Reavivados por Sua Palavra


Gênesis 14 by Jobson Santos
25 de julho de 2015, 1:00
Filed under: Gênesis | Tags: , , ,

Comentário devocional:

A escolha de Ló de se estabelecer perto das cidades de Sodoma e Gomorra o colocou em sério perigo. Quando Quedorlaomer, rei de Elão e seus aliados pagãos atacaram Sodoma, Ló foi levado cativo. Ao ouvir a trágica notícia, Abraão reuniu seus homens para libertar Ló. É notável que Abraão não culpou Ló por sua infeliz escolha de se estabelecer perto de Sodoma. Nem exibiu uma atitude de superioridade deixando Ló sofrer as consequências de suas más escolhas.

Há momentos em que o amor age de forma imprudente. O amor busca e recupera os que fazem escolhas erradas. Certamente há momentos em que as pessoas devem enfrentar o resultado de suas escolhas, mas também há momentos em que o amor deve agir, apesar das escolhas dos outros.

É digno de nota que quando Abraão retornou da peleja, ele deu um dízimo dos despojos a Melquisedeque, o “sacerdote do Deus Altíssimo” (v. 18 NVI). Ao devolver fielmente o dízimo, Abraão reconheceu as bênçãos de Deus sobre sua vida.

Há um outro notável ato de Abraão neste capítulo que não devemos perder: ele se recusou a tomar para si mesmo dos despojos, mesmo “uma correia de sandália” que fosse (v. 23). Ele deu tudo que foi capturado pelos seus homens ao rei de Sodoma. Corações altruístas e espírito de doação abrem caminho para que as bênçãos do armazém celeste fluam sobre nós.

Mark Finley



Texto original:  http://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/gen/14
Tradução: JAQ/GASQ/JDS
Texto bíblico: Gênesis 14 
Crede em Seus Profetas http://credeemseusprofetas.org/



Atos 6 by Jeferson Quimelli

Comentário devocional:

A igreja em Jerusalém continuava crescendo. Surpreendentemente os apóstolos haviam passado pela prisão e visto as portas da prisão milagrosamente abertas (Atos 5). E continuaram a ensinar e pregar com ousadia. Mas agora um atrito começou a surgir entre os gregos e hebreus, quando os gregos viram que suas viúvas estavam sendo negligenciadas. O que os apóstolos fazem, então? Sabiamente, eles reconhecem que não podiam fazer tudo e então eles começam o processo de delegação. Eles selecionam sete diáconos para cuidar das necessidades físicas da igreja. Mas estes diáconos não podem ser qualquer tipo de homens. Eles precisam ser homens sinceros, cheios do Espírito Santo e de sabedoria. Aqui é onde nos encontramos Estêvão pela primeira vez.

Estêvão é um homem de fé e cheio do Espírito Santo. Como resultado, muitos milagres acompanham sua vida e ministério. Na verdade, quando ele fala, a Bíblia nos diz que seus adversários não podem resistir à sabedoria e ao espírito que acompanham suas palavras. E, como resultado, ele também foi logo levado perante o Sinédrio. No entanto, apesar de suas táticas do mal e palavras caluniosas de falsas testemunhas, Estêvão se mantém firme. “Olhando para ele, todos os que estavam sentados no Sinédrio viram que o seu rosto parecia o rosto de um anjo.” (v. 15 NVI). Que testemunho!

No livro Educação lemos: “A maior necessidade do mundo é a de homens – homens que se não comprem nem se vendam; homens que no íntimo da alma sejam verdadeiros e honestos; homens que não temam chamar o pecado pelo seu nome exato; homens, cuja consciência seja tão fiel ao dever como a bússola o é ao polo; homens que permaneçam firmes pelo que é reto, ainda que caiam os céus”(p. 57). Estêvão era um homem assim.

Deus está nos chamando, homens e mulheres, para o mesmo alto padrão de vida. Enquanto o mundo pode estar se desmoronando em torno de nós, que o Senhor nos ajude a sermos fiéis e firmes por Ele.

Ele está chegando! Que possamos estar prontos!

Melody (Melodious Eco) Mason
Líder do Ministério de Oração ARME

 

Texto original: http://revivedbyhisword.org/en/bible/act/6/
Traduzido por JAQ/JDS
Texto bíblico: Atos 6 
Comentário em áudio 



Atos 4 by Jeferson Quimelli
2 de fevereiro de 2015, 0:00
Filed under: coragem, cura, Espírito Santo, milagres | Tags: , , , , ,

Comentário devocional:

Infelizmente, quando milagres estão acontecendo, o diabo trabalha procurando parar as bênçãos. Por essa razão não demorou muito até Pedro e João serem presos pelos líderes religiosos da época e rudemente questionados, “Com que poder ou em nome de quem vocês fizeram isso?” (v. 7, NVI). Eles poderiam ter ficado com medo e respondido de forma a contornar a questão ou tirar o foco de Jesus. Afinal de contas, eles sabiam o que havia acontecido com Jesus. Ele fora crucificado! Mas eles não tentaram encobrir a verdade. Em vez disso, Pedro, com ousadia, respondeu: “saibam os senhores e todo o povo de Israel que por meio do nome de Jesus Cristo, o Nazareno, a quem os senhores crucificaram, mas a quem Deus ressuscitou dos mortos, este homem está aí curado diante dos senhores” (v. 10).

Se tivéssemos estado no lugar de Pedro, o que teríamos feito? Creio que a resposta a essa pergunta está na forma como lidamos com as pequenas provas hoje. Quando alguém questiona nossas crenças, nosso estilo de vida, ou nossa fé, tentamos esconder o fato de que somos cristãos adventistas do sétimo dia, ou aproveitamos a oportunidade para compartilhar com ousadia a respeito do nosso Senhor e Salvador e as verdades de Sua Palavra?

Está chegando a hora em que todos os cristãos fiéis serão levado aos tribunais por causa de sua fé. Na verdade, muitos de nossos irmãos ao redor do mundo já estão experimentando este tipo de provação. Mas a Bíblia nos diz: “Amados, não se surpreendam com o fogo que surge entre vocês para os provar, como se algo estranho lhes estivesse acontecendo. Mas alegrem-se à medida que participam dos sofrimentos de Cristo, para que também, quando a sua glória for revelada, vocês exultem com grande alegria” (1 Pedro 4:12, 13, NVI).

Em Mateus 10:32 somos lembrados das palavras de Jesus: “Quem, pois, me confessar diante dos homens, eu também o confessarei diante do meu Pai que está nos céus” 

O objetivo da nossa vida deve ser esse: obter a aprovação de Deus e não dos homens. Portanto, não importa o que aconteça, seja fiel a Deus hoje!

Melody (Melodious Eco) Mason
Líder do Ministério de Oração ARME

 

Texto original: http://revivedbyhisword.org/en/bible/act/4/
Traduzido por JDS/JAQ
Texto bíblico: Atos 4
Comentário em áudio



Zacarias 8 by Jobson Santos
22 de outubro de 2014, 0:13
Filed under: acontecimentos finais | Tags: , , , , ,
Comentário devocional:

A frase “o Senhor dos exércitos” aparece 18 vezes nesse capítulo. “Exércitos” representam miríades de anjos, e a frase quer dizer que o Senhor é poderoso para governar sobre todo o universo. Podemos ter confiança nEle e em Sua Palavra!

Este capítulo foi escrito enquanto eles estavam reconstruindo o templo depois do exílio (v. 9). Zacarias está descrevendo como será a condição após o povo de Israel retornar a Jerusalém. Eles irão desfrutar de segurança e abundância. Como resultado do Seu profundo anseio pelo bem estar do seu povo, Deus diz que Jerusalém será chamada a cidade da fidelidade (v. 3). Eles não haviam sido fiéis no passado, mas o desejo de Deus é de que agora eles sejam fiéis. A paz e a alegria que o Senhor queria lhes conceder é algo fabuloso.

O profeta sugere algumas condições para isso. O Senhor instrui gentilmente as pessoas a respeito de como elas devem agir para desfrutar de Suas bênçãos na terra restaurada: devem falar a verdade ao próximo, realizar julgamentos justos nas cortes e não maquinarem o mal contra seus companheiros (v. 16 e 17).

Fortaleçam as mãos para reconstruírem a cidade e o Templo. Não tenha medo (v. 13 e 15). Eu serei o seu Deus e vocês serão o meu povo. Coisas que parecem impossíveis aos olhos dos seres humanos, poderão ser feitas pelo poder do Senhor dos exércitos.

Apesar de todas essas promessas animadoras, de alguma forma, o povo que retornou para a terra de Israel não cumpriu as condições estipuladas pelo Senhor, e os olhos do profeta agora se movem do período de construção do segundo templo para o povo remanescente do tempo do fim.

Zacarias vê as pessoas buscando os mensageiros do tempo do fim. Muitas pessoas virão ao Senhor de diferentes cidades e países, buscando a Sua graça e salvação. Aquilo que o antigo Israel não cumpriu, nós seremos capazes de realizar, pelo poder do Seu Espírito. Estas pessoas vêm para ouvir sobre a “verdade presente”, que está sendo pregada pelo remanescente fiel. Dez pessoas de diferentes nações irão nos procurar e expressarão o desejo de seguir com a gente, porque ouviram dizer que Deus está conosco.

Tal visão brilhante está esperando a nossa fidelidade para alcançar o seu cumprimento. Queremos fazer parte da visão que Zacarias teve. Queremos ser fiéis ao nosso Senhor. Amém.

Sook-Young Kim
Universidade Nacional de Kyungpook
Coréia do Sul

Texto original: http://revivedbyhisword.org/en/bible/zec/8/

Traduzido por JDS

Texto bíblico: Zacarias 8

Comentário em áudio



Ezequiel 39 by Jeferson Quimelli
5 de agosto de 2014, 0:00
Filed under: Espírito Santo, poder de Deus, salvação, vitória | Tags: ,

Comentário devocional:

Este capítulo poderia ser chamado de “O fim de Gogue e Magogue” ou “A destruição das forças do mal”. O enorme exército que marcha contra Israel é destruído pela ação de Deus.

Poucos anos antes de Ezequiel receber esta visão, os inimigos – assírios e babilônios – chegaram à Palestina pelo Norte e Deus lhes permitiu que conquistassem Israel por causa de seu pecado. Gogue e Magogue, um inimigo maior ainda, também vem do norte. E Israel busca a Deus por salvação. Ezequiel mostra o poder das forças inimigas. Porém o exército de Deus demonstra um poder ainda maior. As armas capturadas de Gogue fornecem dois anos de lenha para o povo de Deus. Há tantos cadáveres dos soldados inimigos que são necessários sete meses para enterrá-los.

O resultado final de tudo isso retorna ao tema de Ezequiel: Israel entenderá que foi o próprio Deus que os enviou ao cativeiro e agora os levará de volta e os protegerá. Então as nações saberão que o Senhor é Deus (verso 20). 

Além disso, o espírito de Deus será derramado sobre Israel (verso 29).

Não há inimigo tão grande, nenhum mal tão grande que Deus não possa derrotá-lo. Se, como Israel, você está cativo por causa de seu pecado, Deus é suficientemente grande e gracioso para salvá-lo e você vai ter a certeza de que Ele é Deus.

Jon Dybdahl

Universidade Walla Walla, EUA

 

Texto original: http://revivedbyhisword.org/en/bible/eze/39/

Traduzido por JAQ/JDS

Texto bíblico: Ezequiel 39 

Comentário em áudio



Salmo 77 by Jeferson Quimelli
23 de outubro de 2013, 0:00
Filed under: Salmos | Tags: , ,

Comentário devocional:

Há muitas coisas tristes acerca da auto-piedade. Uma delas é que ninguém mais sabe o que está acontecendo. A auto-piedade nos devora silenciosamente. Se não detectada, ela pode nos causar grave dano, muito mais do que os eventos que a originaram. 

Consideremos a vida de Elias, por exemplo. Deus tinha demonstrado um grande apoio ao profeta quando  juntos acabaram com o culto a Baal e exterminaram todos os falsos profetas, trazendo a nação de Israel de volta para Deus. Parecia que nada era impossível para Deus. No entanto, horas depois, o valente profeta fugiu de uma única mulher. Imagine o efeito que o conhecimento disso causou sobre as milhares de pessoas que tinham acabado de voltar a adorar o poderoso Deus de Elias! 

Não há nenhuma maneira de saber o quão longe no deserto o profeta teria corrido ou mesmo se teria retornado caso Deus não tivesse intervindo.

O problema com a auto-piedade é que ela nunca melhora a nossa situação. Na verdade, ela pode prejudicar a nossa saúde causando depressão e stress.

Durante os primeiros dez versos nossos salmista se demora na auto-piedade referindo-se a si mesmo e aos seus questionamentos, mais de dez vezes. Felizmente ele tomou uma decisão muito importante nos versos 11 e 12: “Recordarei os feitos do Senhor; recordarei os teus antigos milagres. Meditarei em todas as tuas obras e considerarei todos os teus feitos”.

Ao demorar-se em Deus e seu poder, o abatimento do salmista termina. Ao meditar nas obras de Deus, ele é erguido acima de seus próprios problemas.

Gordon Christo

Índia

Texto original em: http://revivedbyhisword.org/en/bible/Psa/77

Traduzido por JDS/JAQ

Texto bíblico: Salmo 77 



Esdras 4 by Jeferson Quimelli
28 de maio de 2013, 0:00
Filed under: confiança em Deus | Tags: , ,

Resumo:

Inimigos atrapalham o trabalho em Judá. O comandante Reum e o secretário Sinsai escrevem uma carta ao rei dizendo que Jerusalém é uma cidade rebelde. O rei Artaxerxes ordena a paralização da obra, que só recomeça no segundo ano do reinado de Dario, rei da Pérsia.


Comentário devocional:

Deus triunfará no Grande Conflito

Cada vez que Deus começa uma reforma entre o Seu povo, o inimigo se opõe à obra de Deus. Isso acontece tanto na vida das pessoas, individualmente, quanto no movimento espiritual de Deus como um todo. Quando Zorobabel e o povo de Deus iniciaram o trabalho de reconstrução do Templo de Deus, Reum, o comandante persa local, e Sinsai, o escriba persa, começaram a trabalhar contra o povo de Deus, escrevendo uma carta para Artaxerxes, rei da Pérsia, deturpando o que estava acontecendo.


Como neste episódio, às vezes o trabalho de oposição parece triunfar e derrotar os que estão do lado de Deus. Mas mesmo que na aparência pareça que o povo de Deus está sendo derrotado, quem escreverá o último capítulo é Deus e neste capítulo está escrito que Seus servos e Sua vontade triunfarão! Ele fez isso com Daniel e os três rapazes hebreus em Daniel 3 e 6, na reconstrução do templo e dos muros de Jerusalém e também fará conosco: “E eis que estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos” (Mateus 28:20).


“Pai Celestial, ajuda-nos a confiar que quando você está do nosso lado, derrotaremos o inimigo.”


Pardon Mwansa

Vice-Presidente Geral

Conferência Geral

Trad/Adap – JAQ/GASQ


II Crônicas 18 by Jeferson Quimelli
6 de maio de 2013, 0:01
Filed under: fidelidade | Tags: ,


Comentário devocional:

Em toda a Bíblia o profeta Micaías é mencionado apenas nessa história, mas foi um grande homem. O ímpio rei Acabe queria lutar contra os sírios que ocupavam Ramote-Gileade (ver 1Rs 22.3) e o bom rei Josafá se juntou a ele imprudentemente. Josafá sugere, então, que busquem o conselho de Deus antes de irem à batalha. Acabe concorda e chama seus 400 profetas bem treinados.

“Sobe”, eles gritam em muito bem remunerado uníssono. “Deus a entregará em suas mãos!”

Josafá pede então por um verdadeiro profeta, alguém verdadeiramente conectado com Deus. Acabe finalmente manda chamar Micaías. Aqueles que o trazem sussurram: “É melhor que você só tenha palavras de encorajamento.”

As respostas de Micaías são uma inspiração para qualquer servo de Deus ainda hoje: “o que meu Deus disser, isso falarei” (v. 13). E, de fato, ele diz claramente ao rei Acabe: “Vi todo o Israel disperso pelos montes, como ovelhas que não têm pastor” (vers. 16). Ele profetiza a morte do rei Acabe.

Um dos falsos profetas bate-lhe no rosto. O rei de Israel manda Micaías para a prisão. Ele simplesmente responde: “Se voltares em paz, não falou o Senhor, na verdade, por mim. Disse mais: Ouvi isto, vós, todos os povos!” (versículo 27).

Coragem! Compromisso total com a verdade! Disposição de lutar sozinho! Mais do que isso, vemos a sua disposição de se opor a 400 falsos profetas, além de um rei, como um defensor do que é correto. Isto é o que Deus espera de você e de mim.

Será que algum dia alcançaremos essa grandeza moral Isso pode, sim, acontecer, se tivermos o corajoso Jesus em nosso coração hoje. Se isto acontecer, faremos a escolha pelo que é correto em cada pequena decisão que enfrentarmos.

Sejamos corajosos!


Pastor Scott Griswold

Recrutador de Missionários
Apoio a Projetos para o Sudeste da Ásia
Trad JAQ/GASQ/JDS


– – – – –

Texto bíblicoII Crônicas 18



I Crônicas 28 by Jobson Santos
17 de abril de 2013, 0:05
Filed under: liderança | Tags: , ,

Comentário Devocional: 

No ano quarenta do seu reinado, Davi convoca todos os líderes do reino para uma importante reunião. O rei estava com a saúde comprometida e alguns temiam que ele não pudesse comparecer pessoalmente, mas fortalecido pelo Espírito ele presidiu a reunião e proferiu palavras que se tornaram inesquecíveis.


As principais personalidades da nação compareceram ao evento. Os príncipes das tribos, os chefes militares, os administradores das propriedades reais, os filhos do rei, os chefes dos grupos de famílias e também os funcionários do palácio aguardavam expectantes os acontecimentos do dia.


O idoso rei pede apoio ao seu filho Salomão e conclama a todos para que se unam em prol da construção do templo. Com o coração cheio de emoção, Davi lembrou a todos que há muito tempo ele havia manifestado o desejo de construir um templo para o Senhor, mas Este o impedira. No entanto, alegremente, empreendera extensos preparativos para que a obra pudesse ser realizada por seu sucessor.


Davi sabia por amargas experiências que qualquer desvio do caminho correto é perigoso e conclama a todos para servir a Deus com um coração não dividido. “Tenham o cuidado de obedecer a todos os mandamentos do Senhor, o seu Deus, para que mantenham a posse dessa boa terra e a deem por herança aos seus descendentes para sempre” (1 Crônicas 28:8, NVI)


Salomão é relembrado que o rei não está acima dos demais seres humanos e somente receberá as bênçãos de Deus se O buscar com fervor. Com palavras diretas e objetivas Davi lhe diz: “O Senhor o escolheu para construir um templo que sirva de santuário. Seja forte e mãos ao trabalho!” (1 Crônicas 28:10, NVI)


O discurso de Davi alcançou os resultados esperados. Rei e liderados se uniram a fim de executar a tarefa a eles confiada. Nos primeiros anos de seu reinado, Salomão dedicou-se integralmente à tarefa de construir o templo do Senhor, apoiado pelos homens influentes da nação.


Feliz é a pessoa e a nação que descobre o propósito elevado para o qual veio a existência. Assim como Salomão tinha a sua missão especial, nós também temos a nossa. Pergunte a Deus o que Ele espera de você e depois dedique-se de coração a cumprir os sonhos de Deus para a sua vida e tenha certeza de que um futuro brilhante o aguardará!


Pai celestial, dê-me alegria e coragem para seguir o plano que Você planejou para a minha vida!

 

Jobson Santos

Rede Novo Tempo

Ministério da Oração

– – – – –

Texto bíblico: I Crônicas 28




%d blogueiros gostam disto: