Reavivados por Sua Palavra


HABACUQUE 3, Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
2 de janeiro de 2018, 0:30
Filed under: Sem categoria


“Todavia, eu me alegro no SENHOR, exulto no Deus da minha salvação” (v.18).


O livro que iniciou com uma oração em forma de lamentação, termina com uma oração “sob a forma de canto” (v.1). Alarmado diante das circunstâncias que abateriam o povo de Judá, o profeta inicia o seu louvor com dois pedidos:

  1. “aviva a Tua obra, ó SENHOR”
  2. “na Tua ira, lembra-Te da misericórdia” (v.2).

O desejo do profeta não era apenas para a sua geração, mas para as gerações que surgiriam “no decorrer dos anos, e, no decurso dos anos” (v.2). De uma maneira linda e plena, Deus transformou o Habacuque perplexo em um homem de fé. Por mais que as circunstâncias pareçam ser um indicativo de fracasso, ele aprendeu que Deus é Deus independente de estarmos enfrentando boas ou más situações. Tudo está sob o controle dAquele cuja “glória cobre os céus” (v.3). De geração em geração, o Senhor revela o Seu poder “para salvamento” (v.13) do Seu povo e a Sua contínua misericórdia para com aqueles que O amam.

O avivamento da obra de que o profeta se referiu não tem a ver com obras laborais ou com rituais religiosos, mas com o verdadeiro conhecimento de Deus. Após ouvir a resposta do Senhor, ele compreendeu a parte que lhe cabia: “pois, em silêncio, devo esperar” (v.16). Habacuque aprendeu a confiar em Deus independente das circunstâncias. O inimigo poderia lhe tirar todo o sustento (v.17), “todavia” (v.18), a sua alegria no Deus em quem confiava não mudaria. Isso é viver pela fé.

Viver pela fé não é simplesmente professar um credo religioso, mas perseverar na fé “ainda que” falte o alimento; “ainda que” haja desemprego; “ainda que” morra alguém que amamos; “ainda que” pessoas nos decepcionem; “ainda que” tudo nos falte. Viver pela fé é confiar nAquele que jamais nos faltará (Sl 23:1). Quando Deus é suficiente na vida do cristão, ele não sente falta de mais nada.

Precisamos buscar viver o que Habacuque viveu e o que o apóstolo Paulo viveu e declarou: “entristecidos, mas sempre alegres… nada tendo, mas possuindo tudo” (2Co 6:10). Eis que a Bíblia nos apresenta a verdadeira alegria! Tal comunhão e intimidade com o Senhor redunda em sublime e incomparável felicidade. Quando escolhemos derramar nossas lágrimas e expor nossas aflições no altar do Senhor, Ele converte a nossa tristeza em gozo, o nosso pesar em alegria perene. Porque “os que com lágrimas semeiam com júbilo ceifarão. Quem sai andando e chorando, enquanto semeia, voltará com júbilo, trazendo os seus feixes” (Sl 126:5-6).

Permita que o Espírito Santo frutifique em seu coração a verdadeira alegria (Gl 5:22). Desprenda-se das encostas de risco deste mundo e que seja “o SENHOR Deus” a sua fortaleza (v.19). Então, ainda que as tristezas tirem o sorriso de teus lábios, jamais conseguirão tirar o sorriso do teu coração.

Bom dia, alegres no Senhor!

Desafio do dia: Compartilhe este comentário com um amigo e convide-o para estudar a Bíblia conosco.

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus
#Habacuque3
#RPSP

Deixe um comentário:


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: