Reavivados por Sua Palavra


COMENTÁRIO GÊNESIS 5 – PR. HEBER TOTH ARMÍ by Maria Eduarda
17 de outubro de 2018, 0:45
Filed under: Sem categoria

GÊNESIS 5 – Nenhuma criatura de Deus foi projetada para morrer. A morte não esteve em Seu plano na criação do mundo. Ela é uma intrusa medonha que resultou do pecado que Deus não queria que fosse praticado.

De Adão a Noé, um “período de 1.656 anos, liga a criação ao dilúvio” (Bíblia Andrews), o capítulo em questão apresenta dez gerações. Geração vem, geração vai, por isso, esse capítulo “tem sido chamado de ‘as badaladas do sino da morte’, pelo número de vezes em que a expressão ‘e morreu’ é repetida” (William MacDonald).

Contudo, a esperança de que Deus dará um jeito no pecado e seu autor – que nos trouxe morte – está presente logo no início, em Gênesis 3:15. E, por causa das palavras divinas nesse verso, podemos ter a Bíblia como ela é, podendo ser assim sintetizada, conforme apresentou Álvaro César Pestana:

1. Gênesis 1-2 = Preparação para o evangelho;
2. Gênesis 3 = A necessidade do evangelho;
3. Gênesis 4 a Malaquias 4 = A promessa do evangelho;
4. Mateus a João = A provisão do evangelho;
5. Atos = A proclamação do evangelho;
6. Epístolas = A interpretação do evangelho;
7. Apocalipse = A consumação do evangelho.

O evangelho é boa notícia. Essa boa notícia pode ser vista no capítulo considerado “as badaladas do sino da morte”. Observe:

• Ele é a continuação da família de Sete e Enos descrita nos últimos versículos do capitulo anterior.
• Essa genealogia visa revelar aos israelitas afligidos pelos egípcios (e a nós, com outras aflições) que de Sete surge uma linhagem piedosa, com pessoas consagradas, dentre as quais se destaca Enoque, que andou com Deus e foi arrebatado deste mundo tenebroso.
• A piedade e a religiosidade verdadeiras não foram suplantadas pela perversidade das gerações de Caim; certamente, foi mantida a essência da verdadeira religião e descendência do Libertador.
• O legado de Enoque deve ser valorizado, devemos incessantemente andar com Deus. “O termo ‘andou’ implica um relacionamento firme e progressivo, não encontros ocasionais. Andar com Deus é um projeto de vida. Não é simplesmente algo de que nos lembramos de vez em quando” (MacDonald).

Devido ao evangelho, podemos reavivarmo-nos neste mundo deploravelmente corrupto, sabendo que, apesar da morte, quem anda com Deus como Enoque, desfrutará da vida eterna! – Heber Toth Armí.


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: