Reavivados por Sua Palavra


EZEQUIEL 24 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by Jeferson Quimelli
15 de janeiro de 2021, 0:50
Filed under: Sem categoria

1374 palavras

1 Nono ano. Do cativeiro de Joaquim (ver com. [CBASD] de Ez 1:2), isto é, 589/588 a.C. Esta é a mesma data de 2 Reis 25:1; e de Jeremias 39:1, 2; 52:4 e 5. O dia foi posteriormente observado pelos judeus com um jejum (Zc 8:19). CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 4, p. 726.

Este capítulo é uma das mais violentas acusações que já foi lançada contra uma nação. Qualquer busca de alianças internacionais com a Assíria, ou Egito, ou Babilônia (vv 3,5 e 15), nas quais os israelitas receberiam vantagens carnais em troca da aceitação da idolatria dessas nações pagãs, era adultério contra a fidelidade a Deus. Bíblia Shedd.

2 Escreve o nome deste dia. É ordenado ao profeta anotar o dia exato em que deu a mensagem, e o anunciar como o dia em que Nabucodonosor começou o ataque a Jerusalém. Uma vez que Babilônia ficava a cerca de 800 km de Jerusalém [em linha reta] e a mais de uma vez e meia essa distância pela estrada regular, a notícia não poderia ter alcançado o profeta por meios humanos. Portanto, posteriormente, quando receberam informações sobre o ataque a Jerusalém, os cativos tiveram, ao se comparar as datas, prova convincente de que as mensagens de Ezequiel eram de origem divina. CBASD, vol. 4, p. 726

3 Parábola. Do heb. mashal (ver vol. 3, p. 1061). Não é dito se Ezequiel apenas proferiu a parábola ou se, na verdade, encenou o ato simbólico. CBASD, vol. 4, p. 726.

Põe ao lume a panela (ARA). NVI: “Ponha a panela para esquentar”.

4 Pedaços de carne, todos os bons pedaços. …forma de enfatizar que todos, até os melhores, seriam envolvidos na ruína. CBASD, vol. 4, p. 726.

5 Ferver bem. A violência de um sítio rígido, típico da época. Bíblia Shedd.

6-13 A cidade de Jerusalém era como uma panela tão incrustada de pecado que não ficaria limpa. Deus queria limpar a vida daqueles que viviam em Jerusalém e deseja limpar nossa vida hoje. Às vezes, Ele tenta nos purificar por meio de dificuldades e circunstâncias difíceis. Quando você enfrentar tempos difíceis, permita que o pecado seja eliminado de sua vida. Veja seus problemas como oportunidades para que sua fé cresça. Quando essa hora chegar, as prioridades e desvios desnecessários serão eliminados. Podemos reexaminar nossas vidas para que façamos o que realmente importa. Life Application Study Bible Kingsway.

6 Ferrugem. A cidade em si, representada pela panela, está, por assim dizer, corroída pela ferrugem. CBASD, vol. 4, p. 726

Pedaço por pedaço. Os habitantes de Jerusalém seriam levados pela morte ou pelo cativeiro. CBASD, vol. 4, p. 726.

7 Sobre a penha descalvada (ARA; NVI: “na rocha nua”). Representa um campo aberto para os pecados cometidos sem pudor, que aclamam sem punição perante toda sociedade humana (Gn 4.10; Jó 16.18; cf Hb 12.24 mostra que o sangue de Jesus, ao invés de clamar contra o pecador, intercede pela sua conversão, sua justificação e sua santificação. Bíblia Shedd.

Isso indica que os crimes de violência praticados em Jerusalém (ver Ez 22:12, 13; 23:37; etc.) tinham sido abertos e escancarados (ver Gn 4:10; Jó 16:18; Is 26:21). CBASD, vol. 4, p. 726

8 Seu sangue. Isto é, o sangue a ser derramado na destruição de Jerusalém. A punição seria tão notória aos olhos do mundo como o havia sido o pecado. CBASD, vol. 4, p. 726.

11 Vazia. A cidade sem habitantes. O fogo deve arder até consumir a ferrugem. A própria cidade seria destruída. Os v. 11 a 14 falam da ineficácia dos esforços anteriores em operar reforma e indicam que os juízos iminentes eram inevitáveis e completos. CBASD, vol. 4, p. 726, 727.

13 Nunca purificada. Este fogo é para destruição,  e não para a refinação do metal (22.20). Bíblia Shedd.

15 Veio a mim a palavra. Inicia-se uma nova seção, não diretamente ligada à parábola dos v. 1 a 14. CBASD, vol. 4, p. 727.

15-27 A mulher de Ezequiel, “a delícia dos [seus] olhos”, havia morrido de repente, simbolizando que o santuário, a “delícia” e o “prazer”do povo, seria destruído. A maior catástrofe da nação aconteceria: o povo de Deus perderia o templo. O centro de adoração seria queimado; Jerusalém, a capital, seria destruída; a liberdade nacional se perderia; as casas e a terra seriam confiscadas; muitas pessoas morreriam ou ficariam feridas; a maioria seria levada em cativeiro para Babilônia. Bíblia de Estudo Andrews.

16 Tirarei. Ezequiel foi informado de que sua esposa, a quem ele amava, estava para morrer. Não é preciso inferir, a partir da linguagem usada aqui, que a morte dela foi resultado de uma ação direta de Deus. Talvez a mulher já estivesse doente havia algum tempo, e Deus quis adverti-lo de que ela morreria. Por uma figura de linguagem, com frequência se diz que Deus faz aquilo que Ele permite ou não impede que aconteça (ver DTN, 24, 470, 471). … Aqui a perda da delícia dos olhos de Ezequiel foi usada para impressionar a mente do povo com a mensagem divina.

A experiência de Ezequiel mostra que o dedicar-se ao serviço de Deus não significa imunidade contra sofrimento e infortúnio. Às vezes, parece que os mensageiros de Deus são mais assaltados do que outros não ativamente empenhados na causa divina. Muitos desastres acometem os que se dedicam a Deus em algum campo missionário. Por vezes, morte repentina ou penosa enfermidade sobrevém aos fiéis. Essas calamidades não devem ser consideradas como golpes do juízo divino. Elas são resultado da obra de Satanás. As ações do inimigo contra os fiéis e mesmo infiéis mostram a verdadeira natureza do mal no grande conflito. Este princípio é demonstrado na história de Jó. Contudo, quando o inimigo traz aflições, Deus pode fazer com que a tragédia se converta em bem, para a purificação dos que permanecem (ver DTN, 471). CBASD, vol. 4, p. 727.

17 Não faças lamentação. Os costumeiros sinais de luto deviam ser evitados (ver Js 7:6; 1Sm 4:12; 2Sm 15:30, 32; Is 20:2; Mq 3:7). CBASD, vol. 4, p. 727.

Mantenha apertado o seu turbante. O enlutado normalmente o retirava e colocava pó na sua cabeça (v. Js 7.6; 1Sm 4.12). Bíblia de Estudo NVI Vida.

Pão que te mandam. Provável referência a uma refeição relacionada ao funeral (ver Dt 26:14; Jr 16:7; Os 9:4). CBASD, vol. 4, p. 727.

18 Falei. Não se diz o que o profeta falou. Talvez ele tenha partilhado com os concidadãos a trágica notícia com respeito à morte da esposa. CBASD, vol. 4, p. 727.

19 O que significam estas coisas.Já que o povo de Israel no cativeiro não quis escutar à pregação do profeta (3.7), ao menos não deixava de mostrar curiosidade sobre as ações invulgares do mensageiro de Deus. Bíblia Shedd.

Não se diz o que o profeta falou. Talvez ele tenha partilhado com os concidadãos a trágica notícia com respeito à morte da esposa. CBASD, vol. 4, p. 727.

21 profanarei o Meu santuário. O santuário, a delícia dos olhos do povo, devia ser profanado e destruído. Os pés profanos dos gentios adentrariam os sagrados recintos, aonde nem mesmo os sacerdotes podiam ir. CBASD, vol. 4, p. 727.

delícia dos vossos olhos. O templo, que embora possuindo a bênção de Deus, nunca seria suficiente para garantir a vitória e a prosperidade a um povo que estava vivendo na idolatria, em plena rebelião contra Deus. É o caso de uma igreja que, alegando ser portadora da graça divina, lança fora a palavra de Deus, em favor das próprias tradições. Qualquer lamentação contra a destruição de tal organização será forçosamente considerada como rebelião contra a própria justiça divina. Daí o silêncio do profeta sobre a morte da esposa inocente e amada, para mostrar que muito menos se podia lamentar a chorar pela ruína da cidade sanguinária (24.6). Bíblia Shedd.

22 bigodes. Cobrir a parte inferior do rosto era sinal de desgraça, de vergonha e de angústia (Lv 13.45). O pão. Aqui, apenas quer dizer comida em geral, que se manda ao enlutado, visto que sua aflição lhe tolhe a possibilidade de pensar nos misteres diários. Neste caso, a vida teria que seguir normalmente, daí para frente, pois havia já o tempo que Ezequiel estava preparando o povo a assumir a responsabilidade de remanescente único do Israel de Deus, e a reconhecer que Jerusalém precisava ser destruída para remover a iniquidade nacional. Bíblia Shedd.

27 Nesse dia. Ezequiel é informado de que, quando recebesse a notícia da queda da cidade (ver com. [CBASD] de Ez 33:21, 22), voltaria a falar (ver Ez 3:26, 27). CBASD, vol. 4, p. 727.

Por algum tempo, Ezequiel não teve permissão de falar, exceto quando Deus lhe desse uma mensagem para entregar ao povo (3:25-27). Essa restrição logo terminaria quando Jerusalém fosse destruída e todas as profecias de Ezequiel sobre Judá e Jerusalém se cumprissem (33,21, 22). Life Application Study Bible Kingsway.


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: