Reavivados por Sua Palavra


SALMO 71 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
13 de abril de 2020, 0:45
Filed under: Sem categoria

“Não me desampares, pois, ó Deus, até à minha velhice e às cãs; até que eu tenha declarado à presente geração a Tua força e às vindouras o Teu poder” (v.18).

A vida do homem é composta por três fases: a infância, a fase adulta e a velhice. Em cada uma delas passamos por experiências diferentes, mas a última sempre corresponde a como vivemos nas primeiras duas fases. O nosso estilo de vida hoje é o que vai definir a nossa velhice amanhã. O idoso salmista atingiu o ápice da vida com esperança, usando sua experiência e sabedoria para instruir os mais jovens. Sua oração corresponde ao resultado de uma vida que, desde a mocidade (v.5), confiou em Deus.

É certo que os reveses da idade avançada o estavam afligindo, a ponto de clamar: “Não me rejeites na minha velhice” (v.9). Temores pessoais e inimigos declarados o angustiavam, mas a sua confiança permanecia em Deus, a sua “rocha habitável” (v.3). Talvez você já esteja experimentando esta fase da vida. Alguns com mais tranquilidade, outros com muitas dificuldades. Talvez as outras fases tenham lhe causado feridas difíceis de cicatrizar ou consequências que, hoje, são difíceis de suportar. Mas uma coisa é certa, e o salmista a escolheu: a sua experiência pode ser um instrumento de ensino “à presente geração”, e um legado “às vindouras” (v.18).

Não tive muito contato com meus avós. Quando nasci, meu avô materno já havia morrido e meus outros avós moravam distante. Mas quando o meu avô paterno adoeceu, ele passou um tempo em minha casa. Ele era um homem de pouca instrução e com modos um tanto rudes, mas foi na velhice que ele teve contato com o evangelho e se converteu. Com seu jeito peculiar e sinceridade cômica, vô Dudé, como era chamado carinhosamente pelos netos, levou muita alegria à nossa casa.

Nesse tempo em que a vida de muitos idosos têm sido ceifadas e onde muitos têm sido privados da companhia da família, lembremos de seus sábios conselhos e oremos por seu bem-estar. Ainda que na velhice lhe faltem “as forças” (v.9), ou inimigos lhe assediem, como o salmista, que o seu coração esteja firme em Deus: “Quanto a mim, esperarei sempre e Te louvarei mais e mais” (v.14). E mesmo em face da morte, repousarás na segurança de que “nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as coisas do presente, nem do porvir, nem os poderes, nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura poderá separar-nos do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor” (Rm.8:38-39). Porque Ele vive, nós também viveremos (Jo.14:19). Vigiemos e oremos!

Bom dia, testemunhas do cuidado de Deus!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Salmo71 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100


2 Comentários so far
Deixe um comentário

Bom dia! Seus comentários são de muita importância para mim, com eles e a leitura bíblica que faço diariamente me ajudam a ter melhor compreensão do amor de Deus para comigo. Deus te abençoe

Comentário por Adilson

Bom dia, amado irmão! Deus seja louvado! Que o Espírito Santo continue nos reavivando por Sua Palavra. 🙏🏻❤

Comentário por Rosana Garcia Barros




Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: