Reavivados por Sua Palavra


RUTE 3 by jquimelli
4 de junho de 2019, 2:21
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: http://biblia.com.br/novaversaointernacional/rute/rt-capitulo-3/

A história de Rute mostra Deus trabalhando nos bastidores da vida das pessoas comuns, transformando dolorosas tragédias em celebrações alegres. Mas Noemi e Rute não são personagens passivos nesta história. Elas estão ativamente envolvidos no processo de sua “redenção”. Noemi guia Rute através de um curioso ritual de proposta. Ela precisa dar a Boaz um forte indício de que ela está disposta a se casar com ele.

Rute percebe o caráter generoso e carinhoso de Boaz. Ela responde escolhendo tornar-se sua esposa, unir-se à nação israelita e fazer do Deus de Boaz seu Deus. Boaz está disposto a fazer sacrifícios e fazer o que mais for preciso para redimir Rute e restaurar a herança de sua parente, Noemi. Sua generosidade contrasta nitidamente com a resposta autocentrada do parente próximo, que está preocupado em ameaçar a herança de sua própria família.

Por que Boaz, um homem maduro e um rico proprietário de terras é solteiro? Ou talvez ele já seja casado ou viúvo? Nós não sabemos porque isso não importa. O foco da história é a disposição de Boaz de fazer o que é justo, de amar a misericórdia e de ser o redentor de Rute.

Que paralelos você pode encontrar entre a redenção de Rute e a maneira como Jesus redimiu você

Karen Holford
Diretora dos Ministérios da Família
Divisão Trans Européia

Fonte: https://www.revivalandreformation.org/?id=481
Equipe de tradução: Pr Jobson Santos, Jeferson e Gisele Quimelli



RUTE 3 – VÍDEO COMENTÁRIO PR ADOLFO SUÁREZ by Maria Eduarda
4 de junho de 2019, 0:55
Filed under: Sem categoria



RUTE 3 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ  by Maria Eduarda
4 de junho de 2019, 0:45
Filed under: Sem categoria

Reflita nesta história:

“No período em que serviu na corte francesa, [Benjamin] Franklin ouviu alguns aristocratas se referirem à Bíblia de forma depreciativa como um livro desprovido de estilo, que não valia a pena ser lido… Apesar de ele próprio não ser cristão, sua mocidade nas colônias americanas lhe permitira certo contato com a excelência literária da Bíblia. Decidiu, portanto, pregar uma peça nos franceses. Copiou Rute à mão e mudou todos os nomes próprios para nomes franceses.

“Em seguida, leu o manuscrito para a elite francesa, e todos admiraram a elegância e simplicidade de estilo da história comovente.

– Charmant! Mas onde o senhor encontrou essa preciosidade literária, monsieur Franklin?

– Naquele livro que vocês tanto desprezam – Franklin respondeu. – La Saint Bible!

“Sem dúvida, muitos rostos coraram em Paris naquela noite, e o mesmo deve acontecer em nossa cultura biblicamente iletrada pela negligência à Palavra de Deus” (William MacDonald).

Lendo a história de Rute não estamos diante de uma novela, nem de um conto infantil, ou uma parábola ilustrativa; é história real, com personagens reais e aplicações espirituais que nos elevam, enobrecem e enriquecem integralmente.

Observe:

• Noemi e sua família foram buscar auxílio em Moabe visando preservar a vida; naquele ambiente pagão deparam-se com a morte.

• Rute abandonou sua terra, seus deuses e seu povo pagão para viver entre o povo de Deus; junto aos israelitas ela encontrou vida, esperança, família e salvação.

O plano de Deus às famílias é o melhor do universo. Diferentemente da saga de Noemi em Moabe, Rute experimentou emoções indescritíveis quando tudo parecia perdido. Isso revela-nos lições magníficas:

• Isolar-se do povo de Deus porque este povo está em aberta rebelião desprovidos de Sua proteção e bênçãos resultam em tristezas, frustrações e amarguras piores que as consequências da desobediência;

• Seguir caminhos em direção oposta ao povo de Deus resulta em perigos, riscos e mortes prematuras; mas, envolver-se diligentemente com o povo de Deus traz bênçãos, restauração e satisfação.

• Para um casamento feliz, ouça e acate bons conselhos (vs. 1-6); não se precipite sexualmente (vs. 6-11); aja segundo os princípios bíblicos (vs. 12-18).

• Encontra certeza, segurança e felicidade neste mundo confuso, incerto, perigoso e destrutivo aquele que decidir apegar-se à Bíblia e ao Seu Autor.

“Senhor, ajuda-me a ser feliz!” – Heber Toth Armí.



RUTE 3 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
4 de junho de 2019, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Agora, pois, minha filha, não tenhas receio; tudo quanto disseste eu te farei, pois toda a cidade do meu povo sabe que és mulher virtuosa” (v.11).


Ao retornar à companhia de sua sogra, Rute não só voltou com alimento, mas com as boas-novas do resgate. Noemi reconheceu a bondade do Senhor e foi consolada. Da notícia de que Rute havia sido tratada e acolhida como uma das servas de Boaz, enxergou a possibilidade de retribuir o amor de sua nora com um casamento aprovado pelo Céu.

Conforme a leitura do texto, percebemos que Rute não teve relações sexuais com Boaz. Primeiro, que ela chegou perto dele “de mansinho, e lhe descobriu os pés, e se deitou” (v.7). Ou seja, ela não o acordou. Segundo, que quando Boaz percebeu a sua presença, Rute fez um pedido que define bem o que ela foi buscar ali: “estende a tua capa sobre a tua serva, porque tu és resgatador” (v.9). Rute precisava de alguém que a protegesse e cuidasse, e não que a desonrasse. Terceiro, que Boaz confirmou o que estudamos ontem, que tanto ele quanto todo o povo sabiam que Rute era “mulher virtuosa” (v.11). E o verso 14 deixa ainda mais claro que não houve contato físico entre os dois: “Ficou-se, pois, deitada a seus pés até pela manhã e levantou-se antes que pudessem conhecer um ao outro”.

Naquele encontro especial com Boaz, Rute estava banhada, perfumada e com sua melhor roupa. “…veste-se de linho fino e de púrpura” (Pv.31:22). Não se tratava de vaidade, mas de asseio e bom gosto. Até então, Boaz tinha visto o lado serva de Rute, agora, podia ver o lado princesa. Uma combinação perfeita de esposa virtuosa. Noemi, com muita sabedoria, promoveu o encontro que daria à Rute um lar feliz. E Rute também foi sábia ao fazer tudo quanto sua sogra lhe disse. Então, a possibilidade de casar-se com sua amada causou uma explosão de emoções no coração de Boaz. E Noemi teve certeza disso: “…aquele homem não descansará, enquanto não se resolver este caso ainda hoje” (v.18).

Fico imaginando se Rute tivesse feito a mesma escolha de Orfa e retornado a seus pais. Como teria sido diferente. Provavelmente sua história nem estivesse na Bíblia. Na verdade, Rute deixou de seguir o primeiro conselho de sua sogra, que instou para que ela voltasse à casa de sua mãe, pois este a levava para longe de sua companhia e, consequentemente, para longe de Deus. Mas, prontamente, seguiu o conselho seguinte de Noemi. Pois Rute escolheu ser de Deus, e, a partir dessa decisão, tudo o que é realizado não parte de nosso próprio ponto de vista, mas do Senhor. Porque “com os humildes está a sabedoria” (Pv.11:2). Rute foi, antes de tudo, humilde, e a sua humildade precedeu a sabedoria. Ela sabia quando dar ouvidos, quando falar e quando se calar, porque a sabedoria do Senhor a acompanhava. E isto se tornou conhecido de todos.

A virtude de Rute seria preservada no matrimônio. A nossa virtude é preservada na renovação diária de nossa aliança com Deus. Contudo, lembrem que, para que houvesse casamento, antes, houve fase de conhecimento. E foi nessa fase que Boaz descobriu o precioso valor de Rute. Não foi um casamento forçoso para se cumprir uma lei. Mas a lei foi um pretexto para selar um casamento honroso e precedido do amor. O mesmo deve acontecer em nosso relacionamento com Deus. Não existe relação forçosa entre Deus e o ser humano. Só pode haver relacionamento pessoal, íntimo com Ele, se formos à Sua presença como Rute foi à Boaz.

Observem:

  • Rute banhou-se, ungiu-se e colocou a melhor roupa para encontrar Boaz. Precisamos pedir ao Senhor que nos lave e nos unja, e nos vista com Suas vestes de justiça (Ap.3:18).
  • Ela chegou em silêncio, quando todos dormiam. Eis a hora mais oportuna para nos achegarmos a Deus: quando o mundo dorme. No silêncio da noite ou da madrugada é o momento mais especial para nossas orações e o momento em que Deus começa a nos falar: “diz o Senhor, e Eu vos falei, começando de madrugada” (Jr.7:13).
  • Rute deitou-se aos pés de Boaz. Precisamos nos colocar aos pés do Salvador, dia após dia. Assim como a mulher pecadora ungiu os pés de Cristo e os banhava com suas lágrimas (Lc.7:38), precisamos estar aos pés de Cristo, hoje, se um dia almejamos estar em pé diante de Sua face.
  • Rute pediu que Boaz a cobrisse com sua capa. Necessitamos ser cobertos pela “capa” de Cristo. Escondidos nEle, somos revelados ao mundo conforme à Sua imagem (Cl.3:3).
  • Rute saiu da presença de Boaz antes que todos a vissem. Não há necessidade de mostrar as suas obras para que vejam o quanto você é cristão. Não foi o que Rute fez que conquistou o coração de Boaz, foi o que ela permitiu que Deus fizesse nela.
  • Antes de conquistar o coração de Boaz e de todo o povo, o seu coração foi conquistado pelo Senhor. Esse é o segredo da virtude!

Assim como Rute seguiu as orientações de sua sogra, prossigamos em seguir as orientações do Senhor através de Sua Palavra. Sendo humildes, fazendo tudo conforme Deus nos ordena, permanecendo em Sua presença e aos Seus pés, estando cobertos pela graça de Cristo, o nosso Resgatador. Então, a virtude do Eterno se manifestará em nós e Ele não descansará enquanto não estivermos no Lar desfrutando das bodas do Cordeiro. Vigiemos e oremos!

Bom dia futuros cidadãos do Lar eterno e feliz!

Desafio da semana: A fase de namoro é cercada de cuidados, principalmente com a aparência. A rotina do casamento muitas vezes nos faz perder àqueles cuidados. O desafio desta semana é para os casados. Homens e mulheres de Deus, cuidem de si mesmos para a glória do Senhor e para o deleite no casamento! Asseio, bom gosto e cuidado com o corpo devem ser levados a sério como uma questão de adoração e uma atitude de amor para com seu cônjuge. Antes, porém, permita que o Espírito Santo embeleze o teu coração e, certamente, o exterior refletirá a verdadeira beleza.

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Rute3 #RPSP

Comentário em áudio:
youtube.com/user/nanayuri100



RUTE 3 – VÍDEO COMENTÁRIO PR RONALDO DE OLIVEIRA by Maria Eduarda
4 de junho de 2019, 0:05
Filed under: Sem categoria



RUTE 3 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by jquimelli
4 de junho de 2019, 0:05
Filed under: Sem categoria

1455 palavras

1-18 Após o encontro incomum entre Rute e Boaz na eira, o resgate da moça finalmente é assegurado. Bíblia de Estudo Andrews.

1-9 Como viúvas, Rute e Noemi poderiam apenas esperar tempos difíceis à frente. … Mas, então, quando Noemi ouviu a respeito de Boaz, sua esperança no futuro foi renovada (2.20). De acordo com seu caráter, ela pensou primeiro em Rute, encorajando-a a verificar se Boaz assumiria a responsabilidade de ser um parente-resgatador. Um resgatador era um parente que se voluntariava a assumir responsabilidade pela família estendida. Quando o esposa de uma mulher falecia, a lei (Dt 25:5-10) provia que ela poderia se casar com um irmão de seu marido falecido. Mas Noemi não tinha mais filhos. Neste caso, o parente mais próximo do marido falecido se tornaria o resgatador e se casaria com a viúva. Se ele escolhesse não fazer isso, o próximo parente mais próximo poderia ocupar este lugar. Se ninguém optasse por auxiliar a viúva, ela provavelmente viveria em pobreza pelo resto de sua vida, porque na cultura israelita a herança era passada ao filho ou ao parente masculino mais próximo. Para aliviar as dificuldades destas leis de herança, haviam leis para respiga e para resgatadores. Nós temos um parente-resgatador em Jesus Cristo, que era Deus e veio à terra como homem para nos salvar. Pela Sua morte na cruz, Ele nos redimiu do pecado e desesperança e nos adquiriu para sermos Sua propriedade pessoal (1Pe 1:18, 19). Isto nos garante nossa herança eterna. Life Application Study Bible Kingsway.

buscar-te um lar. Lit. “Procurar descanso”. Bíblia Shedd.

Ao usar a palavra “descanso”, Noemi estava se referindo ao casamento. … Há duas instituições que herdamos do Éden: (1) o sábado, um tempode “descanso” em que, de modo especial, meditamos sobre as evidências do amor de Deus para conosco e estudamos como expressar com mais perfeição nosso amor para com Ele; e (2) o lar, um lugar de “descanso”, onde o amor mútuo deve se manifestar da forma mais genuína e completa. CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 2, p. 461.

alimpará. Processo de separar os grãos da palha. Isso era feito no fim da tarde ou no início da noite, quando a brisa levava a palha embora. eira. Espaço aberto elevado, com chão duro e liso, usado para alimpar. O localtambém podia ser palco de importantes eventos da comunidade. Bíblia de Estudo Andrews.

Esta noite ele estará limpando cevada (NVI). Na época da debulha, era costume o proprietário pernoitar perto da eira para impedir que o cereal fosse furtado. Bíblia de Estudo NVI Vida.

unge-te (ARA; NVI: “perfuma-te”).

põe os teus melhores vestidos. Rute foi instruída a se preparar como uma noiva (Ez 16.9-12). Bíblia de Estudo Andrews.

desce à eira. Normalmente, a eira se encontrava em lugar alto. Mas, acontece que Belém se encontra no ponto mais alto da região, razão pela qual é obrigatória a descida. Bíblia Shedd.

lhe descobrirás os pés. Possivelmente para acordá-lo, fazendo-lhe sentir frio nas pernas. Bíblia Shedd.

descubra os pés dele e deite-se (NVI). Embora as instruções de Noemi pareçam atrevidas, nunca fica em dúvida a integridade moral de Rute e de Noemi (cf. v. 11). O conselho dado por Noemi a Rute visa claramente ao propósito de recorrer à obrigação de Boaz como parente. As ações de Rute eram um pedido de casamento. Tamar, mãe de Perez (4.12), também recorreu à disposição da lei do levirato (ou do resgatador, Gn 38.13-10). Bíblia de Estudo NVI Vida.

O conselho de Noemi pode parecer estranho, mas ela não esta sugerindo um ato de sedução. Na realidade, Noemi estava dizendo a Rute para agir de acordo com o costume e a lei israelita. Era comum um servo dormir aos pés de seu mestre e mesmo repartir parte de sua coberta. Ao observar este costume, Rute estaria informando a Boaz de que ele poderia ser o parente resgatador dela – ele poderia procurar alguém para se casar com ela ou ele mesmo se casar com ela. Era uma questão de negócios familiares, nada românticos. Mas o desenrolar da história se torna lindamente romântico ao Rute e Boaz desenvolverem um amor altruísta e profundo respeito um pelo outro. Life Application Study Bible Kingsway.

… o contexto da história indica que Boaz sempre honrou a integridade moral da moabita. Bíblia de Estudo Andrews.

de coração um tanto alegre. A colheita era um momento de festividades. Bíblia de Estudo Andrews.

A palavra traduzida aqui como “alegre” é frequentemente usada para expressar felicidade e sentimento de bem-estar, e de forma alguma indica que Boaz estivesse embriagado. CBASD, vol. 2, p. 462.

6-15 De acordo com a antiga lei mosaica, Rute já estava casada com Boaz, na suposição de que ele fosse o parente mais chegado. Evidentemente Noemi não tinha conhecimento de que havia outro resgatador mais próximo do que ele. (Comparar 2.20; 3.12; Dt 25.5-10). Portanto, não havia atrevimento nas sugestões de Noemi, embora elas sejam estranhas aos nossos costumes modernos. Comentário Bíblico Devocional – Velho Testamento, F. B. Meyer.

Estenda a sua capa sobre a sua serva (NVI). No hebraico há um jogo entre as palavras “asas” do Senhor (2.12) e “aba” da capa … Boaz é lembrado de modo bem vívido que, para cuidar de Rute, deve fazer as vezes da asas protetora do Senhor. Bíblia de Estudo NVI Vida.

As palavras de Rute neste versículo ecoam o que Boaz havia dito antes, ao descrevê-la como alguém que buscava refúgio sob as asas de Deus (2:12);. Elas deveriam ser compreendidas como um ato formal de pedido de casamento (Ez 16:8). Boaz foi chamado a servir como a capa ou a asa protetora do Senhor sobre Rute e Noemi. Bíblia de Estudo Andrews.

O Talmude judaico explica que a ação de Rute significava uma proposta de casamento (ver com. [CBASD] de Dt 22:30). CBASD, vol. 2, p. 462.

10 última benevolência. Lit. “amor pactual”. Bíblia de Genebra.

A primeira seria a decisão de não abandonar Noemi. Rute deu mais atenção à responsabilidade de sua família adotiva do que para suas inclinações naturais, de procurar casar-se com um jovem rico. Bíblia Shedd.

Em todo o livro, o amor de Deus conforme a aliança (1.8; 2.20) é refletido pelo de Rute (1.8, 16-17). A sua fidelidade é provada: a) ao invocar a responsabilidade de um parente chegado e b) em não querer is atrás de algum jovem. Bíblia de Genebra.

não fostes após jovens. Obviamente, Boaz não era mais jovem … O fato de uma mulher jovem como Rute ter-se interessado por ele, possivelmente no limiar da terceira idade, o impressionou imensamente. CBASD, vol. 2, p. 463.

11 mulher virtuosa. Esta é a expressão feminina equivalente à frase hebraica traduzida por “senhor de muitos bens” em 2.1. Rute passa de moabita e serva à condição de atraente para Boaz como possível esposa. Bíblia de Genebra.

V. Pv 31.10. A palavra hebraica traduzida aqui por “virtuosa” é a mesma aplicada a Boaz em 2.1 (traduzida na NVI por “influente”); dessa maneira, o autor mantém o equilíbrio entre as descrições de Rute e de Boaz. Bíblia de Estudo NVI Vida.

12 Rute e Noemi haviam assumido que Boaz era seu parente mais próximo. Boaz, também, já havia considerado casar-se com Rute, como sua resposta a Rute permite deduzir isso. Ele provavelmente não considerara casar-se com Noemi porque ela provavelmente era muito velha para ter filhos (1.11, 12). Um homem na cidade era um parente mais próximo do que Boaz, e este homem tinha o direito de tomar Rute como esposa. Se ele optasse não fazê-lo, Boaz poderia se casar com Rute (3:13). Life Application Study Bible Kingsway.

13 te quiser resgatar. Havendo outro parente mais chegado que Boaz, aquele teria o direito de casar-se com ela. Bíblia Shedd.

O resgatador era o parente mais próximo do sexo masculino, que tinha a responsabilidade primáriade se casar com a viúva. como vive o SENHOR. Fórmula usada para fazer um juramento. Bíblia de Estudo Andrews.

deita-te aqui até a manhã. O que Boaz quis dizer foi: “Você deixou claro o objetivo do seu pedido, e estou completamente de acordo; não corra, porém, o risco de voltar à casa de sua sogra agora em plena madrugada.” CBASD, vol. 2, p. 464.

14 levantou-se antes que pudessem conhecer um ao outro (ARA; NVI: “levantou-se antes de clarear para não ser reconhecida”).

17 de mãos vazias (NVI). De novo, o tema vazio-cheio [cf 1.21]. Bíblia de Estudo NVI Vida.

Em contraste com as palavras de Noemi em 1:21. Bíblia de Estudo Andrews.

18 Que confiança essas duas mulheres depositaram em Boaz! As palavras com que Noemi encerrou sua conversa sugerem um caráter [de Boaz] perfeitamente confiável, Sua palavra era seu aval. Ele estava disposto, decidido e pronto a por em execução qualquer medida à qual estivesse comprometido. Nossa procrastinação cansa aquele que confia em nós. Concluamos prontamente tudo que empreendemos! “No zelo não sejais remissos; sede fervorosos no espírito.[Rm 12.11]” Lembremo-nos disso: quando confiarmos alguma coisa a Cristo, Ele também não descansará enquanto não a houver terminado. Comentário Bíblico Devocional – Velho Testamento, F. B. Meyer.




%d blogueiros gostam disto: