Reavivados por Sua Palavra


I CRÔNICAS 12 by jquimelli
27 de setembro de 2019, 1:00
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: http://pesquisa.biblia.com.br/pt-BR/NVI/1cr/11

Um reino não é construído da noite para o dia. Foram necessários vários anos para Davi reunir um grupo de guerreiros leais, dispostos a estarem ao seu lado nos bons e maus momentos. Quando ele estava na terra dos filisteus, fugindo por sua vida, muitos desertaram de Saul e foram para o seu lado.

Davi considerava cada homem que vinha até ele como um presente de Deus. Ele os tinha em tão alta estima que conservou uma lista das pessoas que se juntaram a ele enquanto residia em Ziclague.

Uma das coisas que mais atraía novos soldados para seguirem a Davi, era o seu caráter. Ele foi leal ao rei Saul, mesmo quando este o perseguia. Davi tratava seus soldados com respeito, dizendo-lhes a verdade e assegurando-lhes do seu valor.

Pense por um momento nas pessoas que o ajudaram em momentos decisivos de sua vida. Eles foram enviados por Deus para fortalecê-lo. Tenha-os em alta estima. Se possível, escreva-lhes uma palavra de agradecimento.

Decida ser fiel aos líderes que defendem causas nobres. Ao apoiá-los, você está promovendo o reino de Deus.

Pr Jobson Santos
UNASP

Fonte: https://www.revivalandreformation.org/?id=596
Equipe de tradução: Pr. Jobson Santos, Jeferson e Gisele Quimelli



I CRÔNICAS 12 – VÍDEO COMENTÁRIO PR. ADOLFO SUÁREZ by Maria Eduarda
27 de setembro de 2019, 0:55
Filed under: Sem categoria



I CRÔNICAS 12 – COMENTÁRIO PR. HEBER TOTH ARMÍ by Maria Eduarda
27 de setembro de 2019, 0:45
Filed under: Sem categoria

Neste capítulo Deus preparava o coração de todas as pessoas para unir-se ao rei Davi, uma amostra do que Ele queria fazer com toda a humanidade fim de prepará-la para a vinda do Rei do Universo que nasceria da tribo de Judá, conhecido como Filho de Davi.

“Com a nação reunida em torno do rei divinamente escolhido, houve grande regozijo, comemoração e bênção (v. 40). As divisões e contendas causadas pela desobediência de Saul ficaram no passado. Sob o governo de seu rei-pastor piedoso, Israel experimentaria nova prosperidade” (William MacDonald).

Todavia, uma grande quantia se mantinha fiel a Saul – oposição sempre existirá, inclusive dos de dentro (vs. 29-30).

Hoje o rei é o Messias. Seu exército é Sua igreja. Ele equipa cada crente para a guerra cósmica contra o mal. Deus quer formar um exército na Terra como Seu exército no Céu. “Todos os dias, apareciam homens querendo ajudar Davi. Em pouco tempo, seu exército ficou tão numeroso quanto o próprio exército de Deus!” (v. 22).

Joiada, Zadoque – sacerdotes. Não era proibido aos sacerdotes envolver-se em guerras (v. 28; Números 25:6-9; Josué 22:30). Pastores e membros devem estar dispostos a lutar quando necessário (v. 38).

“Nos dias de hoje, o reino de Deus precisa de homens e mulheres equipados por Deus (v. 2), habilidosos e valentes (v. 8), fortes na fé, capazes de prevalecer diante de grandes adversidades e de fazer o inimigo fugir (v. 14-15), cheios do Espírito e de dedicação abnegada a Jesus (v. 32), pessoas de ânimo resoluto (v. 33)!” (MacDonald).

Estamos no tempo em que precisamos de pessoas versadas no conhecimento, conforme profetizado em Daniel 12:3-4, ilustrado pelos filhos de Issacar: Entendidas nas ciências dos tempos, para saber o que o Israel espiritual deve fazer (v. 32).

Meditando nisso, lembrei-me que alguém desenvolveu os seguintes tópicos com o título: “Que horas são?” É hora…

• Do juízo (I Pedro 4:17-18; Apocalipse 14:17);
• De buscar ao Senhor (Oseias 10:12);
• De acordar (Romanos 13:11-14);
• De arrepender-se (Atos 17:30-31);
• De preparar-se (I Coríntios 7:29-31);
• De pedir a chuva serôdia (Zacarias 10:1);
• De Deus intervir (Salmo 119:126).

A salvação não é um presente dado ao léu, é um presente que o céu oferece para quem decidir-se pelo Salvador, o Messias. Levantemo-nos! Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.



1CRÔNICAS 12 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
27 de setembro de 2019, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Porque, naquele tempo, dia após dia, vinham a Davi para o ajudar, até que se fez um grande exército, como exército de Deus” (v.22).

Que capítulo emocionante! Parece até um filme de ação. Vocês conseguiram imaginar cada tropa sendo conduzida a passos firmes e confiantes? Desde tropas de três mil homens, até tropas de cento e vinte mil. Todos sendo alistados no exército de Davi. Afinal, a perseguição de Saul teve fim e no lugar da separação houve união. E esta união recebeu o título de “exército de Deus” (v.22). Que privilégio!

Porém, nesse processo de alistamento, Davi ficou apreensivo por causa de alguns dos que vinham da tribo de Benjamin, irmãos de Saul. Mas assim como Deus o livrou das mãos de Saul, ele confiou que o Senhor faria justiça caso neles houvesse maldade. A atitude de Davi demonstra, mais uma vez, o quanto sua confiança estava depositada em Deus. E a resposta à sua inquietação não veio de Amasai, mas do Espírito Santo: “Nós somos teus, ó Davi, e contigo estamos, ó filho de Jessé! Paz, paz seja contigo! E paz com os que te ajudam! Porque o teu Deus te ajuda” (v.18).

A paz que o Senhor declarou a Davi vai muito além da noção humana do que seja paz. Não se tratava de ausência de batalhas, pois Davi ainda travaria muitas guerras. E sim, a paz em seu sentido real e divino. Enquanto vivesse, Davi experimentaria a paz que só o Senhor pode dar. Não pode haver paz em corações acalorados pela raiva, desamor e inveja. Esses foram os sentimentos que se apoderaram do coração de Saul. E quais foram os resultados desses maus sentimentos na vida dele? Primeiro, abertura para que um espírito maligno o dominasse e o atormentasse. Segundo, uma morte suicida.

Já Davi, o homem segundo o coração de Deus, prezava a união entre irmãos: “Oh! Como é bom e agradável viverem unidos os irmãos! … Ali, ordena o Senhor a Sua bênção e a vida para sempre” (Sl.133:1, 3), e se entristecia com a ausência dela: “Com efeito, não é inimigo que me afronta… mas és tu, homem meu igual, meu companheiro e amigo íntimo” (Sl.55:12-13). A excelência da união fraternal produz bênção e vida eterna. A desunião produz tristeza e sofrimento.

Deus está organizando as Suas fileiras, e colocando cada um de Seus filhos “em ordem de batalha” (v.38). Israel se tornou como o exército de Deus porque todos eram unânimes em proclamar a Davi como rei, e todos se uniram para ajudar e para se alegrar no partir do pão. Vocês percebem a ligação entre tudo isso e a presença do Espírito Santo? As doze tribos se uniram para realizar a vontade do Senhor, assim como Cristo elegeu doze discípulos e ensinou-lhes a estarem unidos para cumprir a missão que lhes confiou. Então, quando estavam os seguidores de Cristo “todos reunidos no mesmo lugar” (At.2:1), o Espírito Santo foi derramado.

Acompanhem comigo e comparem as passagens de Atos com os versos do capítulo de hoje:
Atos 2:44 – “todos os que creram estavam juntos” (compare com os versos 18 e 22);
Atos 2:45 – “distribuindo o produto entre todos” (compare com os versos 39 e 40);
Atos 2:46 – “partiam pão de casa em casa e tomavam as suas refeições com alegria” (compare com o v.39);
Atos 2:47 – “louvando a Deus e contando com a simpatia do povo” (compare com o v.40);
Atos 2:47 – “Enquanto isso, acrescentava-lhes o SENHOR, dia a dia, os que iam sendo salvos” (compare com o v.22).

Percebem a fantástica ligação entre os dois relatos? Se o Israel de Deus de hoje estiver unido como um só exército, o menor valerá por cem, e o maior, por mil (v.14), na obra de proclamar o evangelho eterno. Se permanecermos unidos nesse propósito, segundo a palavra do Senhor, o Espírito Santo nos tornará “destros para ordenar uma batalha com ânimo resoluto” (v.33). Sigamos avante exército do Deus vivo! “Paz, paz seja contigo!… Porque o teu Deus te ajuda” (v.18)! Vigiemos e oremos!

Bom dia, exército do Deus vivo!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #1Crônicas12 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100



I CRÔNICAS 12 – VÍDEO COMENTÁRIO PR. RONALDO DE OLIVEIRA by Maria Eduarda
27 de setembro de 2019, 0:10
Filed under: Sem categoria



I CRÔNICAS 12 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by jquimelli
27 de setembro de 2019, 0:05
Filed under: Sem categoria

750 palavras

1 São estes os que vieram. A informação deste capítulo não se encontra em nenhum outro lugar nas Escrituras. Os v. 1 a 22 contêm um registro de guerreiros que foram até Davi enquanto este era fugitivo de Saul; e os v. 23 a 40 alistam as várias tribos que coroaram a Davi como rei em Hebrom. CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 3. p. 158.

Ziclague. O cronista toma por certo que os leitores conhecem os acontecimentos em Ziclague (1Sm 27). Bíblia de Estudo NVI Vida.

Cidade da fronteira de Judá, sobre a qual Davi foi nomeado chefe vassalo de Aquis, rei filisteu de Gate (1 Sm 27.5-7).

2 Benjamim. O filho mais novo de Jacó, cuja tribo habitava ao norte de Judá. A família de Saul pertencia a essa tribo. Muitos clãs de Benjamim apoiaram Davi abertamente. Bíblia de Estudo Andrews.

Da esquerda. Os benjamitas era famosos por manejar a funda com a mão esquerda (Jz 20.16). CBASD, vol. 3. p. 158.

15 No primeiro mês. Março-abril (chamado Abib ou Nisam, pelos judeus), tempo das chuvas de primavera (Tg 3.15; 4:19). Bíblia Shedd.

As neves … se derretiam no norte. Bíblia de Estudo NVI Vida.

Esses heróis não esperaram até o verão, quando o Jordão estava baixo, para se aventurarem em suas façanhas, mas cruzaram o rio na estação mais difícil e perigosa, quando estava cheio. CBASD, vol. 3. p. 159.

17 Se vós vindes a mim pacificamente. Davi suspeitava as intenções desses benjamitas que pertenciam à tribo de Saul. Ele temia traição e queria ter certeza de que não seria vítima de algum complô. CBASD, vol. 3. p. 159.

19 De Manassés, alguns. Isto foi por ocasião da última batalha de Saul (1Sm 29:1-11), quando Davi acompanhou os filisteus à batalha, mas foi descartado antes que as hostilidades começassem. CBASD, vol. 3. p. 159.

20 Chefes de milhares. Eles não eram soldados comuns, mas importantes e influentes comandantes de Manassés. CBASD, vol. 3. p. 159.

21 Aquela tropa. Os amalequitas que assolaram a cidade de Davi, Ziclague, enquanto ele estava fora (1 Sm 30). Bíblia Shedd.

22 um grande exército. Nesse tempo ainda não era rei. Caso semelhante ao de nosso Senhor e Salvador que, embora atualmente rejeitado, está reunindo para Si mesmo grandes hostes de todas as nações, para serrem Seus seguidores (At 15.14; Ap 7.9-12). Bíblia Shedd.

Como exército de Deus. Uma figura de linguagem que expressa grande número. CBASD, vol. 3. p. 159.

23-37 O realce ainda recai sobre “todo o Israel”(v. 38). Embora 13 tribos sejam citadas nominalmente, estão agrupadas de tal maneira que mantêm o número tradicional de 12. Bíblia de Estudo NVI Vida.

Em Hebrom se reuniu um grande exército para proclamar Davi rei de Israel. Os componentes desse exército vieram de todas as partes de Israel. Houve unanimidade de propósito e muito regozijo. Aqui Davi se torna tipo do Messias, que futuramente iria ser o Rei dos reis e Senhor dos senhores, Jesus Cristo (Ap 17.14). Bíblia Shedd.

27 Casa de Arão. Os descendentes de Arão eram o principal clã de Levi. CBASD, vol. 3. p. 159.

29 Mesmo depois de Is-Bosete, os benjamitas esperavam fornecer um terceiro rei à nação. Bíblia Shedd.

30 Efraim. Este é o maior número de guerreiros proporcionado por qualquer tribo até aqui: mais do que o triplo de Judá, a própria tribo de Davi. CBASD, vol. 3. p. 159.

31 Meia tribo de Manassés. Refere-se aqui à tribo do lado ocidental [oeste] do Jordão. Bíblia Shedd.

32 Conhecedores da época. Esses homens de Issacar tinham sabedoria para compreender o significado dos acontecimentos de então e eram capazes de dar sábios conselhos (ver Et 1:13). É evidente que perceberam que Davi era o homem para a ocasião e que era prudente para Israel aceitá-lo. CBASD, vol. 3. p. 159.

para saberem o que Israel devia fazer. Sair ou não para um confronto militar. Bíblia de Estudo Andrews.

33 Destros para ordenar uma batalha. Do heb la’ador, … “estabelecer uma ordem de batalha”ou “reunir”. A LXX traduz: “ajudar Davi”. CBASD, vol. 3. p. 159.

38-40 O relato que o cronista pinta de Davi é influenciado pelas suas [do cronista] expectativas messiânicas (v. “Introduçao: Propósito e temas”). Na presença de um terço de um milhão de pessoas … o banquete da coroação de Davi tipifica o futuro banquete messiânico (Is 25.6-8). Bíblia de Estudo NVI Vida.

38 Resolvidos. De perfeito coração. Perfeito é traduzido por “integral” em Dt 25.15. Bíblia Shedd.

40 Até Issacar, Zebulom e Naftali. As três tribos mencionadas estavam entre as mais distantes. O pensamento é que todo o Israel, desde as tribos mais próximas até as mais distantes, estava unido a fim de dar provisões para a grande assembleia de coroação de Davi. CBASD, vol. 3. p. 160.

Grandes contingentes partiam das regiões mais distantes, mostrando o apoio completo e abrangente a Davi. Bíblia de Estudo Andrews.




%d blogueiros gostam disto: