Reavivados por Sua Palavra


Salmo 116 by Jobson Santos
1 de dezembro de 2013, 0:16
Filed under: Salmos | Tags: , , , , ,

Salmo 116 – Comentário devocional:

Introdução:

No meio de um grupo de salmos que convida todos a louvar a Deus, aparece um testemunho individual. […] Todos os que participam de um culto público tem de crer individualmente. Bíblia Shedd.

Comentário:

Este é um poema de agradecimento a Deus em resposta à experiências de orações respondidas e libertação pessoal (versos 1-2). As provações pelas quais o salmista havia passado quase o levaram a morte (v. 3). Ele entendeu que a sua vida fora preservada apenas pela misericórdia e graça de Deus. Também experimentou que o descanso genuíno é encontrado somente em confiar plenamente em Deus (v. 7). Esta confiança é do tipo que faz desaparecer a ansiedade e a inquietação (Mateus 11:29).

Em 2010, dirigi uma série de reuniões evangelísticas em uma das ilhas das Filipinas. Um dia antes da noite de abertura, numa manhã de Sábado, eu preguei uma mensagem sobre “A Libertação dos Cativos”. Quando estava concluindo o sermão, fui fortemente impressionado a fazer um apelo de entrega total a Deus, um apelo convidando as pessoas a se prepararem para o batismo. Não era comum fazer tal apelo antes da série evangelística começar. Mas se eu não seguisse a direção de Deus não encontraria descanso. Quando o apelo foi feito, um homem chamado Jaime, andou com agonia até o altar.

Jaime era o único sobrevivente de uma explosão a bordo de um navio mercante, alguns anos atrás. Ele ficara gravemente ferido devido aquele acidente quase fatal. Então começou a procurar respostas do porquê havia sobrevivido enquanto seus demais companheiros haviam perecido. Sua pesquisa o levou à palavra de Deus, que ele estava estudando com pessoas cristãs. Naquela manhã de sábado, Jaime estava passando em frente à nossa igreja quando foi atraído pelas canções de louvor e entrou. Em seguida, ele foi atraído pela mensagem de libertação. Foi então que as coisas começaram a fazer sentido para ele. Através dos cânticos de louvor e da mensagem bíblica de libertação, Jaime encontrou as respostas que procurava! Jaime foi batizado e passou a experimentar um novo propósito na vida. A última vez que ouvi falar dele, ele estava oferecendo alegremente seus sacrifícios de ação de graças e cumprindo diariamente suas promessas a Deus (v. 16-19) com alegria.

E você? Quando foi a última vez que tocou a vida de outras pessoas, através dos seus votos e sacrifícios de ação de graças? Peça a Deus que lhe abra oportunidades, hoje, de incentivar alguém a se aproximar dEle.

Jan Harry Cabungcal

Suíça

 

Texto original em: http://revivedbyhisword.org/en/bible/Psa/116/

Traduzido por JDS/JAQ

Texto bíblico: Salmo 116



II Crônicas 21 by Jeferson Quimelli
9 de maio de 2013, 0:00
Filed under: influência | Tags: ,

Comentário devocional:

A história de Jeorão neste capítulo se parece com uma das antigas tragédias gregas. Porém mesmo nessas histórias gregas a melancolia e desgraça não eram tão trágicas como lemos neste capítulo sobre Jeorão. Isto porque as tragédias gregas eram ficção, mas esta é uma história real, envolvendo carne e sangue, não somente papel e tinta.

Embora possamos considerar várias aspectos desta triste história, o que mais me chama a atenção é como o dano causado pelo pecado não se restringe apenas ao pecador. Esta história seria trágica o suficiente se considerássemos apenas o fim patético de Jeorão, uma morte dolorosa em que “seus intestinos sairam.” (v. 19 NVI). Porém o impacto do pecado quase nunca começa e termina somente com o pecador. Se o pecado, mesmo do mais humilde pode espalhar-se e magoar os outros (geralmente aqueles mais próximos de nós, e muitas vezes aqueles a quem mais amamos), pense em quão mais prejudicial é o pecado de pessoas em posições de poder e daqueles que tem uma influência abrangente.

Como podemos ver neste capítulo, a violência de Jeorão, ao matar todos os seus irmãos, e sua apostasia e idolatria, seguindo o exemplo de Acabe, em Israel, não trouxe dor só sobre si, mas sobre a sua família mais próxima e também sobre a nação de Judá. Como exemplo, citemos o assassinato de seis irmãos de sangue. Isto parece injusto. Mas ninguém nunca disse que o pecado era justo ou racional ou compreensível.

A história de Jeorão é um alerta para não seguirmos os caminhos de impiedade que ele seguiu. Supliquemos a Deus que faça de nós uma bênção em nossa família e em nosso círculo de influência e nos mantenha “irrepreensiveis” para o dia da Sua vinda (Judas 24). Que tenhamos a graça de ajudar o mundo a ver quão justo e amoroso é o nosso Deus. Já imaginou privilégio maior?

 

Justin McNeilus

Presidente

Geração Juventude para Cristo.

Trad JAQ/JDS


– – – – – – – –

Texto bíblicoII Crônicas 21

FonteBlog da Bíblia



II Crônicas 17 by Jeferson Quimelli
5 de maio de 2013, 0:01
Filed under: serviço | Tags: ,

Comentário devocional:

O rei Josafá “não buscou aos ídolos de Baal, mas procurou o Deus de seu pai e andou nos Seus mandamentos …. seu coração teve prazer nos caminhos do Senhor” (versículo 3,4 e 6 NKJV).

Que bela descrição do que um cristão deve ser!

“Andou” nos mandamentos de Deus significa atividade, portanto, muito além do que simplesmente professar com palavras. Ter “prazer nos caminhos do Senhor” é ainda mais profundo. Mostra o trabalho interior do Espírito Santo escrevendo a lei no coração até que seja uma alegria estar com Deus e fazer o que Ele requer.

Por isso “o Senhor confirmou o reino nas suas mãos, e todo o Judá deu presentes a Josafá” (v. 5). Deus tem prazer em abençoar seus filhos. A obediência a Deus freqüentemente traz o sucesso, assim como o bom favor das pessoas.  

Josafá removeu ainda mais ídolos, e no terceiro ano do seu reinado enviou líderes a toda Judá para ensinar o Livro da Lei do Senhor. Inimigos vizinhos sentiram o temor de Deus e não atacaram. Alguns deles ainda trouxeram presentes! Isso também é um exemplo de como podemos conduzir aqueles sob nossa influência para uma maior alegria ao compartilhar com eles os conselhos de Deus.

Encontre hoje alguma maneira de ser como um Josafá, servindo, ensinando, tendo prazer em Deus!

Pastor Scott Griswold

Recrutador de Missionários

Apoio a Projetos para o Sudeste da Ásia

Trad JAQ/GASQ/JDS


– – – – –

Texto bíblicoII Crônicas 17

FonteBlog da Bíblia



I Crônicas 28 by Jobson Santos
17 de abril de 2013, 0:05
Filed under: liderança | Tags: , ,

Comentário Devocional: 

No ano quarenta do seu reinado, Davi convoca todos os líderes do reino para uma importante reunião. O rei estava com a saúde comprometida e alguns temiam que ele não pudesse comparecer pessoalmente, mas fortalecido pelo Espírito ele presidiu a reunião e proferiu palavras que se tornaram inesquecíveis.


As principais personalidades da nação compareceram ao evento. Os príncipes das tribos, os chefes militares, os administradores das propriedades reais, os filhos do rei, os chefes dos grupos de famílias e também os funcionários do palácio aguardavam expectantes os acontecimentos do dia.


O idoso rei pede apoio ao seu filho Salomão e conclama a todos para que se unam em prol da construção do templo. Com o coração cheio de emoção, Davi lembrou a todos que há muito tempo ele havia manifestado o desejo de construir um templo para o Senhor, mas Este o impedira. No entanto, alegremente, empreendera extensos preparativos para que a obra pudesse ser realizada por seu sucessor.


Davi sabia por amargas experiências que qualquer desvio do caminho correto é perigoso e conclama a todos para servir a Deus com um coração não dividido. “Tenham o cuidado de obedecer a todos os mandamentos do Senhor, o seu Deus, para que mantenham a posse dessa boa terra e a deem por herança aos seus descendentes para sempre” (1 Crônicas 28:8, NVI)


Salomão é relembrado que o rei não está acima dos demais seres humanos e somente receberá as bênçãos de Deus se O buscar com fervor. Com palavras diretas e objetivas Davi lhe diz: “O Senhor o escolheu para construir um templo que sirva de santuário. Seja forte e mãos ao trabalho!” (1 Crônicas 28:10, NVI)


O discurso de Davi alcançou os resultados esperados. Rei e liderados se uniram a fim de executar a tarefa a eles confiada. Nos primeiros anos de seu reinado, Salomão dedicou-se integralmente à tarefa de construir o templo do Senhor, apoiado pelos homens influentes da nação.


Feliz é a pessoa e a nação que descobre o propósito elevado para o qual veio a existência. Assim como Salomão tinha a sua missão especial, nós também temos a nossa. Pergunte a Deus o que Ele espera de você e depois dedique-se de coração a cumprir os sonhos de Deus para a sua vida e tenha certeza de que um futuro brilhante o aguardará!


Pai celestial, dê-me alegria e coragem para seguir o plano que Você planejou para a minha vida!

 

Jobson Santos

Rede Novo Tempo

Ministério da Oração

– – – – –

Texto bíblico: I Crônicas 28




%d blogueiros gostam disto: