Reavivados por Sua Palavra


EZEQUIEL 14 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
5 de janeiro de 2021, 0:45
Filed under: Sem categoria

“Filho do homem, estes homens levantaram os seus ídolos dentro do seu coração, tropeço para a iniquidade que sempre têm eles diante de si; acaso, permitirei que eles Me interroguem?” (v.3).

Catástrofes, fenômenos misteriosos, doenças físicas e emocionais, violência exacerbada, têm composto o cenário mundial de uns anos para cá com uma intensidade assustadoramente crescente. A natureza geme e as pessoas clamam por alívio. Ao mesmo tempo, a ciência expande seus horizontes e oferece a uma sociedade doente e aflita o que diz ser uma solução. Às vésperas do lançamento mundial de uma tecnologia jamais vista, 2021 foi despertado com o maior massacre de civis no Níger; na Itália, as ruas de Roma amanheceram repletas de pássaros mortos “misteriosamente”; a Europa sofre com o mau tempo e com deslizamentos pelo acúmulo de neve; no Brasil, Manaus atinge recorde no número de internação por Covid e de covas abertas em plena véspera de Ano Novo; no mundo, é estimado que 2021 seja o ano da fome, com mais de 230 milhões de pessoas em condições de extrema pobreza.

O capítulo de hoje é praticamente um grito de Deus à humanidade. Sofrendo os reveses do exílio, os “anciãos de Israel” (v.1) procuraram o profeta de Deus em busca de respostas. Contudo, não visavam ouvir a voz de Deus, mas acalentar seus corações corruptos com o que desejavam ouvir. Mas Aquele que sonda os corações conhecia muito bem o seu conteúdo. Seus ídolos ocupavam o lugar que devia pertencer somente ao Senhor. Seu tempo era preenchido com tudo o que alimentasse a sua idolatria, menos com Deus. E sua alegria era ouvir profecias e palavras falsas, “segundo a multidão dos seus ídolos” (v.4), que os fizessem permanecer em sua condição de comodidade e apostasia. Sua infidelidade não podia ser questionada, mas ousavam interrogar ao Senhor por causa de seus sofrimentos.

Meus amados irmãos, o que está acontecendo conosco, hoje? Como ousamos interrogar ao Senhor acerca do que tem acontecido ou afirmar que os sofrimentos acontecem pela vontade de Deus? Somos teimosos e demasiado lentos para confiar em Deus e obedecer ao que Ele nos deixou escrito por intermédio de Seus profetas. “Crede no Senhor, vosso Deus, e estareis seguros; crede em Seus profetas, e prosperareis” (2Cr.20:20). A verdade é que o que pregamos, nós mesmos somos tardios em confiar. Desde o início da pandemia, há uma longa discussão acerca de ir morar no campo ou não, por exemplo, lançando sombras e dúvidas na palavra profética. A serva de Deus é muito clara: você tem uma família, principalmente com filhos pequenos, o plano divino é a vida no campo. Você tem condições de tomar tal decisão, por questões espirituais, a fim de moldar o caráter, então vá. Mas tudo deve ser feito com ordem, decência e oração. Simples assim. É uma vida que requer mais esforços e renúncias? Sim. Mas também foi o plano divino para nos proteger e a nossos filhos das influências deste século e nos preparar para a crise final que há de vir. (No final do texto e da descrição do vídeo no YouTube, deixo para vocês o link de uma mensagem muito coerente com o pastor Josanan Alves sobre o assunto).

Os sinais que têm acontecido no mundo natural e no mundo social, apesar de catastróficos e assustadores, não chegam nem perto dos sinais que definirão “o que serve a Deus e o que não O serve” (Ml.3:18): “Nesse tempo, muitos hão de se escandalizar, trair e odiar uns aos outros; levantar-se-ão muitos falsos profetas e enganarão a muitos. E, por se multiplicar a iniquidade, o amor se esfriará de quase todos. Aquele, porém, que perseverar até o fim, esse será salvo” (Mt.24:10-13). Noé, Daniel e Jó foram usados como exemplo pelo próprio Deus quando o assunto é fidelidade e perseverança. Foi fácil para Noé passar 120 anos ouvindo de todos que ele estava louco? Mas ele confiou no Senhor e empregou tudo o que tinha na construção da arca e salvação de sua casa. Foi fácil para Daniel contrariar as ordens do monarca mais cruel de sua época? Mas ele decidiu firmemente ser fiel a Deus. Foi fácil para Jó suportar tanta dor e sofrimento? Mas ele permaneceu com sua fé inabalável em seu Redentor. Mesmo com as recompensas que aqui receberam, nenhum dos três olhava ou almejava as coisas corruptíveis, mas seus corações desfaleciam de saudades de Deus e da pátria superior.

Salve a sua vida e a sua casa! Precisamos nos mover antes que seja tarde! Jesus pode voltar daqui a 10, 30 ou 50 anos. Não sabemos o dia em que Ele virá. Mas também não sabemos se estaremos vivos amanhã e, para os pais que ainda possuem filhos pequenos, nossos filhos não estarão congelados na infância até lá. Por isso, o Senhor nos apela, agora: “Convertei-vos, e apartai-vos dos vossos ídolos, e dai as costas a todas as vossas abominações” (v.6). Por favor, consideremos essas palavras com temor e oração! Está chegando o tempo em que, por mais que os pais sejam justos e verdadeiros adoradores diante de Deus, a Terra estará tão corrompida, que “não salvariam nem a seu filho nem a sua filha; pela sua justiça salvariam apenas a sua própria vida” (v.20). Ainda existe esperança! Pois “eis que alguns restarão nela, que levarão fora tanto filhos como filhas” (v.22). E saberemos “que não foi sem motivo tudo quanto” o Senhor fez na Terra, “diz o Senhor Deus” (v.23). É tempo de vivermos pela fé. E quando o Senhor declarar: “quando vier o Filho do Homem, achará, porventura, fé na Terra?” (Lc.18:8), que sejamos o Seu consolo, “o fruto do penoso trabalho de Sua alma” (Is.53:11). Vigiemos e oremos!

Bom dia, justos do Senhor!

Rosana Garcia Barros

Link do vídeo “Há tempo profético para sair das cidades?”: https://youtu.be/wd4ve8uOpT8

#PrimeiroDeus #Ezequiel14 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: