Reavivados por Sua Palavra


SALMO 65 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by jquimelli
4 de janeiro de 2017, 15:00
Filed under: Sem categoria

Escrito com rara beleza e imagens poderosas, este salmo de louvor exalta as inúmeras virtudes, atos e bênçãos de Deus.Stephanie Sheehan, em http://revivedbyhisword.org/en/bible/psa/65/.

4 Para que assista nos Teus átrios. era privilégio único dos israelitas adorar nos átrios sagrados do santuário. Três vezes ao ano, todo hebreu devia ir ao santuário para a celebração de ritos religiosos. Os que viviam próximo ao santuário tinham acesso constante aos seus átrios. CBASD, vol. 3, p. 880.

Tremendos feitos. Isto é, coisas que provocam temos ou espanto e fazem com que se compreendam o poder e a glória de Deus. CBASD, vol. 3, p. 880.

Tu que visitas a terra. Deus é adorado por ter concedido uma colheita abundante. Bos versículos desta parte do salmo (v. 9-13), o salmista adora a Deus por Sua generosa providência na colheita. Ele traça os vários passos no processo natural, até chegar na gloriosa culminação. Os versículos descrevem os montes e vales da Palestina, cobertos de oliveiras e vinhas e campos de trigo, cevada e painço. Principalmente por causa desta seção do poema, o Salmo 65 é chamado de o “Salmo do fazendeiro”. Não se celebra a natureza em si, mas o fato de ela apontar para Deus. CBASD, vol. 3, p. 881.

Cereal. Do heb. dagan, “grão”, um termo genérico que inclui qualquer grão usado para fazer pão. CBASD, vol. 3, p. 881.

10 Leivas. … “torrões”. O texto hebraico transmite a ideia de que a chuva cia sobre os torrões entre os sulcos e nivela o solo. CBASD, vol. 3, p. 881.

12 Deserto. Não necessariamente o deserto desolado, mas uma região não habitada que pode produzir em certa medida pasto selvagem, flores e arbustos. CBASD, vol. 3, p. 881. [ermo]



SALMO 65 by jquimelli
4 de janeiro de 2017, 1:00
Filed under: Sem categoria

Comentário devocional:

Tu és o Deus que provê! Oh, meu Deus! Tu és o único digno de louvor! Rei dos Reis e Senhor dos Senhores! A Ti somente trazemos nossas petições. Tu és o Deus que no silêncio fala a um coração cheio de Tua presença. Tu nos adquiriste, carregaste nossas culpas e nos redimiste da punição de nossas iniquidades Apesar de sermos indignos, buscaste-nos para que pudéssemos habitar no lugar que preparaste para nós, tanto aqui como no Céu.

Tu és o Deus que dá contínua atenção, preservando a Tua criação. Cuidas do campo, para que as sementes caiam em terra boa. Tua vivificante água produz grãos para a colheita e permite que as árvores deem fruto.

Querido Senhor,
Prometestes responder às nossas orações muito além daquilo que pedimos; se não totalmente aqui nesta terra, no mundo por vir. Tuas bênçãos são tão abundantes que não podem ser contadas. Muito obrigado por Tua bondade e liberalidade. Amém.

Stephanie Sheehan
School of Business and Management
Southern Adventist University

Texto original: http://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/psa/65
Texto expandido da tradução anterior: https://reavivadosporsuapalavra.org/2013/10/11/
Tradução: Pr Jobson Santos/Jeferson Quimelli
Texto bíblico: Salmo 65 NVI
Comentário em áudio Pr Valdeci
Leitura da semana programa Crede em Seus Profetas: blog Conferência Geral e blog Crede em Seus Profetas



SALMO 65 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by jquimelli
4 de janeiro de 2017, 0:45
Filed under: Sem categoria

SALMO 65 – São tantas as religiões no mundo quanto o número de deuses. As crenças variam mais do que as culturas. O cristianismo é tremendamente fragmentado com incontáveis denominações diferentes, opostas. Isso tudo apesar de existir apenas um Deus verdadeiro, com somente uma Bíblia verdadeira.

• Deus é criador de todos os povos, independente se são cristãos ou pagãos, crentes ou ateus. Esse Deus ouve a oração de todas as pessoas, sejam elas quem forem que clamar por arrependimento. Seu perdão é inclusive para ateus e pagãos, idolatras e perversos. Está disponível a todos. Graças à graça de Deus (vs. 1-4).

• O Espírito Santo trabalha no coração de todo tipo de pessoa, da prostituta ao executivo, da ladrão ao honesto, do antirreligioso ao religioso visando atraí-lo ao Salvador. É para isso que inclusive os alheios a Deus recebem sabedoria, amor, família, amigos, cultura, capacidade artística, habilidades científicas, proteção, etc. além de receberem alimentos, chuva, orvalhos e muitas outras bênçãos (vs. 5-13).

“Deus deu dons a todos as pessoas, crentes e descrentes, e devemos tirar proveito desses dons numa grande variedade de chamados e carreiras terrenas” analisa Michael Horton, depois destaca dois benefícios que Deus dá indiscriminadamente a todos os povos:

• Deus restringe o pecado: “Devido à depravação do coração humano bem como à corrupção de instituições onde hábitos de pecado estão profundamente incrustrados, as coisas muitas vezes são ruins, mas raramente tão ruins quanto poderiam ser, graças à graça comum de Deus”.

• Deus restringe até mesmo Sua própria ira: Deus não está ansioso para punir nem pune imediatamente a cada pecador no ato de seu pecado. “A Escritura está repleta de exemplos da providencial bondade de Deus, especialmente nos salmos. ‘O Senhor é bom para todos, e as suas ternas misericórdias permeiam todas as suas obras’ e ‘Abres a mão e satisfazes de benevolência a todo vivente’ (Sl 145.9, 16)”.

Davi entende muito bem a bondade de Deus, o cuidado e a proteção para com todos os povos, não apenas para Israel (vs. 5-8).

Deus abençoa a terra, a agricultura e os animais de crentes e descrentes, de ateus e pagãos. Davi confia nesse Deus e nos desafia a reverenciá-lo também. Deus merece indubitavelmente a adoração de cada habitante deste planeta.

Anuncie isto ao mundo! – Heber Toth Armí.



SALMO 65 – #RPSP – COMENTÁRIO ROSANA BARROS by Ivan Barros
4 de janeiro de 2017, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Bem-aventurado aquele a quem escolhes e aproximas de Ti, para que assista nos Teus átrios…” (v. 4).

Nunca se falou tanto em prosperidade como hoje. E a associação entre prosperidade e bênção lota os espaços da maioria das igrejas cristãs no mundo. As pessoas estão tão estagnadas pelo capitalismo e pela busca de conquistar tudo o que desejam, que esquecem do verdadeiro sentido de ir à uma igreja: aproximar-se de Deus. 

Davi não compôs este Salmo afirmando que todo aquele que é fiel a Deus, Deus tem por obrigação torná-lo próspero financeiramente. Mas inicia o Salmo com duas palavras que expressam a verdadeira gratidão: confiança e louvor (v. 1). Confiar é aceitar a provisão de Deus ainda que não seja a que sonhamos ter. O louvor é ter sempre um cântico no coração por tudo o que Deus nos deu ou dará. Quando nosso desejo por algo ultrapassar o desejo de fazer a vontade de Deus, então estamos colocando as bênçãos acima do SENHOR das bênçãos. Não há nada de errado em querer prosperar. O erro está quando passamos por cima de princípios para alcançar nosso objetivo; quando o dinheiro nos impede de obedecer ao chamado de um Deus que nos escolhe e nos diz: “Vem e segue-Me” (Lucas 18:22).

Por isso que Davi elenca o que deve nortear a vida dos escolhidos do SENHOR: confiança, gratidão (v. 1), oração (v. 2), confissão e arrependimento (v. 3). Aqui percebemos a coerência com as palavras de Cristo, quando Ele disse: “… pois não vim chamar justos, e sim pecadores [ao arrependimento]” (Mateus 9:13). Não há verdadeira gratidão e nem verdadeira adoração se não estivermos satisfeitos (v. 4) com a provisão divina e se não nos arrependermos de nossas iniquidades. O Deus Salvador (v. 5) é também o Deus Criador que tem o controle de todas as coisas (v. 6-7). Ele nunca vai dar a um de Seus filhos o que não lhe seja conveniente. 

Ser próspero, amados, é seguir as pegadas dAquele que destila fartura (v. 11). Cristo nos ensinou que Deus tem todo o poder de nos dar além do que imaginamos conquistar. Ele provou isso ao transformar água no mais puro suco da vide; ao multiplicar pães e peixes para multidões; ao encher os barco de Pedro de peixes a ponto de quase naufragar; ao mandar Pedro tirar moedas da boca de um peixe. Contudo, as Suas maiores lições de prosperidade não se referiam a bens materiais, mas ao Reino dos Céus. O que Ele preparou para os Seus escolhidos, fortuna alguma desta terra pode superar. Portanto, só alcançaremos a verdadeira fartura (v. 11) se tão-somente vivermos como Cristo viveu. Em I Pedro 2:21, está escrito: “Porquanto, para isto mesmo fostes chamados, pois que também Cristo sofreu em vosso lugar, DEIXANDO-VOS EXEMPLO PARA SEGUIRDES OS SEUS PASSOS”. 

Quer ser próspero? Siga as pegadas do Mestre. 

Bom dia, prósperos no SENHOR!

Desafio do dia: Leia Apocalipse 21:9-11 e 22:1-5 e descubra a fartura eterna dos escolhidos de Deus.

*Leiam #Salmo65

Rosana Garcia Barros




%d blogueiros gostam disto: