Reavivados por Sua Palavra


PROVÉRBIOS 28 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
29 de julho de 2020, 0:45
Filed under: Sem categoria

“O que encobre as suas transgressões jamais prosperará; mas o que as confessa e deixa alcançará misericórdia” (v.13).

Os provérbios antitéticos são aqueles que trabalham com a ideia do contraditório. Através da comparação, o sábio deixa claro que há uma linha de separação entre justos e perversos, não havendo a mínima possibilidade de misturar a luz com as trevas. “O que guarda a lei” é considerado “filho prudente” (v.7), mas “os que desamparam a lei” (v.4) e “o que desvia os ouvidos de ouvir a lei” (v.9) são tidos por perversos e “até a sua oração será abominável” (v.9). Assim como o criminoso é fruto do descaso para com as regras estabelecidas pelo homem, o perverso é resultado do descaso para com a Lei de Deus.

Feliz o homem constante no temor de Deus; mas o que endurece o coração cairá no mal” (v.14). Há uma forte resistência por parte de muitos que alegam ter sido a Lei de Deus revogada. Com discursos convincentes, semeiam a dúvida e promovem uma religião eclética e parcial à vontade do homem. Os mandamentos que exaltam a imutabilidade do caráter divino são ignorados sob o arenoso fundamento da sabedoria humana. E cada vez mais afastados de Deus, não conseguem se dar conta de que aquele “que confia no seu próprio coração é insensato” (v.26). Pois “enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e desesperadamente corrupto” (Jr.17:9).

Ninguém que busque a Deus com sinceridade e procure compreender a Sua justiça é deixado em trevas. Ao diligente e humilde estudante das Escrituras são abertos os tesouros da sabedoria e do conhecimento em proporções incalculáveis. Gozo, paz e contentamento adornam a sua vida. À medida em que cresce na graça e no conhecimento de Deus, os fardos do pecado são removidos e a certeza do perdão o fortalece. Ao reconhecer que até mesmo a confissão e o arrependimento provém do amor e da bondade de Deus, suas orações se tornam nos momentos mais especiais do dia e ascendem ao Santíssimo como aroma agradável ao Senhor (Ap.5:8).

Jesus não veio para revogar a Lei de Seu Pai, mas veio para cumpri-la (Mt.5:17), nos deixando o perfeito exemplo de como devemos observá-la. “Foi do agrado do Senhor, por amor da Sua própria justiça, engrandecer a lei e fazê-la gloriosa” (Is.42:21). Não existe embasamento bíblico para a revogação da Lei de Deus assim como não há um único versículo que aprove a mudança do sábado para o domingo. Aquele que declarou ser pecado roubar, matar e adulterar (Êx.20:3-17), é O mesmo que, na criação, instituiu o sábado como um dia santo (Gn.2:1-3) e, esculpindo-o em pedra, como um mandamento e memorial eterno (Is.66:22-23). Leiam Tiago 2:10-12 e vocês entenderão que os dez mandamentos também serão o fundamento da justiça de Deus no dia do Seu juízo. Lembrem-se: “Os homens maus não entendem o que é justo, mas os que buscam o Senhor entendem tudo” (v.5). Vigiemos e oremos!

Bom dia, aqueles que buscam a Deus!

* Oremos pelo derramamento do Espírito Santo em nossa vida.

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Provérbios28 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: