Reavivados por Sua Palavra


PROVÉRBIOS 26 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
27 de julho de 2020, 0:45
Filed under: Sem categoria

“Como vaso de barro coberto de escórias de prata, assim são os lábios amorosos e o coração maligno” (v.23).

De uma forma insistente e persuasiva, o Senhor dá o Seu recado sobre o perigo da insensatez. O mau uso da língua é veneno que mortifica tanto quem o destila quanto quem o recebe. E só para não restar dúvidas, até aquele que diz: “Fiz isso por brincadeira” (v.19), não é tido por inocente. Como cristãos, nossas palavras e atitudes devem corresponder ao chamado de Deus: “Sede santos, porque Eu sou santo” (1Pe.1:16). O mundo tem despertado para os malefícios do consumo da carne animal e uma das maiores motivações tem sido o amor pela fauna. Sem desmerecer um objetivo tão nobre, e até bíblico (Pv.12:10), a abstinência do alimento cárneo não deve sobrepor a abstinência do falar injurioso. Não adianta ser vegano enquanto se “devora” os semelhantes. Pois “as palavras do maldizente são comida fina, que desce para o mais interior do ventre” (v.22).

Os pecados da língua são tão graves e tão malignos diante de Deus, que são comparados à insanidade. Quem, em sã consciência, pegaria um cachorro de rua pelas orelhas? Mas essa atitude é semelhante a “quem se mete em questão alheia” (v.17). Intromissões, fofocas e contendas são atos detestáveis diante de um Deus que é amor, paz e bondade. Todo aquele que deseja desfrutar da eternidade na Nova Terra enfrentará essas questões com a devida seriedade e discernimento espiritual, buscando preencher a mente com o que é lícito diante de Deus: “Finalmente, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja isso o que ocupe o vosso pensamento” (Fp.4:8).

Mas, e quando a malícia vem de forma sutil? E quando o insensato age dissimuladamente? Sobre isso, declarou Ellen White: “Intimamente ligada à bisbilhotice está a insinuação encoberta, esquiva, pela qual o coração impuro procura insinuar o mal que não ousa exprimir abertamente. Os jovens devem ser ensinados a evitar toda aproximação de tal prática como evitariam a lepra” (Educação, p.236). A triste realidade é que pais têm ensinado aos filhos que não há problema algum em “comentar” sobre a vida alheia e fazer disso o principal assunto nas refeições à mesa. Prejudicar a vida de outros com palavras, ainda que por “brincadeira”, é pecado. E, um dia, teremos de responder por isso (Mt.12:37).

Não é fácil ficar em silêncio quando muitas vezes é a sua imagem que está em jogo. Em nosso desejo por justiça própria, abrimos nossos lábios para tentar resolver à própria maneira o que só Deus pode resolver. Então, o Senhor nos diz: “Não respondas ao insensato segundo a sua estultícia, para que não te faças semelhante a ele” (v.4). Ou seja, revidar não é uma opção. Palavras e atitudes más não devem resultar na mesma coisa. Que Cristo em nós seja a água viva lançada sobre a fogueira do mal, e a contenda cessará. É claro que “a língua falsa aborrece a quem feriu” (v.28), mas, no devido tempo, “a sua malícia se descobrirá publicamente” (v.26). Se “a maldição sem causa não se cumpre” (v.2), devemos confiar na misericordiosa justiça divina e procurar viver um procedimento santo e digno do nosso chamado: “Porque assim é a vontade de Deus, que, pela prática do bem, façais emudecer a ignorância dos insensatos” (1Pe.2:15). Vigiemos e oremos!

Bom dia, santos do Altíssimo!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Provérbios26 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: