Reavivados por Sua Palavra


AMÓS 5, Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
11 de dezembro de 2017, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Pois assim diz o SENHOR à casa de Israel: Buscai-Me e vivei” (v.4).

Uma lamentação é proferida pelo profeta. A queda de Israel seria inevitável diante da revelação que ignorou. De todo o povo, apenas a décima parte seria poupada do castigo vindouro (v.3), aqueles que buscassem ao Senhor (v.4). Mas os que deram as costas à misericórdia, aborreceram a repreensão e tiveram por inimigo o que lhes falava com sinceridade (v.10), experimentariam a amargura de sua própria injustiça (v.7). Chamaram ao mal de bem e ao bem, de mal.

Este capítulo apresenta um Israel religioso, exímio cerimonialista e músico excepcional. No entanto, quanto à sua religião, Deus disse: “Aborreço”. Quanto às cerimônias: “nem atentarei” (v. 22). E quanto aos louvores: “Afasta de Mim o estrépito dos teus cânticos” (v.23). E ainda proferiu um “Ai” que dá um nó na cabeça de quem não compreende o contexto: “Ai de vós que desejais o Dia do SENHOR!” (v.18).

Era um povo que sonhava com a vinda do Messias. Confiantes na promessa de um Salvador que descenderia da raiz de Davi, ostentava ser o povo da aliança, esquecendo-se, porém, do Deus da aliança. Os pobres e necessitados eram rejeitados e o tratamento de uns para com os outros era medido conforme o poder aquisitivo. Não havia amor genuíno, mas um jogo de interesses que fazia de Israel um povo com a mensagem certa, mas com atitudes erradas.

Imagine que você vivesse no tempo da segunda guerra mundial e, buscando algum conforto, entrasse em uma igreja e desse de cara com Hitler pregando sobre o amor de Deus. Você conseguiria dar ouvidos a tal sermão? Creio que não. E o porquê desta resposta é um tanto lógica: porque as suas palavras não eram fiéis ao que ele realmente praticava. É fácil ser um bom crente de igreja, difícil é ser a igreja do Único que é bom (Mt 19:17).

Tudo isso foi resumido por Tiago numa única sentença: “Tornai-vos, pois, praticantes da palavra e não somente ouvintes, enganando-vos a vós mesmos” (Tg 1:22). Ele ainda faz alusão à prática dos mandamentos (Tg 1:25) e ao perigo que existe em não refrear a língua (Tg 1:26). E termina explicando o que é, aos olhos de Deus, a verdadeira religião: “A religião pura e sem mácula, para com o nosso Deus e Pai, é esta: visitar os órfãos e as viúvas nas suas tribulações e a si mesmo guardar-se incontaminado do mundo” (Tg 1:27).

Jesus está às portas de vir buscar as dízimas da terra, aqueles que buscam viver o evangelho que pregam. O Senhor não dirá a Seus justos: “Vinde benditos de Meu Pai, porque vocês construíram suntuosas igrejas, vestiram-se com decência e bom gosto, prepararam os melhores programas e cantaram como ninguém”. Mas Ele dirá: “Vinde benditos de Meu Pai… Porque tive fome, e Me destes de comer; tive sede, e Me destes de beber; era forasteiro, e Me hospedastes; estava nu, e Me vestistes; enfermo, e fostes ver-Me” (Mt 25:34-36).

Precisamos parar de edificar “casas de pedras lavradas” (v.11) em um tempo que requer de nós a renúncia do eu em favor do próximo. Do contrário, “para que desejais vós o Dia do SENHOR?” (v.18).

Bom dia, praticantes da Palavra!

Desafio do dia: Adote uma criança carente neste Natal, para vestir e presentear.

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Amós5 #RPSP

Deixe um comentário:


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: