Reavivados por Sua Palavra


PROVÉRBIOS 5 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by Jeferson Quimelli
6 de julho de 2020, 0:50
Filed under: Sem categoria

572 palavras

3 Favos de mel. As palavras da tentação são suaves e doces aos ouvidos porque são cuidadosamente calculadas para apelas às fraquezas herdadas e cultivadas da raça humana (ver Pv 7:14-20). CBASD, vol. 3, p. 1082.

4 O fim dela é amargoso. O gosto amargo do remorso logo é sentido por quem cede à tentação. CBASD, vol. 3, p. 1082.

Absinto. Planta do gênero Artemisia, que tem o gosto muito amargo (ver Dt 29:18; Jr 9:15; 23:15). CBASD, vol. 3, p. 1082.

6 Ela não pondera. Alheio aos ditames da razão e da consciência, o pecador cego e obstinado se inclina de forma inconstante, de uma coisa para a outra (Pv 7:12), mas nunca entra no caminho da vida, o único em que se pode encontrar felicidade nesta vida e salvação futura. CBASD, vol. 3, p. 1082.

8 Não te aproximes. Ênfase na necessidade de se manter longe da tentação, em vez de confiar na própria capacidade de resistir aos estímulos a pecar, que já subjugaram tantas pessoas, grandes e pequenas (Pv 4:14; 7:24-27; 1Co 6:18; 2Tm 2:22). CBASD, vol. 3, p. 1082.

9 Nem … a cruéis. Perder o primor da vida para a escravidão grosseira e profanadora do pecado é uma pena maior do que a escravidão física. CBASD, vol. 3, p. 1082.

10 Casa alheia. Sem propriedade e sem dinheiro, o homem daqueles dias procurava emprego como servo doméstico, e o lucro de seu trabalho beneficiava o patrão, não a si próprio. CBASD, vol. 3, p. 1083.

11 E gemas no fim de tua vida. Neste versículo, a ênfase recai sobre a ruína total da vida. As grandes aspirações e as possibilidades ilimitadas são desgastadas em servidão. CBASD, vol. 3, p. 1083.

12 Aborreci o ensino! Durante os longos anos de remorso, o pecador lamenta ter deixado de ouvir a boa instrução dos anciãos que poderia tê-lo poupado de tanto sofrimento e garantido o verdadeiro prazer descrito nos versículos anteriores. CBASD, vol. 3, p. 1083.

15 Tua própria cisterna. Louvor à felicidade de casado. Assim como a pessoa sedenta se refrigera nas águas de uma cisterna, o homem encontra prazer no companheirismo da própria esposa (ver 1Co 7:1-5; 1Tm 5:14; cf. Sl 127:4, 5). CBASD, vol. 3, p. 1083.

18 Alegra-te. Se o casamento continuar a ser uma partilha, se houver sempre o desejo mútuo de agradar, os anos que se passarem aprofundarão e fortalecerão as alegrias do companheirismo. … O esposo, de modo especial, deve se lembrar de expressar seu orgulho pela esposa e seu amor duradouro por ela quando a idade começa a cobrar seu preço. Essas expressões aprofundarão sua afeição pessoal e apoiarão a companheira no período em que é necessário fazer ajustes para os anos que avançam (ver Pv 2:17; Ml 2:15, 16). CBASD, vol. 3, p. 1083.

19 Co as suas carícias. O amor de um homem por sua esposa deve ser uma forte afeição que abarca todas as facetas da vida. … que nada se pense ou se faça sem levar em consideração aquela com quem ele partilha a vida. CBASD, vol. 3, p. 1083.

21 Os olhos do Senhor. O adúltero sofre dupla condenação. Ele perde as verdadeiras alegrias da vida e é excluído da maior e mais alegria da vida por vir (Pv 15:3; Ml 3:5; Hb 13:4). CBASD, vol. 3, p. 1083.

22 As cordas. Por recusar a instrução, o pecador necessariamente se emaranha cada vez mais nas armadilhas do pecado. Há poder para romper até as amarras mais fortes (CBV, 175, 176), mas a longa indulgência às propensões pecaminosas costuma tirar do pecador o desejo de ser salvo e não o inclina a entregar sua vontade ao Salvador. O caso não tem esperança enquanto esse indivíduo não buscar o auxílio do único capaz de salvá-lo por completo (Hb 7:25). CBASD, vol. 3, p. 1083, 1084.


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: