Reavivados por Sua Palavra


1CRÔNICAS 16 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
1 de outubro de 2019, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Rendei graças ao Senhor, invocai o Seu nome, fazei conhecidos, entre os povos, os Seus feitos” (v.8).

A arca da aliança foi introduzida “no meio da tenda que lhe armara Davi; e trouxeram holocaustos e ofertas pacíficas perante Deus” (v.1). Ali, foi tributado ao Senhor um culto especial de entrega, de comunhão e de gratidão. “[Tanto] os homens como as mulheres” (v.3) foram beneficiados com porções iguais de alimento, como um símbolo da igualdade das bênçãos provenientes da verdadeira adoração.

Desde a mais tenra idade, Davi desenvolveu um gosto pela música e seu talento nas mãos de Deus tornou-se em instrumento de louvor. Ao tocar a sua harpa nas colinas de Belém ou diante de um rei endemoniado, não restava dúvida de que suas composições eram acompanhadas pela regência do Céu e afugentavam as potestades malignas. E era esse tipo de música que deveria encher o santuário, “e celebrar, e louvar, e exaltar o Senhor, Deus de Israel” (v.4), “continuamente” (v.37).

Diante de um cenário de paz e harmonia, Davi declamou as palavras que compõem o texto de pelo menos três salmos: Salmo 96, Salmo 105 e Salmo 106. Em forma de ações de graças, o rei poeta exaltou o nome de Deus, reforçou a sua confiança na aliança divina, fez um chamado a todos para que adorem somente ao único Deus e Criador de todas as coisas, e encerrou com a máxima da salvação que só o Senhor pode dar.

Parece que Davi estava vivendo um pequeno vislumbre do Céu. O santuário e tudo o que ali havia despertava em Davi o ardente desejo de estar na presença de Deus. Era ali que o guerreiro de Judá depunha sua armadura mortal e vestia-se “de um manto de linho fino” (1Cr.15:27); tirava a sua coroa real, e humilhava-se na condição de servo; deixava de ser um rei, para tornar-se um súdito. E experimentando aquela atmosfera celestial, com o coração e com lágrimas orava: “que eu possa morar na Casa do Senhor todos os dias da minha vida, para contemplar a beleza do Senhor e meditar no Seu templo” (Sl.27:4).

Aquele lugar sagrado apontava para a morada de Deus, mas, principalmente, para a promessa verdadeira e fiel de que o Senhor salvará o Seu povo. Através do episódio do transporte da arca, Davi soube reconhecer que há um abismo entre apenas conhecer as Escrituras e conhecer e praticar as Escrituras. Quando ele declarou: “Porque todos os deuses dos povos são ídolos; o Senhor, porém, fez os céus” (v.26), nos deixou o ponto exato que difere o Senhor dos deuses e ídolos deste mundo: o Senhor Deus é o Criador.

O único mandamento que contém o selo da criação, é o quarto mandamento, quando diz: “porque, em seis dias, fez o Senhor os céus e a terra, o mar e tudo o que neles há e, ao sétimo dia, descansou; por isso, o Senhor abençoou o dia de sábado e o santificou” (Êx.20:11). Declara ainda a primeira voz angélica: “Temei a Deus e dai-Lhe glória, pois é chegada a hora do Seu juízo; e adorai Aquele que fez o céu, e a terra, e o mar, e as fontes das águas” (Ap.14:7). Israel era o único povo que observava o sábado dentre as demais nações, e esta será uma marca distintiva do povo de Deus que dentro em breve acentuará a diferença entre os falsos e os verdadeiros adoradores.

Assim como há uma forma litúrgica especial de louvor na Casa do Senhor, com “instrumentos de música de Deus” (v.42), bem como um dia de especial adoração que Ele mesmo declarou como santo, somos chamados a desfrutar as bênçãos da obediência, rejeitando tudo aquilo que não dê “ao Senhor a glória devida ao Seu nome” (v.29). Possamos, hoje, dar ouvidos ao apelo do apóstolo Paulo: “E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus” (Rm.12:2).

Seja a nossa oração “continuamente ao Senhor” (v.40): “Salva-nos, ó Deus da nossa salvação, ajunta-nos e livra-nos das nações, para que rendamos graças ao Teu santo nome e nos gloriemos no Teu louvor” (v.35). Vigiemos e oremos!

Bom dia, povo da aliança perpétua!

Desafio da semana: Além de desfrutarmos dos benefícios do ar puro, da luz solar e da água, precisamos de uma alimentação saudável para desfrutar de boa saúde. Dê preferência à ingestão de frutas, vegetais, grãos e alimentos integrais (Aconselho procurar um nutricionista naturalista). Faço votos por tua saúde!

Rosana Garcia Barros

PrimeiroDeus #1Crônicas16 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100


1 Comentário so far
Deixe um comentário

Bom dia e obrigado pela dica de saúde!
Continuemos em oração uns pelos outros.

Comentário por Silas Alves Gama




Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: