Reavivados por Sua Palavra


SOFONIAS 3 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by Maria Eduarda
5 de janeiro de 2018, 0:45
Filed under: Sem categoria

SOFONIAS 3 – Se Deus fosse injusto, Seu caráter seria inconsistente. Como não é, Sua justiça exige providências contra o pecado que assola o mundo e tudo o que nele há. Logo, é necessário um julgamento rigoroso.

A santa ira de Deus move Suas ações, não sem antes revelar Sua infinita bondade e expressar Sua graça. Quanto mais entendimento se adquire sobre a santidade de Deus e Sua ira contra o pecado, mais valor se dará a Sua graciosa graça.

Talvez por isso Arthur W. Pink analisa: “Um estudo da concordância mostrará que nas Escrituras há mais referências à cólera, fúria e ira de Deus do que ao Seu amor e bondade”. Entretanto, este destaque à justiça só dá maior valor ao Seu amor e graça. Pois, onde estaríamos agora se não fossem estes últimos atributos divinos?

O capítulo de nossa meditação pode ser assim esboçado:

1. Juízo sobre Jerusalém: a cidade da paz, não será poupada, nem as igrejas cristãs. Desobediência, resistência à correção, incredulidade e impiedade, ganância, leviandade, hipocrisia, tudo será castigado (vs. 1-7).

2. Um remanescente sobrará e será consolado, pois Deus vingará os perversos na segunda vinda de Cristo; e, os poucos fiéis serão ricamente abençoados: salvação plena (vs. 8-20).

Revelado por Deus, “…o plano da redenção tinha um propósito ainda mais vasto e profundo do que a salvação do homem. Não foi para isto apenas que Cristo veio à Terra; não foi simplesmente para que os habitantes deste pequeno mundo pudessem considerar a lei de Deus como devia ela ser considerada; mas foi para reivindicar o caráter de Deus perante o Universo” (Patriarcas e Profetas, cap. 4, p. 68/37).

Infelizmente, diante de tudo o que já foi revelado na Bíblia e no sacrifício de Cristo, apenas poucas pessoas se salvarão. Contudo, se não fosse a graça de Deus, nem mesmo estes se salvariam. “Portanto, cante, filha de Sião! Celebre, Israel! Filha de Jerusalém, alegre-se! Faça festa! […] Não há mais o que temer do mal, nunca mais” (vs. 14-15).

Para quem não se preparou, o dia do juízo será um terror; para os fiéis, será a maior demonstração de amor depois do Calvário! Os salvos estarão para sempre com a bênção da presença do Senhor: “As tristezas acumuladas… vão desvanecer…” (vs. 18-20). Louvado seja Deus!

Temos muitas razões para buscar reavivamento! Deus quer executar Seus maravilhosos planos em nossa vida! – Heber Toth Armí


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: