Reavivados por Sua Palavra


DEUTERONÔMIO 7 by jquimelli
21 de março de 2019, 1:00
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: http://biblia.com.br/novaversaointernacional/deuteronomio/dt-capitulo-7/

O amor de Deus por Israel foi demonstrado pela vitória total sobre sete nações mais poderosas do que eles.

Alguns cristãos questionam frases como: “Matem cada homem, mulher e criança!” Por que Deus deu tal ordem? Isso não seria semelhante à matança de cristãos durante a Idade Média? De maneira nenhuma! Aqueles povos eram ferozes opositores dos seguidores de Deus. Deus sabia que se algum pagão sobrevivesse, isto traria a ruína para a fé de Israel. Pagãos adoravam imagens e influenciariam Israel a retornar à adoração de ídolos, como eles praticavam no Egito. A única salvaguarda para proteger Israel era a completa separação. Deus pediu a Israel para destruir os altares pagãos, cortar as imagens e que servissem ao único Deus verdadeiro no universo, Aquele que estava vivo e diariamente lhes dava vitória física e espiritual.

Deus quer estar com você hoje, para mantê-lo fiel a Ele e ao seu cônjuge. Ele quer remover os seus medos e lhe abençoar muito além de seus maiores sonhos. Ele é um Deus pessoal e vai trabalhar para libertá-lo da escravidão do ego, o maior ídolo humano, e fazer com que você se regozije grandemente em Seu amor transbordante.

Norman Gulley
Southern Adventist University

Fonte: https://www.revivalandreformation.org/?id=406
Equipe de tradução: Pr Jobson Santos, Jeferson e Gisele Quimelli



DEUTERONÔMIO 7 – VÍDEO COMENTÁRIO PR ADOLFO SUÁREZ by Maria Eduarda
21 de março de 2019, 0:55
Filed under: Sem categoria



DEUTERONÔMIO 7 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by Maria Eduarda
21 de março de 2019, 0:45
Filed under: Sem categoria

A vida religiosa dos pais não deve ser meramente teórica, mas prática, no dia-a-dia. Nenhum vestígio de imoralidade, perversidade e promiscuidade deve encontrar brechas em nosso lar para que nossa família não fique protegida em relação aos ferozes ataques diabólicos.

A mente das crianças são como esponjas novas e secas, absorvem tudo. Seus olhos são observadores. Seus ouvidos captam tudo. Todas as mensagens vistas e ouvidas são fixadas na mente desde a mais tenra infância, não quando a criança está grande – como muitos pensam.

É preciso eliminar tudo o que não presta, senão os pais criarão filhos imprestáveis – ainda que não tenham tal intensão. Observe os seguintes pontos bíblicos:

1. Tudo o que afasta da verdadeira religião deve ser destruído. Nenhum acordo deve ser feito com os pagãos. Nenhum filho deve se casar com pessoas que não servem inteiramente a Deus. E, Deus dará capacidade para vencer qualquer tentação (vs. 1-5);

2. Deus tem um povo que Ele escolheu para ser seu tesouro exclusivo, precioso e pessoal; escolha esta baseada não em méritos, mas no amor infinito do Seu próprio coração, objetivando um compromisso fiel, leal e intenso (vs. 6-10);

3. Embora a bondade, misericórdia, amor e graça motivaram Deus a separar um povo para Si, Seu propósito para este povo nunca foi a desobediência, mas a obediência em tudo. Desta forma, o povo saberá que Deus o:

• Amará,
• Abençoará,
• Aumentará sua descendência… (vs. 11-13);

4. Seguindo à risca as orientações da aliança de amor leal com Deus, as famílias terão a bênção divina sobre os bebês ainda no ventre, os bens, a saúde, a família, etc. (vs. 14-16);

5. O Deus todo-poderoso concede Seu poder a cada pessoa que se dispõe a viver Seus planos. Toda pessoa que assim fizer será vitoriosa. Por conseguinte, deve odiar a corrupção religiosa e nunca dar espaço à cobiça nem à ganância (vs. 17-26).

A Bíblia é o livro que toda família deveria usar como manual de instrução para fugir da corrupção da sociedade e da destruição provocada pelo pecado! Deus quer famílias bem estruturadas, não destruídas. Ele quer sociedades abençoadas, não deterioradas.

Deus quer famílias vitoriosas na guerra contra o pecado a fim de ter uma igreja que preza por Sua santidade.

Amigos… reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.



DEUTERONÔMIO 7 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
21 de março de 2019, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Porque tu és povo santo ao Senhor, teu Deus; o Senhor, teu Deus, te escolheu, para que Lhe fosse o Seu povo próprio, de todos os povos que há sobre a terra” (v.6).


Cientes de que que estavam para entrar em terras de gigantes e de povos mais numerosos do que eles, os filhos de Israel deveriam sustentar fé consistente no Senhor que os livrara das cadeias do Egito. Aquelas “sete nações” (v.1), que haviam rejeitado anos de misericórdia deveriam ser totalmente destruídas e ignorada qualquer aliança que tentassem fazer com Israel. Casamentos mistos também foram proibidos a fim de preservar o povo da idolatria (v.4).

Israel não fora eleita por predileção ou por ser um povo destacado dentre os demais, mas, sendo “o menor de todos os povos” (v.7), o Senhor Deus o amou e cumpriria com fidelidade o juramento feito aos seus pais. A fidelidade da aliança e da misericórdia do Senhor é mantida às gerações “que O amam e cumprem os Seus mandamentos” (v.9), bem como o Seu juízo, aplicado “aos que O odeiam, fazendo-os perecer” (v.10). Israel não deveria temer os seus inimigos, mas confiar no poder de Deus para detê-los em suas obras perversas.

As bênçãos decorrentes da obediência faz do fiel povo de Deus “bendito… mais do que todos os povos” (v.14). Há, porém, um abismo de diferença entre ser obediente à letra da Lei e ser obediente ao Senhor da Lei. Na conquista de Jericó, por exemplo, toda a cidade foi destruída, menos uma mulher e sua família, Raabe. A orientação do Senhor era clara: “totalmente as destruirás” (v.2). Porém, um notável testemunho foi dado por aquela mulher que, por sua fidelidade, teve a sua vida poupada e entrou para a privilegiada galeria das mulheres que fizeram parte da genealogia de Jesus Cristo.

Precisamos compreender a Palavra de Deus à luz de Seu caráter justo e misericordioso. Ainda que nos deparemos com muitos inimigos pelo caminho, precisamos confiar que o Senhor, nosso Deus, está no meio de nós, “Deus grande e temível” (v.21), e que, “pouco a pouco” (v.22), cada inimigo será derrotado no tempo determinado. Até lá, cumpre-nos buscar viver com integridade diante de Deus, guardando a nossa mente e a nossa casa da conformidade com as abominações deste século.

Há um último povo sendo separado pelo Senhor. Não mais uma nação apenas, mas um remanescente de “cada nação, e tribo, e língua, e povo” (Ap.14:6). Uma igreja invisível que, tendo “tudo em comum” (At.2:44), caminha sobre as mesmas pegadas deixadas pelo Salvador. Que a minha e a sua família façam parte deste exército militante. E ainda que, até lá, inimigos se levantem, confiemos na promessa divina:

“Dizei aos desalentados de coração: Sede fortes, não temais. Eis o vosso Deus. A vingança vem, a retribuição de Deus; Ele vem e vos salvará” (Is.35:4). Aleluia! Amém!

Vigiemos e oremos!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Deuteronômio7 #RPSP

Comentário em áudio:
https://www.youtube.com/user/nanayuri100



DEUTERONÔMIO 7 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by jquimelli
21 de março de 2019, 0:05
Filed under: Sem categoria

1423 palavras

1 jebuseus. Este povo dominava a fortaleza do monte de Jebus, também chamado Jerusalém ou Salém (Ls 15:63; 18:28; Jz 1:21; 2Sm 5:6, 8). CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 1, p. 1070.

totalmente as destruirás. O efeito deliberado da condenação, nos tempos antigos, era o de fazer os habitantes de uma área fugir sem oferecer qualquer resistência. A Israel foi ordenado não usar esse modo de proceder, exceto em sua conquista de Canaã e da Transjordânia (Dt 20.10-15), onde a nação santa seria corrompida pela influência da cultura pagã remanescente (Sl 106.34-39). [Com. sobre Dt 2:32] … Alguns tem pensado que o Deus do Antigo Testamento era severo e vingativo para decretar a destruição dos cananeus, mas isso é esquecer que Deus é justo. Os pecados dos habitantes da terra eram extremamente malignos e o tempo do julgamento tinha chegado (cf Gn 15.16). Deus usou Israel para punir os cananeus, mas advertiu que, se Israel cometesse apostasia, deixando o Deus que tão graciosamente Se havia revelado ao Seu povo, eles também pereceriam (28.15-68). Bíblia de Genebra. 

A ordem de exterminar os cananeus de modo nenhum vai contrariar o caráter de Deus. Deus usou, com justiça, o Seu povo escolhido para ser Seu instrumento contra aqueles que persistiam na iniquidade. No Novo Testamento, porém, os juízos de Deus tomam uma forma diferente e a guerra dos crentes é espiritual (Ef 6.12). Bíblia Shedd.

Deus disse aos israelitas para destruírem totalmente seus inimigos. Como pode um Deus de amor e misericórdia destruir a todos, mesmo crianças? Deus é amoroso e misericordioso mas também é justo. … Deus não poderia deixar de dar a retribuição ao mal. …  A ordem de destruir estas nações era tanto um julgamento (9:4-6) quanto uma medida de proteção. … pensar que Deus é “bom” demais para julgar o pecado é subestimá-Lo. Life Application Study Bible Kingsway.

2-5 não façam com elas tratado … Não se casem … derrubem seus altares. Israel não devia se associar – política, social ou religiosamente – aos idólatras de Canaã. Bíblia de Estudo NVI Vida.

não farás com elas aliança. Ver Êx 23:32; 34:12. Não era propósito de Deus que Israel ficasse para sempre isolado das outras nações. mas até que tivessem aprendido a confiar nEle e a servi-Lo de coração, a associação com idólatras envolvia grande perigo. Era objetivo de Deus que o povo hebreu fosse uma luz para o mundo, mas, enquanto tivesse a tendência e absorver a escuridão de outros, era melhor que se mantivesse distante. CBASD, vol. 1, p. 1070.

nem contrairás matrimônio. O casamento é o mais íntimo dos laços humanos e seu caráter santo era preservado na lei do Antigo testamento. O corolário [a consequência disso] é que o casamento não deve ser contraído com incrédulos, um princípio repetido no Novo Testamento (1Co 7.39). Israel não manteve sua pureza espiritual e sofreu por esse motivo (Sl 106.37-39). Bíblia de Genebra.

Salomão violou este princípio, tendo como resultado uma perda incalculável tanto pessoal como nacional (1Rs 11:1). … As trágicas experiências de Esaú (Gn 26:34, 35), Sanão (Jz 14:1) e outros testificam em favor da admoestação de se permanecer separado nesse sentido. CBASD, vol. 1, p. 1070.

Não basta que instruamos nossos filhos; precisamos resguardá-los de formar amizades e contrair aliança matrimonial com pessoas que poderiam afastá-las de Deus [ver tb 1Co 7:39; 2Co 6:14] . Comentário Bíblico Devocional – Velho Testamento, F.B.Meyer, Ed. Betânia.

elas desviariam seus filhos … para servir a outros deuses. A proibição que o Senhor fez contra casamentos mistos com estrangeiros não tinha motivos raciais, mas visava a impedir o contágio espiritual e a apostasia (v. e.g., 1Rs 11.1-11; Ne 13.25-27). Bíblia de Estudo NVI Vida.

O amor de um homem por sua esposa idólatra em geral, senão sempre, desviaria seu coração de Deus. Este era um perigo patente contra o qual advertiu Josué (Js 23:11-13). CBASD, vol. 1, p. 1070.

A destruição dos habitantes de Canaã não era arbitrária. Deus ordenou Sua punição capital a esse povo (comparar com a destruição de Sodoma, Gn 19) porque sua impiedade era completa (ver Dt 9:4-5;Gn 15:16) e sua influência sobre as famílias israelitas destruiria sua lealdade a Deus (ver tb Êx 34:11-16). Quando mais tarde os israelitas desconsideram esta advertência, permitindo-os ficar na terra, o casamento misto foi rapidamente seguido pela idolatria (Jz 3:5-7). Andrews Study Bible.

derribareis os seus altares. Israel foi escolhido para ser um povo santo (v. 6) e Deus jamais toleraria uma religião pagã. Embora os meios de separação se tenham alterado, os crentes de hoje são escolhidos para a santidade (Ef 1.4) e são chamados para se separarem da adoração falsa (2Co 6.15-18). Bíblia de Genebra.

postes-ídolos [heb asherah]. Asherah era uma deusa mãe cananita do mar, associada com Baal. Life Application Study Bible Kingsway.

tu és povo santo ao SENHOR. Separado de todas as pessoas ou coisas que corromperiam, e consagrado totalmente ao Senhor. Bíblia de Estudo NVI Vida.

No Antigo Testamento, a palavra “santo” (heb qadosh) tem um duplo significado: “dedicado ao serviço do Senhor” e “puro e brilhante”. Em virtude da vocação divina, Israel partilharia destes dois atributos. Bíblia Shedd.

Como Israel poderia merecer ser escolhido sobre todas as outras nações daquele tempo? Esta não era uma questão do mérito de Israel, mas da manutenção das promessas de Deus a seus ancestrais. Life Application Study Bible Kingsway.

misericórdia. De hesed, palavra que não possui equivalente exato em português. Reflete os conceitos de amor ardente, desejo fervoroso, bondade desinteressada, graça, favor e misericórdia. Representa o ápice da abnegação tanto em Deus como no ser humano. CBASD, vol. 1, p. 1071.

12 se, ouvindo. A palavra traduzida como”se” é, na verdade, um substantivo que significa “consequência”. … a tradução neste caso não seria “se”, mas “como consequência de”, apontando para as recompensas por considerar os preceitos do Senhor. CBASD, vol. 1, p. 1071.

13 cereal … vinho … azeite. Três artigos fundamentais da economia agrícola antiga, aqui símbolos da prosperidade (11.14; 14.23; 18.4) “Vinho novo”, aqui, não é o produto já envelhecido e fermentado, mas o suco de uva que saía novo do lagar (Pv 3.10); o”azeite” é o de oliveira, usado para cozinhar e como combustível para as lâmpadas. Bíblia de Genebra.

Modo comum no AT de resumir os produtos dos campos, das vinhas e dos olivais. Bíblia de Estudo NVI Vida.

12-14 Os habitantes da terra atribuíam as bênçãos da fertilidade aos seus deuses da natureza, e não ao verdadeiro Deus. Bíblia Shedd.

15 doenças malignas dos egípcios. [ver tb Êx 15.26 e Dt 28.60]. As leis alimentares proviam Israel com alguma proteção contra os parasitas comuns que eram abundantes no Egito. Bíblia de Genebra.

Nas Escrituras, as piores enfermidades aparecem identificadas com o Egito (Êx 15:26; Dt 28:27, 35). Se os filhos de Israel houvessem cooperado com os princípios do viver saudável dados por Deus, “teriam sido desconhecidas entre eles a fraqueza e a moléstia” (PP, 378). Eles teriam se tornado exemplos de saúde e resistência física, com um expressivo aumento de força mental e moral. CBASD, vol. 1, p. 1072.

18 não tenhas temor. A nova geração devia evitar o espírito de temor (medo) demonstrado por seus pais, por cujo motivo  pereceram no deserto (Nm 14:35). O temor, o oposto de fé, não coopera com Deus. Por isso, deus não pôde conduzir à terra prometida a geração anterior, que, de outro modo, poderia ter tido o privilégio de desfrutá-la (Hb 3:12, 19). CBASD, vol. 1, p. 1072.

22 pouco a pouco. Isto é, à medida que estivessem preparados para ocupá-la (Êx 23:29). Se fosse permitido que a terra se convertesse num deserto [lugar desabitado], as dificuldades que os filhos de Israel teriam de enfrentar seriam muito maiores. CBASD, vol. 1, p. 1072.

21-24 Moisés disse aos israelitas que Deus destruiria os inimigos de Israel, mas não de uma vez só. Deus tinha poder para destruir aquelas nações instantaneamente, mas escolheu fazer isto em estágios. Do mesmo modo, e com o mesmo poder, Deus poderia miraculosamente e instantaneamente mudar a sua vida.Usualmente, contudo, ele escolhe ajudar você gradualmente, ensinando uma lição por vez. Ao invés de esperar maturidade espiritual e soluções para seus problemas instantâneas, desacelere e trabalhe um passo de cada vez, confiando que Deus suprirá a diferença entre o lugar onde você deveria estar e onde está agora. Você logo olhará para trás e verá que transformação maravilhosa ocorreu. Life Application Study Bible Kingsway.

26 coisa abominável.Isto é, devotada à destruição. Tocar ou abrigar o que estava destinado à destruição significava sofrer o mesmo destino. Compare a mensagem de Deus com a transmitida a Acabe(1Rs 20:42). CBASD, vol. 1, p. 1072.

25, 26 Moisés advertiu Israel contra serem enredados pelos ídolos das nações derrotadas por cobiçarem a prata e ouro nelas. Nós podemos pensar que está tudo bem estarmos próximo do pecado desde que não participemos dele. “Afinal”, dizemos, “não farei nada errado!”. Mas estar perto pode nos fazer mal ao sermos atraídos e finalmente desistirmos. O único modo de mantermos afastados do pecado é nos mantermos afastados! Life Application Study Bible Kingsway.



DEUTERONÔMIO 7 – VÍDEO COMENTÁRIO PR RONALDO DE OLIVEIRA by Maria Eduarda
21 de março de 2019, 0:05
Filed under: Sem categoria




%d blogueiros gostam disto: