Reavivados por Sua Palavra


SALMO 79 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
21 de abril de 2020, 0:45
Filed under: Sem categoria

“Assiste-nos, ó Deus e Salvador nosso, pela glória do Teu nome; livra-nos e perdoa-nos os pecados, por amor do Teu nome” (v.9).

Existem lugares em que a perseguição religiosa tem sido a causa de muitas mortes e injustiças. As igrejas são invadidas e os membros agredidos. Ordens de prisão são dadas sem que haja um fundamento convincente ou qualquer direito de defesa. Cristãos são obrigados a reunir-se secretamente e muitos têm de esconder-se até mesmo da própria família. São situações que desafiam a fé, mas que não conseguem abater o fiel servo de Cristo.

O clamor por justiça e a ansiedade por vê-la em ação, revelam o desejo do salmista de ter de volta o que lhe foi violentamente tirado. Destruídos a cidade e o templo, o povo passou por um momento muito difícil, mas necessário. Diferente de tantos que são perseguidos sem causa, há também os que provocam o próprio infortúnio. A corrupção nacional havia tomado conta daqueles que deveriam corresponder ao chamado do Senhor com temor e tremor. Asafe sabia que era só uma questão de tempo para o Senhor agir. Em seu anelo, porém, o coração desabafou: “Até quando, Senhor?” (v.5).

De igual forma, em um mundo manchado pelo pecado e destituído da glória de Deus, sabemos que é só uma questão de tempo para que o Senhor manifeste o Seu juízo. Mas como Asafe, o nosso coração desfalece de saudades e pergunta: “Até quando, Senhor?”. “Muitos serão purificados, embranquecidos e provados” (Dn.12:10), através das perseguições e das aflições. Desprovidos até mesmo das necessidades mais básicas e “sobremodo abatidos” (v.8), há neste instante milhares de vozes a clamar: “Assiste-nos, ó Deus e Salvador nosso”!

Conta-se que, após um ataque violento a uma igreja em determinado país, um missionário voluntário foi enviado para levar conforto e auxílio às vítimas. Apenas alguns dias depois, sua vida foi impactada ao ver os irmãos, mesmo feridos, reunidos novamente na igreja. Contagiado pela fé viva e sólida daquelas pessoas, o missionário declarou: “Não importa o tamanho da destruição, Deus nunca pode ser destruído. Ele sempre deixa espaço para um raio de luz e um fio de esperança. Então, como podemos nos desesperar, quando há sempre luz e esperança em Cristo? Temos a garantia da vida eterna”.

Não sabemos quanto tempo falta para a nossa redenção. Mas precisamos andar aqui confiantes na fiel promessa: “Certamente, venho sem demora” (Ap.22:20). Ainda que perseguidos, feridos e abatidos, do alto virá o nosso Salvador, então, “para sempre [Lhe] daremos graças” (v.13). Vigiemos e oremos!

Bom dia, fiéis servos do Senhor!

Desafio da semana: Oremos por nossos irmãos que têm sido perseguidos e ameaçados por causa de sua fé.

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Salmo79 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: