Reavivados por Sua Palavra


II SAMUEL 18 by jquimelli
24 de julho de 2019, 1:00
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: http://biblia.com.br/novaversaointernacional/1-samuel/2sm-capitulo-18/

Em 2 Samuel 11, Davi cometera o erro de ficar em Jerusalém quando seus homens saíram para lutar. Ele deveria os estar liderando, mas, ao permanecer em casa, iniciou um drama pelo seu caso com Betseba. No capítulo 18, ele aprende a lição e dispõe-se a conduzir corajosamente suas tropas à mais difícil batalha de sua vida contra seu amado filho rebelde, Absalão.

Infelizmente, Absalão foi induzido ao caminho da rebeldia por outro erro que Davi cometera quando não se dispôs a punir outro filho seu, Amnom, por ter ele violado sua irmã Tamar. Absalão vingou-se por conta própria, foi apartado de Davi, ganhou um grande número de seguidores entre o povo e, então, voltou-se contra seu pai.

Tendo fugido de Jerusalém, Davi reuniu e organizou suas tropas fiéis, mas foi aconselhado por seu povo de que, neste caso, era melhor que ele ficasse na cidade, protegido dos perigos da batalha. A humildade de Davi em ouvir e abrir mão do controle não forneceu tudo o que ele queria, mas impediu de ocorrer um dano muito maior, caso ele não tivesse escutado os conselhos. Ele estava disposto a aprender com os erros e com a orientação dos outros.

Que erros você tem cometido e que Deus quer libertá-lo através do aprendizado que esses erros proporcionam? De quem você precisa receber conselhos neste momento?.

Nick Snell
Pastor Jovem
Igreja Adventista do Sétimo Dia de Azure Hills
Grand Terrace, Califórnia, EUA

Fonte: https://www.revivalandreformation.org/?id=530
Equipe de tradução: Pr. Jobson Santos, Jeferson e Gisele Quimelli



II SAMUEL 18 – VÍDEO COMENTÁRIO PR. ADOLFO SUÁREZ by Maria Eduarda
24 de julho de 2019, 0:55
Filed under: Sem categoria



II SAMUEL 18 – COMENTÁRIO PR. HEBER TOTH ARMÍ by Maria Eduarda
24 de julho de 2019, 0:45
Filed under: Sem categoria

Este capítulo é rico e cheio de preciosas aplicações! Leia-o com oração e alcançarás pérolas espirituais de grande valor…

Lúcifer usou sua habilidade, criatividade e liberdade para inventar o pecado. A partir daí suas características são nítidas nas pessoas que caem do nível do pecado da desobediência ao da rebeldia. Contudo, notam-se, também, traços de Deus nos filhos dEle:

• Absalão trilhou o mesmo caminho de Lúcifer, aventurou-se pela estrada da vaidade e ambição (vs. 9, 18; Ezequiel 28:16-17).

• Absalão levou boa parte do povo de Deus a participar da rebelião, assim como Lúcifer conquistou o coração da terça parte dos anjos (v. 7; Apocalipse 12:3-4).

• Absalão intentou usurpar através da guerra ao trono dado por Deus a Davi, da mesma forma que Lúcifer intentou usurpar ao trono de Deus (vs. 1-6; Ezequiel 28:13-16).

• Davi experimentou o desafio da rebeldia de seu filho, assim como Deus provou o enfrentamento bélico de Lúcifer e seus anjos (vs. 7-17; Apocalipse 12:7-9).

• Davi amou imensamente e desejou o bem de seu filho rebelde, assim como Deus amou a Lúcifer mesmo quando este O atacava (vs. 5, 19-32; Isaías 14:12-15).

• Davi chorou pela morte de seu filho Absalão, o que ilustra a tristeza de Deus pela rebelião de Lúcifer que, por sua nova personalidade formada pelo pecado tornou-se Diabo e Satanás (v. 33; Apocalipse 12:10).

O pecado é impetuoso em sua função destrutiva. Ele tornou Lúcifer, um anjo de luz, em Diabo e Satanás; arrastou a terça parte dos anjos; levou à morte mais de 20.000 homens de Israel, em batalha contra Davi; tornou o príncipe Absalão, o pai da paz, em ícone da rebelião contra os planos divinos.

Um dia Lúcifer terá fim como teve Absalão (Apocalipse 20). E, quem estiver com ele morrerá como os mais de 20.000 homens do exército de Absalão. Precisamos precaver-nos para que não participemos do exército do maligno; devemos ser membros do povo de Deus, então sairemos vencedores.

Precisamos abandonar avenidas do inferno para entrar pelo caminho do Céu (João 14:6); pois, em breve, o mal será eliminado! Nesse momento, o coração de Deus ficará partido porque muitos de Seus filhos preferiram a rebelião antes que Jesus – a salvação (Isaías 28:21).

A quem você reflete: Cristo ou o Diabo? – Heber Toth Armí.



2SAMUEL 18 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
24 de julho de 2019, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Então, o rei, profundamente comovido, subiu à sala que estava por cima da porta e chorou; e, andando, dizia: Meu filho Absalão, meu filho, meu filho Absalão! Quem me dera que eu morrera por ti, Absalão, meu filho, meu filho!” (v.33).

Uma guerra sem precedentes aconteceu no bosque de Efraim. Israel contra Israel. Irmãos contra irmãos. E, “naquele mesmo dia, houve ali grande derrota” (v.7). Como está escrito: “Todo reino dividido contra si mesmo ficará deserto, e toda cidade ou casa dividida contra si mesma não subsistirá” (Mt.12:25). A sua permanência na cidade fez com que Davi temesse pela vida de seu filho e ordenasse: “Tratai com brandura o jovem Absalão, por amor de mim” (v.5).

Além da sangrenta destruição pela espada, a difícil zona de conflito tornou-se em instrumento de juízo. Por entre os perigos do bosque, muitos tiveram as suas vidas ceifadas. E preso nos galhos de um carvalho, Absalão morreu pelas mãos de Joabe e de dez jovens que carregavam as suas armas. Joabe não entendeu as palavras de Davi como a ordem do rei, mas como o apelo de um pai. Entendendo que se tratava de uma questão política, não fez caso do pedido de seu senhor.

Ansioso por notícias, a chegada dos mensageiros encheu o seu paterno coração de esperança. Por três vezes expressou otimismo quanto ao que lhe diriam. Tão logo o primeiro lhe chegou, tratou de questioná-lo quanto à sua maior aflição: “Vai bem o jovem Absalão?” (v.29). Percebendo a angústia do rei, é provável que Aimaás tenha então compreendido o porquê de Joabe tentar impedi-lo de ser o mensageiro de tal notícia, e omitiu ao rei a morte de seu filho. Coube, então, ao escravo etíope anunciar tal tragédia; um golpe que abalou sobremaneira o coração do grande rei.

Conquanto o exército de Davi tenha vencido a peleja, Davi sentiu como se tivesse sofrido a pior derrota de sua vida. As vitórias ganhas perderam o brilho memorável. Seu trono era uma constante lembrança de seu fracasso familiar. Aquele que havia derrotado os maiores inimigos de Israel, sentia-se um derrotado em sua própria casa. A negligência quanto aos deveres domésticos lhe trouxe terríveis consequências e com profundo senso de culpa, desejou sofrer a penalidade de seu filho: “Quem me dera que eu morrera por ti, Absalão, meu filho, meu filho!” (v.33).

O declínio espiritual de Davi, sua conivência com os costumes pagãos e seus muitos casamentos resultaram em grande ruína. Segundo as palavras do profeta Natã, Davi teria de colher a terrível semente que plantou. Deus nos deixou escrito tudo o que precisamos saber para vivermos em harmonia no lar, assim como instruiu Noé e conduziu toda a sua família à segurança da arca. Refugiemo-nos na arca de Deus com nossa família! Que o estudo das Escrituras e a oração perfumem a nossa casa a cada dia. E, ainda que sejamos açoitados pela tempestade, Jesus nos conduzirá em segurança ao Seu porto seguro. Vigiemos e oremos!

Bom dia, refugiados na arca de Deus!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #2Samuel18 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100



II SAMUEL 18 – VÍDEO COMENTÁRIO PR. RONALDO DE OLIVEIRA by Maria Eduarda
24 de julho de 2019, 0:05
Filed under: Sem categoria



II SAMUEL 18 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by jquimelli
24 de julho de 2019, 0:05
Filed under: Sem categoria
664 palavras

3 não faças isso! Além do motivo citado, Davi estava ficando idoso, e já não era o guerreiro que havia sido. Essa é essencialmente a mesma ideia que Aitofel tinha expressado a Absalão (v. 17.2) (Bíblia de Estudo Vida).

tu vales por dez mil de nós. O conselho de Aitofel era que Davi deveria ser o único alvo, pois sua morte resultaria na vitória rápida e barata de Absalão (Bíblia de Estudo Andrews).

5 tratai com brandura. No momento, Davi sentiu que preferia perder a própria vida e o reino a ver a ruína sobrevir a seu ímpio filho. A preocupação paternal de Davi para com o homem que havia trazido tanto sofrimento e dor à nação apenas intensificou a hostilidade de Joabe e seus homens contra Absalão (CBASD – Comentário Bíblico Adventista do 7º Dia, vol. 2, p. 745, 746).
6 Efraim. Mais precisamente, a batalha ocorreu no território de Gileade, a leste do rio Jordão (Bíblia de Estudo Andrews). [O território de Efraim ficava dentro do de Judá, a oeste do Jordão]
 
8 o bosque … consumiu. Muitos se perderam na floresta. O terreno acidentado e as áreas de floresta significavam vantagem para Davi (Andrews Study Bible).
 
9 no seu mulo. Os mulos eram usados pela família real (Bíblia de Estudo Andrews).
ficou pendurado. Pender de uma árvore [madeiro] era o sinal de maldição (Deut. 21.23) (Andrews Study Bible).
11 dez moedas de prata. Cerca de 110 g, equivalente a um ano de pagamento. Joabe vilou deliberadamente a clara ordem de Davi para que não ferissem Absalão (Bíblia de Estudo Andrews).
13 E tu mesmo te oporias, ou, “e tu mesmo não me defenderias”. Isto é, matando a Absalão, Joabe não o defenderia perante o rei (Bíblia Shedd).
 
14 estando ele ainda vivo. Joabe não o matara de todo. Induz a seus moços que o matem, para que a culpa recaia sobre uma coletividade, a fim de que a culpa individual pudesse ser dissimulada (Bíblia Shedd).
 
16 a trombeta. O chifre de carneiro (shofar), tocado em contextos militares e religiosos (Andrews Study Bible).
17 numa grande cova. O enterro apressado de Absalão é apresentado como um ato de desgraça e menosprezo (Js 7:26; 8:29) (Bíblia de Estudo Andrews).
18 Filho nenhum. Absalão teve três filhos e uma filha (14.27). É possível que tenha dito essas palavras antes do nascimento dos filhos ou depois que todos eles haviam orrido (Bíblia de Estudo Andrews).
19 Zadoque. Um dos sacerdotes a serviço de Davi (Bíblia de Estudo Andrews).
21 etíope. Pessoa originária da região sul do Egito (Bíblia de Estudo Andrews).
23 planície. Provavelmente pelo caminho do vale do Jordão, e não pelo caminho das colinas, que era mais curto, porém mais difícil (CBASD, vol. 2, p. 747).
 
25 se vem só, traz boas notícias. Caso as notícias fossem más, muitos correriam, e cada um para o seu lado, procurando o escape (Bíblia Shedd).
27 Ele traz boas notícias. Davi tomava por certo que Joabe não teria deixado uma pessoa como Aimaás levar más notícias (Bíblia de Estudo NVI Vida).
29 Vi um grande alvoroço. Aimaás, filho do sacerdote Zadoque, entrega sua mensagem de um modo suave, a não provocar choques emocionais (Bíblia Shedd).
32 Sejam como aquele. O etíope, talvez por ser estrangeiro, entrega a sua mensagem de um modo rude, que causou profundo impacto em Davi (Bíblia Shedd).
33 Absalão, meu filho … ! Uma das expressões mais comoventes de todos os escritos sobre o amor do pai por um filho – a despeito de tudo o que Absalão fizera (Bíblia de Estudo NVI Vida).
Há poucos lugares na Bíblia que retratam uma dor mais profunda. A tristeza de Davi não era meramente a de um pai por seu filho que se fora, embora tal tristeza, para o terno rei, já tivesse sido suficientemente grande. O que tornava a situação mais difícil para Davi era o fato de ele próprio ser o responsável pela cadeia de eventos que culminou nessa terrível tragédia. Absalão matara Amnom depois de este ter violado a irmã, Tamar, e, por sua vez, foi morto em batalha contra o próprio pai. Tudo isso ocorreu como consequência natural do hediondo pecado de Davi (CBASD, vol. 2, p. 748).



%d blogueiros gostam disto: