Reavivados por Sua Palavra


AMÓS 3, Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
9 de dezembro de 2017, 0:30
Filed under: Sem categoria


“Certamente, o SENHOR Deus não fará coisa alguma, sem primeiro revelar o Seu segredo aos Seus servos, os profetas” (v.7).


Continuando sua fala a Israel, Amós profere palavras de juízo “contra toda a família que Ele [Deus] fez subir da terra do Egito” (v.1). A confirmação da eleição não os eximiria de receber o castigo por todas as suas iniquidades (v.2). Então, uma série de perguntas retóricas são feitas, não com o fim de atribuir justiça à ação divina, mas de confirmá-la.

Certamente” (v.7), tudo o que sucederia aos filhos de Israel não deveria surpreendê-los, pois já haviam sido devidamente avisados. A armadilha já estava armada e a trombeta já havia dado o seu sonido. Israel quebrou a aliança com o Senhor e teve de arcar com as consequências de tal conduta. Inflamados pela torpeza e violência, permitiram que o mal lhes cegasse para “o que é reto” (v.10), mas o resultado de tais mazelas não destruiria uma parcela do povo: “assim serão salvos os filhos de Israel que habitam em Samaria com apenas o canto da cama e parte do leito” (v.12).

Em meio à “devastação” (v.10), um remanescente seria poupado do castigo iminente. Deus livraria os Seus fiéis de forma que nem “um pedacinho da orelha” (v.12) deles seria perdida. Notem que o Senhor não diz que os livraria do ataque do leão, mas de serem por ele devorados. Com certeza, a depender da gravidade do ataque, o leão pode deixar cicatrizes bem profundas, mas que, impedido no momento certo, não atingem a vitalidade da vítima.

O apóstolo Pedro já nos advertiu: “Sede sóbrios e vigilantes. O diabo, vosso adversário, anda em derredor, como leão que ruge procurando alguém para devorar“, e nos aconselha: “resisti-lhe firmes na fé, certos de que sofrimentos iguais aos vossos estão se cumprindo na vossa irmandade espalhada pelo mundo” (1Pe 5:8-9). Temos visto que, desde a geração de Noé, não tem sido fácil permanecer fiel em meio à infidelidade. Não é fácil, mas, pela graça de Deus, é possível.

Apesar de não ser considerado um profeta, Pedro, inspirado por Deus, nos deixou revelações que o tempo não invalida. Como nunca antes, o diabo tem cercado o povo de Deus com provações de forma cruel e covarde. Sob suas ordens, os anjos caídos têm oprimido os filhos do Reino com toda sorte de provações. Contudo, para o seu desespero e ira, existe um pequeno povo espalhado pelo mundo cuja fé firme não permite que ele lhe devore “as duas pernas ou um pedacinho da orelha“, mas cujo sofrimento tem lhe aperfeiçoado, firmado, fortificado e fundamentado em Cristo (1Pe 5:10). O sofrimento que o diabo causa visando morte, Deus transforma em um caminho para a vida.

As dificuldades que permeiam a vida dos santos do Altíssimo não lhes serão por tropeço, mas os provará e os purificará como se prova o ouro e se purifica a prata (Zc 13:9). Está sendo retirada toda a impureza para que neles seja notória a impressão do caráter de Cristo. Nenhuma prova, por maior que pareça ser, acontece sem que Deus conceda força suficiente para suportá-la. E, a cada batalha vencida, as cicatrizes não se tornam motivos de revolta, mas de gratidão ao Senhor que, por nós, carregará cicatrizes pela eternidade.

As lutas e sofrimentos daqueles que invocam o nome do Senhor em busca de auxílio deixam de ser pedras de tropeço e passam a ser oportunidades de aperfeiçoamento cristão. Uma vida consagrada é aquela que permite que Jesus a viva em seu lugar. E cada dia surge a necessidade de uma renovação. Cada dia traz o seu mal e se não houver genuína rendição, Satanás aproveita-se da fragilidade espiritual e o que antes era tentação toma forma de pecado. A oferta da graça se renova a cada manhã, mas perto está o Dia da justiça, portanto, hoje, é tempo de aceitá-la como se amanhã já não o fosse possível.

Não importa o quanto o leão maligno tenha lhe machucado ou o quanto de você ele tenha arrebatado. Ainda há tempo de gritar pelo socorro do Bom Pastor e Ele fará de sua vida a declaração de um milagre.

Feliz sábado, remanescente do Deus vivo!

Desafio do dia: Faça uma visita missionária. Leve esperança a quem necessita.

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus
#Amós3
#RPSP

Deixe um comentário:


1 Comentário so far
Deixe um comentário

#reavivadosporsuapalavra Amós 3
Eu creio que estamos vivendo os últimos momentos da história deste mundo, a cada instante é possível ouvir o rugir do inimigo tentando amedrontar o povo de Deus, colocando armadilhas para possíveis quedas.
Hoje meditei sobre o verso 12, tentei entender o porque das orelhas e das pernas mencionados, foi então que meu esposo me explicou o significado:
“Aqui passaremos por tribulações e sofrimento, mas, se ouvirmos a Palavra e andarmos no caminho certo, não seremos destruídos pela fúria do inimigo.”(Pr José Ferraz)
Que possamos a cada dia abrir os ouvidos para escutar a Mensagem e obedecer, pois, o inimigo está pronto para nos devorar…

Comentário por Patrícia Ferraz




Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: