Reavivados por Sua Palavra


DEZ DIAS DE ORAÇÃO – DIA 6 (Mundial) by jquimelli
17 de fevereiro de 2019, 16:21
Filed under: Sem categoria

Uma Experiência Mais Profunda

DIa 6 — O DOM DO ARREPENDIMENTO


“Humilhai-vos, portanto, sob a poderosa mão de Deus, para que ele, em tempo oportuno, vos exalte” (1 Ped. 5:6). 

O Sr. G era um professor respeitado em um pequeno internato nas colinas na parte leste do estado americano de Washington. Esta escola ensinava não apenas os princípios de leitura, escrita, matemática e habilidades vocacionais, mas também os fundamentos da vida cristã prática. Os alunos aprendiam a dar estudos bíblicos, pregar em reuniões evangelísticas e a liderar em suas igrejas domésticas ensinando a lição da Escola Sabatina, pregando sermões e realizando atividades comunitárias. O Sr. G foi parte vital dessa educação.

O Sr. G ensinava utilizando o livro Caminho a Cristo para a sua classe bíblica da última série do ensino médio. Ele usava métodos práticos para impressionar na mente de seus alunos a simplicidade do evangelho, e seu objetivo era que eles entendessem os princípios de como andar com Jesus e permanecer nele diariamente. Sua vida era um testemunho do poder de Deus, e ele enfatizava nas mentes de seus alunos a importância de começar o dia com Cristo. “Consagrai-vos a Deus pela manhã; fazei disto vossa primeira tarefa. Seja vossa oração: ‘Toma-me, Senhor, para ser Teu inteiramente. Aos Teus pés deponho todos os meus projetos. Usa-me hoje em Teu serviço. Permanece comigo, e permite que toda a minha obra se faça em Ti.’” (Caminho a Cristo, p. 70). 

O Sr. G ensinava não só a classe bíblica, mas também carpintaria para meninos da primeira série do ensino médio. A aula era dividida em duas seções. Primeiro, eles estudavam um livro; Em seguida, eles aplicavam o que tinham aprendido de maneira prática. Um dia durante a aula, o Sr. G estava ajudando três garotos a construir uma parede de sustentação, enquanto outros três brincavam de luta em uma pilha de madeira. O Sr. G pediu aos meninos para ficarem longe da pilha, uma vez que algo poderia cair e ferir alguém. Os meninos continuaram a lutar na pilha e quando ele foi falar com eles, uma grande prancha caiu em seu pé. Ele dançou de dor, segurando o pé. Os meninos, achando isso muito engraçado, riram, apontando para ele. Instantaneamente, o Sr. G ficou com raiva. Palavras flamejantes fluíam de seus lábios. Como Moisés, que perdeu a paciência com os filhos de Israel, ele perdeu a paciência diante de seus alunos.

Correndo a um escritório próximo, o Sr. G clamou a Deus: “Eu estraguei tudo, Senhor! Não posso mais ensinar!” Silenciosamente, a terna misericórdia e compaixão de Jesus consolou seu coração, trazendo arrependimento. “Muitos que são realmente conscienciosos, e que desejam viver para Deus, são por ele muitas vezes levados a demorar o pensamento em suas próprias faltas e fraquezas, e assim, afastando-os de Cristo, esperam alcançar a vitória. … Repousai em Deus. Ele é capaz de guardar aquilo que Lhe confiastes. Se vos abandonardes em Suas mãos, Ele vos tornará mais que vencedores por Aquele que vos amou.” (Caminho a Cristo, p. 71). Enquanto estava orando, lhe veio o pensamento: “Você não pode ficar neste escritório o dia todo; você deve ir e dizer àqueles garotos que você Me representou erradamente por suas ações.” Humilhado, ele retornou para os garotos, que estavam do lado de fora e assumiu sua culpa por sua explosão.” Eu não representei corretamente Jesus para vocês hoje, e sinto muito”, ele se desculpou. Os meninos tentaram consolá-lo dizendo: “Tudo bem! Todo mundo faz isso. É normal!” 

O próximo período de aula para o Sr. G naquele dia foi a Bíblia. Ele tinha falado que seus alunos lessem o quinto capítulo de Caminho a Cristo, “Consagração”, e escrevessem um pensamento que os impressionasse. Quando ele entrou em sua sala de aula, ele não se sentiu emocionalmente preparado para ensinar. Os estudantes entraram e sentaram-se, e uma das meninas colocou sua tarefa em sua mesa. O Sr. G olhou para baixo e seus olhos captaram uma frase: “Vossa esperança não está em vós mesmos; está em Cristo” (Caminho a Cristo, p. 70). Essa frase era exatamente o que ele precisava.

Anos depois, ele recebeu uma carta de um desses rapazes. “Eu sei que o sr. não estava orgulhoso de suas ações naquele dia na aula de carpintaria”, dizia a carta, “mas eu quero que saiba que o seu exemplo de se humilhar e fazer as coisas direito, se desculpando conosco, falou muito ao meu coração. Agora que sou pai, tive que pedir muitas vezes a meus filhos que me perdoassem quando falhei e, por causa do seu exemplo, isso me ajudou a ser um pai melhor”. “Muitas vezes, teremos de prostrar-nos e chorar aos pés de Jesus, por causa de nossas faltas e erros; mas não nos devemos desanimar. Mesmo quando somos vencidos pelo inimigo, não somos repelidos, nem abandonados ou rejeitados por Deus. Não; Cristo está à destra de Deus, fazendo intercessão por nós.” (Caminho a Cristo, p. 64).


FORMATO SUGERIDO PARA O MOMENTO DE ORAÇÃO

Louvor 

  • Senhor, nós te louvamos pelo nosso Advogado, Jesus Cristo, que intercede em nosso favor.
  • Nós te louvamos porque podes transformar nossa derrota em vitória.
  • Nós te louvamos, Senhor, porque mesmo que caiamos, não somos por Ti deixados no chão e abandonados.

Confissão 

  • Senhor, por favor, mostre-nos as áreas em nossas vidas que precisam do Seu Espírito suavizador e refinador.
  • Perdoa-nos quando perdemos nossa paciência com os outros e falamos palavras iradas ou apressadas.
  • Por favor, dê-nos a sua força para pedir desculpas quando tivermos maltratado os outros. 

Súplica e Intercessão 

  • Senhor, pedimos-lhe que nos dê o Seu espírito de paz ao nos confrontarmos com irritações.
  • Oramos pelas 8.208 escolas adventistas e seus quase 2 milhões de estudantes. Que essas escolas sempre ensinem a verdade bíblica e conduzam os jovens à missão e serviço.
  • Senhor, dá-nos sabedoria para alcançar culturas seculares que não têm interesse em religião. Que o Seu Espírito Santo quebre as paredes que cercam os corações seculares.
  • Oramos pelos grupos de povos não alcançados na Ásia, incluindo muçulmanos, budistas e hindus. Muitos nunca ouviram o nome de Jesus. Dê-nos sabedoria especial para atender às suas necessidades.
  • Abençoa-nos quando alcançamos pessoas escravizadas pela adoração espiritual, idolatria e crenças animistas. Ajude-nos a entender sua cosmovisão e a apresentá-los a um Salvador pessoal.
  • Senhor, por favor, inspire os adventistas do sétimo dia em todo o mundo a orarem como nunca antes. Que supliquemos juntos pela chuva serôdia do Espírito Santo. Pedimos-lhe o cumprimento prometido de Joel 2, Oséias 6 e Atos 2.
  • Oramos pelos 541 grupos de pessoas nos 18 países da Divisão da África Austral-Oceano Índico. Por favor, leve-os à verdade bíblica.
  • Mostre-nos como atender às necessidades práticas e espirituais dos refugiados. Que nossa igreja seja conhecida por nosso amor por todas as pessoas, não importando quem são ou de onde vêm.
  • Que possamos proclamar fiel e plenamente as mensagens dos três anjos de Apocalipse 14. Que possamos centralizar todos os nossos ensinamentos no amor e na justiça de Cristo.
  • Também oramos pela nossa lista de sete ou mais pessoas [cite os nomes, se apropriado].

Ação de Graças 

  • Obrigado, Senhor, porque és capaz de nos impedir de cair (Judas 24).
  • Obrigado pelo arrependimento, perdão e reconciliação.
  • Agradecemos pelo exemplo de serviço que Cristo nos deixou. Por favor, nos dê a força para imitá-Lo.

CANÇÕES SUGERIDAS

“Just When I Need Him” (SDA Hymnal #512); “I Must Tell Jesus” (SDA Hymnal #485); “Whiter Than Snow” (SDA Hymnal #318) [Nenhuma com versão para português no HASD]

PROMESSAS A REIVINDICAR EM ORAÇÃO

  • “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça. (1 João 1:9).
  • “Filhinhos meus, estas coisas vos escrevo para que não pequeis. Se, todavia, alguém pecar, temos Advogado junto ao Pai, Jesus Cristo, o Justo” (1 João 2:1).

 

Este texto em PDF: K 2019 Dia 6 O Dom do Arrependimento

 

Fonte: https://www.tendaysofprayer.org, da Associação Geral da Igreja Adventista do Sétimo Dia. Trad J.A.Q.


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: