Reavivados por Sua Palavra


NÚMEROS 6 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
12 de fevereiro de 2019, 0:30
Filed under: Sem categoria


“Assim, porão o Meu nome sobre os filhos de Israel, e Eu os abençoarei” (v.27).


Ao estudarmos sobre a lei do nazireado, creio que todos nós nos reportamos ao nazireu mais famoso da Bíblia: Sansão. O voto de nazireu incluía a abstenção do fruto da vide e de todos os seus derivados, a proibição em cortar os cabelos e de não poder tocar em nenhum cadáver. Era um voto feito por um determinado tempo ou durante toda a vida. “Por todos os dias do seu nazireado, santo será ao Senhor” (v.8). Sansão nasceu de uma mulher estéril e, desde o ventre, fora dedicado ao Senhor como nazireu. Na fase adulta, porém, suas ações não condiziam com seu título, depositando a sua confiança em sua força como sendo um talento peculiar. Apesar de ter se arrependido no final de sua vida, como teria sido diferente o fim de sua história se tivesse compreendido a razão de ser de sua vocação.

Quanto ao voto ou juramento, Cristo nos ordenou: “Eu, porém, vos digo: de modo algum jureis… Seja, porém, a tua palavra: Sim, sim; não, não. O que disto passar vem do maligno” (Mt.5:34 e 37). Jesus, através de Sua vida e ministério, nos deixou exemplo de que fidelidade ao Senhor deve ser resultado de uma vida de santificação. É muito fácil se autodenominar cristão sem assumir o compromisso de zelar por uma vida ordenada diante de Deus. O Senhor está à procura de homens e mulheres que assumam o posto de seu dever com temor e tremor. Será este o povo que os anjos do Senhor reconhecerão e no grande Dia de Deus a respeito dele dirão: “isto é santo” (v.), quando o Senhor mesmo “enviará os Seus anjos, com grande clangor de trombeta, os quais reunirão os Seus escolhidos, dos quatro ventos, de uma a outra extremidade dos céus” (Mt.24:31).

Todas as vezes que Israel se preparava para marchar segundo as orientações do Senhor, antes de partirem, todo o acampamento era tomado por grande silêncio, e em atitude de reverência, ouviam a bênção proferida pelos sacerdotes. Anjos poderosos eram comissionados por Deus para acampar ao redor do Seu povo. Jovens, velhos e crianças sentiam em seus corações a alegria de saber que o Senhor estaria no meio deles, dando-lhes sempre a certeza de Sua proteção e cuidado. Assim como fora com Moisés, Deus também desejava refletir o Seu rosto sobre todo o Seu povo. Israel fora eleito para refletir o caráter do Senhor, seu Deus.

O mundo está diante dos últimos instantes de oportunidade para aceitar o chamado de Deus. É tempo “de consagrar-se para o Senhor” (v.2) não mais para cumprir um juramento, mas a fim de estar preparado para ver a Deus. “Segui”, amados, “a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor” (Hb.12:14). Muitos têm aceitado a Jesus como seu Salvador, mas O rejeitam como Senhor. Desejam as bênçãos, mas ignoram os deveres. Se seguir a Cristo e Sua Palavra importa em abandonar suas paixões e inclinações pessoais, escolhem seguir uma carreira religiosa menos exigente; um “cristo” que oculte seus pecados e os transforme em aceitáveis e ingênuos.

A bênção tem a ver com a inscrição do nome de Deus sobre um povo eleito para ser santo como o Senhor é santo. Santidade não tem a ver com impecabilidade, mas com a constante busca pelo conhecimento que salva: “E a vida eterna é esta: que Te conheçam a Ti, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo a Quem enviaste” (Jo.17:3). Diante de tão terrível e solene momento, precisamos consagrar a nossa vida ao Senhor e sermos o reflexo de Seu caráter a um mundo que sofre em agonia. Reflitamos nas palavras de M. L. Andreasen:

“É agora o tempo de enviar a mensagem profética até os confins da Terra. Foi esta a ordem de Cristo quando nos confiou a grande comissão evangélica de ensinar todas as nações e batizá-las, ‘ensinando-lhes a guardar todas as coisas que Eu vos tenho mandado’ (Mt.28:20). Essa ordem de observar todas as coisas está a par com a mensagem profética, de que obedecer é melhor do que sacrificar. Uma vez feita esta obra, o fim virá” (O Ritual do Santuário, p. 60).

“Voz do que clama no deserto: Preparai o caminho do Senhor; endireitai no ermo vereda a nosso Deus” (Is.40:3).

Bom dia, consagrados ao Senhor!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Números6 #RPSP

Comentário em áudio:
https://www.youtube.com/user/nanayuri100
https://www.youtube.com/channel/UCzzqtmGdF4UqBopc6CRiqLA


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: