Reavivados por Sua Palavra


GÊNESIS 10 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
22 de outubro de 2018, 0:30
Filed under: Sem categoria


“São estas as famílias dos filhos de Noé, segundo as suas gerações, nas suas nações; e destes foram disseminadas as nações na terra, depois do dilúvio” (v.32).


Após o dilúvio, e de Noé ter levantado um altar ao Senhor, “abençoou Deus a Noé e a seus filhos e lhes disse: Sede fecundos, multiplicai-vos e enchei a terra” (Gn.9:1). As genealogias possuem um papel fundamental nas Escrituras. Podem não ser a melhor leitura, mas nos mostram detalhes da história da humanidade que nos fazem melhor compreender alguns relatos da Bíblia. Vimos que Noé proferiu, por exemplo, uma maldição sobre Cam, uma profecia acerca de suas gerações. Um de seus descendentes, Ninrode, ganhou destaque em sua genealogia. O nome “Ninrode”, em hebraico, significa “revolta”, o que indica a sua rebelião contra Deus. “O princípio do seu reino foi Babel” (v.10), de onde originou-se Babilônia. Ninrode também edificou a cidade de Nínive, na Assíria. Da linhagem de Cam também nasceu a Canaã. Babilônios, assírios e cananeus foram declarados inimigos do povo de Deus.

Assim como a descendência de Caim trouxe trevas às gerações, da descendência de Ninrode, dá-se início a mais uma linhagem corrupta. A Bíblia diz que tudo ele fazia “diante do Senhor” (v.9) ou sob o olhar de Deus. As atitudes de Ninrode levaram muitos a andar por caminhos longe do Senhor. Isso nos faz chegar a uma conclusão muito óbvia: as atitudes de uma pessoa, quer sejam boas, quer sejam más, não geram resultados que afetam somente a ela mesma, mas sempre acabam atingindo terceiros, principalmente, aos da própria família.

Há no segundo mandamento do Decálogo uma maldição semelhante a de Noé sobre seu filho Cam, que referindo-se à proibição da adoração à imagens de escultura, diz que Deus visita “a iniquidade dos pais nos filhos até à terceira e quarta geração daqueles que [O] aborrecem” (Êx.20:5). Amados, precisamos entender que estas maldições não são castigos divinos, mas consequências naturais das escolhas humanas. Deus não disse que o pecado do pai recai sobre o filho. Isto é uma distorção da Palavra de Deus e do caráter de Deus, porque está escrito: “A alma que pecar, essa morrerá; o filho não levará a iniquidade do pai, nem o pai, a iniquidade do filho; a justiça do justo ficará sobre ele, e a perversidade do perverso cairá sobre este” (Ez.18:20).

Quando Deus nos orienta a seguir por um caminho, andemos por ele. Quando Ele disser não, aceitemos e obedeçamos. Por que tudo o que vem de Deus é a melhor escolha a se fazer! Da geração de Sem, surgiria um homem que Deus chamaria de Seu amigo (Is.41:8). O Senhor chamou a Abraão e lhe disse: “Sê tu uma bênção!” (Gn.12:2). O verbo “ser” está diretamente relacionado com as nossas escolhas, com decisão pessoal. Deus chama, Ele não obriga! Jesus disse que nós somos o sal da terra (Mt.5:13). Ele também disse que somos a luz do mundo (Mt.5:14). E que nós somos Seus amigos se fazemos o que Ele nos manda (Jo.15:14). Que legado estamos deixando para as futuras gerações? Como nossas escolhas têm afetado aqueles que mais próximos estão de nós, nossa família? O Senhor diz a cada um de Seus amigos, hoje: “Sê tu uma bênção!” Que nossas escolhas estejam em conformidade com a vontade de Deus, preparando a última geração para ver o nosso Senhor e Salvador retornar em glória!

Bom dia, amigos de Deus!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Gênesis10 #RPSP


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: