Reavivados por Sua Palavra


II SAMUEL 5 by jquimelli
11 de julho de 2019, 1:00
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: http://biblia.com.br/novaversaointernacional/1-samuel/2sm-capitulo-5/

Embora Davi tenha sido primeiramente ungido enquanto ainda jovem pelo profeta Samuel e novamente ungido rei de Judá, agora ele foi ungido pela terceira vez para reinar sobre todo o Israel e Judá. Não foi através de conquistas militares que Davi subiu ao trono, mas foram as tribos de Israel que o elevaram ao trono, com base na promessa do Senhor em fazê-lo pastor e príncipe do povo de Israel.

Davi não assumiu o trono simplesmente porque havia sido ungido, mas porque esperou no Senhor para que a porta lhe fosse aberta. A humildade de Davi e sua total confiança no Senhor foi agradável aos olhos de Deus. Está registrado que “o Senhor, Deus dos exércitos, era com ele” (v. 10).

A história de Davi tornando-se rei de todo o Israel e Judá revela quão misericordioso e paciente é o Senhor. Ele não trata o homem como ele merece, mas, sim, derrama graça abundante sobre todos os que confiam e humildemente esperam nEle, a despeito de seus erros, assim como no caso de Davi.

Samuel Wang
Centro do trabalho no Leste da Ásia
Taiwan

Fonte: https://www.revivalandreformation.org/?id=518
Equipe de tradução: Pr. Jobson Santos, Jeferson e Gisele Quimelli



II SAMUEL 5 – VÍDEO COMENTÁRIO PR. ADOLFO SUÁREZ by Maria Eduarda
11 de julho de 2019, 0:55
Filed under: Sem categoria



II SAMUEL 5 – COMENTÁRIO PR. HEBER TOTH ARMÍ by Maria Eduarda
11 de julho de 2019, 0:45
Filed under: Sem categoria

A graça de Deus é tão clara no Antigo Testamento quanto no Novo; tanto quando em nossa vida neste século pleno de pecado, imoralidade e perversão.

Apesar dos seus erros, as promessas, planos e propósitos de Deus a Davi foram acontecendo. Foi difícil a Davi viver a vontade divina no plano humano, por isso foi ungido três vezes:

1. Perante seus irmãos (I Samuel 16:12-13);
2. Diante dos homens de Judá, sua tribo (II Samuel 2:4);
3. Perante sua nação, Israel (II Samuel 5:1-5).

Além de mais uma reiteração da unção de Davi, neste capítulo encontramos:

• Davi conquista um território para si (vs. 6-10);
• Davi é reconhecido rei no exterior, por Hirão, rei de Tiro (vs. 11-12);
• Davi comete mais pecados: Toma mais mulheres e concubinas para aumentar sua família (vs. 13-16);
• Davi derrota os filisteus que insurgiram contra seu reinado (vs. 17-25).

Um dos marcos deste capítulo é frisado por D. L. Moody:

“A tomada de Jerusalém marca um ponto muito importante na história de Israel. Até agora, a vida nacional não tinha um verdadeiro ponto central. A residência de um juiz, profeta ou rei servia como ponto de reunião temporário, tal como a ‘palmeira de Débora’, Siló, Mispa, Gibeá (de Saul), Nobe ou Hebrom. Desse momento em diante, o centro foi fixado, e, pelo menos quanto ao reino do Sul, todas as outras cidades se tornaram cada vez menos importantes em comparação com a nova capital”.

Porém, a revelação mais importante desde capítulo é a busca incessante de Davi por Deus. Precisamos de discernimento espiritual para perceber nossa necessidade de Deus e, como Ele age em nossa vida. Ellen G. White nos adverte:

“Devemos estar atentos às atuações da Providência Divina como o exército de Israel estava atento ao ‘ruído de andadura pelas copas das amoreiras’ [v. 24] – o sinal de que o Céu agiria em seu favor”.

Como experimentar a ação do Céu entre nós aqui na Terra? QUANDO…

• …unimo-nos como um povo para cumprir os planos divinos (vs. 1-5);
• …dependemos do poder do Deus dos Exércitos para avançar (vs. 6-12);
• …consultamos a Deus para tomar cada decisão (vs. 17-24);
• …obedecemos sem questionar as orientações de Deus (v. 25).

Você crê que Deus tem planos para você? Busque-O! – Heber Toth Armí.



2SAMUEL 5 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
11 de julho de 2019, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Ia Davi crescendo em poder cada vez mais, porque o Senhor, Deus dos Exércitos, era com ele” (v.10).

Tão logo morreu Isbosete, Davi foi proclamado e ungido rei sobre Israel. Era de trinta anos quando começou a reinar. Apesar de jovem, Davi demonstrou grande fé e coragem. Nos pastos a defender suas ovelhas de leões e ursos; no vale de Elá diante do gigante Golias; nos desertos mostrando a Saul que o perigo que o ameaçava era o seu próprio coração; nas frentes de batalha sob a bandeira do Senhor dos Exércitos; Davi mostrou que não andava só, mas o Senhor era com ele.

Foi um rei tão marcante que nunca houve outro que fosse tão aclamado em Israel. De sua casa sairia a linhagem do Messias. O fato de Davi ter reconhecido que Deus havia confirmado o seu trono, revelava o seu desejo em ser guiado por Ele. Será que este mesmo desejo move o meu e o seu coração? “Davi consultou ao Senhor, e Este lhe respondeu” (v.23). Notem que havia um diálogo. Havia um relacionamento entre Davi e o Senhor. É quando não há esse relacionamento, que passamos a viver na ilusão da auto-suficiência, ignorando as palavras de Cristo: “sem Mim nada podeis fazer” (Jo.15:5).

Ao aceitarmos a Deus como o Senhor de nossas vidas, Ele rompe marcha à frente de nossas batalhas e nos diz: “Sê forte e corajoso, não temas e nem te espantes” (Js.1:9), porque, de agora em diante, as tuas batalhas são Minhas! Jesus disse quem faz parte do povo cujo Deus é o Senhor: “Nem todo aquele que Me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de Meu Pai, que está nos céus” (Mt.7:21).

Amados, estamos tão perto de entrar em Sião, mas não mais para tomá-la à força e nem para estabelecer um reino corruptível, mas para recebê-la por herança como um reino eternamente estabelecido. Não mais a Cidade de Davi, mas a Cidade de Deus, “a santa cidade, Jerusalém” (Ap.21:10). Enquanto aguardamos, cumpre-nos buscar viver em conformidade com a vontade de Deus. “Pois esta é a vontade de Deus: a vossa santificação” (1Ts.4:3). “Santifica-os na verdade; a Tua palavra é a verdade” (Jo.17:17). Continuemos sendo reavivados e santificados pela Palavra, e certamente, como Davi, continuaremos “crescendo em poder cada vez mais, porque o Senhor, Deus dos Exércitos” é conosco.

Vigiemos e oremos!

Bom dia, filhos obedientes do Senhor!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #2Samuel5 #RPSP

Comentário em áudio:
youtube.com/user/nanayuri100



II SAMUEL 5 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by jquimelli
11 de julho de 2019, 0:05
Filed under: Sem categoria

902 palavras

1-5 Davi se torna rei de todo Israel. Andrews Study Bible.

O livro de Crônicas acrescenta certos detalhes interessantes sobre como as várias tribos de ambos os lados do Jordão foram a Hebrom para entronizar Davi sobre elas, bem como sobre as alegres festividades que houve nessa ocasião. Não só os anciãos partiram como representantes do povo (2Sm 5:3), mas também participaram numerosos grupos de homens armados (1Cr 12:23-38) e 4.600 levitas, sendo Joiada o chefe da casa de Arão e Zadoque, um “jovem, homem valente” (1Cr 12:26-28). Os eventos no livro de Samuel não estão dispostos em estrita ordem cronológica. O escritor deste livro descreve primeiro o crescimento interno do reino, e depois a expansão externa do território. CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 2, p. 670. 

quarenta anos. Salomão, o filho de Davi, também reinou por quarenta anos. Andrews Study Bible.

Davi não se tornou rei antes dos 37 anos de idade, apesar do reino ter lhe sido prometido muitos anos antes (1Sm 16:13). Durante estes anos, Davi teve de esperar pacientemente pelo cumprimento da promessa de Deus. Se você se sente pressionado a obter resultados e sucesso imediatos, lembre-se da paciência de Davi.Assim como este período de espera o preparou para sua importante tarefa, um período de espera pode ajudar a fortalecer seu caráter. Life Application Study Bible Kingsway.

Jerusalém. O nome significa “uma cidade de paz”. Anteriormente, era chamada Salem e Jebus. Era estrategicamente situada entre Judá e as outras tribos [mais ao norte]. Andrews Study Bible.

Logo que Davi foi ungido rei sobre todo o Israel, ele viu a necessidade de um lugar melhor do que Hebrom para ser sua capital. Hebrom estava no extremo sul do território ocupado pelos hebreus. ele evidentemente preferia manter a capital em Judá, e Jerusalém oferecia a localização ideal. CBASD, vol. 2, p. 671.

os cegos e os coxos te repelirão. A fortaleza dos jebuseus ficava sobre o monte Sião, ao sul do monte Moriá, onde mais tarde o templo foi construído [2Cr 3.1; ver tb Gn 22.2]. O monte Sião era flanqueado, em ambos os lados, por profundos vales e proporcionava admiráveis condições de defesa. CBASD, vol. 2, p. 671.

Os jebuseus tinham uma clara vantagem militar e eles se vangloriavam de sua segurança por detrás dos muros de Jerusalém, também chamada Sião. Mas eles logo descobriram que seus muros não os protegeriam. Davi os pegou de surpresa ao entrar na cidade pelo túnel de abastecimento de água. Somente em Deus nós estamos verdadeiramente seguros. Qualquer outra coisa significa falsa segurança. Não importa se você está dentro de poderosos muros de pedra, uma casa confortável ou um emprego seguro, ninguém pode prever o que o amanhã pode trazer. Nosso relacionamento com Deus  é a única segurança que não pode ser levada embora. Life Application Study Bible Kingsway.

Sião. Uma das duas maiores elevações em Jerusalém. Esta é a primeira ocorrência na Bíblia. Mais tarde, o nome é aplicado a toda a cidade. Andrews Study Bible.

11 Tiro. A mais importante cidade fenícia, localizada em uma ilha na costa Mediterrânea. Dependia da agricultura de Israel para sua alimentação. Andrews Study Bible.

12 Enquanto os reinados pagãos baseavam sua grandeza em poder de conquista, exército e riqueza, Davi sabia que sua grandeza vinha somente de Deus. Ser grande significa manter um relacionamento próximo com Deus pessoalmente e nacionalmente. Para fazer isso, Davi tinha de manter sua  ambição sob controle. Apesar de ser famoso, bem sucedido e muito amado, ele colocou Deus em primeiro lugar em sua vida e serviu o povo de acordo com os propósitos de Deus. De onde você busca grandeza, de Deus ou das pessoas? Na sua busca por sucesso, lembre-se de manter sua ambição sob o controle de Deus. Life Application Study Bible Kingsway.

13-16 Muitos filhos, no AT, era um sinal de bênção divina, e muitas mulheres e concubinas era uma indicação da segurança do Estado, pois cada uma significava um contrato político ou econômico. Do ponto de vista religioso, esse ônus político era uma calamidade (Dt 17.17). Bíblia Shedd.

17-25 As duas arremetidas dos filisteus contra Israel são cronologicamente anteriores à conquista de Jerusalém por Davi (6-9).Bíblia Shedd.

18 Vale dos Refains. Este vale começa poucos quilômetros a sudoeste de Jerusalém e desce ao oeste na direção do território dos filisteus (21.26, nota; 23.13; Js 15.8; 18.16). Bíblia de Genebra.

20 Baal-Perazim. “Senhor das separações definitivas”. Como o divisor de águas que separa os rios que se dirigem, uns para o Mar Morto e outros para o Mediterrâneo, aquele lugar dividiria, definitivamente, os filisteus dos israelitas. Bíblia Shedd.

21 ídolos. Diz o texto grego (LXX), cf 1Cr 14.12, que os filisteus tinham trazido os seus deuses, os quais, ao mandado de Davi, foram queimados. Bíblia Shedd.

Assim como os israelitas tinham levado a arca para a batalha (v. nota em 1Sm 4.3), também os filisteus levavam à batalha imagens de suas deidades, esperando que isso lhes garantisse a vitória. Bíblia de Estudo NVI Vida.

23 rodeia por detrás deles. Rodeando o inimigo e atacando-o a partir de um lugar inesperado, Davi obteve a vitória. Deus opera de várias maneiras para dar a vitória a Seu povo. Às vezes, os que solicitam a ajuda divina são instruídos simplesmente a aquietar-se e ver a salvação do Senhor (ver Êx 14:13, 14; 2Rs 19:7, 32, 35). Outras vezes, o livramento vem pelo fato de Deus dirigir e abençoar o esforço humano. Não há manifestação de falta de fé em alguém que, após apresentar uma petição a Deus, faz tudo que está ao seu alcance para que ela seja cumprida. CBASD, vol. 2, p. 674.



II SAMUEL 5 – VÍDEO COMENTÁRIO PR. RONALDO DE OLIVEIRA by Maria Eduarda
11 de julho de 2019, 0:05
Filed under: Sem categoria




%d blogueiros gostam disto: