Reavivados por Sua Palavra


SALMO 66 by jquimelli
5 de janeiro de 2017, 1:00
Filed under: Sem categoria

Comentário devocional:

Este Salmo nos convida a exaltar a bondade de Deus e expressar o nosso testemunho através da música. Quando elevamos nossos louvores a Deus, a música eleva a mente, subjuga o coração e transforma nossos sentimentos, transformando-os em alegria. A música nos devolve o ânimo; a música torna o trabalho agradável.
“[Cristo] frequentemente expressava a alegria de Seu coração cantando salmos e canções espirituais” (DTN, p. 73).
Os resgatados entoarão canções de vitória quando estiverem entrando na cidade de Deus a fim de receber a sua recompensa imortal. “Quando o amor de Deus reside abundante na alma, a música vocal é um dos dons de Deus aos homens que não pode ser superado ou igualado” (Mensagens Escolhidas, vol. 3, pág. 335).
Nossa gratidão e alegria a Deus pode ser expressa por nossas vozes, mas é o amor que acrescenta a verdadeira melodia a nossas palavras, transformando-as em um louvor perfeito. A música tem a sua origem no Céu e faz um mundo de diferença, enriquecendo nossas experiências.
A primeira vez que eu fiz uma música foi quando segurei meu filho primogênito nos braços. O amor fez a música surgir espontaneamente do meu coração. Foi uma melodia de amor. Este Salmo nos convida a cantar uma melodia de amor a Alguém a quem amamos, o Deus do Universo, o Deus da nossa salvação.
Como bem disse Aygo, uma tailandesa de 11 anos: “Se não temos música, nossa mente está pela metade.” A música faz diferença em nossa atitude e torna complete nossa expressão de louvor por pertencermos ao Senhor.
Deus tem nos abençoado. Exaltemos a Deus, assim como o salmista o fez (v. 20). Sim, bendito seja o Seu nome para todo o sempre! Cantemos louvores de gratidão e louvor porque Jesus nos salvou!

Teresita Pérez
Florida, USA

Texto original: http://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/psa/66
Texto expandido da tradução anterior: https://reavivadosporsuapalavra.org/2013/10/11/
Tradução: Pr Jobson Santos/Jeferson Quimelli
Texto bíblico: Salmo 66 NVI
Comentário em áudio Pr Valdeci
Leitura da semana programa Crede em Seus Profetas: blog Conferência Geral e blog Crede em Seus Profetas

Anúncios


SALMO 66 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS – atualizado by jquimelli
5 de janeiro de 2017, 0:56
Filed under: Sem categoria

No Salmo 66, Davi (ver TA, 533) mescla agradecimento pessoal e coletivo em comemoração ao livramento de uma grande calamidade. CBASD, vol. 3, p. 882.

Este é um Salmo curto com fortes emoções de gratidão e contemplação do poder do nosso Deus. Ele não é somente um deus qualquer, mas o nosso Deus, merecedor do mais santo temor (v. 7); é também nosso Salvador, pelos méritos de Jesus. Fanny J. Crosby registrou esta verdade em uma composição muito apreciada por todos os cristãos: Bendita Segurança [Blessed Assurance, Jesus is Mine!]. É a certeza de que Jesus é o nosso Salvador pessoal que nos permite saborear antecipadamente a salvação: “Eu já desfruto bênçãos da luz!” Teresita Perez, em http://revivedbyhisword.org/en/bible/psa/67.

Glória. Do heb. kabodCBASD, vol. 3, p. 882.

Tremendos. A maneira como Deus livra os perseguidos é assombrosa para os perseguidores (ver com. do Sl 65:5; cf. Ap 15:3). CBASD, vol. 3, p. 882.

A Ti se mostram submissos. Do heb kachash, “fingir obediência”, “bajular” (ver Sl. 18:44). Esta submissão vazia não é sincera e, sim, fingida; resulta da demonstração de poder de Deus. A verdadeira submissão de coração é resultado da revelação do amor de Deus. CBASD, vol. 3, p. 882, 883.

Os rebeldes. Os que não tem paciência com as restrições divinas ou que desafiam a Deus. Estes não devem se orgulhar, pois, ao final, terão de se submeter ao poder de Deus. CBASD, vol. 3, p. 883.

10 Tu … nos provaste. Deus permitiu que a calamidade viesse sobre Israel como um teste de sua lealdade a Ele. CBASD, vol. 3, p. 883.

11 Oprimiste. Deus nunca permite que Seu povo seja provado além do que possa tolerar (ver 1Co 10:13). Este versículo pode ser uma alusão à escravidão no Egito. CBASD, vol. 3, p. 883.

12 Cavalgassem sobre nossas cabeças. Uma figura derivada talvez do antigo costume dos orientais de cavalgarem sobre os corpos dos conquistados. CBASD, vol. 3, p. 883.

14 no dia da angústia, prometeu a minha boca. Principalmente quando em dificuldades, as pessoas tendem a fazer votos a  Deus (ver Jz 11:30, 13; 1Sm 1:11). Deve-se ter muito cuidado em cumprir esses votos! Com frequência, são esquecidos, quando se recuperam a saúde e a prosperidade. CBASD, vol. 3, p. 884.

18 Se eu no coração contemplara a vaidade, o SENHOR não me teria ouvido. Uma premissa na experiência cristã. Para que a oração seja aceitável a Deus, quem a profere deve ter como propósito abandonar todo pecado conhecido (ver Pv 28:9; Is 1:15; 58:3-5; cf. Sl 34:15; Jo 9:31; Tg 4:3; GC, 99, 100; PP, 584). CBASD, vol. 3, p. 884.

19 Deus me tem ouvido. Davi não duvidou de que Deus responderia sua oração. Ele expressou confiança na aprovação divina (ver Sl 116: 1, 2). CBASD, vol. 3, p. 884.



SALMO 66 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by jquimelli
5 de janeiro de 2017, 0:45
Filed under: Sem categoria

SALMO 66 – Toda pessoa que leva Deus a sério não perde tempo em seu viver diário, mas cada dia sem Deus é um dia que não valeu a pena ter vivido.

Por isso, medite com atenção e oração neste Salmo em questão:

1. Toda a humanidade deve aclamar a Deus (v. 1);
2. Salmodiar e glorificar a Deus devem ser o estilo de vida de cada indivíduo (v. 2);
3. Dirigir-se diretamente a Deus reconhecendo Seus tremendos feitos poderosos sobre nossos oponentes envolve adoração (v. 3);
4. Todos os habitantes do Planeta Terra precisam curvar-se perante Deus para louvá-lO e adorá-lO (v. 4);
5. Os que já adoram a Deus devem convidar aos que ainda não o fazem para que possam unir-se em um movimento mundial (v. 5);
6. É preciso testemunhar de Deus para convencer os ignorantes e indiferentes para adorar ao Criador, Salvador e Senhor do mundo (vs. 6-9);
7. É necessário louvar a Deus até pelas provações que nos prepararam para grandes bênçãos (vs. 10-12);
8. É viável demonstrar sério compromisso com os sinais visíveis do evangelho na prática (v. 15);
9. É útil para impactar a humanidade descrente a união existente no povo de Deus, o dinamismo e a empolgação no louvar e adorar ao Soberano do Universo (vs. 16-17);
10. É imprescindível abdicar de todo tipo de vaidade, de exaltação própria e de vanglória para que Deus atenda a voz de nosso coração e as pessoas vejam o resultado prático da atuação da graça divina (vs. 18-20).

Quem ora de verdade, desprovido de vaidade, fala com Deus com intensidade e fala dEle com autoridade. A sinceridade do coração de um adorador impacta uma sociedade sem Deus; tal sinceridade convida a cada habitante deste Planeta a louvar, adorar e testemunhar ousadamente do Salvador.

Por outro lado, aqueles que dão espaço para a vaidade, se rendem à iniquidade vivem nas trevas da imoralidade, revelam traços de perversidade e seu testemunho não passa de hipocrisia, sem poder e sem impacto na sociedade.

O testemunho que funciona não é aquele feito timidamente, oferecendo dúvidas em vez de certezas, mas o que sem titubear manifesta com palavras e provas que Deus é poderoso em fazer coisas magníficas aos que O buscam integralmente!

Testemunhemos ousadamente! – Heber Toth Armí.



SALMO 66 – #RPSP – COMENTÁRIO ROSANA BARROS by Ivan Barros
5 de janeiro de 2017, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Vinde, ouvi, todos vós que temeis a Deus, e vos contarei o que tem Ele feito por minha alma” (v. 16).

Em nosso estudo das Escrituras temos visto o relato da vida de diversos personagens, uns que nos deram bom testemunho e ainda outros que não são exemplo para ninguém. Provavelmente não haja um consenso a respeito de cada um deles, pois que onde um falhou o outro venceu, e onde um venceu o outro falhou. Só quando paramos para ver as obras de Deus (v. 5) e os Seus maravilhosos feitos (v. 6), é que nos damos conta do quanto o SENHOR nos ama e nos preserva (v. 9) apesar de nossas falhas e limitações.

Aproximadamente a três anos atrás eu não tinha o relacionamento que hoje tenho com o Altíssimo. Eu não compreendia a Bíblia e nem me esforçava por compreendê-la. Toda a minha vida se resumia em religiosidade, não em comunhão. Foi quando Deus me encontrou, assim como a mulher encontrou a sua dracma perdida (Lucas 15:8-10), que me dei conta de que estava perdida dentro da igreja. Eu dizia seguir a Cristo, mas nem O conhecia. Então, a partir do momento em que me rendi aos propósitos divinos, vieram provações que eu jamais havia passado nessa intensidade. Passei “pelo fogo e pela água” (v. 12). O inimigo manifestou a sua ira e eu percebi, pela primeira vez na minha vida, de que, verdadeiramente, eu estava andando com Deus. E de uma maneira inexplicável, apesar das forças enfraquecidas e do coração angustiado, ao mesmo tempo, eu sentia e sinto uma certeza tão grande do poder de Deus em minha vida que tenho enfrentado situações de uma forma que a única explicação plausível é: “Deus me tem ouvido e me tem atendido a voz da oração” (v. 19).

Amados, ainda continuo passando por provações tremendas, mas segura nAquele que “em Seu poder governa eternamente” (v. 7), “prossigo para o alvo” (Filipenses 3:14). Portanto, se as lutas desta vida estiverem lhe afligindo, apegue-se Àquele que deseja lhe levar à moradas eternas. Quando pensar que não há mais para onde ir, continue marchando e Ele lhe abrirá o caminho (v. 6). Creia que a tua provação se converterá em alegria e em um testemunho eficaz e poderoso para os que temem a Deus (v. 16). Hoje entendo a razão de ter passado por tantas provas e porque continuo a passar: para contar o que Ele tem feito por mim (v. 16), o que, pela graça de Deus, tem fortalecido a muitos, e porque o pecado macula o que há de precioso em mim (a imagem e semelhança de Deus), e o processo de purificação requer em minha vida o aperfeiçoamento da fé, da esperança e do amor. Porém, por mais difícil que seja e por mais que não sejamos merecedores, Deus não rejeita a nossa oração e nem aparta de nós a Sua graça (v. 20).

No momento apropriado entenderemos o porquê tivemos que passar por certas dificuldades, mas, até lá, prossiga aclamando ao Deus de toda a terra (v. 1) e dando glórias ao Seu nome (v. 2). Confie na promessa dAquele que não falha e que não mente (Hebreus 6:18): “Quando passares pelas águas, Eu serei contigo; quando, pelos rios, eles não te submergirão; quando passares pelo fogo, não te queimarás, nem a chama arderá em ti. Porque Eu sou o SENHOR, teu Deus” (Isaías 43:2-3).
Aleluia! Amém!

Bom dia, vitoriosos em Deus!

Desafio do dia: Se puder, compartilhe nos comentários um testemunho do que Deus tem feito por você. O seu testemunho pode ser o meio que Deus usará para salvar pessoas que de outra forma não seriam alcançadas. 

*Leiam #Salmo66

Rosana Garcia Barros




%d blogueiros gostam disto: