Reavivados por Sua Palavra


SALMO 93 by jquimelli
1 de fevereiro de 2017, 1:00
Filed under: Sem categoria

Comentário devocional:

O Senhor reina!

Que pensamento! O Senhor reina sobre o vasto universo. Ele sustém o mundo e o mantém em movimento. Ele se encarrega também da manutenção e cura de todos nós, seres humanos, incluindo todas as nossas pequenas células. Louvado seja o Senhor!

Neste Salmo Ele é retratado de modo especial como alguém que conquista e domina sobre as grandes águas. Isto nos lembra como no Êxodo Ele dividiu as grandes águas do mar Vermelho para o seu povo passar. Água na Bíblia com frequencia representa muitas pessoas (Ap 17:15), que compõem as nações do mundo ( Dan 7:1-8, 23), e os problemas causados por elas. Quando as muitas águas afligirem a sua vida, lembre-se que Jesus andou sobre as águas (Mt 14:22-33 ) e subjugou as ondas e a tempestade (Mc 4:35-41). Ele venceu o mundo (Jo 16:33).

O caráter de Deus é o que mais nos leva a admirá-Lo. Sua majestade , poder, grandeza e força vem de Sua fidelidade e santidade (v. 5). Como criaturas, temos a brilhante perspectiva de que poderemos desfrutar eternamente do privilégio de louvá-Lo. Durante todos os dias da eternamente louvaremos a santidade e a verdade daquEle que nos livrou das muitas águas deste mundo.

O Senhor reina! Amém e amém!

Sook -Young Kim
Kyungpook National University
Coréia do Sul

Texto original: http://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/psa/93 e http://revivedbyhisword.org/en/bible/Psa/93/
Tradução: Pr Jobson Santos/Jeferson Quimelli
Texto bíblico: Salmo 93 NVI
Comentário em áudio Pr Valdeci
Leituras da semana do programa Crede em Seus Profetas: https://credeemseusprofetas.org/



SALMO 93 – COMENTARIOS SELECIONADOS by jquimelli
1 de fevereiro de 2017, 0:50
Filed under: Sem categoria

Salmo de entronização (como o Sl 47), que retrata Deus assentado no trono após a vitória sobre forças malignas, simbolizadas pelo mar revolto. Um título da Septuaginta relaciona este salmo ao sábado, pois fala da criação. Na liturgia judaica clássica e posterior, era recitado às sextas-feiras à noite, na véspera do sábado. Bíblia de Estudo Andrews.

A tradição judaica diz que os próximos sete salmos (93-99) antecipavam algumas palavras do Messias. Crê-se que o Salmo 93 foi usado nos serviços do templo após o cativeiro e talvez tenha sido escrito durante a invasão de Senaqueribe (2Rs 18.13-19.37). Life Application Study Bible Kingsway.

1,2 O governo do Senhor, por meio do qual a ordem criada tem ficado segura, e se manterá assim por todas as eras, é desde a eternidade (Gn 1.1). Embora Israel como nação tenha chegado tarde no cenário, seu Deus tem sido Rei desde antes da criação do mundo. Bíblia de Estudo NVI Vida.

1 O SENHOR reina (NVI).A verdade suprema e o primeiro artigo do credo de Israel (v. 96.10; 97:1; 99:1; v. tb Zc 14.9 e nota). Bíblia de Estudo NVI Vida.

2 Tu és desde a eternidade. Deus não teve começo; Ele não foi criado. Este conceito do reinado eterno de Deus faz agudo contraste com a teologia da Mesopotâmia e de Canaã. Naquelas regiões próximas de Israel, o poder dos deuses variava de acordo com as mudanças na arena política. Bíblia de Genebra.

3, 4 Forças do mal mais poderosas que o mar revolto se levantam contra Deus – imagens de poderes caóticos tentando derrubá-Lo; mas o Senhor consegue manter o controle, e as forças rebeldes são derrotadas [A maior vitória do Senhor foi na cruz, através do amor de Jesus]. O Senhor altíssimo é o grande Rei. Bíblia de Estudo Andrews.

3 Levantam os rios (ARA). As inundações são um símbolo antigo das forças do caos e da maldade. Ver notas em 18.4, 15). Bíblia de Genebra.

águas (NVI). Implicitamente, simboliza tudo o que se opõe à vinda do reino do Senhor (v. 65.6; 74.13, 14 e notas). Bíblia de Estudo NVI Vida.

5 testemunhos (ARA; NVI: “mandamentos”). Aquele cuja soberania tem deixado em segurança o mundo também tem dado ao Seu povo diretrizes estáveis e fidedignas (v. 19.7) – que devem ser respeitadas (v. 95.8-11). Bíblia de Estudo NVI Vida.

Deus reina firmemente, adornado em santidade,; Seu reino é estabelecido, portanto, Sua lei também permanece firme. Bíblia de Estudo Andrews.

A estabilidade e a ordem que existem, por causa do reinado eterno de Deus, são compartilhadas com a humanidade através da lei revelada. Bíblia de Genebra.

A chave do reino eterno de Deus é a Sua santidade. A glória de Deus é vista não apenas em Sua força, mas também em Seu perfeito caráter moral. Deus nunca fará nada que não seja moralmente perfeito. Isso nos assegura que podemos confiar nEle, mas coloca uma exigência sobre nós. Nosso desejo de ser santo (dedicado a Deus e moralmente limpo) é a nossa única resposta adequada. Nunca devemos usar meios profanos para alcançar um objetivo sagrado, porque Deus diz: “Sede santos porque eu, o Senhor vosso Deus, sou santo” (Levítico 19: 1, 2). Life Application Study Bible Kingsway.

Sua casa. O templo terrestre do Senhor – mas também o templo eterno nos céus. Bíblia de Estudo NVI Vida.

ornamento perpétuo. Qualifica tanto os mandamentos quanto a santidade. Bíblia de Estudo NVI Vida.



SALMO 93 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by Maria Eduarda
1 de fevereiro de 2017, 0:45
Filed under: Sem categoria

SALMO 93 – Em nossa insignificância e pequenez podemos olhar com fé para o alto e contemplar a grandiosidade e a majestade de um Deus todo poderoso. Deus é Deus, é o Criador e Governador do Universo.

Há muita teologia neste Salmo, “o argumento central do salmo se encontra nas palavras iniciais: Reina o Senhor. Ele está intimamente no controle de todas as coisas. Firmou e sustenta o mundo (e tudo o que nele há), de modo que não vacila. Não criou o Universo e depois o abandonou para funcionar sozinho. Controla todas as forças naturais que afetam nossa existência” (Comentário Bíblico Africano).

• Deus é majestoso, assim Ele é e assim Ele Se revela (v. 1);
• Deus nunca foi coroado ou entronizado, Seu trono está firmado deste a eternidade, como eterno Ele é (v. 2);
• Deus é mais poderoso que poderes das muitas águas, Sua força é incomparável (vs. 3-4);
• Deus tem princípios imutáveis e orientações sólidas dos quais nos satisfaremos se os praticarmos com sabedoria (v. 5);
• Deus é santo e eterno e todo pecador que a Ele se render experimentará santidade e eternidade em sua existência (v. 5).

“O Senhor poderia ter apenas exibido a Sua justiça, santidade e terrível poder em Seus tratos com o homem caído. Porém, agradou-Lhe mostrar as riquezas de Sua misericórdia e o poder de Sua graça renovadora. Nesta grande obra, o Pai deu todo o Seu poder o Seu Filho, o Senhor do Céu que fez a expiação de nossos pecados. Não somente é capaz de perdoar, mas também de livrar e proteger a todos os que confiam nEle. A Sua Palavra já foi dada, e todos os santos podem confiar nela. Tudo o que foi anunciado a respeito do reino do Messias se cumprirá no devido tempo” (Mathew Henry).

O reino de Deus está acessível ao pecador desde que Jesus demonstrou-Se Salvador morrendo numa cruz. Desta forma, “todo o Seu povo deve ser rigorosamente puro. A Igreja é uma casa santa, limpa de todo o pecado e dedicada ao Seu serviço. Onde há pureza haverá paz. Que todos avaliem cuidadosamente se este reino está estabelecido em seus corações” (Henry).

Deus quer atrair súditos do reino do pecado para Seu reino. Quem se dispõe?

“Senhor, conte comigo!” – Heber Toth Armí.



SALMO 93 – #RPSP – COMENTÁRIO ROSANA BARROS by Ivan Barros
1 de fevereiro de 2017, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Fidelíssimos são os Teus testemunhos; à Tua casa convém a santidade, SENHOR, para todo o sempre” (v. 1).

Um dos menores em tamanho, porém um dos Salmos mais gigantes em poder. Por meio de linguagem humana o salmista descreve alguns dos atributos divinos, e a possibilidade de termos um vislumbre, ainda que pálido, do que sejam eles através de ilustrações extraídas da própria criação de Deus.

A localização do planeta Terra, a distância segura do sol e da lua, os movimentos de rotação perfeitamente em equilíbrio com as estações do ano e com a manutenção da vida, o fato de estar suspenso no espaço em condições favoráveis, tudo isso comprova o que vimos no final do verso 1: “Firmou o mundo, que não vacila”.

A força das águas dos rios, o bramido das ondas do mar, as mais violentas manifestações como tsunamis ou ressacas marinhas são utilizadas como ilustrações de que nem tudo isso junto pode ser comparado ao poder do “SENHOR nas alturas” (v. 4).

Toda a natureza e a ciência são provas inequívocas de que “Reina o SENHOR” (v. 1). Por mais que o homem destrua o que o SENHOR criou, por mais que dê as costas à evidência intrínseca de que só o SENHOR é Deus, Ele permanece fiel, com o perdão da redundância, no mais fiel sentido da palavra: “Fidelíssimos são os Teus testemunhos” (v. 5). Diante de um Deus que é tão grande, majestoso, poderoso e santo, mas que também é tão longânimo, bondoso e rico em misericórdia e em amor, o mínimo que podemos fazer é amá-Lo. Deus nos deu o máximo e nos pede o mínimo. Já pararam para pensar nisso?

Aceitar a Cristo como nosso SENHOR e Salvador requer um compromisso diário de entrega do próprio eu ao governo divino. Não basta falar, é preciso viver. Somente quando experimentamos o constante relacionamento com Deus, “somos transformados, de glória em glória, na Sua própria imagem, como pelo SENHOR, o Espírito” (II Coríntios 3:18). Após a conversão, vem o processo de santificação. E somente perseverando neste é que alcançaremos o galardão eterno e o direito de assistir na casa do SENHOR, à qual “convém a santidade… para todo o sempre” (v. 5). Quando entendemos que servimos a um Deus santo, passamos a ter uma maior e melhor compreensão acerca do que Ele nos pede: “Sede santos, porque Eu sou santo” (Levítico 29:2 e I Pedro 1:16).

Tudo de nós como resposta ao tudo que Cristo nos deu, é, portanto, o mínimo que podemos Lhe oferecer. Ele deixou a Sua majestade, o Seu trono e a perfeita adoração dos anjos para nos dar o direito a recebermos dEle a graça de estarmos em Sua santa morada pelos séculos sem fim. O mesmo Deus que firmou o mundo com perfeição é O mesmo que deseja firmar os nossos passos em santidade, em direção ao Reino que Ele nos preparou. Ele prometeu e Ele é fiel! Santifiquemo-nos! (Vide João 17:17)

Bom dia, santos do Altíssimo!

*Leiam #Salmo93

Rosana Garcia Barros 




%d blogueiros gostam disto: