Reavivados por Sua Palavra


DEUTERONÔMIO 5 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
19 de março de 2019, 0:30
Filed under: Sem categoria


“Cuidareis em fazerdes como vos mandou o Senhor, vosso Deus; não vos desviareis, nem para a direita, nem para a esquerda” (v.32).


O segundo discurso de Moisés foi inaugurado com a repetição dos dez mandamentos. Perante “todo o Israel” (v.1), ele proferiu a transcrição do caráter divino que o próprio Deus escrevera “em duas tábuas de pedra” (v.22). A importância de transmitir as palavras de Deus e de inculcá-las na mente do povo envolvia a preservação daquela e das demais gerações que deveriam conservar não um mero sistema religioso, mas um só coração guiado pelo Espírito Santo.

Relembrando o que estudamos em Êxodo 20, nos mandamentos do Senhor encontramos os dois pilares da fé cristã: o amor a Deus e o amor ao próximo. Os quatro primeiros mandamentos nos reportam a Deus, como o único Deus verdadeiro e digno de toda a adoração. Os seis últimos revelam como devemos amar o nosso semelhante. E na junção de todos eles encontramos a perfeita harmonia da lei áurea, que aponta para a nossa falibilidade em cumpri-la e o plano infalível de Deus através de Jesus Cristo.

Mesmo que a nossa obediência não seja a causa da salvação, e sim o resultado, ela nos ajuda a dar passos maiores na direção de Deus. A gloriosa manifestação do Senhor no Sinai fora uma cena maravilhosa demais para Israel. A voz do Senhor “do meio do fogo” (v.24), o terremoto, os trovões, encheram os filhos de Israel de grande temor; de modo que rogaram a Moisés que ele fosse o mediador e porta-voz entre Deus e eles. A comunhão de Moisés com o Senhor e sua obediência em fazer tudo quanto Ele ordenara lhe conferiu o privilégio de vê-Lo face a face.

“[Todos] os que, hoje, aqui estamos vivos” (v.3) devemos ouvir, aprender e cuidar em cumprir a lei de Deus como uma manifestação do Seu amor derramado em nosso coração por intermédio do Espírito Santo. A respeito dos nossos pecados, Jesus nos diz:

“Somente Meu sangue pode apagá-lo. Se você quiser daqui para diante escolher o caminho da humilde obediência e confiar somente nos méritos do Meu sangue para cobrir suas transgressões passadas, ‘Eu … sou o que apaga as tuas transgressões … e dos teus pecados Me não lembro.’ (Is.43:25). Mas se você escolher o caminho dos transgressores, deve ceifar a recompensa do transgressor. ‘O salário do pecado é a morte.’ (Rm.6:23)” (Testemunhos Seletos, v.1, p.543).

“Tornai-vos, pois, praticantes da Palavra e não somente ouvintes, enganando-vos a vós mesmos” (Tg.1:22).

Vigiemos e oremos!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Deuteronômio5 #RPSP

Comentário em áudio:
https://www.youtube.com/user/nanayuri100


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: