Reavivados por Sua Palavra


I Coríntios 16 by Jeferson Quimelli
30 de março de 2015, 1:00
Filed under: Cartas de Paulo | Tags: , ,

Comentário devocional:

Paulo encerra esta carta [ou epístola] com alguns planos práticos. Ele exorta os coríntios a prepararem e recolherem seus donativos no primeiro dia da semana para ajudar os crentes menos afortunados de Jerusalém (v 1-2). Enquanto alguns detalhes não são exatamente claros, como a razão da arrecadação dos donativos para Jerusalém, Paulo indica que, como cristãos, temos a responsabilidade de atendermos as necessidades uns dos outros.

Paulo planejava visitar os cristãos de Corinto. O verso 8 indica, entretanto, que ele, primeiro, passaria algum tempo em Éfeso, que foi, provavelmente, o início de sua estadia de três anos naquela cidade portuária da Ásia (ver Atos 20:31). Atos 19 registra algumas das provações e tribulações que Paulo enfrentou  enquanto trabalhava em prol dos crentes em Éfeso. 

Os versos finais da epístola (v 19-20) incluem saudações. Paulo tinha assistentes que escreviam em pergaminhos as cartas que ele ditava, mas ele considerou importante escrever a saudação pessoalmente, “de próprio punho” (v 21 NVI).

Resumindo sua epístola, no coração do último capítulo Paulo destaca o quanto ele se preocupava com cristãos de Corinto: “Estejam vigilantes, mantenham-se firmes na fé, sejam homens de coragem, sejam fortes. Façam tudo com amor”(v 13-14). 

Não importa quais sejam as dificuldades, o amor de Deus é a essência da vida cristã.

Michael W. Campbell, Ph.D.
Professor Assistente, Estudos Históricos / Teológicos
Instituto Adventista Internacional de Estudos Avançados



Texto original: http://revivedbyhisword.org/en/bible/1co/16/
Traduzido por JAQ/JDS
Texto bíblico: I Coríntios 16 
Comentários em áudio



Atos 18 by Jeferson Quimelli

Comentários devocional:

Corinto era “o mercado da Grécia.” A cidade foi construída em uma estreita faixa de terra [o Istmo de Corinto, que liga a parte norte à parte sul do país, o Peloponeso] onde todos os navios do leste e do oeste poderiam vir e realizar comércio. Todos das terras do norte e do sul trafegavam pela Grécia e também por Corinto. Sendo rica e cosmopolita, a cidade atraiu todos os tipos de pessoas. Era uma colônia de Roma, e por isso muitos cidadãos tinham nomes latinos, como Áquila e Priscila, Cláudio e Justus. A corrupção e a imoralidade em Corinto rivalizavam com seu mercado e comércio. A divindade principal era Vênus ou Afrodite, a deusa da beleza e do sexo. Mil sacerdotisas, prostitutas do templo, exerciam o seu comércio nas ruas da cidade todas as noites.

Quando Paulo foi a Corinto ele pensou muito sobre a sua experiência em Atenas. Ele estava indo para uma cidade igualmente cosmopolita e pagã como Atenas, porém menos sofisticada e mais imoral. Ele tomou uma decisão: iria se concentrar na cruz. Pregando na sinagoga, “seus ouvintes não podiam deixar de compreender que ele amava com todo o coração o Salvador crucificado e ressurgido.” Os Coríntios viram “que sua mente estava centralizada em Cristo, que toda a sua vida estava unida a seu Senhor.” (Atos dos Apóstolos, pp.247, 248). A maioria dos judeus rejeitou a mensagem da cruz, assim Paulo virou-se para os gentios (v.6). Ele começou a dar estudos bíblicos na casa de um romano, crente em Deus, e “dos coríntios que o ouviam, muitos criam e eram batizados.” (vv.7, 8 NVI).

Mas a cidade era tão imoral, tão voltada para o mal, que Paulo temia pelo tipo de igreja que esses crentes edificariam. Ele considerou mudar-se para “pastos mais verdes.” Foi quando Jesus interveio em nome dos Coríntios. Ele assegurou a seu servo, numa visão de noite, que tudo ficaria bem, e que Paulo deveria manter a pregação do evangelho, porque “muita gente nesta cidade” (v. 10 NVI) iria responder a seus labores. Paulo continuou lá por um ano e meio (v.11). Então, “uma grande igreja se alistou sob a bandeira de Cristo” naquele lugar (Atos dos Apóstolos, p.252).

Aqueles que trabalham para Deus encontrarão grandes desafios. O inimigo é poderoso. No entanto, Deus é maior e mais poderoso e ama infinitamente. Ele é capaz de salvar  “de um extremo a outro.” 

Nunca desista de fazer a vontade de Deus. Com Ele, todas as coisas são, de fato, possíveis. Depois da decepção em Atenas, e da falta de maturidade espiritual que era a perspectiva em Corinto, Deus usou os coríntios e os seus problemas para inspirar Paulo para escrever algumas das instruções mais importantes em todo o Novo Testamento.

Ron E. M. Clouzet
Diretor de Evangelismo do Instituto NAD
Professor de Ministério e Seminário Teológico da Universidade Andrews
Texto original: http://revivedbyhisword.org/en/bible/act/18/
Traduzido por GASQ/JAQ
Texto bíblico: Atos 18 
Comentário em áudio 



Atos 4 by Jeferson Quimelli
2 de fevereiro de 2015, 0:00
Filed under: coragem, cura, Espírito Santo, milagres | Tags: , , , , ,

Comentário devocional:

Infelizmente, quando milagres estão acontecendo, o diabo trabalha procurando parar as bênçãos. Por essa razão não demorou muito até Pedro e João serem presos pelos líderes religiosos da época e rudemente questionados, “Com que poder ou em nome de quem vocês fizeram isso?” (v. 7, NVI). Eles poderiam ter ficado com medo e respondido de forma a contornar a questão ou tirar o foco de Jesus. Afinal de contas, eles sabiam o que havia acontecido com Jesus. Ele fora crucificado! Mas eles não tentaram encobrir a verdade. Em vez disso, Pedro, com ousadia, respondeu: “saibam os senhores e todo o povo de Israel que por meio do nome de Jesus Cristo, o Nazareno, a quem os senhores crucificaram, mas a quem Deus ressuscitou dos mortos, este homem está aí curado diante dos senhores” (v. 10).

Se tivéssemos estado no lugar de Pedro, o que teríamos feito? Creio que a resposta a essa pergunta está na forma como lidamos com as pequenas provas hoje. Quando alguém questiona nossas crenças, nosso estilo de vida, ou nossa fé, tentamos esconder o fato de que somos cristãos adventistas do sétimo dia, ou aproveitamos a oportunidade para compartilhar com ousadia a respeito do nosso Senhor e Salvador e as verdades de Sua Palavra?

Está chegando a hora em que todos os cristãos fiéis serão levado aos tribunais por causa de sua fé. Na verdade, muitos de nossos irmãos ao redor do mundo já estão experimentando este tipo de provação. Mas a Bíblia nos diz: “Amados, não se surpreendam com o fogo que surge entre vocês para os provar, como se algo estranho lhes estivesse acontecendo. Mas alegrem-se à medida que participam dos sofrimentos de Cristo, para que também, quando a sua glória for revelada, vocês exultem com grande alegria” (1 Pedro 4:12, 13, NVI).

Em Mateus 10:32 somos lembrados das palavras de Jesus: “Quem, pois, me confessar diante dos homens, eu também o confessarei diante do meu Pai que está nos céus” 

O objetivo da nossa vida deve ser esse: obter a aprovação de Deus e não dos homens. Portanto, não importa o que aconteça, seja fiel a Deus hoje!

Melody (Melodious Eco) Mason
Líder do Ministério de Oração ARME

 

Texto original: http://revivedbyhisword.org/en/bible/act/4/
Traduzido por JDS/JAQ
Texto bíblico: Atos 4
Comentário em áudio



João 16 by Jeferson Quimelli

Comentário devocional:

Jesus estava indo embora! Os discípulos estavam aterrorizados. Sua presença trouxe-lhes a paz e Ele prometera mais ainda desta paz (Jo 14:27). Estar com Ele e conhecê-Lo era a primeira prioridade deles (Mc 3:14) para que pudessem fazer as obras de Deus (Jo 6:28,29). Então, Ele anuncia: “virá o tempo quando quem os matar pensará que está prestando culto a Deus” (v 2 NVI). Ele também disse: “Agora … vou para aquele que me enviou” (16:5a NVI). Imagine a frustração e confusão dos discípulos! Ele irá embora enquanto eles têm de ficar e serem mortos!

Jesus comunica aos discípulos a próxima fase do plano: enviar a eles um “Advogado”, ou um “Consolador.” O palavra grega, Parakletos, significa “aquele que vem para estar junto”. E isto deveria ser para o bem dos discípulos (v. 7). Eles ainda não estavam convencidos? Jesus diz: “Tenho ainda muito que lhes dizer, mas vocês não o podem suportar agora” (v 12 NVI). O quê, Senhor, será que entendemos corretamente? O Senhor acaba de nos dizer que as pessoas tentarão nos matar em nome de Deus e o Senhor não ficará conosco? Tente imaginar o que os discípulos devem ter sentido naquele momento.

Todos nós temos aqueles momentos de frustração e confusão a respeito dos planos de Deus E isto pode ser muito desgastante. Como você lida com isso? A sua fé se enfraquece ou você se achega a Jesus mais fortemente do que nunca?

Se praticarmos a fé nos pequenos desafios da vida, Deus nos prepara para as provas maiores que virão ao nosso caminho. As dificuldades estão acontecendo em sua vida agora? Você está firmemente ligado a Jesus? 

O Espírito Santo está com você, se esta é a sua vontade e seu pedido. O Pai dará tudo o que pedirmos em nome de Jesus. Jesus diz: “Meu Pai lhes dará tudo o que pedirem em meu nome. … Peçam e receberão, para que a alegria de vocês seja completa.” (vv 23-24).

Jesus prediz que os discípulos iriam se dispersar, mas diz: “Eu lhes disse essas coisas para que em mim vocês tenham paz. Neste mundo vocês terão aflições; contudo, tenham ânimo! Eu venci o mundo” (v 33 NVI).

Você tem algum problema? Anime-se, receba a paz, seja ungido pelo Espírito ungido, e segure-se firme a Jesus, pois Ele venceu o mundo!

Christopher Bullock
Pastor em Atlanta, Georgia
Estados Unidos da América

 

Texto original:  http://revivedbyhisword.org/en/bible/jhn/16/
Traduzido por JAQ/JDS
Texto bíblico: João 16 
Comentário em áudio 



Isaías 37 by Jobson Santos
2 de abril de 2014, 0:03
Filed under: oração | Tags: , , , ,
Comentário devocional:
Após receber aquela mensagem cheia de insultos do rei Senaqueribe apresentada pelo seu porta-voz Rabsaqué, pode-se imaginar a angústia na corte de Jerusalém. De fato, o rei Ezequias rasgou suas vestes e se cobriu de saco. No entanto, ao invés de tentar reunir seu exército ou buscar ajuda nos homens sábios do mundo, ele buscou a Deus.
Mais uma vez Rabsaqué procurou assustar Ezequias através de uma carta blasfema (verso 14). Entretanto essas táticas de pressão fizeram o rei Ezequias apegar-se ainda com mais força ao Senhor. Esta deve ser uma lição para nós hoje, quando confrontados com alguma dificuldade, grande ou pequena.
Eu amo a oração de Ezequias e a maneira tão significativa como ele começa sua oração: “Senhor dos Exércitos, Deus de Israel, cujo trono está entre os querubins, só tu és Deus sobre todos os reinos da terra. Tu fizeste os céus e a terra” (v. 16 NVI). Ao mencionar que Deus habita entre esses dois querubins, Ezequias está lembrando a Deus que Ele é um Deus de misericórdia. Ele também está reconhecendo que Deus não é apenas um grande Deus, mas o único Deus e Ele é o governante de todos os reinos da terra, assim como o criador do mundo. Assim, não seria grande coisa para ele lidar com o Rei Senaqueribe e seu exército assírio.
A oração de Ezequias continua: “Ouça Senhor, abra os olhos. Vês o que eles estão dizendo contra Ti? É verdade, eles já destruíram muitas nações. Mas essas nações confiavam em deuses de madeira e pedra. Não és como esses deuses. Ouve a minha oração e livra-nos de tal forma que todas essas nações (tanto a Assíria quanto as nações que destruíram) possam ver que Tu és o único Deus verdadeiro e o único Deus que pode nos livrar.” (Minha paráfrase dos versos 16-20).
Como poderia Deus não responder a tal pedido? O Salmo 50:15 nos diz: “Clame a mim no dia da angústia; eu o livrarei, e você me honrará” (NVI). E foi exatamente isso o que Deus fez, Ele libertou Jerusalém. Em Isaías 36:36, vemos que o Anjo do Senhor, sozinho, destruiu 185.000 soldados do exército assírio. O rei Senaqueribe voltou para casa envergonhado e,  não muito tempo depois, foi morto pelos próprios filhos (v. 38).
Quando confrontados por dificuldades ou desafios insuperáveis, a oração deve ser sempre a nossa primeira linha de defesa. Assim como o rei Ezequias apresentou aquela carta ameaçadora diante do Senhor, nós também devemos apresentar nossas cargas (grandes e pequenas) diante do Senhor e reivindicar Suas promessas.
“Exponde continuamente ao Senhor vossas necessidades, alegrias, pesares, cuidados e temores. Não O podeis sobrecarregar; não O podeis fatigar. Aquele que conta os cabelos de vossa cabeça, não é indiferente as necessidades de Seus filhos. … Levai-Lhe tudo quanto vos causa perplexidade. Coisa alguma é demasiado grande para Ele, pois sustém os mundos e rege o Universo. Nada do que de algum modo se relacione com a nossa paz é tão insignificante que o não observe. Não há em nossa vida nenhum capítulo demasiado obscuro para que o possa ler; perplexidade alguma por demais intrincada para que a possa resolver.” Caminho a Cristo, p. 100.
= => Convite: Aproveite e apresente a Deus o seu pedido ou agradecimento no site www.euoro.com.br.
Melodious Echo Mason
EUA

 

Texto original em: http://revivedbyhisword.org/en/bible/isa/37/

Traduzido por JAQ/JDS

Texto bíblico:  http://biblia.com.br/novaversaointernacional/isaias/is-capitulo-37/



%d blogueiros gostam disto: