Reavivados por Sua Palavra


DEUTERONÔMIO 21 – COMENTÁRIO PR. HEBER TOTH ARMÍ by Maria Eduarda
4 de abril de 2019, 0:45
Filed under: Sem categoria

Família e justiça parecem ser as maiores preocupações de Deus neste capítulo.

Neste mundo onde predomina a injustiça e a fragmentação da família, é fundamental que o povo de Deus seja um exemplo a ser observado e seguido pelo resto do mundo. As Leis descritas na mensagem proclamada por Moisés aos israelitas, inspiradas pelo Espírito Santo, escritas para nos alcançar são fortes, devido à complexidade da natureza perversa da humanidade.

· A família é o berço de uma sociedade justa, honesta e pacífica.

A base da educação está em Deuteronômio 6, onde fica claro que não se deve apenas informar os filhos, mas formar; não apenas tornar conhecido o que é certo ou errado, mas inculcar a lei de Deus na mente deles. Se, após seguir cada instrução, o filho vier a tornar-se indisciplinado e rebelde, arrogante e estúpido, a lei orientava aos pais a levarem este filho aos anciãos da cidade, onde seria avaliado publicamente na porta da cidade.

Se fosse comprovado que o filho causa abalos na unidade familiar, se recusa a obedecer aos pais e é uma ameaça à comunidade por ser um bêbado devasso, sem condições de restauração, este filho deveria ser apedrejado pela comunidade.

· Deus abomina o pecado e a desestruturação familiar.

Estas medidas eram preventivas e corretivas. Prevenia filhos e pais alertando-os quanto à negligência na educação, e corrigia, caso prevalecesse a perversão, rebeldia e torpeza.

Deus conhece bem as intenções do coração humano, por isso aplica leis para orientá-lo como no caso…

…do desprezo a um indigente (vs. 1-9),

…de um homem apaixonar-se por uma mulher dos povos conquistados (vs. 10-14),

…de casar-se com duas mulheres (vs. 15-17),

…da rebeldia de um filho (vs. 18-21).

Deus preza pela justiça e pela família! Para Deus desobediência é tão séria quanto a negligência na educação!

· Lendo sem preconceitos, sem questionar Deus – mas tentando em oração, de todo coração, entender a mensagem deste capítulo-, compreenderemos as preocupações de Deus.

Havia pena de morte, uma maldição devido ao pecado (vs. 22-23). Contudo, Jesus Se fez pecado por nós e tornou-Se maldito pendurado num madeiro para perdoar-nos, restaurar-nos e abençoar-nos (Gálatas 3:13).

· Jesus praticou a justiça. Ele é nossa única esperança!

Ore agora: “Senhor, reaviva a paixão espiritual da minha família!” – Heber Toth Armí.


1 Comentário so far
Deixe um comentário

Acredito que hoje, vejo meu sobrinho usuário de crack, o sofrimento que causa na família principalmente aos pais, vende tudo que consegue pegar, já chegou vender todos utensílios do lar, recusa tratamento, se fosse naquela época com certeza seria eliminado, mas mesmo assim nos o amamos e não levaríamos a ser morto, pois ele mesmo está se matando, não é estranho esta atitude ?

Comentário por Reginaldo De Martin




Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: