Reavivados por Sua Palavra


EZEQUIEL 11 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
2 de janeiro de 2021, 0:45
Filed under: Sem categoria

“Caiu, pois, sobre mim o Espírito do Senhor e disse-me: Fala: Assim diz o Senhor: Assim tendes dito, ó casa de Israel; porque, quanto às coisas que vos surgem à mente, Eu as conheço” (v.5).

Há poucos dias fiquei sabendo do falecimento de um pastor muito querido que, mesmo depois de jubilado, possuía um lindo ministério de evangelismo. Provavelmente ele nem lembrasse de mim e de minha família, mas ao saber do ocorrido, ficamos muito tristes e meu filho mais velho logo lembrou: – Era aquele pastor daquela música, mãe, “O Senhor é o meu Pastor”? Todas as vezes que este querido ministro ia pregar, ele gostava de introduzir o sermão com o louvor do Salmo 23, e isso ficou bem gravado na mente de meu filho. É provável que o anúncio de Deus acerca da condição dos líderes espirituais da nação e a morte de um deles tenha despertado a memória de Ezequiel aos anos em que ele crescia naquele meio e até mesmo a admiração e respeito que nutria por eles. A morte de Pelatias (v.13) e o conhecimento sobre o futuro dos demais encheu o seu coração de tristeza e aflição.

Profetizar “contra eles” (v.4) certamente foi uma tarefa muito dura e difícil para Ezequiel. Vemos a obra constante do Espírito Santo erguendo o profeta de seu estado de contrição e caindo sobre ele (v.5) a fim de que pudesse ouvir as palavras do Senhor. O ministério profético era um serviço privilegiado, mas angustiante. Geralmente, Deus chamava homens e mulheres para declarar palavras de advertência e repreensão aos de seu próprio povo. Quando Jonas fugiu de seu chamado a pregar aos ninivitas, considerou ser tarefa demasiado difícil para cumprir. Contudo, eu creio que não exista tarefa mais desafiadora do que a que deva ser realizada aos de casa.

O próprio Jesus foi o mais experimentado dos homens, de forma que “Veio para o que era Seu, e os Seus não O receberam” (Jo.1:11). Quando em Nazaré, onde havia crescido, mesmo reconhecido como detentor de sabedoria e poder jamais vistos, Jesus “não fez ali muitos milagres, por causa da incredulidade deles” (Mt.13:58). O Senhor sabe o que se passa em nossa mente e o que de fato move as nossas ações (v.5). Ele não leva em conta quanto trabalho fazemos, mas o que nos move a realizá-los. Ao profeta foi revelado que havia pecados ocultos na vida daqueles líderes e que seu serviço no templo na verdade se tratava de um desserviço, pois que maquinavam vilezas e aconselhavam perversamente (v.2).

Amados, temos tantos que amamos e admiramos neste mundo, como homens e mulheres de Deus. E o Senhor nos deixou esse sentimento de respeito e admiração uns pelos outros como uma bênção. Mas isso se torna uma maldição se depositamos toda a nossa confiança em seres humanos tão falíveis quanto nós. Não foi fácil para Ezequiel declarar ao povo “todas as coisas que o Senhor [lhe] havia mostrado” (v.25), mas ele assim o fez porque Deus ocupava lugar de primazia em seu coração. Nenhum profeta foi afligido com mensagens de juízo sem receber o consolo e a bendita esperança da restauração.

Ainda que as estrelas mais brilhantes percam a sua luz, precisamos manter os nossos olhos nAquele que é “a Luz do mundo” (Jo.8:12). Jesus Cristo, o Sol da Justiça, incide Seus raios de fé e de amor esperando que nos coloquemos em lugar de recebê-los. Muitos que um dia estiveram sob Sua santa incidência têm se colocado sob a sombra de seus pecados ocultos até que estes os lancem no abismo onde nenhuma luz há. Oh, meus irmãos, como o Espírito deseja novamente erguê-los! Como há, agora, grande comoção no Céu pelos que ainda perecem na escuridão do pecado! Olhemos para Jesus! Olhemos para a Luz do mundo! E por mais difícil que possamos considerar a nossa missão nesses últimos dias, somos testemunhas de Jesus com um único e claro objetivo: “buscar e salvar o perdido” (Lc.19:10).

Cumpra-se na igreja de Deus, hoje, as palavras do Senhor: “Dar-lhes-ei um só coração, espírito novo porei dentro deles; tirarei da sua carne o coração de pedra e lhes darei coração de carne; para que andem nos Meus estatutos, e guardem os Meus juízos, e os executem; eles serão o Meu povo, e Eu serei o seu Deus” (v.19-20). Que o Senhor encontre em nós um coração aberto ao trabalho do Espírito Santo para que se cumpra em nós “tanto o querer como o realizar, segundo a Sua boa vontade” (Fp.2:13). Vigiemos e oremos!

Feliz sábado, testemunhas de Jesus!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Ezequiel11 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: