Reavivados por Sua Palavra


ISAÍAS 36 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by jquimelli
25 de junho de 2017, 0:25
Filed under: Sem categoria

Este capítulo marca o início de uma nova seção do livro de Isaías. Os cap. 36 a 39 são de natureza principalmente histórica em vez de profética e tratam das invasões de Senaqueribe, da doença de Ezequias e da visita dos enviados de Merodaque-Baladã. Estes capítulos são paralelos, e em grande medida idênticos a 2 Reis 18:13 a 20:19. Em geral, deve-se buscar nos comentários desta passagem a interpretação destes capítulos. CBASD – Comentário Adventista do Sétimo Dia, vol. 4, p. 242.

1. No ano décimo quarto … subiu Senaqueribe. Senaqueribe se tornou rei da Assíria em 705 a.C e fez sua primeira campanha contra as cidades de Judá em 701. CBASD, vol. 4, p. 242.

Açude superior. Ver com. de 2Rs 18:17.1. CBASD, vol. 4, p. 242.

5 Poder para a guerra … para que te rebeles…  Ver com. de 2Rs 18:20. Ezequias pagava tributo para a Assíria, como seu pai Acaz antes dele (2Rs 16:7, 8). Foi sua recusa em pagar tributo que levou os exércitos da Assíria contra ele. CBASD, vol. 4, p. 242.

8 Dois mil cavalos. Ver com. de 2Rs 18:23. Está claro que Judá não tinha cavalaria treinada. Os assírios zombaram de Ezequias por ter presumido resisti-los com uma cavalaria tão débil. CBASD, vol. 4, p. 242.

9. Confias no Egito. Ver com. de 2Rs 18:21, 24. Antes, Isaías repreendido os líderes de Judá por confiar no poderio militar e pela aliança com o Egito (Is 30:1-4, 31:1), e os advertiu de que a confiança no Egito seria inútil (Is 30:7; 31:3).  CBASD, vol. 4, p. 242, 243.

10 O SENHOR mesmo me disse. Ver com. de 2Rs 18:25. Numa de suas inscrições, Senaqueribe afirma ter recebido a sanção de seu deus Asur para atacar os inimigos. CBASD, vol. 4, p. 243.

12 Aos homens que estão assentados sobre os muros. Ver com. de 2Rs 18:27.  Que importava a Senaqueribe que num cerco prolongado o povo comesse o próprio excremento e bebesse a própria urina? A única forma de evitar isso, diziam, era o povo se rebelar contra seu rei. CBASD, vol. 4, p. 243.

15 Nem tampouco … O SENHOR … livrará. O desafio de Senaqueribe era na realidade um desafio ao próprio Deus. CBASD, vol. 4, p. 243.

17 Terra como a vossa. Ver com. de 2Rs 18:32. Se fosse propósito de Senaqueribe dar ao povo de Judá o que prometia, ele os teria deixado no seu próprio país. A ameaça de levá-los a uma terra distante provava que suas palavras eram zombaria e promessas vãs. CBASD, vol. 4, p. 243.

21. Eles, porém, se calaram. Ver com. de 2Rs 18:36. Não havia resposta efetiva para os arrogantes enviados assírios. Somente Deus lhes poderia dar resposta adequada, e Ezequias creu que Ele o faria. Nada que os enviados hebreus pudessem ter dito teria feito com que Senaqueribe desistisse de seu objetivo. Portanto, Ezequias lhes ordenou sabiamente que se calassem. CBASD, vol. 4, p. 243.

Anúncios

Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: