Reavivados por Sua Palavra


I SAMUEL 14 by Jobson Santos
19 de junho de 2019, 1:00
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: http://biblia.com.br/novaversaointernacional/1-samuel/1sm-capitulo-14/

Foi um grande risco e uma grande vitória – Jônatas e seu escudeiro enfrentaram os filisteus, e Deus operou por meio deles. Mas o rei Saul amaldiçoou qualquer um que comesse qualquer coisa antes da noite, para que ele pudesse ser vingado em seus inimigos. Jônatas não tinha ouvido. Entrando em uma floresta, ele e os homens com ele encontraram mel! Doce descoberta! Jônatas provou um pouco. Quando Saul descobriu, ele ficou indignado e teria matado seu filho para preservar sua própria dignidade. Mas o povo se levantou e libertou Jônatas, protegendo sua vida.

O que moveu Saul a fazer um voto tão imprudente? Será que ele achava que, se pudesse fazer um forte decreto, ele mesmo pareceria mais forte? – se ele pudesse parecer mais piedoso, estaria mais certo?

Será que alguma vez exageramos a vontade de Deus na tentativa de sermos mais fortes e seguros? Não foi isso que Eva fez no Éden, conversando com a serpente? Deus não havia dito que eles não deveriam “tocar” a árvore ou eles morreriam: Eva inventou isso, dando ao diabo uma vantagem sobre ela. (Veja RH 2-24-1874)

Mais estrito não é melhor só porque é mais rigoroso. Eva finalmente aprendeu essa lição. E Saul aprendeu? Será que nós iremos aprender?

Virginia Davidson
Artista (projeta e constrói vitrais)
Igreja Adventista do Sétimo Dia de Spokane Valley
Washington, EUA.

Fonte: https://www.revivalandreformation.org/?id=496
Equipe de tradução: Pr Jobson Santos, Jeferson e Gisele Quimelli



1 SAMUEL 14 – VÍDEO COMENTÁRIO PR. ADOLFO SUÁREZ by Maria Eduarda
19 de junho de 2019, 0:55
Filed under: Sem categoria



I SAMUEL 14 – COMENTÁRIO PR. HEBER TOTH ARMÍ by Maria Eduarda
19 de junho de 2019, 0:45
Filed under: Sem categoria

Quando alguém está cheio de si, age diferentemente de quando está cheio do Espírito Santo. Quem está cheio de si acha que sabe mais que os outros, pensa que pode agir como quiser sem dar satisfação aos servos de Deus. Quem está cheio do Espírito revela as características de Cristo.

Saul já tinha sido humilde, tímido, submisso, cheio do Espírito e profeta; mas, seu orgulho o deformou, descaracterizou e arruinou sua vida logo no início de seu reinado – cerca de um ano após ter sido ungido. Sem consagração diária e constante, ele excluiu Deus de seu coração mesmo sendo rei do povo de Deus.

• O poder pode perverter até pessoas tão humildes como era Saul antes de reinar.

Ler e interpretar corretamente a Bíblia nos ajuda a conhecer a Deus como Ele realmente é e não como muitas pessoas o imaginam, pintam, descrevem e pregam.

Orar diariamente significa relacionar-se com o Deus que pode nos dar vida, recursos e nos fazer prosperar. Mas, proclamar independência de Deus resultará em emprego, família e vida estraçalhados, devido aos terríveis efeitos do pecado.

1. Diferentemente de seu pai, Jônatas confiava mais em Deus, era mais consagrado e cria mais nas promessas divinas. Deste modo, quando o exército de Saul covardemente se escondeu, Jônatas, confiando em Deus a cada passo, saiu com seu escudeiro, enfrentou os filisteus, os venceu… e motivou todos os israelitas a saírem dos esconderijos para vencer aos inimigos (vs. 1-23).

2. Saul rejeitou a presença e a orientação de Deus (vs. 18-19); proferiu uma maldição desnecessária que prejudicou seu exército, dispôs-se a matar seu filho que desconhecia seu voto maluco, mas o povo não permitiu que cometesse tamanha loucura (vs. 24-46); contudo, Deus ajudou Israel mediante a regência de Saul a derrotar vários povos inimigos (vs. 47-48).

3. Saul tinha uma esposa e cinco filhos, uma família estruturada: Presente e bênção de Deus (vs. 49-52).

Neste relato, nota-se que Saul orou, mas não havia realidade espiritual em sua vida. Todavia, Deus abençoa quem não merece ser abençoado. A lição mais importante, talvez, seja Jônatas demonstrando que nem todo filho de pai relapso e instável na fé está destinado a viver a mesma frouxidão espiritual.

Portanto,

• …liberte-se!
• …consagra-te!
• …entregue-se!
• …dedique-se!

Enfim, reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.



1SAMUEL 14 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
19 de junho de 2019, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Disse, pois, Jônatas ao seu escudeiro: Vem, passemos à guarnição destes incircuncisos; porventura, o Senhor nos ajudará nisto, porque para o Senhor nenhum impedimento há de livrar com muitos ou com poucos” (v.6).


O relato de hoje envolve pai e filho. Enquanto Saul permanecia parado com seiscentos soldados, Jônatas formou uma “dupla missionária”. Somente ele e seu fiel escudeiro avançaram em direção às tropas inimigas. A fé que movia o coração de Jônatas encorajou o seu companheiro. O encorajamento deu certo e ambos seguiram, confiantes na guia divina. O sinal da vitória lhes foi dado por Deus, e, com bravura e engenhosidade, surpreenderam aquela primeira guarnição de filisteus de modo que “até a terra se estremeceu” (v.15). Deus agiu tão poderosamente naquele episódio, que todos sentiram o impacto do “terror de Deus” (v.15).

Saul ficou tão desorientado, que dava ordens e depois as desfazia. Houve um verdadeiro tumulto e até o povo que havia se escondido começou a sair e também perseguir “de perto na peleja” (v.22). Agora, imaginem passar por tamanha aflição e desgaste físico e ter que ficar em jejum. Na verdade não era um jejum, e sim mais uma ordem sem cabimento de Saul. Um juramento de que ninguém comeria nada o dia inteiro. Só que “o povo se achava exausto em extremo” (v.31). Primeiro, Jônatas, desconhecendo o juramento feito pelo pai, comeu mel. E, logo após, tamanha era a fome do povo que tomaram do despojo ovelhas, bois e bezerros, os mataram no chão “e os comeram com sangue” (v.32), como se fossem animais selvagens. Que cena horrível deve ter sido aquela! Resultado do juramento insensato de seu líder.

Diante daquela vitória sobre os filisteus, Saul traçou um novo plano de guerra. Só que desta vez o sacerdote se antecipou e convenceu Saul a consultar o Senhor. Mas “aquele dia Deus não lhe respondeu” (v.37). Concluindo que o silêncio de Deus era resultado do pecado de alguém, resolveu lançar a sorte sobre o povo. O fato de Jônatas ter comido mel descumprindo o juramento de seu pai lhe custaria a vida, não fosse pela intercessão do povo, ao reconhecer que “foi com Deus” (v.45) que Jônatas saiu à peleja. Na tentativa de mostrar ser um grande líder, Saul esqueceu do supremo Líder. Jejuns, sacrifícios e disciplina faziam parte do contexto religioso, mas foram utilizados para fins equivocados.

Corremos o risco, amados, de estarmos tão absorvidos pelas responsabilidades que nos esqueçamos do principal: glorificar a Deus (1Co.10:31). E sobre isto Paulo escreveu: “Porventura, procuro eu, agora, o favor dos homens ou de Deus? Ou procuro agradar a homens? Se agradasse ainda a homens, não seria servo de Cristo” (Gl.1:10). Muitos têm confundido missão com marketing, apresentando ao mundo uma mensagem que pode se adequar de acordo com os gostos e preferências pessoais. Querem ser testemunhas de Jesus na bonança e popularidade do sermão do monte, enquanto rejeitam compartilhar dos sofrimentos da via dolorosa.

Deus nos chama para vivermos a Sua vontade e sermos bênção para o mundo, mas sempre em conformidade com os sagrados princípios de Sua Palavra. Pela graça de Deus, procure honrá-Lo neste dia, então, “Tão certo como vive o Senhor, não lhe há de cair no chão um só cabelo da cabeça! Pois foi com Deus que fez isso, hoje” (v.45). Vigiemos e oremos!

Bom dia, vasos de bênçãos!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #1Samuel14 #RPSP

Comentário em áudio:
youtube.com/user/nanayuri100



I SAMUEL 14 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by jquimelli
19 de junho de 2019, 0:05
Filed under: Sem categoria

835 palavras

3 trazia a estola sacerdotal. A presença no arraial de Saul da estola sacerdotal [éfode], que era usada para indagar a vontade de Deus … , encoraja a expectativa de que a usará para pedir a orientação divina como fez Davi em data posterior (23.9-12; 30.7-8). Bíblia de Genebra.

desfiladeiros… penha íngreme. Entre essas mesmas penhas, um punhado de homens do general Allenby, na I Guerra Mundial, surpreendeu e derrotou uma guarnição turca. Bíblia Shedd.

13 caíram diante de Jônatas. Deus estava com ele (Lv 26.8). Bíblia Shedd.

meia jeira. Em hebraico, “meio jugo”. Um “jugo” era a extensão de terra que bois atados a um jugo conseguiam arar em um dia. Bíblia de Estudo Andrews.

15 a terra se estremeceu. O sentido é “o povo tremeu”. Bíblia de Estudo Andrews.

18 a arca de Deus. Conforme TM, T e V; LXX ephod. Nota textual Bíblia de Genebra.

A melhor tradução é a do texto grego (LXX) que diz: “estola sacerdotal”. Esta continha as duas pedras de ônix com os nomes gravados das doze tribos e o peitoral de juízo com Urim e Tumim (Êx 28.6-10).  Bíblia Shedd.

A Septuaginta (antiga tradução grega do Antigo testamento) contém o termo “estola sacerdotal”, o que é, provavelmente, correto, pois essa estola sacerdotal estava claramente presente em Gibeá (v. 3, nota) e era usada para inquirir do Senhor (2.28, nota). O texto existente em hebraico, arca, é duvidoso, porque a arca estava em Quiriate-Jearim nessa ocasião (7.1-2). Bíblia de Genebra.

Desiste. Ao mandar o sacerdote deixar de fazer uso do instrumento mediante o qual a vontade do Senhor poderia ter sido determinada, Saul assume sobre si mesmo a responsabilidade pelos acontecimentos (cf. 13.9). Bíblia de Genebra.

A ordem para o sacerdote retirar a mão (v. 19, nota textual NVI) é mais apropriada no caso do colete sacerdotal que no da arca. Bíblia de Estudo NVI Vida.

19 Desiste de trazer a arca (ARA; NVI: “Não precisa trazer a arca”). Hebraico: “Retire a sua mão”Nota textual NVI.  O sentido é: “Pare de consultar o Senhor; estamos sem tempo”. Bíblia de Estudo Andrews.

24 Maldito o homem que comer o pão antes do anoitecer. …um voto estulto de Saul (29);  uma ordem que enfraqueceu ao exército (30-31), o qual não podia vencer por completo ao inimigo (36). Bíblia Shedd.

Os soldados ficaram exaustos de fome porque haviam guerreado o dia inteiro. Bíblia de Estudo Andrews.

25 bosque. A palavra também pode ser traduzida por “colmeias”. Bíblia de Estudo Andrews.

27 tornaram a brilhar os olhos. Ou suas forças se renovaram. Nota textual NVI.

Voltou a energia; recuperou-se física e moralmente. O mesmo teria acontecido a todos, caso tivessem comido naquele dia. Bíblia Shedd.

32 comeram com sangue. Terminado o voto imprudente de Saul [não comer antes de baixar o sol], os homens, vencidos pela fome, em vez de perseguir o inimigo, atiraram-se sobre os animais, devorando-os precipitadamente, até com sangue, o que era condenado pela lei, cometendo, assim, pecado grave (Lv 17.10-14). Bíblia Shedd.

A ordem de não comer carne com sangue foi dada logo depois do dilúvio (Gn 9:4). O sangue deveria ser escoado antes de se cozinhar e comer a carne. Bíblia de Estudo Andrews.

37 Deus não lhe respondeu. A negativa em hebraico é categórica. Isso mostra que Deus não aprova a atitude de Saul, nem seus votos. Bíblia Shedd.

38 O pecado não foi de Jônatas, mas do próprio Saul. Bíblia Shedd.

39 ainda que meu filho… seja morto. Foi outro erro de Saul, que o próprio povo corrigiu (45). Se o voto de Saul tivesse a aprovação de Deus, Jônatas morreria sem apelação. Bíblia Shedd.

Outro exemplo de voto precipitado de Saul (v. tb. v. 24, 44). Bíblia de Estudo Andrews.

Porém nenhum… lhe respondeu. O povo protegia Jônatas. Bíblia de Genebra.

41 Mostra a verdade, por Urim e Tumim (18). Lê-se no texto grego (LXX): “Disse pois Saul ao Senhor: Ó Senhor Deus de Israel, porque não responde ao teu servo hoje? Se a culpa está em mim, ou em meu filho, Jônatas, ó Senhor Deus de Israel, mostre-o Urim; mas se a culpa está em Israel, mostre-o Tumim. E Jônatas e Saul foram apontados, e o povo ficou livre” (Js 7.16-18). Bíblia Shedd.

42 Texto grego (LXX): “Disse, então, Saul: seja lançada a sorte entre mim e o meu filho, Jônatas e a quem o Senhor apontar pela sorte, seja morto. Mas o povo lhe disse: Com isso não concordamos…”. Bíblia Shedd.

Lançai a sorte. As duas pedras, o Urim e o Tumim, só respondiam sim ou não. Bíblia de Estudo Andrews.

45 Tão certo como vive o SENHOR. O juramento em nome do Senhor tem obrigatoriedade especial de ser cumprido (Dt 23:22, 23). Bíblia de Estudo Andrews.

o que ele fez hoje foi com o auxílio de Deus. Os homens do exército de Saul reconhecem que não é apropriado tirar a vida da pessoa por meio de quem Deus libertou o Seu povo. Bíblia de Estudo NVI Vida.

47-52 Contém um resumo do reinado de Saul. Bíblia Shedd.

49 Mical. A filha mais nova de Saul, que mais tarde se casou com Davi. Bíblia de Estudo Andrews.

52 os agregava a si. Cumprindo a advertência divina feita em 8:11. Bíblia de Estudo Andrews.



1 SAMUEL 14 – VÍDEO COMENTÁRIO PR. RONALDO DE OLIVEIRA by Maria Eduarda
19 de junho de 2019, 0:05
Filed under: Sem categoria




%d blogueiros gostam disto: