o simples ainda não está imune à reforma, por isso aceita advertência e pode aprender a prudência. O sábio não precisa ser surrado, nem ver outro sofrer castigo. Ele aprende rápido com uma simples repreensão (ver 1Tm 5:20). CBASD, vol. 3, p. 1137.


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: