Reavivados por Sua Palavra


II CRÔNICAS 9 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by jquimelli
23 de outubro de 2019, 0:05
Filed under: Sem categoria

773 palavras

1 Sabá. Terra dos sabeus, no sudoeste da Arábia, que fazia parte do atual Iêmen (Bíblia Shedd).

ficou como fora de si. Lit, “não tinha mais fôlego”. A palavra ruah (fôlego, sôpro, ou espírito) tem o sentido de “poder em movimento”. Então, no sentido psicológico, que dizer o impulso dominante da personalidade, aquela energia e determinação que toma as decisões e as põe em ação (Bíblia Shedd).

5-8 A visita que a rainha fizera ao rei da Casa de Davi é semelhante ao encontro do crente com Jesus Cristo, que “é maior do que Salomão”. Foi ver sua sabedoria, sua bondade, sua generosidade e a alegria de todos os que o servem, que permanecem sempre na sua presença (cf Mt 12.42; Lc 11.31). Verifica que nele há mais glória do que a língua possa dizer (9.1-9) (Bíblia Shedd).

A rainha de Sabá tinha ouvido sobre a sabedoria Salomão mas ela se sentiu verdadeiramente tocada [overwhelmed = oprimida, esmagada, soterrada, confusa, dominada] quando viu por si mesma os frutos daquela sabedoria. Apesar de Salomão ter se casado com a filha de Faraó ele ainda tentava sinceramente seguir a Deus neste estágio de sua vida. Quando as pessoas conhecem você e lhe fazem perguntas difíceis, suas respostas refletem Deus? Sua vida pode ser uma poderosa testemunha, deixe outros verem Deus trabalhar em você (Life Application Study Bible NIV Kingsway).

teus servos. Quando os senhores são, eles próprios, servos do Senhor do Céu, os que estão a seu serviço são felizes. Nessa época Salomão ainda não havia abandonado ao Senhor e era devotado a servi-Lo. Amava a Deus e e era compassivo com as pessoas. Com a paz de Deus em seu coração, Salomão era gentil, paciente e atencioso. As pessoas próximas sentiam a fascinação de sua influência. A grande necessidade de nosso tempo é de líderes que reflitam o espírito do Céu, para que aqueles sob sua influência encontrem verdadeira alegria e duradoura felicidade (CBASD, vol. 3, p. 241).

bendito seja o Senhor teu Deus. A bênção da rainha lembra a bênção divina proferida por Hirão em 2.11. Hirão era o rei de um país do norte, enquanto que a rainha vinha do sul. As duas bênçãos simbolizavam reconhecimento universal à grandeza de Salomão  (Andrews Study Bible).

no trono dEle. O discurso da rainha passa a ser o meio de expressar a convicção do cronista de que o trono de Israel é o trono de Deus, em nome de quem o rei governava (Bíblia de Estudo NVI Vida).

A rainha de Sabá maravilhou-se com Salomão e exclamou que Deus realmente amava Seu povo grandemente para lhe dar tal rei. Israel prosperou grandemente durante o reinado de Salomão, testemunhando do poder e do amor de Deus por Seu povo. Porém, às vezes, tempos difíceis vem para crentes, também, e nossa perseverança e firme esperança durante estes tempos demonstrarão nosso amor e fidelidade a Deus. O modo como vivemos ajudará outros a ver nosso amor por Deus (Life Application Study Bible NIV Kingsway).

12 Ao que ela lhe trouxera. O sábio rei deu à rainha presentes em troca dos que ela lhe entregou. O ato de dar não foi unilateral. Salomão foi tão generoso quanto sua visitante e lhe deu presentes, talvez de valor igual aos que ela lhe dera ou até maiores (CBASD, vol. 3, p. 241).

15 paveses. Grandes escudos retangulares para proteger o corpo inteiro (Bíblia Shedd).

21 navios que iam a Társis. (NVI: navios mercantes.) Não quer dizer que viajavam para Társis, mas que eram capazes de enfrentar viagens longas e difíceis, como o era a viagem para Társis … Subentende-se, os dois reis estavam comerciando com a Índia, passando pelo mar Vermelho e visitando a costa africana (1 Rs 9.28) (Bíblia Shedd).

27 Sicômoros. São da família do sicômoro que produz figos bravos, os quais Amós comia (Am 7.14). A madeira era levíssima e porosa. Era comum em Israel naquela época; proporcionava boa sombra (cf Lc 19.4 [história de Zaqueu]) (Bíblia Shedd).

29 Declínio espiritual de Salomão. 1) Sua ambição levou-o a desrespeitar a lei de Deus contra a multiplicação de cavalos (v. 25); 2) O negócio de cavalos com os egípcios deu ensejo ao casamento de Salomão com uma princesa do Egito (8.11); 3) Esse casamento abriu caminho ao costume oriental de formar um harém com mulheres de todas as nações (1 Rs 11.1-8); 4) Aquelas mulheres induziram o rei a adorar os seus ídolos (1 Rs 11.4-5); 5) Essa idolatria levou o rei e uma parte do povo à apostasia, até ao ponto de construir templos pagãos (1 Rs 11.7-8). Aqui se consuma a degenerescência espiritual de Salomão (Bíblia Shedd).

O restante da história de Salomão pode ser encontrado em 1Rs 10:26-11:43. Em seus últimos anos, Salomão se desviou de Deus e levou a nação a adorar a ídolos (Life Application Study Bible NIV Kingsway).


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: