Reavivados por Sua Palavra


GÊNESIS 17 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
29 de outubro de 2018, 0:30
Filed under: Sem categoria


“Abrão já não será o teu nome, e sim Abraão; porque por pai de numerosas nações te constituí” (v.5).


O nome foi a primeira identificação humana dada por Deus. Respeitando a individualidade, os nomes eram estabelecidos conforme um significado específico. Vimos na genealogia de Adão que cada nome fazia parte de uma espécie de genealogia profética. Havia uma lógica divina em cada nome dado. Todavia, a separação entre Deus e o homem por causa do pecado gerou a rebeldia, e este passou a ditar seus próprios conceitos e seus nomes tornaram-se resultado disso. Até então, Abrão possuía o nome dado por Tera, seu pai, mas ao mudá-lo para Abraão e o de Sarai para Sara, Deus novamente estabeleceu um princípio sobremodo importante: quando Deus dá nome, Ele está reclamando para Si o Seu direito como proprietário.

Ismael havia se tornado a esperança de Abrão. Com noventa e nove anos acreditara que a promessa do Senhor se cumpriria no filho da serva. Até que o Senhor lhe apareceu e iniciou o diálogo apresentando um de Seus nomes: “Eu sou o Deus Todo-Poderoso” (v.1). Isto é, “Eu sou Aquele que tudo pode fazer”. Ontem vimos que o Senhor é o Deus que tudo vê. Hoje, Ele Se apresenta como o Deus que tudo pode. E assim como Seus nomes representam Seus atributos, Ele deseja imprimir em cada um de nós a Sua marca de posse eterna: “Ao vencedor… darei uma pedrinha branca, e sobre essa pedrinha escrito um nome novo” (Ap.2:17). Quando o Senhor dá nome, Ele está declarando: “Você Me pertence”.

Por treze vezes, a palavra aliança aparece neste capítulo, deixando claro que o Senhor não somente deseja declarar a Sua posse sobre o homem, mas também torná-lo herdeiro de Suas promessas. A circuncisão, como um símbolo da aliança estabelecida com Abraão e sua descendência, representava o acordo de Deus com o Seu povo. Mais do que um sinal na carne, a circuncisão representava a “aliança perpétua” (v.13) entre o Senhor e as “numerosas nações” (v.5) que procederiam da linhagem abraâmica. Percebam que Deus não diz que faria de Abraão pai de apenas uma nação, e sim “de ti farei nações” (v.6). Abraão, portanto, não representa o patriarcado de Israel apenas, mas de todos os que O invocam. “Pois não há distinção entre judeu e grego, uma vez que o mesmo é o Senhor de todos, rico para com todos os que O invocam” (Rm.10:12).

Meus irmãos, fazemos parte do grande “Israel de Deus” (Gl.6:16) composto por pessoas de todas as nações, povos, línguas e tribos. Pertencemos a um Deus que é Todo-Poderoso e que nos diz, hoje: “O que é o teu problema em comparação ao Meu poder?!” Assim como a circuncisão era um processo doloroso, a aliança que o Senhor nos propõe não é diferente, requer renúncia e submissão. A circuncisão estabelecida como uma aliança eterna não deixou de existir, ela só mudou de lugar: a “circuncisão, a que é do coração” (Rm.2:29). Assim como Abraão “recebeu o sinal da circuncisão como selo da justiça da fé que teve” (Rm.4:11), em Cristo somos batizados como símbolo da fé que abraçamos, “tendo sido sepultados, juntamente com Ele, no batismo” (Cl.2:12). Esta “é a circuncisão de Cristo” (Cl.2:11).

A missão que foi dada a Abraão, “anda na Minha presença e sê perfeito” (v.1) é a mesma que temos de cumprir hoje: “Ora, como recebestes Cristo Jesus, o Senhor, assim andai nEle” (Cl.2:6). E a mesma promessa que foi dada ao patriarca, é dada a todo aquele que crê, porque “os da fé é que são filhos de Abraão” e que “são abençoados com o crente Abraão” (Gl.3:7 e 9). Esta não foi uma aliança entre Deus e uma nação apenas, mas uma aliança “para a obediência por fé, entre todas as nações” (Rm.16:26). Agora, amados, “sois povo de Deus” (1Pe.2:10) e sois chamados pelo nome privilegiado de cristãos, aqueles que revelam a Cristo. Portanto, “se sofrer como cristão, não se envergonhe disso; antes, glorifique a Deus com esse nome” (1Pe.4:16) e muito em breve receberás um nome novo lá na glória.

Bom dia, filhos da promessa!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Gênesis17 #RPSP


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: