Reavivados por Sua Palavra


Zacarias 8 by Jobson Santos
22 de outubro de 2014, 0:13
Filed under: acontecimentos finais | Tags: , , , , ,
Comentário devocional:

A frase “o Senhor dos exércitos” aparece 18 vezes nesse capítulo. “Exércitos” representam miríades de anjos, e a frase quer dizer que o Senhor é poderoso para governar sobre todo o universo. Podemos ter confiança nEle e em Sua Palavra!

Este capítulo foi escrito enquanto eles estavam reconstruindo o templo depois do exílio (v. 9). Zacarias está descrevendo como será a condição após o povo de Israel retornar a Jerusalém. Eles irão desfrutar de segurança e abundância. Como resultado do Seu profundo anseio pelo bem estar do seu povo, Deus diz que Jerusalém será chamada a cidade da fidelidade (v. 3). Eles não haviam sido fiéis no passado, mas o desejo de Deus é de que agora eles sejam fiéis. A paz e a alegria que o Senhor queria lhes conceder é algo fabuloso.

O profeta sugere algumas condições para isso. O Senhor instrui gentilmente as pessoas a respeito de como elas devem agir para desfrutar de Suas bênçãos na terra restaurada: devem falar a verdade ao próximo, realizar julgamentos justos nas cortes e não maquinarem o mal contra seus companheiros (v. 16 e 17).

Fortaleçam as mãos para reconstruírem a cidade e o Templo. Não tenha medo (v. 13 e 15). Eu serei o seu Deus e vocês serão o meu povo. Coisas que parecem impossíveis aos olhos dos seres humanos, poderão ser feitas pelo poder do Senhor dos exércitos.

Apesar de todas essas promessas animadoras, de alguma forma, o povo que retornou para a terra de Israel não cumpriu as condições estipuladas pelo Senhor, e os olhos do profeta agora se movem do período de construção do segundo templo para o povo remanescente do tempo do fim.

Zacarias vê as pessoas buscando os mensageiros do tempo do fim. Muitas pessoas virão ao Senhor de diferentes cidades e países, buscando a Sua graça e salvação. Aquilo que o antigo Israel não cumpriu, nós seremos capazes de realizar, pelo poder do Seu Espírito. Estas pessoas vêm para ouvir sobre a “verdade presente”, que está sendo pregada pelo remanescente fiel. Dez pessoas de diferentes nações irão nos procurar e expressarão o desejo de seguir com a gente, porque ouviram dizer que Deus está conosco.

Tal visão brilhante está esperando a nossa fidelidade para alcançar o seu cumprimento. Queremos fazer parte da visão que Zacarias teve. Queremos ser fiéis ao nosso Senhor. Amém.

Sook-Young Kim
Universidade Nacional de Kyungpook
Coréia do Sul

Texto original: http://revivedbyhisword.org/en/bible/zec/8/

Traduzido por JDS

Texto bíblico: Zacarias 8

Comentário em áudio



Zacarias 7 by Jobson Santos
21 de outubro de 2014, 0:06
Filed under: obediência | Tags: , , , , ,
Comentário devocional:

A palavra de Deus tem poder. Ela tem o poder de revelar a nós o próprio Deus. Ela tem o poder de nos encorajar e confortar quando estamos abatidos. A palavra de Deus tem o poder de nos mostrar como realmente somos e de nos inspirar a sermos diferentes.

No entanto, se endurecemos nossa coração como uma pedra, eventualmente, a palavra de Deus não poderá alcançar-nos. Este foi o problema do antigo Israel. Se nos recusarmos a valorizar a lei de Deus e a ouvir os Profetas que nos foram dados pelo Espírito do Senhor (Zacarias 7:11-12), as consequencias serão de nossa inteira responsabilidade.

Este capítulo começa com a palavra do Senhor vindo a Zacarias. Isto aconteceu no quarto ano do rei Dario, que foi 518 aC, dois anos antes da reconstrução do Templo ter sido concluída. Essa estrutura não era tão bonita quanto a antiga, então as pessoas foram perguntar a Zacarias se deviam continuar chorando como vinham fazendo durante os 70 anos em que estiveram exiladas na Babilônia. Zacarias os faz retornar em pensamento 70 trás, e mostra-lhes que foi condição moral daquele tempo que trouxe a destruição do Templo e fez com que eles fossem levados cativos.

Eles não estavam seguindo as instruções de Deus. Eles eram injustos em seus julgamentos, eles não demonstravam solidariedade e compaixão para com o seu povo, e oprimiam os necessitados. Deus os havia advertido por meio dos profetas, a não planejarem o mal contra seus irmãos, mas eles não deram ouvidos.

Quando lemos acerca dessa situação no passado, ficamos indignados com o comportamento deles. No entanto, a descrição é muito semelhante ao que está acontecendo ao nosso redor hoje. Podemos imaginar a profunda ira de Deus e o Seu sofrimento.

Então Deus pergunta nos versos 5-6: Quando você jejuava e chorava, você fazia isso para mim? Quando você comia e bebia, não era para si mesmo? (Compare com 1 Coríntios 1:31, onde Paulo diz: “Portanto, quer comais, quer bebais ou façais outra coisa qualquer, fazei tudo para a glória de Deus”, ARA) Quais são os motivos que nos levam a ação? É, realmente, a nossa gratidão ao Senhor, que se entregou até a morte pela nossa redenção? Ou, lá no fundo do coração, o que nos motiva é a busca de nossos interesses, mesmo quando participamos de cultos e atividades religiosas?

Ao refletirmos sobre a mensagem de Zacarias, chegamos a conclusão de que é hora de retornarmos para Deus. Voltemo-nos para o Senhor com um espírito contrito. Busquemos ao Senhor com sinceridade e Ele nos ouvirá.

Sook-Young Kim
Universidade Nacional de Kyungpook
Coréia do Sul

 

Texto original: http://revivedbyhisword.org/en/bible/zec/7/

Traduzido por JDS

Texto bíblico: Zacarias 6 http://biblia.com.br/novaversaointernacional/zacarias/zc-capitulo-7/

Comentário em áudio http://vod.novotempo.org.br/mp3/Reavivados/Reavivados21-10-2014.mp3



Sofonias 2 by Jobson Santos
11 de outubro de 2014, 0:15
Filed under: Juízo | Tags: , , , ,
Comentário devocional:

No início do capítulo dois o profeta Sofonias enfaticamente pede ao seu povo para que se unam. Ele usa a expressão ANTES QUE três vezes no versículo 2, referindo-se à urgência do assunto. Ele enfatiza que o dia do Senhor está bem próximo, e portanto ele exorta as pessoas a se voltar para o Senhor, porque senão elas terão que sofrer as consequências da ira divina.

Em seguida, três vezes, o profeta convida o povo a BUSCAR o Senhor. “Busquem o Senhor, todos vocês, os humildes da terra, vocês que fazem o que ele ordena. Busquem a justiça, busquem a humildade” (v. 3, NVI). Fazer isto não é fácil quando a palavra do Senhor apresenta um caminho diferente daquele que desejamos seguir. Podemos pensar em situações em nossas vidas quando alguém estava realmente chateado conosco e tivemos que procurá-lo, a fim de resolver o problema. Portanto buscar o Senhor, quando Sua palavra está contra nós, requer uma fé forte e um conhecimento pessoal de um Deus amoroso que não irá se distanciar de nós, se o buscarmos com sinceridade. Isso nos faz lembrar de Jacó que se apegou a Deus até que o Senhor finalmente o abençoou.

É interessante notar que juntamente com essas palavras fortes do profeta há sinais de esperança. No versículo 7 e 9, o profeta apresenta um remanescente que será o proprietário da terra e experimentará a paz de ter Deus cuidando deles. A característica deste remanescente é a sua humildade e a sua obediência. Esta humildade está em oposição com a arrogância das nações mencionadas previamente por Sofonias.

A humildade é uma característica dos grandes personagens da Bíblia. Podemos pensar em Moisés, a quem a Bíblia denomina o homem mais humilde que já viveu na terra (Nm 12:3). A humildade, segundo a Bíblia, é uma das principais qualificações para a liderança.

Deus sabe que haverá uma chance para o seu povo e que a salvação do povo irá acontecer se eles estiverem dispostos a humilhar-se diante de Deus e entre sí. Ao ligar humildade com justiça, Sofonias deixa claro que a verdadeira humildade está sempre ligada à justiça social.

A cura de igrejas, sociedades e comunidades só é possível através da humildade perante Deus (2 Cr. 7:14) e de uns para com os outros. Portanto, busquemos ao Senhor com humildade e retidão, para que possamos estar protegidos quando Ele vier.

 

Norbert Zens

Tesoureiro da Divisão Europeia

Texto original: http://revivedbyhisword.org/en/bible/zep/2/

Traduzido por JDS

Texto bíblico: Sofonias 2

Comentário em áudio

 



Salmo 82 by Jeferson Quimelli
28 de outubro de 2013, 0:00
Filed under: Salmos | Tags: , , ,

Comentário devocional:

O primeiro verso deste Salmo evoca a imagem de um tribunal. Deus preside a grande assembléia e profere o veredito. Curiosamente, são os juízes de Israel, que estão sendo acusados. O Justo Juiz repreende os juízes por favorecer os ímpios, e implora a eles para que protejam as necessidades e os direitos daqueles que são indefesos.

Ao ler a advertência divina para que se defendam os órfãos e os fracos e para que se resgatem os necessitados, meus pensamentos são levados até o tempo da vida de Jesus e Seus ensinamentos.

Lucas nos diz: “Ele foi a Nazaré, onde havia sido criado, e no dia de sábado entrou na sinagoga, como era seu costume. E levantou-se para ler. Foi-Lhe entregue o livro do profeta Isaías. Abriu-o e encontrou o lugar onde está escrito: ‘O Espírito do Senhor está sobre mim, porque Ele me ungiu para pregar boas novas aos pobres. Ele Me enviou para proclamar liberdade aos presos e recuperação da vista aos cegos, para libertar os oprimidos e proclamar o ano da graça do Senhor’”(Lucas 4:16-19 NVI).

Este mesmo Jesus que aconselhou seu povo nas Escrituras do Antigo Testamento agora mostra através do exemplo de Sua vida sem pecado como tratar os indefesos, as viúvas e os órfãos, e os pobres. 

Eu vejo Jesus carinhosamente defender a viúva que deu somente duas moedinhas de oferta. Eu vejo Jesus acenando para as crianças enquanto ordena aos discípulos: “Deixem vir a Mim as crianças.” Eu vejo Jesus olhando para baixo, para Sua mãe de coração partido e confiando-a aos cuidados de João. 

Que belas demonstrações de amor! Exemplos de como Jesus tratava as pessoas e como Ele quer que as tratemos. 

Kimberly Bobenhausen
Estados Unidos



Texto original em: http://revivedbyhisword.org/en/bible/Psa/82

Traduzido por JAQ/GASQ

Texto bíblico: Salmo 82 



Salmo 12 by Jobson Santos
19 de agosto de 2013, 0:32
Filed under: Salmos | Tags: , , , ,

Comentário devocional:

Eu gosto quando boas coisas são ditas sobre mim. Gosto de receber elogios por uma aula bem dada, um evento em que ajudei ou algumas roupas novas que estou usando. No entanto, este Salmo me lembra que a bajulação é sedutora, e pode ser falsa e corruptora.

Devemos, sim, falar palavras encorajadoras àqueles que estão ao nosso redor, o mundo está cheio demais de pessoas que desencorajam aos demais. Mas, às vezes, nossas afirmações mútuas nos impedem de fazer no mundo o bem que Deus nos chamou para fazer.

O Salmo 12 contrasta a lisonja com o trabalho de ajudar os pobres e necessitados. Tenho descoberto que quando minha consciência me diz que tenho pensado muito em meus planos materialistas e devo fazer mais para Deus, algumas vezes meus irmãos cristãos me dizem que está tudo bem. Quando nos contentamos em ficarmos dando tapinhas nas costas uns dos outros ao invés de nos indignarmos com a exploração dos pobres à nossa volta, algo está errado.

Querido Deus, ajuda-me a abrir mão de alguns confortos e a sacrificar um pouco do meu tempo a fim de trabalhar em prol da justiça, em benefício dos menos favorecidos!

 

Lisa Clark Diller

Diretora do Departamento de História e Ciências Políticas

Southern Adventist University

Estados Unidos

 

Traduzido por JDS

 

Texto original em: http://revivedbyhisword.org/en/bible/Psa/12/

Texto bíblico: Salmo 12

 




%d blogueiros gostam disto: