Reavivados por Sua Palavra


JONAS 3 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by jquimelli
19 de dezembro de 2017, 0:20
Filed under: Sem categoria

1. Segunda vez. Sem repreensão pela deserção anterior de Jonas, o Senhor repete a comissão de pregar aos ninivitas. Não mais cedendo à inclinação humana, Jonas presta pronta obediência ao chamado celestial e, sem mais demora, parte para Nínive. CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 4, p. 1109.

Você pode sentir desqualificado para servir a Deus por causa de erros passados. Mas servir a Deus não é uma posição conquistada – ninguém se qualifica para o serviço de Deus. Mas Deus ainda nos pede para realizar seu trabalho. Você ainda pode ter outra chance. Life Application Study Bible Kingsway.

2, 3. grande cidade. Segundo as explorações arqueológicas, Nínive tinha aproximadamente 13 km de circunferência,com uma população de 120 mil habitantes. Esse número é mencionado em 4:11. Era grande para uma cidade antiga. Bíblia de Estudo Andrews.

2. Que Eu te digo. O encargo de Jonas é dado a cada pregador da palavra. Somente a palavra de Deus deve ser proclamada do púlpito, e não a palavra do homem (ver 2Tm 4:1,2). Pessoas ansiosas e perplexas anseiam pelo conselho de Deus e não por raciocínios incertos e filosofias de seres humanos falíveis como elas mesmas. Elas preferem um “assim diz o Senhor” a um “assim diz o homem”. CBASD, vol. 4, p. 1109.

pregue contra ela a mensagem que eu lhe darei (NVI). Os profetas levavam mensagens da parte de Deus — não se tratava principalmente de previsões de acontecimentos futuros. Bíblia de Estudo NVI Vida.

3 obedeceu. Mas com relutância, pois ainda queria que os ninivitas fossem destruídos (4.1 – 5). Bíblia de Estudo NVI Vida.

Mui importante diante de Deus. Um modo idiomático de designar extrema grandeza. CBASD, vol. 4, p. 1109.

4-9 A palavra de Deus é para todos. Apesar da iniquidade do povo ninivita, eles estavam abertos à mensagem de Deus e se arrependeram imediatamente. Se simplesmente proclamarmos o que sabemos sobre Deus, podemos ficar surpresos com a quantidade de pessoas que ouvirão. Life Application Study Bible Kingsway.

4. Caminho de um dia. A declaração é, provavelmente, um registro da pregação do primeiro dia. CBASD, vol. 4, p. 1109.

Ainda quarenta dias. Isto, sem dúvida, não era o texto completo da mensagem de Jonas. Estas palavras eram, no entanto, o tema predominante na advertência. CBASD, vol. 4, p. 1109.

Subvertida. Do heb. kafak, a mesma palavra usada para descrever a destruição de Sodoma (Gn 19:21, 25, 29). CBASD, vol. 4, p. 1109.

5. creram em Deus. O arrependimento dos assírios deteve o juízo planejado. Esse arrependimento não teve um efeito duradouro, pois Nínive foi destruída posteriormente pelos medos e babilônios em 612 a.C. No entanto, na época de Jonas, a advertência divina foi levada a sério. Bíblia de Estudo Andrews.

Panos de saco. Um material grosseiro e escuro, tecido de pelo de cabra e usado em momentos de luto e de calamidade (ver Dn 9:3; Mt 11:21, Lc 10:13). CBASD, vol. 4, p. 1109.

6 rei de Nínive. Rei da Assíria. Bíblia de Estudo NVI Vida.

Ao rei. Possivelmente, Adad-Nirari III (ver p. 1099). O sentimento de contrição e de arrependimento parece ter surgido espontaneamente nas pessoas sem qualquer ordem do rei (v. 5). Deve ter sido notável ver o rei do império mais poderoso da época se humilhando “nas cinzas”, como resultado da pregação de um profeta judeu. Isto foi uma
repreensão aos orgulhosos governantes de Israel e às pessoas, que persistentemente se recusavam a humilhar o coração sob o impacto de um ministério profético ainda mais extensivo e contínuo (ver 2Rs 17:7-18). CBASD, vol. 4, p. 1109, 1110.

7. E fez-se proclamar. Quando a onda de penitência e humildade, que começou com as pessoas, chegou até o rei, ele confirmou o jejum por um decreto oficial. Seus nobres se associaram a ele na emissão deste decreto, indicando que o espírito do rei e da corte estava unido na crise. CBASD, vol. 4, p. 1110.

Nem animais. Um decreto estranho, mas deve-se lembrar que foi emitido por um rei pagão que havia sido apenas parcialmente esclarecido. CBASD, vol. 4, p. 1110.

8. E se converterão. Atos religiosos exteriores são sem valor espiritual, a menos que sejam acompanhados de
sincera reforma de caráter. CBASD, vol. 4, p. 1110.

9. Talvez Deus se arrependa. Deus muitas vezes corresponde com misericórdia quando o homem se arrepende, cancelando o castigo que tinha sido ameaçado (v. 10). V. nota em Jr 18.7 – 10. Bíblia de Estudo NVI Vida.

10. Deus se arrependeu. Deus Se arrependeu. Deus não muda, mas as circunstâncias mudam (cf. Jr 18:7-10; Ez 33:13-16). Seus pronunciamentos de juízo são, freqüentemente, profecias condicionais (ver com. de Ez 25:1; sobre o arrependimento de Deus, ver com. de Gn 6:6; 1Sm 15:11). CBASD, vol. 4, p. 1110

Os profetas com freqüência se referem à mudança no juízo planejado por Deus em resposta a súplicas ou ao arrependimento humano (ver Jr 18:7-10; Am 7:1-6). Bíblia de Estudo Andrews.

O povo pagão de Nínive acreditou na mensagem de Jonas e se arrependeu. Que efeito milagroso as palavras de Deus tinham sobre aquelas pessoas malignas! Seu arrependimento contrastava fortemente com a teimosia de Israel. O povo de Israel tinha ouvido muitas mensagens dos profetas, mas se recusaram a se arrepender. O povo de Nínive só precisou ouvir a mensagem de Deus uma vez apenas. Jesus disse que, no julgamento, os homens de Nínive condenarão os israelitas por não se arrependerem (Mateus 12:39-41). O que agrada a Deus não é tanto ouvir a Sua Palavra mas a nossa resposta obediente a ela. … Deus perdoou Nínive, assim como perdoou a Jonas. O propósito do julgamento de Deus é a correção, não a vingança. Ele está sempre pronto para mostrar compaixão a qualquer um que esteja disposto a buscá-lo. Life Application Study Bible Kingsway.


2 Comentários so far
Deixe um comentário

Gostaria de entender melhor esta frase no comentário de Jonas 3 feito por Rosana Barros:“Moisés não pôde testemunhar em quarenta anos pastoreando Israel.“

Comentário por Junia da Silva

Obrigado pelo comentário, prezada irmã Junia. O texto citado diz: “Os resultados ali obtidos num intervalo de três dias, Moisés não pôde testemunhar em quarenta anos pastoreando Israel.” O “testemunhar”, aqui, está colocado no sentido de “ver”. Moisés não viu nos israelitas, após uma pregação de quarenta anos, a conversão que Jonas viu nos ninivitas após uma pregação de três dias. Ou seja, o povo ninivita foi mais pronto em aceitar a mensagem de três dias de Jonas do que o povo israelita em quarenta anos de pregação de Moisés, confirmada pelos milagres e pela presença do tabernáculo. Um forte abraço, Jeferson.

Comentário por jquimelli




Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: