Reavivados por Sua Palavra


II CRÔNICAS 10 by jquimelli
24 de outubro de 2019, 1:00
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: https://pesquisa.biblia.com.br/pt-BR/NVI/2cr/10

O rei Roboão tinha três grandes “livros textos” sobre liderança nos quais poderia aprender: as incríveis vidas de Saul, Davi e Salomão. Ele, aparentemente, não gastou muito tempo aprendendo com os erros e acertos de seus antecessores. Em vez disso, ouviu os jovens de sua idade. Ele declarou que iria aumentar os impostos e reinar através de chicotes com flagelos. Ele iria governar em vez de servir.

Imediatamente o reino de Israel se separou dele, exatamente do modo como Deus havia profetizado. Somente Judá e Benjamin ficaram.

O Rei Jesus chamou a você e a mim para que exercêssemos o Seu estilo especial de liderança. “Quem quiser tornar-se importante entre vocês deverá ser servo” (Mc 10:43 NVI). “O próprio Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos” (v. 45).

Como pai, você simplesmente exige obediência ou você direciona os seus filhos com amor e gentileza? Como líder de igreja, você busca verdadeiramente fazer o melhor para cada membro? E em seu local de trabalho? A disposição de servir e incentivar o crescimento dos demais é maior do que o desejo de lucro e sucesso? Qualquer direcionamento diferente irá desqualificá-lo para o reino de Deus.

Pastor Scott Griswold
Recrutador de Missionários
Apoio a Projetos para o Sudeste da Ásia

Fonte: https://www.revivalandreformation.org/?id=622
Equipe de tradução: Pr. Jobson Santos, Jeferson e Gisele Quimelli



II CRÔNICAS 10 – VÍDEO COMENTÁRIO PR. ADOLFO SUÁREZ by Maria Eduarda
24 de outubro de 2019, 0:54
Filed under: Sem categoria



II CRÔNICAS 10 – Comentário Pr Heber by jquimelli
24 de outubro de 2019, 0:45
Filed under: Sem categoria

A vida é feita de decisões. As maiores decisões são aquelas que alteram o curso de uma vida inteira ou até mesmo de uma nação. As piores decisões são aquelas tomadas sem amor, sem misericórdia e sem piedade. Qualquer ação de liderança sem amor não funcionará, aliás, trará problemas, grandes problemas.

Em II Crônicas 10 Roboão torna-se rei depois que seu pai Salomão reinara por 40 anos. Roboão assumiu um reino grande e estruturado, sem pedir ajuda divina como seu pai fizera, iniciando sua liderança com ameaça e severidade a ponto das tribos do norte se revoltar.

  1. É mister reconhecer que tem gente que causa seus próprios problemas. Atitudes erradas provocam reações indesejadas. Reações indesejadas causam confusão, conflito e revolta, e aquele que os causa pode pensar que não tem nada a ver com tais reações. Quem não é guiado por Deus terá grandes dificuldades para reconhecer seu erro, sendo muito mais fácil e prático acreditar que o erro é sempre dos outros. Convido você a refletir sobre tuas atitudes, tuas decisões e tuas dificuldades. Será que a vida não está difícil porque você mesmo a torna difícil? Será que não é você mesmo que está estragando a tua vida e a vida dos outros como fez Roboão? Se for isso, ainda dá para se reverter a situação. Busque a Deus!
  2. Pedir conselhos é bom, ruim é não saber discernir quais conselhos são bons. Diante da incapacidade humana é sempre importante pedir e ouvir conselhos – ninguém é sábio o bastante para não precisar deles. Geralmente quem não ouve conselhos passará por piores dificuldades do que aqueles que ouvem conselhos; porém, é necessário saber a quem pedir conselhos e discernir quais os resultados de cada um deles. Infelizmente os jovens, geralmente, estão mais propensos a ouvir conselhos errados, ignorando bons conselhos. Até II Crônicas 10, boa parte da história de Israel foi tranquila. Os dois últimos reis, Davi e Salomão, lideraram um reino que avançou na terra que Deus havia prometido dar aos israelitas. No entanto, toda a harmonia, tranquilidade e paz do povo de Deus se esvaíram por causa da divisão causada por um rei irresponsável. Nenhum bom líder deveria tomar qualquer decisão ou agir em qualquer situação sem pedir conselhos a Deus. Davi aprendeu isso, mas seu neto não. Para aqueles que têm percepção espiritual é bem visível quem tem e quem não tem intimidade com Deus, quem busca e quem não busca conselhos com Deus, quem depende e quem ignora Deus. Aqueles que conhecem a Deus lutam com amor pela paz e aqueles que não O conhecem ferem aos outros, humilham. Em fim, agem sem amor. Reflita: Você conhece a Deus? O que as tuas atitudes revelam? Seja sincero (a) e tome uma decisão sábia hoje mesmo!
  3. O amor é uma experiência do coração, é invisível; porém, sua manifestação é claramente visível. O amor é a evidência pública da intimidade de alguém com o Deus. Sem amor, os mais ousados desejos humanos perdem o sentido e resultam em conflitos. O amor sempre busca somente o bem do próximo, o que não foi o caso de Roboão (2Cr 10).
    • Um líder sem amor é a pior coisa que pode acontecer na política, na religião, no trabalho, na família, etc.
    • A liderança com amor age consciente em promover a felicidade, a paz, o sucesso e a prosperidade sem explorar os liderados.
    • A liderança sem amor pensa na autoridade e no poder sobre os outros, a liderança com amor pensa em servir e valorizar os outros.
    • A liderança sem amor age por medo de perder a posição; a liderança baseada no amor treina líderes para ocupar altas posições, inclusive pensa num substituto!
    • O líder que ama é respeitado, já o que não ama é temido.
    • O líder que ama será amado, já o que não ama será odiado.
    • O líder que ama será aceito; por outro lado, o líder que não ama será rejeitado.

               Ou seja, para quê liderar se não tem amor?

Se você é líder saiba que sem amor a sua liderança será um fracasso total, então nem comece! No entanto, se você quer ter sucesso, ame; e saiba que a única forma de amar é indo à mais pura fonte do amor: Deus é amor (I João 4:8). Precisamos urgentemente reformar nosso coração, precisamos do amor de Deus transbordando nele! Busque-O. – Heber Toth Armí



2CRÔNICAS 10 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
24 de outubro de 2019, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Porém ele desprezou o conselho que os anciãos lhe tinham dado e tomou conselho com os jovens que haviam crescido com ele e o serviam” (v.8).

Pervertido o coração por suas mulheres pagãs, Salomão passou por momentos de grande apostasia. Idolatria e descaso para com os estatutos e juízos de Deus resultaram em corrupção nacional e em um sucessor insensato. De um reino próspero e admirável, para uma nação machucada e dividida. Roboão assumiu o trono com aspirações egoístas e imaturas. E desprezando o conselho prudente dos anciãos, acatou o estúpido conselho dos “jovens que haviam crescido com ele” (v.10).

A fim de construir um reino sem precedentes, Salomão afligiu o povo com “pesado jugo” (v.4). Apesar de ter convocado os estrangeiros para as construções, certamente os filhos de Israel foram submetidos a pesados encargos tributários. Com a morte de Salomão, o povo viu a possibilidade de aliviar a servidão e os tributos. Após três dias de expectativa, suas esperanças foram frustradas mediante um discurso arbitrário e opressor. Em tom de ameaça, Roboão confirmou a profecia do Senhor dita “por intermédio de Aías” (v.15).

Nem por força e nem por violência Roboão conseguiria reassumir a sua autoridade sobre as dez tribos que rejeitaram o seu governo. “Dura resposta lhes deu o rei” (v.13), e eles não suportariam outros longos anos debaixo de uma opressão ainda maior. Então, “Jeroboão, filho de Nebate” (v.15) assumiu o governo, conforme a presciência divina. Roboão governaria apenas sobre as tribos de Judá, Benjamim, além da tribo de Levi, por amor de Davi.

Em ambos os relatos dos livros de Reis e de Crônicas, em momento algum percebemos que Roboão tenha buscado a orientação de Deus. O Senhor foi deixado de lado, mas, ainda assim, tentou orientar o novo rei mediante o conselho dos anciãos. Oportunidade que foi completamente ignorada. Meus amados, o Senhor nos deixou tudo o que precisamos saber escrito em Sua Palavra. Dar créditos a conselhos humanos sem prová-los segundo as Escrituras é, no mínimo, insensato. Pois “há caminho que ao homem parece direito, mas ao cabo dá em caminhos de morte” (Pv.14:12).

Temos em mãos a santa Palavra de Deus. Seus conselhos estão à disposição de todos os que, com humildade, clamam pela orientação do Espírito Santo. Não façamos como Roboão, mas como os bereanos: “Ora, estes de Bereia eram mais nobres que os de Tessalônica; pois receberam a Palavra com toda avidez, examinando as Escrituras todos os dias para ver se as coisas eram de fato, assim” (At.17:11). Portanto, o melhor conselho é aquele que tem a infalível autenticação do “assim diz o Senhor”. Como os bereanos, perseveremos em examinar a Bíblia todos os dias, e Deus nos concederá sabedoria para tomarmos as decisões mais acertadas. Vigiemos e oremos!

Bom dia, bereanos atuais!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #2Crônicas10 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100



II CRÔNICAS 10 – VÍDEO COMENTÁRIO PR. RONALDO DE OLIVEIRA by Maria Eduarda
24 de outubro de 2019, 0:10
Filed under: Sem categoria



II CRÔNICAS 10 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by jquimelli
24 de outubro de 2019, 0:05
Filed under: Sem categoria

719 palavras

10.1 – 36.23 O material que abrange a monarquia dividida é consideravelmente mais breve em Crônicas que em Reis: 27 capítulos em consideração com 36 (1Rs 12 – 2Rs 25). Além disso, cerca de metade deste material é exclusividade de Crônicas e não revela sinal de depender de Reis. A razão mais óbvia é que o cronista escreveu uma história da dinastia davídica em Judá; a história do Reino do Norte é deixada em silêncio, a não ser quando afeta o de Judá (Bíblia de Estudo NVI Vida).

1 A coroação de um rei israelita normalmente ocorreria em Jerusalém, a capital. Mas Roboão sentiu que ali haveria a possibilidade de dificuldades com o norte; então, para manter seu domínio sobre o país ele escolheu Siquém, uma cidade a aproximadamente 60 km ao norte de Jerusalém. Siquém foi um antigo lugar para estabelecer alianças (Jos 24:1) (Life Application Study Bible NIV Kingsway).

1-15 Seguir maus conselhos pode levar a desastres. Roboão perdeu a oportunidade de governar um reúno unido e em paz porque rejeitou os conselhos dos velhos conselheiros de Salomão, preferindo o conselho de seus pares. Roboão cometeu dois erros ao buscar conselho: 1) Ele não deu consideração a aqueles que conheciam a situação melhor do que ele e 2) não buscou a Deus por sabedoria para discernir qual era a melhor opção. É fácil seguir o conselho de seus pares porque eles geralmente sentem o mesmo que sentimos. Mas sua visão pode ser limitada. É muito importante ouvir cuidadosamente aqueles que tem mais experiência do que nós – eles podem ver o quadro completo [tem visão mais abrangente] (Life Application Study Bible NIV Kingsway).

2,3 Porque Jeroboão estava no Egito? O profeta Aías havia predito que Israel se dividiria em dois e que Jeroboão se tornaria rei da parte norte. Quando Salomão tomou conhecimento desta profecia, ele tentou matar Jeroboão, que foi forçado a fugir para o Egito (1Rs 11:26-40) (Life Application Study Bible NIV Kingsway).

4 jugo. Um instrumento de serviço. Apesar do reino de Salomão aparentar ser próspero, as condições sociais reais em Israel estavam abaixo do desejado (Andrews Study Bible NKJV).

A dura servidão. O povo tinha justa razão para reclamar, pois o extenso programa de obras públicas havia produzido pesada carga tributária e um desagradável recrutamento para trabalhos forçados (1Rs 5.13,14). O pedidoera totalmente justo, e tanto a justiça quanto a prudência exigiam que o novo rei desse a devida consideração ao assunto que então era trazido a ele (CBASD, vol. 3, p. 244).

11. escorpiões. Esse é o nome dado a um tipo de açoite com muitas correias, nas quais eram atados pedaços de metal, para produzirem dores semelhantes às picadas de escorpiões (Bíblia Shedd).

Dessa maneira, Roboão estava dizendo ao povo que os trataria com maior severidade que seu pai (CBASD, vol. 3, p. 244).

13 dura resposta. O rei não mostrou nenhuma consideração pelos sentimentos de seus súditos e não revelou nada do espírito de Cristo, mas falou como um endurecido déspota. O propósito, é claro, era fazer uma ostentação de força; mas na verdade, ele estava apenas dando uma lamentável demonstração de fraqueza e insensatez (CBASD, vol. 3, p. 244).

16-19 Ao tentar ficar com tudo, Roboão quase perdeu tudo. Motivado por ambição e poder, ele pressionou demais e dividiu seu reino. Ele não precisava de mais dinheiro ou poder porque ele herdara o mais rico reino do mundo. Ele não precisava de mais controle porque ele era o rei. Suas exigências eram baseadas em egoísmo em vez da razão e discernimento espiritual. Aqueles que querem ter tudo geralmente acabam com pouco ou nada (Life Application Study Bible NIV Kingsway).

16 Que parte temos nós com Davi? Esse grito de revolta já se levantara na época do rei Davi, durante a rebelião de Seba (2 Sm 20.1) (Bíblia Shedd).

no filho de Jessé. Havia apenas poucos anos, Davi fora um herói nacional. Então, por causa da insensatez de seus descendentes, seu nome passou a ser detestado em Israel, e as tribos do norte decidiram seguir seu próprio caminho, independendo-se do sul (CBASD, vol. 3, p. 245).




%d blogueiros gostam disto: