Reavivados por Sua Palavra


A HISTÓRIA DA QUEDA E ARREPENDIMENTO DE DAVI by jquimelli
14 de abril de 2016, 20:13
Filed under: Sem categoria

A história da queda e arrependimento de Davi, entre muitas outras, pode ser lida, com mais detalhes, no cap. 71 do livro Patriarcas e Profetas (p. 665).

Você pode baixar versão digital do livro em:

http://centrowhite.org.br/…/e…/Patriarcas%20e%20Profetas.pdf



II Samuel 11 by jquimelli
14 de abril de 2016, 1:00
Filed under: Sem categoria

Comentário devocional:

Este é um dos capítulos mais dramáticos da Bíblia. Aqui encontramos a tragédia histórica de um homem segundo o coração de Deus que matou um leão, o gigante Golias e foi altamente bem sucedido na guerra, mas que fabricou para si mesmo um esqueleto (um segredo) no armário. Esse evento foi tão vergonhoso para o palácio, para Israel, Judá e para Deus, que o escritor de Crônicas o omitiu em 1Cr 20:1, na seleção dos registros sobre a vida de Davi.

A queda moral de Davi inclui cobiça sexual, adultério e assassinato. O modo como ele vivia revelava o modo como ele pensava e o modo como estava agindo; colhendo os maus frutos de um estilo de vida que aceitava o mal. Que círculo vicioso!

Se os nossos pecados ocultos não são tratados adequadamente, eles se tornarão públicos no Juízo Final. Reconheçamos e confessemos os nossos pecados ocultos agora, enquanto há tempo de arrependimento, perdão e restauração. Não os deixemos no armário, a apodrecer e arruinar nossa vida espiritual. Lembremos que um dia os nossos pecados não confessados e não abandonados nos condenarão quando comparecermos perante o juiz de toda a Terra. Amém.

Koot van Wyk
Kyungpook National University
Sangju, Coréia do Sul

Também disponível em: http://www.revivalandreformation.org/bhp/pt/biblia/2sa/11 e https://www.facebook.com/ReavivadosPorSuaPalavra
Texto original: http://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/2sa/11 e http://revivedbyhisword.org/en/bible/2sa/11/
Texto traduzido anterior: https://reavivadosporsuapalavra.org/2013/01/18/
Tradução: Jeferson Quimelli/Pr Jobson Santos/Gisele Quimelli
Texto bíblico: II Samuel 11
Comentário em áudio
Leituras da semana programa Crede em Seus Profetas: Patriarcas e Profetas, cap. 20



II Samuel 11 – Comentário Pr Heber Toth Armí by jquimelli
14 de abril de 2016, 0:45
Filed under: Sem categoria

II SAMUEL 11 – Você enfrenta dificuldades… Tensão do início ao fim do dia… Você vai à luta… Com habilidade e oração percebe Deus ajeitando as coisas. Desafios transformam-se em vitórias. Daí, você relaxa. Descansa…

De repente, como grandes sequoias comidas por pequenos besourinhos, você cai ao chão, afunda em detestáveis pecados… Essa história reflete à realidade de Davi, e talvez, de muitos de nós que lemos II Samuel 11. Portanto, atenção:

“Não sejam tão ingênuos e autoconfiantes. Vocês não são diferentes. Podem fracassar tão facilmente como qualquer um. Nada de confiar em vocês mesmos. Isso é inútil! Mantenham a confiança em Deus” (I Coríntios 10:11-12).

Esse capítulo negro na história de Davi não é exemplo para ninguém; é um alerta para todos! A seguinte oração de Amy Carmichael deveria ter sido de Davi; e, cada um de nós deveria proferi-la quantas vezes necessárias:

“Deus, fortalece-me contra mim mesmo,
O covarde que, com patética voz,
Clama pela facilidade, pelo descanso e pelo prazer.
O eu, arqui-inimigo de mim mesmo,
Meu amigo mais falso
Meu adversário mais mortal
Meu obstáculo em todos os meus caminhos”.

Convido-te a pensar/repensar: Como teria sido… SE DAVI NÃO…

• …TIVESSE ficado em casa quando seu exército estava em guerra!
• …PERMANECESSE deitado em seu leito quando deveria estar lutando!
• …DEMORASSE observando uma mulher que não era sua!
• …PEDISSE para que trouxesse Bate-Seba para seu quarto!
• …

E… se fossem eliminados os nossos SE’s, como seria tua vida? Então, pense antes de pecar…

Gene Getz aponta sete excelentes reflexões concisas sobre os capítulos sombrios de Davi; destacarei apenas três delas:

1. As maiores falhas de Davi sempre ocorreram após um período de grande sucesso e popularidade.
2. Às vezes, Davi interpretou, incorretamente, o sucesso e a popularidade como sinais da aprovação de Deus para tudo o que ele fazia.
3. Os maiores pecados de Davi (adultério e assassinato) desqualificaram-no grandemente para corrigir e disciplinar seus filhos quando estes cometeram os mesmos pecados.

Adultério é deturpação do amor. É corrupção da moral. É torpor da alma. É perversão sexual. O adultério de Davi começou muito antes da ociosidade. Começou com poligamia: Ele tinha mais de meia dúzia de mulheres.

• Grandes ícones espirituais também caem!
• Grandes heróis falham!

Fique alerta: Pecado gera pecado! Ore mais! – Heber Toth Armí.



II Samuel 11 – Comentários selecionados by jquimelli
14 de abril de 2016, 0:30
Filed under: Sem categoria

[Nota: Caro amigo, os comentários do capítulo de hoje são especialmente significativos para entender como se processa a tentação, queda e suas consequências. Caso não tenha tempo de lê-los todos, leia ao menos os textos destacados. Mais tarde, quando puder, volte a ler todos os comentários. Forte abraço, Jeferson.]

Um salmista, um rei, um homem que ama profundamente a Deus – e tudo isso é jogado na lama por um apaixonado ato de sensualidade! Comentário Bíblico Devocional Velho Testamento, F. B. Meyer.

Davi poderia ter parado e se voltado do mal em qualquer estágio ao longo do caminho. Mas uma vez que o pecado se inicia, é difícil parar (Tiago 1:14, 15). Quanto mais profunda a confusão, menos queremos admitir que a causamos. É muito mais fácil parar de deslizar ladeira abaixo quando estamos próximo do topo do que a meio caminho, na descida. A melhor solução é interromper o pecado antes que se inicie. Life Application Study Bible Kingsway.

Na primavera (NVI; ARA: “Decorrido um ano”). Do ano que se seguiu aos acontecimentos relatados no cap. 10. Bíblia de Estudo NVI Vida.

no tempo em que os reis costumam sair para a guerra. Ver 1Rs 20.22, 26. No Oriente próximo, a primavera era um tempo propício para campanhas militares, visto que as chuvas de inverno tinham cessado [as estradas voltavam a ser transitáveis] e a colheita que exigia mão-de-obra intensiva ainda não teria começado. Bíblia de Genebra.

Durante a estação anterior os assírios [siros] sofreram uma derrota esmagadora, mas os amonitas ainda conservavam seu poder. Quando atacados pelas forças de Joabe, simplesmente haviam batido em retirada para dentro dos muros da cidade, e nesse ponto Joabe retornara a Jerusalém (2Sm 10:14). … Os amonitas, sozinhos, sem a ajuda dos aliados siros, não eram páreo para as forças de Israel. …era só uma questão de tempo para que os amonitas também fossem reduzidos à submissão. Davi, portanto, não considerou essencial que ele pessoalmente saísse à guerra contra Amom, mas confiou a direção da batalha a Joabe. CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 2, p. 704.

Era uma época em que os reis entravam na batalha, mas Davi permanecia em casa. Foi uma letargia fatal. Se o rei tivesse estado onde deveria estar, esse pecado nunca teria manchado o seu caráter. Comentário Bíblico Devocional Velho Testamento, F. B. Meyer.

Rabá. A capital da antiga Amom, localizada a leste de Jerusalém. Seu nome moderno é Amã [capital da Jordânia]. Andrews Study Bible.

2 Uma tarde, levantou-se Davi do seu leito. O luxo de Davi faz um contraste marcante com as atividades de Joabe e seus homens (vs. 1, 11). Bíblia de Genebra.

Cercado pelos frutos da vitória, recebendo honras e aclamações de seu próprio povo e das nações ao redor, com os cofres transbordantes dos tributos pagos pelos inimigos derrotados, Davi estava levando uma vida tranquila e cômoda. A grandeza do seu sucesso o expôs a seu maior perigo. … Davi tragicamente se esqueceu de que havia um inimigo maior que os seres humanos. CBASD, vol. 2, p. 704.

passear pelo telhado do palácio  (NVI). Os telhados eram planos (v. 1Sm 9.25), e podiam ser usados como terraços. Davi provavelmente subiu para lá a fim de desfrutar do ar fresco do entardecer. Bíblia de Estudo NVI Vida.

3, 4 Quando Davi olhou de cima do palácio, ele viu uma linda mulher tomando banho e o desejo tomou conta dele. Davi deveria ter deixado o telhado e fugido da tentação. Em vez disso, ele entreteve a tentação ao perguntar sobre Bete-Seba. Os resultados foram devastadores. Para fugir da tentação, (1) peça a Deus em oração para que Ele te ajude a ficar longe de pessoas, lugares e situações que possam tentar você; (2) Memorize e medite em porções das Escrituras que combatam sua fraqueza específica. Na raiz da maioria das tentações está uma necessidade ou desejo que Deus pode preencher. Mas devemos confiar no tempo de Deus; (3) Encontre outro crente com quem você possa abertamente compartilhar suas dificuldades e lutas e chame por esta pessoa quando a tentação atacarLife Application Study Bible Kingsway.

A conduta de Davi neste caso é uma triste ilustração do que uma pessoa piedosa pode se tornar quando abandona a Deus, mesmo que seja por um momento. A experiência é registrada como uma lição para quem venha a ser tentado. Não é plano de Deus encobrir ou desculpar o pecado, mesmo que este seja cometido pelos mais elevados heróis ou modelos de virtude. O pecado de Davi foi seguido por profundo arrependimento e pelo perdão divino. Contudo, os maus resultados toldaram o resto de sua vida. CBASD, vol. 2, p. 704.

Eliã. Se o pai de Bate-Seba é o mesmo “Eliã, filho de Aitofel” (23.34), isso poderia ajudar a explicar a traição de Aitofel contra Davi e em favor da conspiração de Absalão (15.12; 16.15). Bíblia de Genebra.

se deitou com ela. Esse adultério não foi um pecado isolado. Havia já algum tempo que o coração de Davi estava sendo minado pelo afastamento de Deus. Comentário Bíblico Devocional Velho Testamento, F. B. Meyer.

A frase: “tendo ela se purificado da sua imundícia” significa que Bate-Seba havia acabado de completar seus ritos após a menstruação [NVI: “Davi… se deitou com ela, que havia acabado de se purificar da impureza da sua menstruação”]. Portanto, ela não poderia estar grávida de seu próprio marido quando Davi dormiu com ela. Levítico 15:19-30 fornece mais informações sobre os ritos de purificação que Bete-Seba executou. Life Application Study Bible Kingsway.

Estou grávida. Bate-Seba deixa o próximo passo nas mãos de Davi. A lei determinava a pena de morte tanto para Davi quanto para Bate-Seba (Lv 20.10; Dt 22.22), como eles bem sabiam. Bíblia de Estudo NVI Vida.

6-25 O adultério… traz as suas consequências e das mais funestas. E o que nos impressiona é a imparcialidade e a objetividade da Bíblia, que registra tudo, nada ocultando. Bíblia Shedd.

Manda-me Urias. Em vez de confessar humildemente seu pecado e confiar na misericórdia e na direção divinas, Davi tomou o assunto em suas próprias mãos e descobriu com isso que acrescentava um pecado a outro e se colocava em dificuldades cada vez maiores. CBASD, vol. 2, p. 705.

11 Istael e Judá. Estas duas divisões da nação já eram, em certa medida, reconhecidas e eram hostis uma à outra durante o primeiro período do reinado de Davi. CBASD, vol. 2, p. 706.

14 escreveu uma carta a Joabe. Joabe deve ter sorrido sinistramente consigo mesmo quando recebeu a carta do seu senhor. “Esse nosso rei pode cantar salmos entre os bons, mas quem tem de fazer o serviço sujo sou eu. … Ele quer livrar-se de Urias … vou ajudá-lo nisso. De qualquer maneira ele não poderá mais falar comigo acerca de Abner!” (Ver 3.27). É terrível quando os servos de Deus dão ao inimigo tal oportunidade para blasfemar. Comentário Bíblico Devocional Velho Testamento, F. B. Meyer.

Urias não sabe que está levando consigo sua sentença de morte. Andrews Study Bible.

24 do alto do muro, atiraram. Urias e seus homens provavelmente se aproximaram tanto do muro que se tornaram alvo, não apenas das flechas dos arqueiros, mas de qualquer tipo de objeto que pudesse ser atirado contra eles (ver v. 21). CBASD, vol. 2, p. 707.

25 Não pareça isto mal aos teus olhos. A resposta de Davi foi cínica. Ele fingiu estar consolando seu cúmplice no assassinato. Bíblia de Genebra.

A resposta de Davi à morte de Urias foi desrespeitosa e insensível. Enquanto havia mostrado profunda tristeza por Saul e Abner, seus rivais (cap 1; 3:31-39), ele não demonstrou tristeza por Urias, um bom homem com forte caráter espiritual. Por que? Davi se tornara insensível ao seu próprio pecado. O único modo de esconder seu primeiro pecado (adultério) era pecar novamente, e logo ele não mais sentia culpa pelo que havia feito. Sentimentos não são guias confiáveis para determinar o certo e o errado. Pecar, repetida e deliberadamente entorpeceu a sensibilidade de Davi às leis de Deus e outros direitos. Quanto mais você tentar cobrir um pecado, mais insensível se tornará em relação a ele. Não se torne endurecido em relação ao pecado como Davi se tornou. Confesse seus maus atos a Deus antes que você esqueça seus pecadosLife Application Study Bible Kingsway.

a espada devora tanto este quanto aquele. Davi é responsável pela morte de outros bravos homens além da de Urias. Andrews Study Bible.

27 foi mal aos olhos do SENHOR. Uma grande mudança havia ocorrido em Davi. Ele não era mais o mesmo que, como fugitivo de Saul, recusou-se a levantar a mão contra o “ungido do SENHOR” (1Sm 24:6, 10). O pecado foi cauterizando sua consciência à medida que ele passava do adultério para a  mentira e então para o assassinato. Parece que ele até esperava colher as recompensas de suas iniquidades sem a repreensão divina, mas Deus estava vendo tudo. Satanás se esforça para ocultar dos homens os terríveis resultados da transgressão, fazendo-os crer que o pecado trará mais felicidade e recompensas. Foi assim que ele seduziu Eva e é assim que tem seduzido os seres humanos em todas as épocas. Porém, o Senhor, em Sua bondade, permite que as pessoas vejam que os resultados do pecado não são aumento de prosperidade e de felicidade, mas miséria, dor e morte. Sua mão protetora seria retirada de Davi e seria permitido ao rei colher os amargos frutos do pecado. Ele aprenderia que o caminho para a verdadeira felicidade não se encontrava na desobediência. Os que buscam seu próprio prazer seguindo um caminho que desagrada a Deus, podem ter a certeza de que, por fim, colherão desapontamento, amargura e dor. CBASD, vol. 2, p. 707, 708.




%d blogueiros gostam disto: