Reavivados por Sua Palavra


FELIZ 2017!!! by jquimelli
1 de janeiro de 2017, 12:15
Filed under: Sem categoria

FELIZ ANO NOVO!!!

FELIZ VIDA NOVA EM DEUS!!!



SALMO 62 by jquimelli
1 de janeiro de 2017, 1:00
Filed under: Sem categoria

Comentário devocional:

Assim como aconteceu com Davi, tempos difíceis virão sobre nós ao longo de nossas vidas. Podem ser adversários astutos, dificuldades de saúde, problemas financeiros, tristezas, tragédias ou orações aparentemente não respondidas. A mais poderosa mensagem deste Salmo é que somente Deus é a nossa salvação espiritual e física.

Escolha humildemente e confiantemente confiar nEle. Espere nEle com calma e em paz. Lembre-se e conte aos outros acerca de Sua fidelidade no passado. Proclame Seus atributos para o universo de modo que todos o vejam declarar que Deus é a sua Salvação, a sua Rocha e a sua defesa.

Querido Senhor, ajuda-me a acreditar em Ti como eu deveria. Ajuda-me a reivindicar o cumprimento das Tuas promessas e a apossar-me delas pela fé. Ajuda-me a esperar confiantemente o momento certo das Tuas promessas se cumprirem em minha vida. E ajuda-me a permanecer firme e inabalável em Tua presença, protegido por Tua misericórdia e graça. Amém.

Stephanie Sheehan
School of Business and Management
Southern Adventist University

Texto original: http://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/psa/62
Texto expandido da tradução anterior: https://reavivadosporsuapalavra.org/2013/10/08/salmo-62/
Tradução: Pr Jobson Santos/Jeferson Quimelli
Texto bíblico: Salmo 62 NVI
Comentário em áudio Pr Valdeci
Leitura da semana programa Crede em Seus Profetas: blog Conferência Geral e blog Crede em Seus Profetas



SALMO 62 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by jquimelli
1 de janeiro de 2017, 0:50
Filed under: Sem categoria

Salmo de confiança em Deus. Andrews Study Bible.

A fraseologia do Salmo 62 é semelhante à do 39, mas o tema é diferente. O salmo aconselha a confiar em Deus plenamente, não importa que prova esteja enfrentando, pois não há ajuda humana substancial. É uma magnífica expressão da fé vitoriosa do salmista em Deus. Emprega-se linguagem nobre e elevada. O salmo é caracterizado pela repetição da palavra heb. ‘ak (traduzida como “somente”, “só”) no início dos v. 1, 2, 4, 5, 6 e 9. CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 3, p. 874.

Este Salmo começa de maneira poderosa com Davi falando acerca de seu compromisso e crença em Deus. Davi declara enfaticamente que existe um Ser, e apenas um, em quem ele pode depender, esperar e confiar, e este ser é Deus. Davi demonstra sua confiança nAquele em quem ele espera, descrevendo-o como a sua “salvação”, “rocha” e “torre segura”. Nesta disposição de entrega, Davi declara a sua confiança: “Não serei abalado!” (v. 6c, NVI). Sua fé e as experiências tidas com Deus o capacitam a permanecer firme. Esta posição de confiante dependência de Deus é a plataforma a partir da qual Davi desafia seus inimigos, descreve o fim que eles terão, e põe a descoberto as suas intenções secretas. Stephanie Sheehan, em https://reavivadosporsuapalavra.org/2013/10/08/salmo-62/.

Davi abre este Salmo, nos versos 1 e 2, com um refrão musical que é repetido nos versos 5 e 6. Sua estima e louvor a Deus brotam espontaneamente do seu coração ao ele referir-se a Deus como a sua “salvação”, a sua “rocha” e a sua “torre segura” (NVI). A beleza e a intensidade emocional com que estas palavras são escritas (vs. 1 e 2 , 5 e 6) revelam a profundidade do crescimento espiritual e da confiança desenvolvidos através das estações da vida. Ao relembrar o seu passado Davi atesta que Deus nunca falhou com ele. Ele quer que outros também possuam a mesma confiança em Deus que ele possui e desfrutem por completo da segurança que Deus dá. Idem.

Após ressaltar a importância de depender somente de Deus, Davi descreve aqueles que não são confiáveis e aborda a raiz de sua independência de Deus: a sedução do poder e do dinheiro. Davi afirma a sabedoria da sua posição, reconhecendo humildemente a autoridade de Deus, Sua misericórdia e justo juízo. Ibidem.

1-2 Davi pede auxílio divino no momento em que as pessoas ao seu redor se revelam indignas de confiança. Ele encontra a paz na confiança em Deus, a sua salvação. Este forte tema de confiança é repetido várias vezes (ver também vv. 5-7). Andrews Study Bible.

1 espera   silenciosamente. A mente do salmista está em paz com Deus, por deixar tudo em Suas mãos. CBASD, vol. 3, p. 875.

A perfeita confiança em Deus, a exclusão de todas as esperanças nas coisas do mundo, revela-se mais uma vez como a chave da vida religiosa. Nossa salvação, assim como toda boa dádiva, vem de Deus, que a todos dá liberalmente (Tg 1:17; 1.5). Bíblia Shedd.

2 minha salvação. O salmista considera que a salvação não só vem de Deus (v. 1), mas Deus é sua salvação. CBASD, vol. 3, p. 875.

3-6 Davi expressou seus sentimentos a Deus e reafirmou sua fé. A oração pode aliviar nossas tensões em tempo de estresse emocional. Confiar em Deus para ser nossa rocha, salvação e fortaleza (62: 2) mudará toda a nossa visão da vida. Já não precisamos mais ser mantidos em cativeiro pelo ressentimento para com os outros quando nos ferem. Quando estamos descansando na força de Deus, nada pode nos abalar. Life Application Study Bible Kingsway.

3 um homem. É evidente que o salmista se refere a si mesmo. CBASD, vol. 3, p. 875.

5-7 Nossa grande necessidade é parar para meditar sobre tudo aquilo que Deus é; se Ele ainda não significa para nós o que Davi aqui descreve, então estamos afastados da perfeita comunhão com Ele (Jo 14.1-16). Bíblia Shedd.

5 esperança. Pode-se aguardar com confiança a salvação final e completa. “Aquele que começou boa obra em vós há de completá-la até o Dia de Jesus Cristo Jesus” (Fl. 1:6). CBASD, vol. 3, p. 875.

7 A salvação do salmista, assim como a honra terrena e eterna, vem de Deus e derivam de seu relacionamento pessoal e genuíno com Deus. Andrews Study Bible.

8-10 Exortação a confiar no Senhor e não em homens. Andrews Study Bible.

9-12 É tentador usar a honra, o poder, a riqueza ou o prestígio para avaliar as pessoas. Podemos até pensar que essas pessoas realmente estão se destacando na vida. Mas na escala de Deus, essas pessoas são um “respiração”, um sopro de ar. O que, então, pode pesar em nosso favor quando Deus nos avalia? Confiar em Deus e trabalhar por Ele (62:12). Riqueza, honra, poder ou prestígio nada acrescentam ao nosso valor aos olhos de Deus, mas o trabalho fiel que fazemos por ele tem valor eterno. Life Application Study Bible Kingsway.

9 homens plebeus. “Homens comuns” [do heb ‘adam] , a humanidade em geral, em contraste com “grande homens” [do heb. ‘ish] (ver com. do Sl 4:2; 8:4). Cf com. do Sl 49:2, indicado em CBASD, vol. 3, p. 875.

10 se vossas riquezas prosperam, não ponhais nelas o coração. Mesmo que as riquezas aumentem de forma natural, sem roubo ou extorsão, não se deve confiar nelas. CBASD, vol. 3, p. 875.

Advertências àqueles (incluindo os conspiradores contra ele) que confiam nas próprias tramas para obter o que querem (de um modo ou de outro) em vez de confiarem em Deus para sustentá-los – quase um resumo do Sl 49. Bíblia de Estudo NVI Vida.

12 graça. Do heb. chesed, “amor divino” (ver Nota [CBASD] Adicional ao Salmo 36). O Senhor é um Deus de poder e amor. O ser humano precisa conhecer não somente o poder de Deus, mas também seu amor constante. “Pode sem amor é brutalidade, e amor sem poder é fraqueza” (Stewart Perowne). CBASD, vol. 3, p. 875.



SALMO 62 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by jquimelli
1 de janeiro de 2017, 0:45
Filed under: Sem categoria

SALMO 62 – Quando a solidão bate à porta do coração, quando até amigos do coração deixam-nos viver a experiência de estar só, precisamos saber agir para resolver essa situação dolorosa e deprimente.

Quando tudo conspira contra a gente, quando as barreiras para nossa paz e felicidade aumentam e tudo parece sem saída, é necessário buscar consolo e conforto num Ser sobrenatural. Davi é uma inspiração a todos os que carecem de um exemplo diante das oposições, traições e perseguições.

Pessoas indiferentes e cheias de orgulho motivadas pela arrogância tornam-se problemas aos sinceros e humildes servos de Deus. Elas agem de forma a atrapalhar a harmonia e o bom andamento dos planos divinos: Eles…

• …maquinam o mal, criam estratégias malignas de destruição, empurram aos que estão na beira do precipício, ou quem está prestes a cair (v. 3);
• …agem para diminuir, para esmagar; querem constantemente o mal de quem faz o bem, torcem e agem para ver a desgraça dos fieis e humildes cristãos (v. 4);
• …promovem a fofoca, falam pelas costas, atacam com mentiras, caluniam e ofendem com suas palavras, gostam de falsidade para alcançar seus prazeres maquiavélicos (v. 4);
• …são dúbios; suas palavras são camufladas, agem como se quisessem o bem e promover justiça, mas verdadeiramente querem a desgraça dos eleitos de Deus (v. 4).

Estes são indivíduos aparentemente muito bons, até mesmo frequentam a mesma igreja, outras pessoas falam muito bem deles; contudo, eles levam os servos de Deus a notarem que só é possível encontrar descanso em Deus, que é Torre Segura e Rocha firme – nEle ninguém será abalado (vs. 1-2).

Davi reitera o pensamento de que em meio à insegurança entre amigos e inimigos, só Deus para salvar e libertar. O Senhor é Rocha e Torre Alta, nossa única esperança, nosso refúgio certo (vs. 5-7). Aleluia!

Após contar seu testemunho pessoal, Davi apela a quem quer que esteja ouvindo ou lendo este salmo a confiar integralmente em Deus em todos os momentos (v. 8). Pois…

• …Os humildes não passam de um sopro (v. 9);
• …Os arrogantes são ainda menos que um sopro (v. 9).

Portanto, ninguém deve depender de extorsões nem de bens adquiridos de forma fraudulenta.

Precisamos derramar nosso coração diante do Deus poderoso. Isso compensa (vs. 10-12). Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.



SALMO 62 – #RPSP – COMENTÁRIO ROSANA BARROS by Ivan Barros
1 de janeiro de 2017, 0:10
Filed under: Sem categoria

“Confiai nEle, ó povo, em todo tempo; derramai perante Ele o vosso coração; Deus é o nosso refúgio” (v. 8).

Já pararam para pensar que todos nós, de certa forma, somos movidos pela fé? Vivemos em um mundo incerto. Não sabemos o que pode nos acontecer ao sair de casa e nem dentro dela. Sendo assim, a fé nos é uma necessidade intrínseca. Mas a diferença entre esta fé básica (vamos chamá-la assim) e a fé como um dom do Espírito Santo (Vide I Coríntios 12:9), está na palavra CONFIANÇA. Corremos o risco de estar exercendo apenas a fé básica, esquecendo-nos de procurar uma fé que nos sirva de escudo (Vide Efésios 6:16). A fé como um dom de Deus não nos dá coragem apenas para sair de nossa zona de conforto, mas para viver a confiança de modo a contrariar todos os padrões que, avessos à vontade de Deus, requerem de nós uma atitude e postura que deixe bem claro que nós confiamos nEle “em todo tempo” (v. 8). 

“Somente em Deus, ó minha alma, espera silenciosa” (v. 1, 5), é o que Davi repete duas vezes, expressando a sua total confiança nEle. A nossa vida deve ser uma expressão muito clara de nossa confiança em Deus. Exemplos? Sadraque, Mesaque e Abede-Nego poderiam ter feito como os seus milhares de conterrâneos judeus fizeram, se ajoelhar diante da estátua de Nabucodonosor e simplesmente dizer em seus corações:

– Olha Deus, nós estamos aqui ajoelhados diante desta imagem, mas o SENHOR sabe que o nosso coração é Teu.

Só que não foi isso que aqueles três jovens fizeram. Eles permaneceram em pé, deixando bem claro de que eles não adoravam a Deus apenas da boca para fora (v. 4), mas confiavam no SENHOR “em todo tempo”. 

E o que dizer do profeta Elias? Enfrentou sozinho uma rainha que queria vê-lo morto, um rei furioso, 850 profetas pagãos e um povo que havia se corrompido. Que tremenda confiança em Deus!

E o profeta Daniel? Ele não poderia ter orado escondido? Porque tinha que abrir as janelas para fazer isso? Pretensão? Não, amados. Confiança no Deus Todo-Poderoso que tem todo o poder nas mãos (v. 11).

Percebem o que há em comum nesses personagens da história bíblica? A confiança que eles depositavam em Deus se revelou em suas obras. O legado de fé genuína que estes homens de Deus deixaram foi revelado por suas ações. Fazer algo para ser visto diante dos homens, não é demonstração de fé e de confiança, mas de orgulho e vaidade, e ainda nos priva do galardão do Pai (Vide Mateus 6:1). Contudo, fazer a vontade de Deus em meio à perseguições, represálias e ameaças, e mesmo assim permanecer firme, confiando que depende totalmente de Deus (v. 7), isto sim se confirma em obras de justiça, resultado do amor que sinto pelo Deus da “minha salvação” (v. 6). 

Se 2016 foi um ano em que você tentou lutar com as próprias forças, 2017 é tempo de você parar e esperar silenciosamente pelo agir de Deus. O SENHOR nos diz hoje: 

– Confie em Minha provisão!

Precisamos falar menos e viver mais. Os três amigos de Daniel não gritaram em protesto, eles simplesmente ficaram em pé. Daniel não reivindicou os seus direitos na porta do palácio, ele orou. Elias não pediu a Deus que descesse fogo dos céus para consumir aquele povo, mas para queimar o holocausto e testemunhar a todos de que só o SENHOR é Deus. Portanto, espera, confia, permaneça em pé, ore e tua vida será um testemunho a todos ao seu redor de “que o poder pertence a Deus” (v. 11). Prepara-te, querido irmão, querida irmã, Jesus está mais perto de voltar do que nunca! Só dEle vem a nossa esperança (v. 5)! Derrama o teu coração perante o Rei dos reis e o SENHOR dos senhores, e, certamente, as tuas obras serão vistas por Ele como uma concretização da confiança que nEle depositou. 

Feliz ano novo, povo que confia em Deus o tempo todo!

Desafio do dia: Comece o ano fazendo uma faxina espiritual, jogando fora aquilo que te impede de uma comunhão mais íntima com o Senhor.

*Leiam #Salmo62

Rosana Garcia Barros




%d blogueiros gostam disto: