Reavivados por Sua Palavra


II Samuel 4 by jquimelli
7 de abril de 2016, 1:00
Filed under: Sem categoria

Comentário devocional:

Dois irmãos, filhos de Rimom, o beerotita, mataram Isbosete em seu leito e o decapitaram. Em seguida, levaram a cabeça de Isbosete a Davi, pensando que estavam levando boas novas. Porém, Davi não podia validar tal ato de traição como meio de elevar-lhe ao cargo de rei de todo o Israel. Ele ordenou que os dois capitães assassinos fossem executados. Ao fazê-lo, Davi declarou a todos que considerava Isbosete “uma pessoa justa” e o sepultou com dignidade. A morte e sepultamento de Isbosete significou o colapso do reino do norte e indicou que Davi estava mais próximo de se tornar rei de Israel e Judá.

Nota-se aqui a incoerência no modo como Davi lidou com os assassinos de Isbosete e com o seu próprio sobrinho Joabe, que havia assassinado Abner. Davi parecia ser fraco ao lidar com os membros de sua própria família de forma justa e aberta. Esta tendência também se fez notar na forma como Davi lidou com a rebelião e morte de seu próprio filho Absalão. Nunca é honesto tratar de forma diferente aqueles que cometem erros, sendo ou não membros da família e não importando a gravidade do erro cometido.

Samuel Wang
Centro do trabalho no Leste da Ásia
Taiwan

Também disponível em:http://www.revivalandreformation.org/bhp/pt/biblia/2sa/4 e https://www.facebook.com/ReavivadosPorSuaPalavra
Texto original:http://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/2sa/4 e http://revivedbyhisword.org/en/bible/2sa/4/
Texto traduzido anterior:https://reavivadosporsuapalavra.org/2013/01/11/
Tradução: Jeferson Quimelli/Pr Jobson Santos/Gisele Quimelli
Texto bíblico: II Samuel 4
Comentário em áudio
Leituras da semana programa Crede em Seus Profetas: Patriarcas e Profetas, cap. 17-18



II Samuel 4 – Comentário Pr Heber Toth Armí by jquimelli
7 de abril de 2016, 0:45
Filed under: Sem categoria

II SAMUEL 4 – O que Deus te falou através deste capítulo bíblico?

Hoje, fique junto de mim enquanto caminhamos por este comentário a fim de que alcancemos interpretações corretas que atinjam profundamente nosso imperfeito coração.

Estes 12 versículos podem ser sumarizados conforme sintetizado por Matthew Henry:

1. Dois de seus próprios servos [Baaná e Recabe] o mataram [a Isbosete, filho de Saul, que reinava em Israel ignorando Davi], e levaram sua cabeça a Davi (vs. 1-8).

2. Davi, em vez de recompensá-los, os condena à morte pelo ato praticado (vs. 9-12).

Aqueles que executaram traiçoeiramente Isbosete foram executados por ordem de Davi. Pois, Davi não era favorável à vingança ou aderente à cultura a qual ditava que, ao assumir o trono, o rei devia matar todos os familiares do antigo rei. Assim, “os cadáveres dos benjamitas serviam como lembrete público de que Davi recusava obter o trono de Israel pela força” (Ben F. Philbeck Jr.).

Cuidado com gente como Baaná e Recabe: “Ao levar a cabeça do rei assassinado a Davi, esses violentos criminosos tentaram justificar seu crime com piedosa referência à vingança que o Senhor teria executado em favor de Davi; mas Davi persistiu honrando a casa de Saul, castigando qualquer que o ferisse” (Merrill F. Unger).

Neste relato, perceba que Deus cumpre Suas promessas. Ele sempre tem a palavra final; concordem os homens com Ele – ou não! “A casa de Saul foi reduzida de tal maneira que coisa alguma, além de um menino aleijado, poderia ter continuado sua dinastia. Foi assim que se cumpriu a maldição de Samuel contra a linhagem de Saul. Ver I Sam. 13.13,14” (Russel Norman Champlim).

Com Davi aprendemos…

• …a confiar plenamente na vontade de Deus, em Suas promessas e planos.

• …que precisamos crer piamente que Deus está no controle da história mundial.

• …que o senso de justiça não aceita piedade enraizada na crueldade. Davi mandou executar os dois assassinos de Isbosete por seus atos bárbaros de matar o rei enquanto dormia, sem poder defender-se (ver Deuteronômio 27:24).

• …que atos abomináveis (crimes/traições/crueldades) não devem ser recompensados/premiados, mas punidos.

• …que piedade baseada na crueldade visando interesse egoísta/bajulação/oportunista resulta em punição.

• …que nenhum sucesso (ou posto/cargo) deve ser conquistado mediante atos desumanos.

Não faça politicagem. Confie a Deus teu sucesso! – Heber Toth Armí.



II Samuel 4 – Comentário Rosana Barros by jquimelli
7 de abril de 2016, 0:40
Filed under: Sem categoria

#rpSp #2Samuel4

"Ouvindo, pois, o filho de Saul que Abner morrera em Hebrom, as mãos se lhe afrouxaram, e todo o Israel pasmou" (v. 1).

Isbosete fica sabendo da morte do capitão de seu exército e se enche de pavor. E não só ele, como todo o Israel percebe que após a morte de Abner era só uma questão de tempo para que Davi estabelecesse o seu trono de uma vez por todas.
Mas, a serviço de Isbosete, também havia mais dois "capitães de tropas; um se chamava Baaná, o outro, Recabe" (v. 2).
Daí, parece que a história é interrompida no verso quatro. Uma pausa para falar sobre Mefibosete, filho de Jônatas, que ficou manco quando era apenas uma criança.
Continuando o capítulo, aqueles dois capitães, como que apenas entrando na casa do filho de Saul para buscar mantimentos, disferem contra este um golpe mortal quando estava a desfrutar de sua sesta ao meio-dia. Achando pouco, arrancaram fora a sua cabeça. E a levaram até quem? Até Davi. Chegaram à presença de Davi com a cabeça de Isbosete na mão, como se aquilo fosse um troféu.
Agora me digam uma coisa: diante do que temos estudado sobre a vida e caráter de Davi, como acham que foi a reação dele? É claro que vocês já leram e viram qual foi. Mas você consegue imaginar? Você consegue visualizar a face de Davi? Se ele tanto sofreu com a morte de Abner, imagina com a morte de um dos filhos de Saul e irmão de seu amável amigo Jônatas?
Era assim que Davi queria estabelecer o seu trono, sentado sobre túmulos?
E assim como fez com o portador de notícias acerca da morte de Saul, o fez também àqueles capitães. A recompensa que receberam por aquele troféu macabro foi a morte.
Creio que Davi não teve nem tempo de prantear a morte de Isbosete, pois no capítulo seguinte veremos que o povo não perde tempo em ir até Davi e proclamá-lo rei.

A atitude de Isbosete foi praticamente um início de depressão. "As mãos se lhe afrouxaram", ou seja, ele se entregou ao medo, de modo que "no maior calor do dia" dormia. A sesta neste horário era e ainda costuma ser um hábito, principalmente em lugares onde o clima é mais quente. Mas, diante do perigo que o cercava, dormir nestes horários era como um atentado contra a própria vida.
Isto não exime, de forma alguma, a culpa de seus capitães, mas nos deixa uma advertência que Jesus mesmo insistiu em repetir.
"Portanto, VIGIAI, porque não sabeis em que dia vem o vosso SENHOR" (Mateus 24:42). Ora, o que faz um vigia? Primeira coisa e mais importante: ele fica acordado. Acordado e atento a qualquer movimento suspeito. "Ficai também vós apercebidos" (Mateus 24:44), ATENTOS, VIGILANTES.
Interessante é a primeira parábola do capítulo 25 de Mateus: a parábola das dez virgens. Cinco eram néscias (estúpidas, ignorantes) e cinco eram prudentes (vigilantes, prevenidas). Percebam que na parábola todas acabam dormindo, porém, ao ouvirem que o noivo havia chegado, as prudentes prontamente preparam suas lâmpadas com o azeite que haviam levado a mais e seguem à festa de casamento. Enquanto que as néscias se confiam no azeite das outras e acabam com a lâmpada apagada e levando um baita bota fora do noivo.
Como Isbosete deveria ter sido mais cuidadoso, hoje, precisamos ser vigilantes como aquelas virgens prudentes. Pois, como o apóstolo Pedro também advertiu: "Sede sóbrios e vigilantes. O diabo, vosso adversário, anda em derredor, como leão que ruge procurando alguém para devorar" (1 Pedro 5:8).
A nossa preparação, meus irmãos, é pessoal. Assim como as virgens prudentes não podiam encher de azeite as lâmpadas das néscias, também não podemos ser segurança de salvação para ninguém, e ninguém pode ser a nossa. Só Jesus é o CAMINHO, a VERDADE e a VIDA (João 14:6)!
É por isso que Cristo termina a parábola com uma advertência no singular: "VIGIAI"! (Mateus 25:13).
Na parábola todas acabam dormindo, contudo, o azeite em dobro fez a diferença. O azeite representa o Espírito Santo. "Quando vier o Espírito da verdade, Ele vos guiará a TODA a verdade" (João 16:13). "Santifica-os na verdade, a Tua Palavra é a VERDADE" (João 17:17).
O que é a lâmpada, portanto?
"Lâmpada para os meus pés é a Tua Palavra e luz para o meu caminho" (Salmo 119:105).
Aqueles que se contentam em receber meias verdades e não TODA a verdade, são como Isbosete e as virgens néscias. Aqueles, porém, que clamam pelo Espírito Santo para que lhes revele TODA a verdade são como as virgens vigilantes.
De que lado você deseja estar?
Se tem acompanhado o Reavivados estudando as Escrituras e orando por discernimento, com certeza, ainda que esteja enfrentando o pior calor da sua vida, ainda que os problemas estejam lhe queimando como o sol de meio dia, quando vier o Noivo e toda a Sua comitiva de anjos aos milhares, a sua lâmpada brilhará em meio às trevas e iluminará o seu caminho rumo à festa eternal!
Baaná e Recabe foram à presença de Davi crentes de que tinham realizado um grande feito ao tirar a vida de Isbosete. E Davi os condenou à morte. As virgens néscias, mesmo com lâmpadas apagadas foram à presença do Noivo acreditando que Ele as receberia, e dEle ouviram: "Em verdade vos digo que não vos conheço" (Mateus 25:12).
Não permaneça acreditando no que você acha ser verdade, mas continue examinando as Escrituras (João 5:39) e a VERDADE te libertará (João 8:32)!
"Pelo que diz: Desperta, ó tu que dormes… e Cristo te iluminará. Portanto, vede prudentemente como andais, não como néscios… mas procurai compreender qual a vontade do SENHOR" (Efésios 5:14, 15 e 17).

Bom dia, vigilantes do SENHOR!

*Leiam #2Samuel 4

Rosana Garcia Barros



II Samuel 4 – Comentários selecionados by jquimelli
7 de abril de 2016, 0:30
Filed under: Sem categoria

Este capítulo apresenta outra história que mostra que Davi não teve envolvimento na morte dos membros da família de Saul. Andrews Study Bible.

1 A importância de Abner era tal que, com sua morte, o Estado de Israel se desmoronou imediatamente. O próprio Is-Bosete se mantinha ainda no poder devido à fidelidade de Abner à casa de Saul. Bíblia Shedd.

Os israelitas ficaram perturbados, porque… sabiam que provavelmente era só uma questão de tempo antes que Isbosete fosse eliminado e Davi assumisse o reino. CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 2, p. 667.

Is-Bosete era um homem quer retirava sua coragem e força de outro homem (Abner) em vez de Deus. Quando Abner morreu, Is-Bosete ficou sem nada. Em crise e sob pressão, ele desmoronou em medo. O medo pode nos paralisar, mas fé em confiança em Deus podem superar o medo (2Tm 1:6-8; Hb 13:6). Se confiamos em Deus, poderemos responder com firmeza aos eventos ao nosso redor. Life Application Study Bible Kingsway.

o beerotita. Beerote era uma cidade gibeonita (Js 9:17) dada à tribo de Benjamim (Js 18:25). CBASD, vol. 2, p. 667.

Jônatas, filho de Saul, tinha um filho aleijado dos pés. Aqui parece haver uma quebra na narrativa. A razão para a introdução desse incidente que envolveu o filho de Jônatas [Mefibosete] é mostrar que a linhagem de Saul, nesse tempo, foi praticamente extinta com a morte de Isbosete. O filho de Jônatas seria o único candidato ao trono. CBASD, vol. 2, p. 667.

O escritor está ressaltando que, com a morte de Is-Bosete (cf. v. 6) não havia na família de Saul outro pretendente viável para o trono. Bíblia de Estudo NVI Vida.

O restante da história de Mefibosete é contada no cap. 9. Life Application Study Bible Kingsway.

estando este a dormir, ao meio dia. Ele estava descansando em sua sesta do meio-dia. Esse era um costume em muitas regiões do antigo Oriente. CBASD, vol. 2, p. 667.

pelo caminho da planície. Isto é, ao longo do Arabá, ou seja, do vale do Jordão. CBASD, vol. 2, p. 667.

6 …no texto grego (LXX) se lê: “A porteira da casa, estando a limpar a casa, cochilava e adormeceu; assim os irmãos Recabe e Baanã não foram notados”. Bíblia Shedd.

O SENHOR vingou, hoje, ao rei, meu senhor, de Saul e da sua descendência. Recabe e Baanã retratam o assassinato de Is-Bosete em termos piedosos, esperando que Davi os louvasse pelo seu ato – grave erro de cálculo. Bíblia de Estudo NVI Vida.

11 Fingiam ser amigos de Davi; mas, ao se tornarem traidores do homem a quem serviam, demonstraram ser cidadãos indignos da nação de Israel. Caso alguma reviravolta nos acontecimentos colocasse Davi em situação desfavorável, não hesitariam em matá-lo, exatamente como fizeram com Isbosete. Não se podia confiar nesses homens. CBASD, vol. 2, p. 668.

Davi chamou Is-Bosete de “homem justo” [ARA; NVI: “inocente”]. Como filho de Saul, Is-Bosete tinha razões a pensar que estava na linha para o trono. Ele não era ímpio por querer ser rei. … Apesar de Davi saber que Is-Bosete não era o líder forte necessário para unir Israel, ele não tinha intenção de matá-lo. Deus havia prometido o reinado a Davi e ele sabia que Deus cumpriria Sua promessa. Life Application Study Bible Kingsway.

11 não requereria eu o seu sangue de suas mãos? Essa expressão implica pena de morte (v. Gn 9.5, 6). Bíblia de Estudo NVI Vida.

12 tendo-lhes cortado as mãos e os pés. As mãos que tinham assassinado Is-Bosete, e os pés que tinham corrido com as notícias. Bíblia de Estudo NVI Vida.

os penduraram junto ao açude. Um lugar público, onde os corpos seriam vistos por todos. A mutilação dos corpos acrescentava ainda mais vergonha aos criminosos, e o ato de pendurar os cadáveres no tanque público dava a máxima divulgação ao evento. Tal tratamento serviria como uma terrível advertência a todos de que não haveria tolerância para com tais crimes. CBASD, vol. 2, p. 668.




%d blogueiros gostam disto: