Reavivados por Sua Palavra


JOSUÉ 8 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
25 de abril de 2019, 0:30
Filed under: Sem categoria


“Depois, leu todas as palavras da Lei, a bênção e a maldição, segundo tudo o que está escrito no Livro da Lei” (v.34).


O mesmo povo que há pouco havia perseguido os homens de Israel e os derrotado por causa do pecado de Acã, agora teria a sua cidade tomada e destruída sob a liderança do Senhor dos Exércitos. Desta vez, Deus concedera a Israel os despojos da guerra. Josué então elaborou uma estratégia de combate que fez com que os inimigos caíssem em suas mãos. No versículo quatro, ele disse aos homens: “todos estareis alertas”. Ao lermos este relato, percebemos que seguir esta ordem foi fundamental para a conquista da vitória. Estar alerta, ficar atento, fez toda a diferença para o povo. Uma orientação tão útil e necessária, hoje, quanto o foi no passado.

Quando a Bíblia diz que devemos temer a Deus e guardar os Seus mandamentos, está implícita a ordem: “todos estareis alertas”! Mas alertas para quê? Para não nos encontrarmos na situação dos moradores de Ai, que “não puderam fugir nem para um lado nem para outro” (v.20). Foram facilmente enganados pelos israelitas, porque, confiantes na conquista anterior, ficaram autoconfiantes. O engano só acontece quando não conhecemos a verdade. Uma nota de trinta reais não engana ninguém simplesmente porque não existe, mas, a menos que conheçamos muito bem uma nota de cinquenta reais, a sua falsificação pode passar despercebida. Cristo mesmo nos advertiu: “porque surgirão falsos cristos e falsos profetas operando grandes sinais e prodígios para enganar, se possível, os próprios eleitos. Vede que vo-lo tenho predito!… Portanto, vigiai… ficai também apercebidos; porque, à hora em que não cuidais, o Filho do Homem virá (Mt.24:24, 25, 42 e 44).

Estes alertas de Cristo são especialmente para os tempos que antecedem a Sua segunda vinda, ou seja, para os nossos dias. A mesma renovação da aliança do Senhor feita pelo povo (v. 31), Cristo espera que façamos com Ele diariamente. Cada dia é uma nova oportunidade que recebemos para renovarmos a nossa vida com Quem selou a Sua aliança com o próprio sangue. O Seu amor que salva e a Sua verdade que liberta está à disposição de todo aquele que crê. Precisamos estar atentos à Sua Palavra. Não abandonemos a nossa torre de vigia! Diante de nós está “a bênção e a maldição” (v.34). “Palavra nenhuma houve” (v.35), relevante para a nossa salvação, que o Senhor nos ocultasse.

Somente por meio das Escrituras e de uma vida de oração e testemunho, podemos nos manter alertas contra os enganos do inimigo. Assim como “toda a congregação” parou para ouvir a Palavra do Senhor (v.35), o chamado de Deus é o mesmo para nós, hoje: Pare, ouça, obedeça e esteja atento! Precisamos ser “sóbrios e vigilantes”, pois, “o diabo, [nosso] adversário, anda em derredor, como leão que ruge procurando alguém para devorar” (1Pe.5:8). Portanto, vigiemos e oremos!

Bom dia, vigias do Senhor!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Josué8 #RPSP

Comentário em áudio:
youtube.com/user/nanayuri100


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: