Reavivados por Sua Palavra


II Samuel 18 by jquimelli
21 de abril de 2016, 5:22
Filed under: Sem categoria

Comentário devocional:

O escriba que acompanhava Davi registrou fielmente todos os eventos de sua vida, mesmo os que ilustraram os tristes resultados de atos pecaminosos. Este capítulo termina com as lágrimas de Davi. Amargas lágrimas. Uma combinação complicada de fatores levou a essa amarga experiência emocional.

Primeiro, nota-se que a árvore familiar de Davi e Joabe está envolvida. Abisai, irmão de Joabe [ambos parentes de Davi], foi escolhido por Davi para ser general de um terço de seus homens e o próprio Joabe, de outro terço. Do outro lado, o sobrinho de Joabe, Amasa, foi colocado como general do exército de Absalão. Há, portanto, uma luta familiar acontecendo nesses capítulos (15-18).

Este capítulo termina com o forte e emocionado choro de Davi, no quarto acima dos portões, pela morte de seu filho Absalão. Davi chorou alto, disposto a morrer como substituto por seu filho. Somos lembrados aqui de Alguém que disse o mesmo quando Adão pecou e aceitou um dia morrer como nosso Substituto.

Querido Deus,
Nós também somos afetados, por vezes, por problemas familiares e separação de nossos entes queridos, devido ao pecado. Muitas vezes guerras emocionais se abatem sobre nós e nos deixam arrasados. Todos nós precisamos do Substituto que morreu por nossos pecados, para nos livrar e aos que rodeiam dos efeitos de nossa culpa e nos reconciliar com Ele, para que possamos também nos reconciliar uns com os outros.
Em nome de Jesus,
Amém.

Koot van Wyk
Kyungpook National University
Sangju, Coréia do Sul

Também disponível em: http://www.revivalandreformation.org/bhp/pt/biblia/2sa/18 e https://www.facebook.com/ReavivadosPorSuaPalavra
Texto original: http://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/2sa/18 e http://revivedbyhisword.org/en/bible/2sa/18/
Texto traduzido anterior: https://reavivadosporsuapalavra.org/2013/01/25/
Tradução: Jeferson Quimelli/Pr Jobson Santos/Gisele Quimelli/Cindy Tutsch
Texto bíblico: II Samuel 18
Comentário em áudio
Leituras da semana programa Crede em Seus Profetas: Patriarcas e Profetas, cap. 21



II Samuel 18 – Comentário Pr Heber Toth Armí by jquimelli
21 de abril de 2016, 5:00
Filed under: Sem categoria

II SAMUEL 18 – Este capítulo é rico e cheio de preciosas aplicações! Leia-o com oração e alcançarás pérolas espirituais de grande valor…

Lúcifer usou sua habilidade, criatividade e liberdade para inventar o pecado. A partir daí suas características são nítidas nas pessoas que caem do nível do pecado da desobediência ao da rebeldia. Contudo, notam-se, também, traços de Deus nos filhos dEle:

• Absalão trilhou o mesmo caminho de Lúcifer, aventurou-se pela estrada da vaidade e ambição (vs. 9, 18; Ezequiel 28:16-17).

• Absalão levou boa parte do povo de Deus a participar da rebelião, assim como Lúcifer conquistou o coração da terça parte dos anjos (v. 7; Apocalipse 12:3-4).

• Absalão intentou usurpar através da guerra ao trono dado por Deus a Davi, da mesma forma que Lúcifer intentou usurpar ao trono de Deus (vs. 1-6; Ezequiel 28:13-16).

• Davi experimentou o desafio da rebeldia de seu filho, assim como Deus provou o enfrentamento bélico de Lúcifer e seus anjos (vs. 7-17; Apocalipse 12:7-9).

• Davi amou imensamente e desejou o bem de seu filho rebelde, assim como Deus amou a Lúcifer mesmo quando este O atacava (vs. 5, 19-32; Isaías 14:12-15).

• Davi chorou pela morte de seu filho Absalão, o que ilustra a tristeza de Deus pela rebelião de Lúcifer que, por sua nova personalidade formada pelo pecado tornou-se Diabo e Satanás (v. 33; Apocalipse 12:10).

O pecado é impetuoso em sua função destrutiva. Ele tornou Lúcifer, um anjo de luz, em Diabo e Satanás; arrastou a terça parte dos anjos; levou à morte mais de 20.000 homens de Israel, em batalha contra Davi; tornou o príncipe Absalão, o pai da paz, em ícone da rebelião contra os planos divinos.

Um dia Lúcifer terá fim como teve Absalão (Apocalipse 20). E, quem estiver com ele morrerá como os mais de 20.000 homens do exército de Absalão. Precisamos precaver-nos para que não participemos do exército do maligno; devemos ser membros do povo de Deus, então sairemos vencedores.

Precisamos abandonar avenidas do inferno para entrar pelo caminho do Céu (João 14:6); pois, em breve, o mal será eliminado! Nesse momento, o coração de Deus ficará partido porque muitos de Seus filhos preferiram a rebelião antes que Jesus – a salvação (Isaías 28:21).

A quem você reflete: Cristo ou o Diabo? – Heber Toth Armí.



II Samuel 18 – Comentário Rosana Barros by jquimelli
21 de abril de 2016, 4:39
Filed under: Sem categoria

‪#‎RPSP‬ ‪#‎2Samuel18‬– “Então, o rei, profundamente comovido, subiu à sala que estava por cima da porta e chorou; e, andando, dizia: Meu filho Absalão, meu filho, meu filho Absalão! Quem me dera que eu morresse por ti, Absalão, meu filho, meu filho!” (v. 33).
Em uma guerra entre Israel e Israel só poderia haver “ali grande derrota” (v. 7).
Ninguém saiu ganhando, mas todos perdendo.
Pois, “todo reino dividido contra si mesmo ficará deserto” (Mateus 12:25).
Mas antes de darem início à batalha, diante de todo o povo, Davi deu uma ordem: “Tratai com brandura o jovem Absalão, por amor de mim” (v. 5).
Nessas palavras Davi abdicou o seu título de rei, para falar como um pai amoroso. Enquanto Absalão desejava a morte do próprio pai, Davi desejava a preservação da vida de seu filho rebelde.
Só que Joabe descumpriu as ordens de Davi. Não reconheceu como uma ordenança do rei, mas como o apelo emotivo de um pai. Para ele, Davi não estava sendo sensato ao colocar suas emoções acima do seu próprio bem-estar e do bem-estar de Israel. Então foi lá e consumou o que causou em Davi profunda amargura. Ao invés de Israel celebrar a vitória, veste-se de luto.
É exatamente isso o que acontece quando a conquista por posições e holofotes supera a humildade e o amor.
Creio que a arma mais poderosa do diabo tem sido a de colocar irmãos contra irmãos, filhos contra os pais e pais contra os filhos. O egoísmo, o orgulho, a inveja e a desunião têm sido amplamente promovidos pelos agentes satânicos. Iniciam sua obra com doce falácia, até que ela eclode em dissabores e discórdias, causando muitas lágrimas e sofrimento.
A graça de Deus tem sido trocada por coisas que o tempo consome e por sentimentos que causam ruína e destruição.
Os poderes das trevas estão em pânico. Sabem que pouco tempo lhes resta. Satanás está em alerta e tem adentrado até mesmo às portas da igreja como um grande leão disposto a devorar a quantos puder.
Ninguém está imune neste mundo. Todos nós estamos inseridos na batalha cósmica. Mas quem faz parte do exército do SENHOR, JAMAIS irá ferir um companheiro de luta.
O caráter de cada um está sendo provado. Não há sequer uma só pessoa em que o Espírito Santo não esteja trabalhando.
Um caráter moldado segundo o de Cristo será o único argumento que teremos para vencer o mal de uma vez por todas e entrarmos na VIDA!
Muitos que se diziam cristãos, se erguerão nos últimos dias contra seus próprios irmãos. Como Absalão, serão completamente dirigidos por sua obstinação.
Portanto, meus amados, preparemo-nos, despertemos para uma experiência pessoal com Cristo à cada dia. Preparemos nossa família, pois, juntos, confiando na intervenção divina, exerceremos poder de influência que cada um por si não teria, e caminharemos rumo aos Céus na companhia de muitos que se converterão por nosso testemunho.
Absalão ficou preso pela cabeça, e o inimigo tem feito o mesmo com multidões, entorpecendo a mente de muitos.
Na vida surgem muitas situações adversas, muitas decepções, e, por vezes, envolvendo pessoas que amamos. Encarem tais situações como oportunidades de colocar em prática o verdadeiro amor, O AMOR QUE PERDOA. Fazendo isso, estendendo perdão ao amigo, se tornará mais fácil conceder o perdão ao inimigo, protegendo o coração contra o rancor.
Davi estava disposto a perdoar seu filho, mesmo que o seu amor não fosse correspondido.
Não espere que correspondam o seu amor, perdão, amizade e gentileza. Mas ame, perdoe, seja amigo e gentil porque assim foi Jesus.
Não troque a vitória final por horas de rancor ou por minutos de maledicência da vida alheia, pois podem faltar apenas segundos para ter o seu futuro selado. Não há tempo para se perder tempo!
Alguém tem sido uma cruz na tua vida?
Cristo te diz: “e quem não toma a sua cruz e vem após Mim não é digno de Mim” (Mateus 10:38).
Na via dolorosa, um homem chamado Simão andou com a cruz de Cristo por alguns instantes (Mateus 27:32), mas ela não foi o seu instrumento de morte, e sim o de Cristo. Portanto, ninguém mais precisa ser crucificado, o sacrifício perfeito já foi feito. É preciso apenas entender que a cruz foi instrumento de salvação. Entende agora o papel de tua cruz?
Não enxergue o inimigo ou quem lhe persegue como alvo da sua ira, e sim como ferramenta em favor do fortalecimento de sua fé!
Bom dia, pacificadores do SENHOR!
*Leiam ‪#‎2Samuel18‬

Rosana Garcia Barros



II Samuel 18 – Comentários selecionados by jquimelli
21 de abril de 2016, 4:30
Filed under: Sem categoria

3 não faças isso! Além do motivo citado, Davi estava ficando idoso, e já não era o guerreiro que havia sido. Essa é essencialmente a mesma ideia que Aitofel tinha expressado a Absalão (v. 17.2) (Bíblia de Estudo Vida).

5 tratai com brandura. No momento, Davi sentiu que preferia perder a própria vida e o reino a ver a ruína sobrevir a seu ímpio filho. A preocupação paternal de Davi para com o homem que havia trazido tanto sofrimento e dor à nação apenas intensificou a hostilidade de Joabe e seus homens contra Absalão (CBASD – Comentário Bíblico Adventista do 7º Dia, vol. 2, p. 745, 746).
 
8 o bosque … consumiu. Muitos se perderam na floresta. O terreno acidentado e as áreas de floresta significavam vantagem para Davi (Andrews Study Bible).
 
9 ficou pendurado. Pender de uma árvore [madeiro] era o sinal de maldição (Deut. 21.23) (Andrews Study Bible).
 
14 estando ele ainda vivo. Joabe não o matara de todo. Induz a seus moços que o matem, para que a culpa recaia sobre uma coletividade, a fim de que a culpa individual pudesse ser dissimulada (Bíblia Shedd).
 
16 a trombeta. O chifre de carneiro (shofar), tocado em contextos militares e religiosos (Andrews Study Bible).
23 planície. Provavelmente pelo caminho do vale do Jordão, e não pelo caminho das colinas, que era mais curto, porém mais difícil (CBASD, vol. 2, p. 747).
 
25 se vem só, traz boas notícias. Caso as notícias fossem más, muitos correriam, e cada um para o seu lado, procurando o escape (Bíblia Shedd).
33 Absalão, meu filho […]! Há poucos lugares na Bíblia que retratam uma dor mais profunda. A tristeza de Davi não era meramente a de um pai por seu filho que se fora, embora tal tristeza, para o terno rei, já tivesse sido suficientemente grande. O que tornava a situação mais difícil para Davi era o fato de ele próprio ser o responsável pela cadeia de eventos que culminou nessa terrível tragédia. Absalão matara Amnom depois de este ter violado a irmã, Tamar, e, por sua vez, foi morto em batalha contra o próprio pai. Tudo isso ocorreu como consequência natural do hediondo pecado de Davi (CBASD, vol. 2, p. 748).



%d blogueiros gostam disto: