Reavivados por Sua Palavra


SALMO 65 – #RPSP – COMENTÁRIO ROSANA BARROS by Ivan Barros
4 de janeiro de 2017, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Bem-aventurado aquele a quem escolhes e aproximas de Ti, para que assista nos Teus átrios…” (v. 4).

Nunca se falou tanto em prosperidade como hoje. E a associação entre prosperidade e bênção lota os espaços da maioria das igrejas cristãs no mundo. As pessoas estão tão estagnadas pelo capitalismo e pela busca de conquistar tudo o que desejam, que esquecem do verdadeiro sentido de ir à uma igreja: aproximar-se de Deus. 

Davi não compôs este Salmo afirmando que todo aquele que é fiel a Deus, Deus tem por obrigação torná-lo próspero financeiramente. Mas inicia o Salmo com duas palavras que expressam a verdadeira gratidão: confiança e louvor (v. 1). Confiar é aceitar a provisão de Deus ainda que não seja a que sonhamos ter. O louvor é ter sempre um cântico no coração por tudo o que Deus nos deu ou dará. Quando nosso desejo por algo ultrapassar o desejo de fazer a vontade de Deus, então estamos colocando as bênçãos acima do SENHOR das bênçãos. Não há nada de errado em querer prosperar. O erro está quando passamos por cima de princípios para alcançar nosso objetivo; quando o dinheiro nos impede de obedecer ao chamado de um Deus que nos escolhe e nos diz: “Vem e segue-Me” (Lucas 18:22).

Por isso que Davi elenca o que deve nortear a vida dos escolhidos do SENHOR: confiança, gratidão (v. 1), oração (v. 2), confissão e arrependimento (v. 3). Aqui percebemos a coerência com as palavras de Cristo, quando Ele disse: “… pois não vim chamar justos, e sim pecadores [ao arrependimento]” (Mateus 9:13). Não há verdadeira gratidão e nem verdadeira adoração se não estivermos satisfeitos (v. 4) com a provisão divina e se não nos arrependermos de nossas iniquidades. O Deus Salvador (v. 5) é também o Deus Criador que tem o controle de todas as coisas (v. 6-7). Ele nunca vai dar a um de Seus filhos o que não lhe seja conveniente. 

Ser próspero, amados, é seguir as pegadas dAquele que destila fartura (v. 11). Cristo nos ensinou que Deus tem todo o poder de nos dar além do que imaginamos conquistar. Ele provou isso ao transformar água no mais puro suco da vide; ao multiplicar pães e peixes para multidões; ao encher os barco de Pedro de peixes a ponto de quase naufragar; ao mandar Pedro tirar moedas da boca de um peixe. Contudo, as Suas maiores lições de prosperidade não se referiam a bens materiais, mas ao Reino dos Céus. O que Ele preparou para os Seus escolhidos, fortuna alguma desta terra pode superar. Portanto, só alcançaremos a verdadeira fartura (v. 11) se tão-somente vivermos como Cristo viveu. Em I Pedro 2:21, está escrito: “Porquanto, para isto mesmo fostes chamados, pois que também Cristo sofreu em vosso lugar, DEIXANDO-VOS EXEMPLO PARA SEGUIRDES OS SEUS PASSOS”. 

Quer ser próspero? Siga as pegadas do Mestre. 

Bom dia, prósperos no SENHOR!

Desafio do dia: Leia Apocalipse 21:9-11 e 22:1-5 e descubra a fartura eterna dos escolhidos de Deus.

*Leiam #Salmo65

Rosana Garcia Barros


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: